História Boss - imagine Winwin (NCT) - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Neo Culture Technology (NCT)
Personagens Winwin
Tags Nct, Winwin
Visualizações 134
Palavras 2.381
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Hentai, Musical (Songfic)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Estou passando para avisar que essa semana ainda eu irei postar os primeiros capítulos de duas fics espero que dêem amor a elas, e sim também são do NCT. Escutem Boss do NCT U quando forem lerem, recomendo.

BOA LEITURA

Capítulo 1 - O início...





Sempre fui uma moça recatada e na minha família era um enorme tabu falar sobre sexo.

Por isso procurei por conta própria informações e conteúdos sobre.
Cada vez que ia lendo e descobrindo coisas novas a respeito, eu me perguntava o quão bom podia ser experimentar todas aquelas coisas como: BDSM, sexo a três, brinquedos eróticos e tudo o que fosse diferente do sexual convencional que muitos dizem ser o certo. Eu queria ter liberdade para novas experiências e por isso saí de casa, aluguei um apartamento e fui em busca de emprego.

A empresa onde eu fui fazer a entrevista era uma das mais renomadas da Ásia, e o dono? Bem, o dono era o homem mais rico e desejado de Xangai.

Dong Sicheng era o tipo que faz qualquer uma molhar a calcinha só de olha-lo. Falo por experiência própria e vou contar tudo do início.

[...]


Era mais um dia normal onde eu iria para o trabalho atender telefonemas, guardar recados e organizar planilhas, até aí tudo bem se eu não fosse promovida a assistente pessoal do chefão da porra toda. Sim, secretaria pessoal de Dong Sicheng em apenas duas semanas de trabalho.

Achei estranho, mas não reclamei, afinal não seria um sacrifício ter que ficar perto dele e olha-lo todos os dias. 


Assim que o vim, minha voz travou na hora, eu não sabia o que dizer no primeiro momento e ele tinha uma expressão ilegível no rosto assim que nossos olhares se encontraram.

Eu estava tão nervosa. Minhas pernas pareciam que não iriam se sustentar e ele dava a entender que estava segurando uma risada.

-- Sou S/N , sua nova assistente pessoal. -falei estendendo a mão esperando que ele fizesse o mesmo para um aperto de mão. Mas ele me surpreendeu:

- Você já me conhece, mas de qualquer forma, sou Dong Sicheng e estou encantado em conhece-la pessoalmente. -Disse ele segurando minha mão depositando um beijo ali.

Aquilo foi tão romântico e encantador, mas ele não parecia o tipo romântico.

Os boatos eram que ele era um completo sedutor e cafajeste. Como se aquilo me importasse. Na verdade, me encantava muito homens desse tipo.

Durante os dias seguintes, eu sentia que tinha algo no ar. Uma espécie de tensão sexual entre nós sempre que estávamos a sós. Nossas conversas estavam sempre repletas de duplos sentidos e ironias envolvendo sexo.

Eram conversas divertidas e eu torcia muito para o dia que deixassem de ser apenas flertes e passassem a ser realidade.

Foi em uma tarde véspera de feriado que finalmente essa tensão caiu. Ele me olhou de uma forma penetrante, como se quisesse me dizer algo apenas com o olhar. Mas o pior é que estávamos em uma reunião. Ele estava sentado discursando com cinco acionistas importantes da empresa, e eu estava do seu lado anotando algumas coisas no tablet. Minha saia ia quase até o joelho e eu senti a mesma subindo aos poucos.

De repente senti sua mão grande massageando minha coxa e minha virilha. Eu já estava começando a ficar nervosa com a situação bastante incomum. Enquanto isso ele falava em tom de voz, e houve uma pequena alteração no tom passando de extremamente sério, para um pouco engraçado e foi nessa hora que ele começou a tortura.

Seus dedos massageavam carinhosamente meu monte de vênus. Seus dedos desciam por minha vagina e já sentia minha excitação tomar conta de mim.

Minha calcinha já estava começando a ficar molhada e ele começou a brincar com meu clitóris. Primeiro beliscou e eu reprimi um gemido. Com certeza meu
rosto estaria vermelho como uma pimenta se minha pele morena não disfarçasse.

Seus dedos maravilhosos faziam um belo trabalho. Ele brincava com meu clitóris fazendo círculos, movimentando-o para cima e para baixo, alternando a intensidade entre lento e rápido fazendo com que eu ficasse ainda excitada e molhada. Então me penetrou com um dedo e se movimentou enquanto seu outro dedo massageava e dava tapinhas no meu pequeno e delicado clitóris.

Eu já estava louca de prazer, reprimindo gemidos e me contorcendo discretamente.

Minha vagina apertava seus dedos em busca de mais contato e ele sorria com a ideia de me deixar louca.

Não faltava muito para que eu gozasse ali mesmo quando ele parou com o que estava fazendo e voltou seu foco total para a reunião. Uma breve troca de olhares com ele e ele sorriu discreto para mim enquanto mostrava no seu olhar a satisfação de me torturar.
Ao termino da reunião, resolvi tirar satisfações, mas ele não me deu espaço.

