História Boss (Jenlisa) - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Blackpink, Red Velvet, TWICE
Personagens Dahyun, Jennie, Jeon Jungkook (Jungkook), Jihyo, Jisoo, Kim Taehyung (V), Lisa, Mina, Nayeon, Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Rosé, Seulgi
Tags Bangtan Boys (BTS), Blackpink, Fanfic, Jen, Jenlisa, Jennie, Lalice, Lis, Lisa, Love, Nini, Tae
Visualizações 171
Palavras 3.129
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 7 - Capítulo 7



Jennie POV.

Liguei para Nayeon dizendo que aconteceu algo e eu não consegui voltar para casa ontem à noite, mas eu disse que estava bem que elas não deveriam se preocupar comigo. Eu não fui capaz de ir hoje ao trabalho, mas Lalisa disse que ligou para o escritório e fez um álibi para me ajudar.

Eu não me incomodei em perguntar porque não queria mais falar com ela. Eu estava aqui na cama dela desde esta manhã. Ainda não estou me sentindo bem, meus joelhos ainda estão fracos. Eu disse a ela para sair porque eu odeio ver o rosto dela. Ela não discutiu comigo e me deixou aqui sozinha. Sempre que me lembro do que aconteceu, minhas lágrimas caíam inconscientemente.

Abracei meus joelhos enquanto escovava meus braços. Ainda me lembro de tudo que ela fez comigo. Seus toques ainda permanecem no meu corpo, e seus beijos eram como brasas que lentamente me torturavam. Eu não consigo apagar isso em meus pensamentos. E eu me odeio porque ... Não! Jennie Kim, não! Não pense nisso, meu corpo naturalmente respondeu ao dela.

Eu estou tão confusa!!!!

Toque! Toque!

As portas se abrem. E ela entrou segurando uma bandeja. Então ela colocou sobre a mesa.

"Srta. Kim." Ela chamou meu nome, mas eu não a olhei. Então eu a senti sentada ao lado da cama. Mas ainda não a olhei e enterrei a cabeça entre os joelhos.

"Vou deixar aqui então." Ela disse e se levantou.

"Eu não quero comer."Eu disse teimosamente.

"Ok." Ela disse e pegou a bandeja que deixou sobre a mesa.

"E eu quero ir para casa." Murmurei.

"Ok, então eu vou te levar para casa mais tarde." Ela disse categoricamente.

Por que não estou me sentindo bem com as respostas dela? Era tão suave como se ela tivesse concordado com tudo o que eu digo.

"Eu irei para casa sozinha." Eu disse sem rodeios.

"Ok." Ela respondeu novamente, concordando comigo.

"Saia." Eu disse e a ouvi dar um passo em direção à porta.

"Ei!" Eu gritei. Fazendo-a parar no seu ritmo. Ela virou o corpo devagar e olhou para mim. Os olhos dela pareciam sem vida novamente.

Por que ela é assim ? Eu que estava ferida aqui. Mas por que ela parece estar carregando um fardo maior do que eu? Por que eu ligo para ela? Então ela caminha em minha direção e dobra os joelhos olhando para mim.

"Você quer que eu fique aqui ou não?" Ela disse francamente, e isso me pegou de surpresa. Que tipo de pergunta é essa? Claro que não a quero aqui!

"Então eu vou sair." Ela disse como se tivesse acabado de ler minha mente, e se ajoelhou virando as costas para mim novamente.

"Fique." Eu disse e enterrei minha cabeça nos joelhos, excessivamente envergonhada com o que eu disse, por que eu disse isso? Jennie, o que você está fazendo? Aquela garota estuprou você, por que você está pedindo para ela ficar? Estúpida, estúpida, estúpida.

Então ela se sentou na cadeira ao lado da cama e colocou a bandeja na mesa lateral. Nós não conversamos sobre nada, ela ficou lá o tempo todo me observando. Eu estava cansada demais para pensar que adormeci sabendo que ela estava lá no mesmo quarto. Como é que eu pedi para ela ficar? Eu sou realmente louca? Estas são as perguntas que eu continuava repetindo para mim mesmo até adormecer.







Lisa POV.

Ela me disse para ficar, e assim o fiz. Eu me pergunto por que ela me pediu, ela me odeia, e com razão. Mas por que ela me pediu para ficar? Ela sabe o quão difícil é para mim apenas vê-la assim? E não fazer nada ? Eu estava querendo esmagar meus lábios nela, eu estava querendo tocar sua pele, eu estava querendo fazer coisas com ela, e meu coração estava batendo rápido enquanto eu a observava vulnerável.

Isso é angustiante, o que você está fazendo comigo, Srta. Kim ? Esse pensamento de querer tê-la estava me deixando louca. Mordi o lábio enquanto a observava intensamente.

