1. Spirit Fanfics >
  2. Bored >
  3. .desperdício

História Bored - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - .desperdício




O vento gélido do outono se fazia presente naquele fim de tarde em que o casal ocupavam dois balanços em uma pracinha vazia, o som das folhas voando pelo local era perfeitamente audível ao que nenhum dos dois proferida quaisquer palavras. O garoto de cabelos róseos achava o momento agradável, a presença do outro trazia um calor indescritível em seu peito – conseguia lhe aquecer melhor do que seu sobretudo cinzento. O sol já estava se pondo e dando lugar a faixas alaranjadas e roxas no céu, e, ao olhar a face seu companheiro para contempla-la em meio a beleza daquele dia, foi como o inverno tivesse chego mais cedo.

— O que foi? — Perguntou sutilmente. Ao estender a mão na tentativa de arrumar alguns fios rebeldes do mais velho, teve como resposta o mesmo evitando o contato de sua mão, afastando-se de si. — Aren?

— Deve ter entediante para você, não é? — O olhar que apenas Kusuo sustentava até o momento fora retribuindo, carregando junto consigo um sorriso cínico. — Por que você aparenta nunca sentir algo quando está comigo, Kusuo? — A frase era visivelmente carregada de sentimentos os quais Saiki não sabia ao certo o que eram e como deveria lidar com aquilo, então manteve-se quieto por mais alguns instantes, na tentativa de obter uma explicação. — Nos conhecemos há anos e namoramos já tem tempo... Mas por quê eu sinto que nunca vai ter qualquer iniciativa vindo de você, se não você me xingando? Por que não me beijar por conta própria uma vez sequer?

O mais novo poderia descrever tal momento como uma nevasca tendo seu início enquanto caminhava em direção a sua escola; a áurea de Aren era tão gelida quanto. A expressão que o garoto carregava era, de certa maneira, dolorosa. Queria vê-lo sorrindo, contudo não sabia como dize-lo.

Era naquele momento em que Kusuo então percebeu os traumas que seus relacionamentos passados deixaram cravados em si, lhe afetando nos dias atuais, em suas tentativas de ser feliz junto à alguém. Sentia-se sujo por não saber como demonstrar carinho a não ser chamando o namorado por palavrões, vez ou outra batendo nele por brincadeira — para si, aquilo era afeto; era sua maneira de demonstrar que sentia-se confortável o suficiente com o outro para ser si próprio, levemente desleixado ao que o amava incondicionalmente.

Sua respiração estava bagunçada, ora esvaziando rapidamente seus pulmões, ora permanecendo nos mesmos por quase minutos. O olhar que Kuboyasu dirigia a si falava por si só: ele esperava que falasse algo que o contrariasse, contudo, nada saia. Sua cabeça estava confusa assim como seu corpo, as mãos gesticulando aleatoriamente em meio ao silêncio e suas orbes procurando algum lugar para olhar e concentrar-se no objetivo de se opor a acusação feita.

A mão do arroxeado tocou seu rosto, os dedos estavam frios embora a palma estivesse quente. Kusuo sentiu-se acolhido por meros segundos, até Aren pronunciar-se novamente: — É um desperdício você manter essa expressão ao invés de esboçar um sorriso, eu o vi poucas vezes, mas posso garantir que é lindo. Também é uma pena que eu não vá mais vê-lo. — E então sorriu, afastando a própria mão em seguida.

O elogio feito lhe trouxe borboletas no estômago, assim como todas e quaisquer vezes em que flertes foram realizados em sua direção, mas tocou-se sobre o restante da frase e ponderou sobre tal.

— O que? — Fora a única coisa que deixou sua boca antes de sua última visão de Kuboyasu serem suas costas em um moletom preto, indo embora do gramado o qual estavam. O de cabelos róseos nunca iria pensar que assistir o mais velho ir embora juntamente do sol iria ser tão melancólico.

E então, Kusuo chorou. E mais uma vez, culpou-se por não saber demonstrar afeto.




Notas Finais


é só um desabafo que eu precisava fazer. eu sou o saiki. kuboyasu são as pessoas dos meus futuros relacionamentos me deixando. that's it, i hate my entire life.

são 05h da manhã, talvez eu precise dormir e de terapia.

não revisei então deve estar uma porcaria como sempre.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...