História Boss - Jikook - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Boss, Bts, Jeon Jungkook, Jikook, Kookmin, Park Jimin, Romance, Uma Shot Por Dia, Yaoi
Visualizações 179
Palavras 1.813
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Lemon, LGBT, Romance e Novela, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, meus amores ♥♥

Confesso que seria apenas uma shot e eu ofereceria um bônus, maaaas, não me aguentei e tornei ela uma 2shot.
A continuação provavelmente sairá no final de semana, mas eu não vou prometer porque domingo é dia dos pais e não estarei em casa, e também porque tenho mais um monte de coisas para escrever, MAS ME ESFORÇAREI AO MÁXIMO EU PROMETO!

Boa leitura! ♥

Capítulo 1 - Capítulo 1 - Persuasivo


Mãos trêmulas, coração acelerado, um calor descomunal de puro nervosismo apoderando-se de seu corpo, e os olhos vidrados na estrada sem serem capazes de mirar qualquer outra coisa, principalmente aquele que dirigia ao seu lado.

Park Jimin só faltava suar de nervosismo, talvez ansiedade e um tanto de medo. Um friozinho se aconchegava de forma quase cruel em sua barriga, mas tentava ignorar isso. Tentava apenas pensar que Jeon Jungkook, aquele empresário famoso, seu chefe e dono de uma grande empresa, não seria capaz de lhe machucar.

Além do mais, ele havia dito sim, ele tinha dito que iria com Jungkook mesmo sem saber para onde o moreno iria levá-lo. E justamente por isso estava com tanta aflição dentro de si, porque Jungkook era um lindo e misterioso homem, que não era de usar muitas palavras fora do local de trabalho – com Jimin, ao menos – e que tinha uma expressão de indiferença para com todos que trabalhavam ao seu lado.

Por algum motivo, Jimin não se sentia importante ou especial por ter recebido o convite – lê-se ordem – de seu chefe, talvez porque o Jeon não fosse o ser humano mais gentil ou simpático e isso claramente o deixava tenso, alarmado, e com mais um leve medo.

Gelou um pouco mais no instante em que a mão do Jeon repousou sobre sua coxa esquerda, não precisava encará-lo para saber que um sorriso debochado estampava o rosto bonito. Suspirou praticamente em silêncio, tentando ignorar aquela mão em sua perna, esta que começou a acariciá-lo bem lentamente. Era clara a provocação acontecendo ali.

– Para onde vamos? – Resolveu perguntar mesmo arriscando ser respondido com mais silêncio. A falta de voz os engoliria daqui a pouco. – Sei que você é meu chefe, Sr. Jeon, mas...

– Mas? – Insistiu o Jeon por uma resposta, dando uma leve apertada na coxa do loiro ao seu lado. – Eu jamais faria algo que você não desejasse, Jimin. E pela forma que me provoca, é bem óbvio que não haverão divergências entre nós. Além do mais, você aceitou entrar em meu carro sem saber para onde eu o levaria, devo levar isso como uma afirmação definitiva de que ao menos desejo sente por mim?

Jimin sentiu um arrepio atravessar seu corpo, porque o poder de persuasão de Jungkook era alto ao ponto de ter conseguido convencê-lo de entrar naquele veículo com pouquíssimas palavras. Ele era maravilhoso com as palavras, convenceria uma parede a se mover caso insistisse um pouco. E Jimin, dentro da empresa, já era uma pecinha de xadrez controlada e manipulada pelo Jeon, apenas não pensava que por fora também fosse.

E Jungkook voltou a prestar atenção nas ruas pelas quais dirigia, sentindo que Jimin estremecia ao seu lado a cada vez que lhe acariciava com mais afinco ou lhe apertava a perna. Estava gostando de causar aquelas sensações ao seu funcionário. Para quem olhasse de fora, todos saberiam que aquele olhar de indiferença do Jeon poderia ser dirigido a todos, mas nunca seria direcionado ao menor ao seu lado.

Era nítido para todos, exceto Jimin, o quanto Jungkook o desejava, o quanto lhe encarava a todo instante e mordia o lábio inferior para se conter de ir até ele para tocá-lo. Jimin só não enxergava porque não queria, ou porque talvez não se achasse merecedor da atenção que recebia do Jeon.