Oque diabos eu estava pensando?

O telefone dela estava tocando, mas ela já estava dormindo. Então fui até a mesa e verifiquei quem era, talvez seja importante para ela que eu precise acordá-la.

"Taehyung oppa." Eu li o i.d.
É o cara que ela gosta muito, eu vi nos olhos dela quando eles conversaram e esse cara parece gostar dela também.

Devo acordá-la? Mas o que eu fiz foi pegar o telefonema e atender pessoalmente.

"Alô? Jennie?" Ele disse.

"Esta é Lisa, sua chefe. A Sra. Kim está dormindo." Eu disse categoricamente. E eu sorri ao saber como será, nós duas não fomos ao escritório hoje. Ele pode estar se perguntando por que outras pessoas atenderam sua ligação em vez de Jennie.

"Chefe? Você está com Jennie? Jennie kim?" Ele perguntou.

Oh, espere, eu esqueci que disse ao Sr. Yang para dizer à gerência que Jennie Kim estava fora da cidade para algumas tarefas que eu pedi para ela fazer por mim.
Não posso contar outra mentira agora, isso vai estragar o álibi que fiz anteriormente.

"Sim, eu pedi para ela me acompanhar em algum seminário, ela estava dormindo ao meu lado. Estamos no carro agora. Por favor, ligue mais tarde, tenho que desligar isso agora." Eu disse e desliguei a ligação, quase digo algo estúpido novamente.

Então eu coloquei o telefone de volta na mesa. Então olhou para seu estado de sono. E parei por um momento examinando seu rosto.

Como é que essa garota parece tão deslumbrante?

"Você sabe o quanto foi difícil para mim agora ? Apenas olhar para você, mas não ter o direito de tocar em você. Isso é tão difícil, Sra. Kim." Murmuro enquanto dou um profundo suspiro de frustração. E depois voltei para o meu lugar.






Jennie POV.

Fui despertada pela ligação, mas não quis atendê-la, porque não estava com disposição para falar com ninguém, mas ela atendeu.

Que diabos ela está fazendo? Pensei que ela diria algo estúpido novamente. Então ela desligou o telefone na mesa. Mas não ouvi mais passos depois disso, por que ela não está se mexendo? Ela está me olhando? Eu estava tentando o meu melhor, fechando os olhos e fingindo minha postura de dormir.

"Você sabe o quanto foi difícil para mim agora ? Apenas olhar para você, mas não ter o direito de tocar em você. Isso é tão difícil, Sra. Kim." Ela disse e suspirou profundamente.

Oh Deus, por que ela está dizendo coisas assim !? Então eu finalmente a ouvi ir embora. E talvez tenha voltado ao seu lugar. Eu rapidamente virei meu corpo, porque o pensamento dela me observando estava me fazendo sentir ansiosa.

Por que ela iria querer me tocar ? Eela até tentou me beijar novamente mais cedo. Eu podia entender que ela estava bêbada ontem à noite, mas agora está totalmente sóbria. Mas por que ela está agindo assim ? Ela também tem uma namorada! ela é realmente essa pervertida ? Eu preciso sair daqui. Eu me levanto na cama. Acho que posso andar agora, ficar aqui com esse pervertida é perigoso e por que estou ficando aqui? Ela pode fazer algo comigo de novo.

Eu tentei me levantar, não era mais tão doloroso. Mas meus joelhos ainda estavam fracos. Mas não posso mais ficar aqui, então tenho que me forçar.

"Srta. Kim." Por favor, pare de me chamar. Eu a ignorei e peguei meu telefone. Eu ando em direção à porta lutando. E meu rosto se contrai a cada passo. Minha cabeça começou a doer e de repente me senti tonta. Meus joelhos tremem, e outro passo.

Eu me vi caindo no chão. Mas um braço rapidamente me agarrou na cintura. E me puxou para cima, senti nosso corpo se tocar novamente, minhas costas estavam inclinadas na frente dela. Entro em pânico quando estou presa novamente por estes braços. Eu tentei sair. Mas ela me envolveu com o outro braço. Agora ela está totalmente me abraçando na parte de trás.

"Me desculpe, eu não deveria ter feito aquilo, me desculpe. Você ainda não está bem, eu sei. Você pode descansar aqui por um tempo. Mas por favor não se force por enquanto." Ela disse atrás de mim, e suas palavras me fizeram acalmar. Então eu fiquei assustada quando ela me levantou de novo em um estilo de noiva e me deitou na cama dela gentilmente e eu apenas a deixei fazer isso. Ela estava olhando para mim enquanto ela me carrega, e eu só posso desviar meus olhos dela.

