História Borrowed Time - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Ashley Benson, Chord Overstreet, Emilia Clarke, Homem de Ferro (Iron Man), Homem-Aranha, Homem-Formiga, O Incrível Hulk, Os Vingadores (The Avengers), Quarteto Fantástico, X-Men
Personagens Anthony "Tony" Stark, Ben Grimm (O Coisa), Carol Danvers (Miss Marvel / Capitã Marvel), Dr. Leonard Samson (Sansão), Edwin Jarvis, Henry "Hank" Pym, James "Logan" Howlett (Wolverine), James Rupert "Rhodey" Rhodes, Janet Van Dyne (Vespa), Johnny Storm (Tocha Humana), Luke Cage, Maria Hill, Mary Jane Watson, May Parker, Mulher-Aranha, Mulher-Hulk (Jennifer Walters), Personagens Originais, Peter Parker (Homem-Aranha), Reed Richards (Sr. Fantástico), Sam Wilson (Falcão), Simon Williams (Magnum), Steve Rogers, Susan "Sue" Storm (Mulher Invisível), Tigresa (Greer Grant Nelson)
Tags Amor, Ao3, Ao3 Br, Casais Marvel, Crack Shipps, Crackshipps, Drama, Guerra Civil, Homem De Ferro, Jank, Jennitony, Os Vingadores, Romance, Shipper, Shipps, Tony Stark, Tudo Culpa Da Paola
Visualizações 43
Palavras 1.446
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Luta, Poesias, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Já é a terceira fic que uso esse gif kkkkkkkkkk
d e s c u l pa

Boa leitura!

Capítulo 12 - Terceiro Ato - Conflagração. lV de lV


Fanfic / Fanfiction Borrowed Time - Capítulo 12 - Terceiro Ato - Conflagração. lV de lV

Era uma vez o homem cheio de culpa

Tony Stark

Oito meses atrás

Mansão Pym

Mais uma festa, mais um brinde. Bill estava como DJ. Com um largo e bondoso sorriso no rosto dedicou a música All My Love do Led Zeppelin a mim e minha doce criança. Peguei-a pela cintura e assim começamos a dançar:

De todo meu amor, todo meu amor

Oh, de todo meu amor para você, agora

De todo meu amor, de todo meu amor

Sim, de todo meu amor para você, criança

– Acredita que é de todo o meu amor? – questionei-a.

– Acredito porque você é todo o meu amor, Tony!

Três dias atrás

Enterro do Bill Foster

– Ele está sendo enterrado como um herói porque ele é. Acho que nunca vou me perdoar.

– Bill não merecia isso. – Jennifer disse ainda chorando.

– É uma pena que a gente não tenha conseguido diminuí-lo. – Hank comentou.

– Me sinto mais aliviado por estar arcando com as despesas do funeral. É o mínimo que poderia fazer. – respondi.

Happy me chamou, apontou para a Sra. Sharpe que estava bem atrás de nós.

– Senhor Stark, fique tranquilo. Não vim trazer mais problemas. Sei que vocês perderam muito apoio da comunidade heróica. Só estou aqui para dizer o que penso. Golias sabia o que estava fazendo. Ele desobedeceu a uma lei com finalidade de salvar vidas. Se estivesse no registro ainda estaria vivo. Você não pode se sentir culpado por isso! Assim como um policial que atira num bandido que apontou a arma pra ele também não deve sentir culpa. Quero que fique com isto. – me entregou um boneco do Homem de Ferro. – Era o brinquedo favorito do meu filho. Um pequeno presente para sempre te lembrar pelo que está lutando.

Torre Stark

Presente momento

– O quê?! Janet, Sue e Johnny se juntaram ao Capitão?! Eu não acredito!

– Dá pra parar de gritar? – Jennifer indaga. – Você sabe que odeio gritos!

– Não dá não, Dra. Walters! – continuo no mesmo tom. – Sabia disso?

– Sabia. – responde despreocupada. – Vai mandar o clone do Thor me matar também? Você é louco! Eu ainda não acredito que tinha mechas de cabelo do Deus do Trovão guardadas numa gaveta!

Respiro fundo, conto simultaneamente até dez.

– Por que está fazendo isso?!

– Porque não posso perder você! Acha que estou feliz com a morte do Bill? Acha mesmo?! Como não consegue ver que abri meu coração para esse Tratado? Jennifer, estou fazendo isso com todo o meu amor! Acredita que é de todo o meu amor?

– Não. – levanta. – Quando parar de gritar, me avise.

[...]

Caí no sono após chorar pela discussão. Acordo com Danvers me avisando que Cassie trouxe Falcão Noturno para assinar o registro. Perdemos três, ganhamos um. Ainda estamos em desvantagem. Respondo a Capitã através do comunicador que tem permissão de assumir.

Levanto, visto o casaco para me desculpar com minha garota favorita. Quando estou chegando à porta, Peter abre-a. Nem me dá chance de falar, apenas grita:

– Estou deixando esse Tratado ridículo!

– O quê?! – respondo no mesmo tom. – Está agindo feito um lunático desde o enterro do Golias. Por que não conversa como um adulto e deixa de ser moleque?!

– Vamos conversar como adultos! – debocha, tira a máscara. – Espera um minutinho só pra eu gritar com a Mary Jane. Aí vou ficar igualzinho a você e sua santíssima trindade.

– O que está dizendo, garoto?!

– Ué. – ri. – Os homens que gritam com as mulheres, os três maiores gênios da atualidade. De quem será que estou falando? A santíssima trindade é você, Reed e Hank! Olha só. – aponta o dedo pra mim. – Não me importo de trabalhar pra S.H.I.E.L.D. mesmo com a marrenta da Maria Hill como diretora. Agora, vocês matarem o Bill e planejarem prender outros heróis na Zona Negativa eu não engulo! Você passou dos limites, Tony!