- Senhor Dong...

- Te pego às 19hrs em ponto.

Disse sussurrando em meu ouvido quando passou por mim. Me deixando para trás com cara de tacho sem entender nada.

[...]


Eu fiquei estática. Ele me queria, ele queria tornar tudo ainda mais real e eu adorava tudo aquilo. Mas espera, ele nem sabia meu endereço. Eu estava enganada pois ele apareceu exatamente no horário marcado.

Eu estava com uma roupa sexy, mas não vulgar. Já que não sabia onde íamos, coloquei um vestido preto, com um decote nas costas e de cumprimento mediano.

- Você está maravilhosa.- disse ele quando entrei no seu carro.



[...]


Primeiro fomos em um restaurante muito caro e renomado. O jantar foi maravilhoso, tínhamos uma conversa boa e animada. Sem aquela mesma tensão, na verdade ela ainda existia, mas estava se quebrando.

[...]


- Eu quero que você saiba, que você mexe muito comigo. Você me deixa com muito tesão sabia? - ele fez sua pergunta retorica enquanto estávamos no carro.

- Onde vamos agora? - perguntei curiosa como sempre.

- Você gosta de jogos certo? - ele pergunta e eu respondo que sim.

Eu estava muito ansiosa e confesso que com um pouco de medo. Ele tinha cara de quem curtia um BDSM e por mais que eu quisesse experimentar, isso ainda me deixava nervosa.


[...]


O carro parou em frente ao que parecia ser uma boate de luxo. Eu já comecei a gostar daquilo, ele queria dançar.

Quando entramos eu fiquei surpresa com o que vi, realmente era uma boate mais não uma boate qualquer, era um clube de swing.Outra coisa que eu sempre quis experimentar.

- Você gosta disso? -ele perguntou no meu ouvido e eu já estava nervosa de tesão em poucos minutos que estava ali.

Haviam várias dançando sensualmente, enquanto outras se esfregavam ou se beijavam com mãos bobas. Também haviam, algumas estripes e, mesmo que eu fosse hetero, sempre achei sexy ver outras mulheres dançando, aquilo me deixava com um tesão da porra.

- Vamos ao bar pegar algo, assim você fica mais confortável.

Ele disse e pegou em minha mão me levando consigo. 


A bebida desceu rasgando e eu estava com um tesão imenso quando Sicheng começou a me provocar.

Beijos em meu pescoço com seu hálito gelado por conta da bebida, sentir aquela sensação na minha pele era incrível. Ele beijava toda extensão do meu pescoço onde sabia ser meu ponto fraco e eu adorava a sensação que meus pelinhos faziam ao se eriçarem todos enquanto lá embaixo eu ficava toda molhadinha de tesão.

- Vejo que está excitada, e isso me deixa também- ele disse pegando minha mão e levando direto até seu pênis que estava dando sinais de vida. Aquilo só aumentou o que eu estava sentindo. - Vem. - ele me puxou pela mão e passamos por uma porta onde havia um corredor quase que escuro iluminado por luzes vermelhas de led.

Nesse corredor as paredes tinham buracos onde passavam mãos que ficavam acariciando quem passava por ali. Senti mãos passarem por mim, de início me assustei, mas depois comecei a entrar na brincadeira. Sicheng por sua vez olhou por uma das brechas e eu olhei também, haviam pessoas transando. Duas mulheres, uma loira e uma morena, e um homem, as mulheres se acariciavam enquanto o homem observava e se masturbava, aquilo era tão excitante. Me peguei por um bom tempo observando, enquanto a mulher loira chupava a buceta da morena, eu fiquei com vontade, tanto que me acariciando meus seios e vi o pau do homem extremamente duro enquanto ele caminhava até a cama e a morena se esticou para abocanhar seu pau, chupando-o com vontade enquanto também era chupada. Aquela cena
me deixou com calor e logo senti Sicheng atrás de mim sua mão passeava por minhas coxas e logo estavam em meu clitóris massageando-o, ai que gostoso.

Ele me masturbava enquanto observamos outras pessoas transando, uma onda de prazer invadia meu corpo e meu clitóris inchado, minhas pernas bambearam e o dedo que estava em minha buceta completamente encharcada ia agora em direção a minha boca, e eu o chupei com vontade sentindo meu próprio gosto. Aquilo era tão bom.

- Está gostando? -ele perguntou e eu disse que sim.

- Quero fazer também- disse para ele.

- Que bom, por que eu quero ver outras pessoas te comendo, mas não agora. Você tem que se acostumar primeiro -ele disse me decepcionando.

Seguimos pelo corredor e entramos em um quarto onde eu podia escutar os gemidos das outras pessoas transando e tinha janelas onde as pessoas podiam nos ver e isso me excitava mais.

Winwin tirou a camisa e sentou na poltrona, sentei em seu colo e começamos a nos beijar.