– Estamos indo para a minha casa. – Jungkook respondeu a primeira indagação de Jimin após um tempo, estava decidindo se falaria ou não e optara por dizer, afinal não havia problema algum. Não era nenhum segredo. – Não se preocupe, vamos apenas jantar, beber um bom vinho, o que vier além disso será apenas lucro, não é?

Jimin deixou um sorriso escapar. Jungkook claramente estava tentando, de alguma forma, induzi-lo a jogar tudo para o alto e simplesmente o agarrar, porém ainda tinha a capacidade de tentar agradá-lo, de tentar convencê-lo não somente com suas atraentes palavras.

O menor nada disse, permitindo assim que o silêncio dominasse o veículo luxuoso em que estavam. O clima ali dentro era confortável devido ao ar quente ligado, já que ao lado de fora a neve caía com força. Não tinha muito problema, Jungkook pretendia esquentar Jimin da forma mais deliciosa possível ao longo da madrugada, ainda estava cedo e já estava planejando cada detalhe.

O caminho foi mais curto do que Jimin esperava, mesmo que tivesse parecido extremamente longo por conta de seu nervosismo e aflição. Desceram em silêncio quando o Jeon estacionou na garagem, e andaram lado a lado até estarem dentro da casa do moreno.

– Eu vou pedir comida, porque definitivamente não sou um bom cozinheiro. – Jungkook afirmou com uma risada fraca; Jimin se sentiu levemente balançado pelo som daquela risada, afinal era algo que nunca havia tido o prazer de escutar. – Deseja algo em especial? Pensei em comida italiana, que eu tanto amo, e que combina perfeitamente com vinho.

Ele realmente quer beber vinho, pensou Jimin, sorrindo fraco. Apenas confirmou que poderia ser sim comida italiana e sentou-se no sofá que lhe fora indicado. Jungkook mexia no celular concentrado, escolhendo um restaurante bom – e caro – e fazendo o pedido para ambos.

– Então, Sr. Park, como anda seu trabalho? – Jungkook abriu seu paletó e o largou sobre uma poltrona, logo deixando seus sapatos sociais perfeitamente alinhados no chão ao lado do sofá.

Ver Jungkook descalço, com aquela calça cinza social e a camisa preta também social, deixou Jimin mais balançado do que já estava. Seu chefe parecia estar totalmente à vontade, sentado sobre uma de suas pernas agora ao seu lado no sofá, com o braço cruzado e apoiado no encosto de trás do estofado e a cabeça sobre sua mão; ele parecia confortável, não apenas por estar em casa, mas também pela presença do loiro.

– Bastante corrido, eu diria. Preciso entregar alguns catálogos até a próxima semana contendo as novas cores de tintas de cabelo, mas tudo bem. – Jimin respondeu tranquilamente, abrindo seu blazer para ficar um pouco mais confortável. – Ser Diretor de Marketing não é fácil, principalmente quando sou Coordenador de Design e Desenvolvedor de Produto. Estou lado a lado o tempo inteiro com os nossos produtos, tentando sempre encontrar algo inovador e que seja bom o bastante para ser aprovado por você.

– Nunca reprovei suas sugestões, você me dá lucro demais para eu duvidar de sua capacidade. – Jungkook definitivamente sabia bem como usar as palavras, e ser elogiado por ele definitivamente era o sonho de praticamente todos os seus funcionários, sendo uma exclusividade de Jimin. – Quando o promovi a Coordenador de Design foi porque vi o quão bom desenvolvedor você era. Sua única tarefa era ser Diretor do Marketing, controlar seu setor, mas você sempre foi muito mais eficiente e melhor que o esperado. Não estou querendo ganhar nada ao elogiar você, mas acredito que de alguma forma isso vá motivar você ainda mais, não é? Além disso, não estou dizendo nenhuma mentira. Acho você capaz, de verdade.

– O-obrigado, ninguém nunca elogiou meu trabalho dessa forma. – Jimin deixou um sorriso tímido lhe escapar.

– Isso é porque ninguém admira você como eu. – Jungkook lhe deu uma piscada, lhe tirando ainda mais o foco. – Como dono de uma empresa de cosméticos, sei bem que o Marketing definitivamente é o mais importante setor. Sem divulgação não temos venda, e se a divulgação não for boa também não teremos rendimento.