– Precisa me ouvir! Bill era meu amigo, estou sofrendo tanto quanto qualquer outro. Não vamos deixar com que outros morram. A Zona Negativa é temporária, confie em mim. Se colocarmos os fugitivos numa cadeia comum, estes fugirão em cinco minutos ou menos. Acha mesmo que vai conseguir ter uma vida normal depois disso? Não se trata apenas de você! Como fica sua esposa e tia?

Ele me ataca com um grande soco, algo que eu realmente não esperava. Revido aos seus ataques como posso, tento alertá-lo que estou fazendo de tudo para que o final disto seja o melhor possível. Chego a confessar que o tenho como um filho. Ele continua a me bater, consegue me dar uma bela rasteira.

– Estou decepcionado com você, Peter!

– Não mais decepcionado do que estou comigo mesmo, Sr. Stark.

Ele foge, fico inerte. Curto minhas lágrimas por alguns segundos, até que a voz de Hill começa a dizer pelo comunicador:

– Acabei de saber que o Aranha desertou. Continue na área, estou chamando reforços para detê-lo.

– Não! – brado entre lágrimas. – Deixe-me falar com ele. Preciso falar com ele!

– Pedido negado.

[...]

Já é madrugada quando vou até minha suíte, continuo totalmente desnorteado. Para minha infelicidade, encontro Jennifer fazendo as malas.

– Ainda te amo. – sussurro.

– Sabe aqueles vilões que a Hill recrutou ontem? Ela mandou quinze deles pra bater no Aranha. Se você realmente tinha-o como filho, tenho certeza que está agindo até pior que seu pai. – desvia o olhar. – Como pode aprovar tudo isso? Você não é mais o homem que me apaixonei!

– Minha doce criança, eu...

O comunicador vibra, seguido disso, Tigresa avisa que o Demolidor acaba de ser preso.

– Pode me esperar um minuto?

Ela não responde. Repito que a amo porque imagino que ela não estará ali quando eu voltar.

Penitenciária de Ilha Ryker

Uso da armadura para chegar rapidamente.

Demolidor é levado em silêncio, tento dialogar com ele. Peço que Reed, Tigra e os agentes parem e o coloquem de frente para mim. Eles obedecem, mas o herói permanece de cabeça baixa.

– Você tem que entender o porquê disto tudo! Não estou feliz em caçá-los. Não estou feliz em prendê-los! Nossa ideia é formar cinquenta super-equipes espalhadas pelos cinquenta estados!

– É o próximo passo da evolução super-humana! – Richards completa. – Estamos trabalhando nisto há meses. Admiramos você, Demolidor. Se junte a nós!

– Ninguém quer prender você! – Tigresa grita. – Colabore conosco!

Ele continua sem responder. Um dos agentes da S.H.I.E.L.D. avisa que ele não falou quase nada desde que foi preso. Contudo, eles encontraram uma moeda de prata que o herói disse ser destinada a mim.

– Um dólar de prata?! 

– Ao que parece agora você tem trinta e uma moedas de prata, não? – finalmente diz algo. – Durma bem, Judas!

Torre Stark

"Querido Tony,

Usarei da canção que chamamos de nossa para expor minha opinião. Deixo bem claro que estou escrevendo essa carta e fugindo como uma covarde porque não suporto mais ouvir seus gritos. Então, parafraseando a música de Led Zeppelin, questiono: Deveria eu me perder do amor, meu fogo na luz para perseguir uma pena ao vento? Não, eu não deveria. Não posso abrir mão do meu amor altruísta para manter nosso amor romântico.

Por tantas horas e dias que passam tão rápido, e os corações que machucamos com este tratado. As marés carregadas com sua soberba fizeram a chama diminuir. Será isso o fim ou apenas o começo? Quantos mais terão de morrer para você notar que também está errado? Como advogada, posso dizer que nem sempre estar ao lado da lei significa ser justo.

A taça está erguida, o brinde está feito mais uma vez. Você os doutores parecem satisfeitos nesse louco tabuleiro de xadrez.

Uma voz é clara acima do barulho, esta é minha voz pedindo socorro. Porque desde que esse inferno começou, você nem ao menos perguntou se estou feliz.

Você é um teimoso taurino, eu sou uma orgulhosa ariana.

Nem astrologicamente conseguimos dar certo.

Seu é o tecido, minha é a mão que costura o tempo. Dele é a força que repousa por dentro. Nosso é o fogo, todo o calor que podemos encontrar.

Essa guerra é uma pena no vento.

Escrevo isso de todo meu amor. Estou me juntando aos Vingadores Secretos. Rezo para que sua genialidade dê um fim a isto e que suas boas intenções consigam realmente mudar o mundo. Afinal, eu não acredito mais em nada. Estou decepcionada com você. Estou decepcionada comigo por ter acreditado em você. Eu ainda te amo, não tive tempo de dizer, mas acredite, eu te amo muito! E por falar em amor, creio cegamente que a única revolução verdadeira é ele, não essa guerra que você criou.

Encerro está carta dizendo que te amo, mas não aguento mais ser tocada por suas mãos sujas de sangue, tampouco beijada por sua boca cheia de acidez e veneno.

De todo meu amor, Jennifer Susan Walters.".


Notas Finais


AAAAAAAAAAAAA </3
Esse lance da música do Led Zeppelin foi usado originalmente na falecida fic Wildest Dreams, inclusive foi desta mesma canção que nasceu o apelido "Doce criança".


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...