Um beijo tão molhado quanto a minha buceta estava ao sentir sua ereção por baixo da calça jeans. Nos beijamos em um verdadeiro delírio acariciando um ao outro. Ele começou a tirar meu vestido revelando meus seios que ele começou a massagear com mãos. Meus mamilos estavam eriçados e ele sugou um seio enquanto sua mão brincava com o outro. Eu estava indo a loucura. Suas mãos desciam por meu corpo e rebolava em seu colo enquanto ele alternava seus beijos entre minha boca e meus seios.

Afasta o tecido fino da calcinha, e rapidamente um de seus dedos brinca com meu clitóris.

Fecho os olhos, e minha respiração fica ainda mais acelerada. Ah, como eu adoro isso; quando ele mete um de seus dedos dentro mim eu fico ofegante. Seu sorriso safado me agrada e a sensação de estar sendo observada é ainda mais deliciosa. 


Começo a caricia meus próprios seios enquanto ele se delicia com minha bucetinha totalmente molhada e faminta por ele. Seus dedos são maravilhosos e eu o ajudo rebolando sobre seu pau completamente duro lá embaixo.

Saio de seu colo e tiro sua calça. Me ajoelho e tiro sua cueca para observar o que tanto queria ver. Seu pau grosso, grande e totalmente duro igual concreto está prontinho para mim. 


Passo as mãos acariciando de cima a baixo.
Comecei a fazer carinho devagar com as unhas e vi Sicheng ficar arrepiado. Depois lambi toda a sua extensão e passei a língua na ponta da cabeça de seu pênis. Olhei para ele nessa hora e o vi contorcendo o rosto. Com satisfação, comecei a chupa-lo com gosto fazendo como se fosse um pirulito. Coloquei ele todo de uma vez na minha boca quase me engasgando e depois aumentei a velocidade de minhas carícias e chupadas sentido seu gosto na minha boca quando ele gozou. 


Ele rapidamente me joga na cama, toca minhas coxas, a parte de dentro das minhas pernas, e suas mãos alcançam minhas nádegas: ele aperta e dá um tapa. Ele mete a língua bem dentro de mim e exige que eu me mova sobre sua boca. Faço o que ele manda. Meu Deus, que delícia! Tudo o que escutamos é som dos gemidos das outras pessoas, nossos próprios gemidos e o barulho das lambidas deliciosas de Winwin. Ele enlouquece mais quando vê que eu estou brincando com meus mamilos e clitóris enquanto chupa e lambe deliciosamente minha buceta tão molhada e com certeza deliciosa.

- Isso...aí....aí...- eu gemo alto. Meus gemidos aumento e eu estou prestes a gozar quando mete um dedo dentro de mim e se movimenta. Quando eu gozo, ele suga todo o liquido com a boca e em seguida me beija.

- Na próxima vez, vou te compartilhar com outras pessoas, quando estivermos com eles, abrirei tuas pernas assim. - faz um movimento com minhas pernas, mostrando o que está dizendo, e solto um gemido. - Vou te oferecer. Eles vão te possuir e você vai obedecer. — Concordo com a cabeça — Quando eu já estiver satisfeito, vou te comer enquanto eles observam e, depois que eu terminar, vou mandar eles te comerem. Vão te foder, vão te possuir e você vai gritar de prazer. Quer brincar disso, S/N? -ele pergunta sussurrando em meu ouvido.

- Adoraria.-falo com a voz rouca.

Me põe de quatro na cama e, de forma brusca e sem falar nada, me penetra. Super excitado, enlouquecido, ele enfia em mim e eu me abro com prazer para recebê-lo. Uma, duas, três..., mil vezes entra fundo, me agarrando pela cintura e me comendo por trás sem pena. Depois ele começa a se mover devagar, bem lentamente e era tanto prazer que era quase uma tortura para mim. Uma deliciosa tortura.

Ele era tão gostoso, e era mais gostoso ainda senti-lo dentro de mim. Seu pau grosso, grande e pulsante. Aquela sensação era maravilhosa. Me mexo de acordo com seu ritmo que é devastador. Quente. Me enfio algumas vezes nele, até que me pega pela cintura e entra tão fundo que me faz gritar, e nós dois enlouquecemos com um devastador orgasmo ao mesmo tempo.


[...]


Na manhã seguinte acordo em meu apartamento, não fazia ideia de como estava ali. Só lembro da noite maravilhosa que tive na casa de swing. Me sinto renovada, nunca havia feito aquelas coisas e foram experiências e sensações maravilhosas que eu espero ter novamente.

Ao lado, na cabeceira da cama, uma bandeja de café da manhã e um buquê de flores acompanhado de um cartão.


“Te trouxe para casa e tive que viajar a negócios hoje. Parece que você ama joguinhos. Adoraria descobrir mais quando voltar. ” ~ Dong Sicheng ~

E um sorriso se fez em meus lábios ao saber que ele também queria brincar mais. E daqui para a frente as coisas vão ser bem mais interessantes naquela empresa. E eu esperava ansiosamente por isso.







Fim...




Notas Finais


Espero que tenham gostado💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...