– Mas se não tivermos nossos designers não teremos como desenvolver os produtos e então o Marketing nem existiria. – Jimin argumentou, vendo seu chefe admitir. – Posso estar errado, mas acredito que cada setor, por menor que seja, faz a diferença dentro de uma empresa. Até mesmos os secretários, seja o da diretoria executiva, que no caso é o seu, ou o meu que apenas arruma minha agenda e controla os horários de reuniões e algumas vezes atende ligações quando não posso ou estou ocupado.

Jungkook sorriu, estava orgulhoso, definitivamente Jimin era seu melhor e mais capacitado funcionário. Ele cuidava de tantas coisas, três setores, mais de vinte funcionários, era responsável, jamais se atrasava ou saía antes do horário – fazendo horas extras e até mesmo trabalhando em alguns sábados –, respeitava todos os seus colegas fossem seus superiores ou de quem era chefe, era educado, sabia como mandar sem ser rude. Ele era perfeito para trabalhar naquela empresa.

Chegava a ser engraçado Jungkook se orgulhar tanto de uma personalidade que era completamente oposta à sua, porque mesmo sendo o Diretor Executivo e dono da empresa, ainda quebrava grande parte das regras que impunha sobre os outros.

Jungkook chegava mais tarde – a não ser quando tinha reuniões de emergência, ou seja, reuniões com Jimin – e saía mais cedo que o devido, trabalhando a mais apenas nos sábados em que Jimin iria para a empresa por motivos óbvios de ser o dono e precisar dar ao menos algum exemplo – e nem poderia dizer que ficava lá para observar Jimin, pois o Park ficava para lá e para cá quando ia nos fins de semana e eles só se viam no horário do almoço, muitas vezes nem isso –, ele não tratava tão bem seus funcionários, se estressava em reuniões, mais mandava do que fazia, fingia que não ouvia o seu telefone tocar e jogava todas as tarefas para seu secretário.

Ele definitivamente não era um exemplo, apesar de ser um bom líder e saber muito bem falar sobre todos os produtos de sua empresa. Jungkook dava palestras de deixar as pessoas aos suspiros – e nem mesmo por conta de sua aparência era, embora essa fosse gigantesca. Como já dito antes: o que ele não conquistava com atitudes, conseguia com palavras.

– E o seu trabalho, Sr. Jeon? – Questionou Jimin, enfim tirando seu blazer preto e deixando visível a camisa azul de botões claros. – Soube que está planejando tirar férias, é bom que não faça isso nas próximas duas semanas. Vou enlouquecer se você não estiver lá bem no lançamento dos nossos novos produtos capilares e os cosméticos faciais.

Jungkook deu uma risada baixa antes de levantar do sofá e andar até a pequena adega que ficava perto da estante na sala, selecionando um de seus caros vinhos. Pegou duas taças e serviu o líquido em ambas, não demorando até entregar uma delas para Jimin.

– Só vou tirar férias no próximo mês. Lembra-se do evento que temos em Paris? Após ele sairei de férias, e você também. – Jeon declarou calmamente.

– Não podemos tirar férias ao mesmo tempo!

– Se você tem medo de deixar os setores sem você, é porque não os ensinou a trabalhar sem você. – Jungkook afirmou, vendo Jimin revirar os olhos. – Se eles fizerem alguma besteira nós os demitimos, é bem simples. Eles precisam saber se virar sem você, sem nós. Cada um deve saber fazer seu trabalho bem feito, seja com ou sem supervisão. Simples.

Jimin ponderou por alguns segundos, chegando na conclusão de que Jungkook estava certo.

Por que aquele homem precisava estar certo em tudo?


Notas Finais


Mesmo ela já sendo uma 2shot, caso vocês gostarem (veremos no próximo), pode ser que ainda tenha bônus kkkk
Primeira história do projeto que vai ter lemon \o/

Vocês gostaram? Não deixem de me dizer ♥♥

Perfil no wattpad: https://www.wattpad.com/user/Fabi_Park
Grupo no whatsapp: https://chat.whatsapp.com/BscsqwKTsWb7h3s6hw4wCU
Beijinhos <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...