Ela está sendo gentil porque é culpada? E ela tem pena de mim? Então esse diabo tem consciência afinal?

Mas eu ainda a odeio. E isso nunca mudaria, não importa o que ela faça. Ela fez algo imperdoável, roubou algo precioso para mim, algo que eu planejava dar à pessoa que amo. Depois que ela me deitou. Ela não voltou para o seu lugar e, em vez disso, caminha em direção à porta, eu estava apenas observando-a voltar para longe de mim.

Meu coração começou a bater rápido enquanto eu a observava voltar e lentamente desaparecer. Fechei os olhos e só ouvi a porta se fechar. Ela acabou de sair, não está mais aqui como eu queria? Mas por que senti que algo estava faltando?



04:00

Eu não fui capaz de adormecer quando ela saiu e apenas fiquei olhando para o teto por não sei quanto tempo. Este lugar era tão quieto, não havia ninguém aqui morando ao lado dela. Ela estava morando aqui sozinha? Ela tinha todas as coisas que precisava, mas não era tão triste assim? Eu não acho que posso viver minha vida sozinha como ela.

Viro minha cabeça olhando para a porta. O que ela estava fazendo lá fora? Ela realmente não se incomodou em me ver, que cruel. E então eu olhei para o relógio na mesa lateral.

"Já são 16h ? Acho que devo ir agora." Murmuro enquanto me levanto da cama. Comecei a caminhar em direção à mesa onde deixei meu telefone e depois notei uma bacia e uma toalha ? Então vi a comida que ela deixou na bandeja.

"Mingau?" Lembro-me de quando tropecei no chão esta manhã. Eu fiquei doente por causa dela, ela acabou de me esgotar.

"Hmm, então essas coisas eram para mim ? Ela está cuidando de mim?"

"E eu apenas a afastei." Eu sussurrei e suspirei.

Então peguei meu telefone, fui em direção à porta e a abri. Então vi novamente como o lugar é espaçoso, era grande demais para apenas uma pessoa. Então meus olhos pousaram nela. Mas desta vez ela não estava dormindo. Ela tinha essas olheiras nos olhos, ela parece exausta. E incomodada, sua culpa finalmente a afeta? Ela olhou para mim e levantou-se da cadeira.

"Você pode? Quero dizer, você está se sentindo bem agora?" Ela disse com um tom preocupado.

"Você acha que eu me sentiria bem depois do que aconteceu?" Eu disse diretamente. Então ela abaixou a cabeça e não se incomodou mais em falar.

"Eu irei agora. Mas posso lhe pedir um favor?" Eu disse e ela olhou para mim novamente.

"Podemos nos ignorar a partir de agora? Por favor, fique longe de mim?" Eu disse severamente e olhando para os olhos dela. Ela engoliu em seco e apertou as mãos.

"Mas eu sou sua chefe, Srta. Kim. Como posso te ignorar?" Ela disse enquanto olhava para mim com aqueles grandes olhos castanhos que parecem tão tristes.

"É por isso que estou lhe pedindo um favor. Sei que você pode fazer algo a respeito, por isso, se você tiver alguma tarefa para mim, envie um e-mail ou peça a alguém para me dizer, apenas por favor não inicie uma conversa comigo." Eu disse categoricamente.

"E se eu não puder? E se eu não quiser?" Ela disse e caminhou em minha direção. E parou na minha frente.

"Então eu faria isso sozinho.Se eu tivesse que desistir do trabalho apenas para ficar longe de você, eu faria." Eu disse olhando para ela com a testa franzida.

"Isso será a meu favor. Não é?", Ela disse. Que eu quase esqueci, estou cheio demais de mim mesmo? Que eu esqueci como ela me odiava também.

"Então espere minha demissão amanhã.", Eu disse sem rodeios.

Afinal, o que aconteceu, não acho que ficar lá me faça bem. Além disso, ela era culpada do que fez comigo, mas a verdade é que ela me odiava tanto quanto eu a odiava. Então eu comecei a andar novamente indo em direção à porta. Para sair daqui.

"Não, não renuncie. Eu farei o que você quiser. Eu fico longe de você. Mas, por favor, fique na empresa." Ela disse que me fez parar no meu ritmo. E rapidamente viro minha cabeça para ela.

Eu ouvi direito? Ela quer que eu fique na empresa? Ela estava lá de pé e olhando para mim novamente. Com os mesmos olhares, os mesmos olhares tristes.

"Você está se sentindo culpada?" Perguntei curiosamente.

"Estou." Ela disse francamente. Como o que eu esperava. Mas era a resposta que eu queria ouvir? Estou esperando outra coisa?

"Mas eu também queria ver você. Mesmo de longe." Ela disse que me pegou de surpresa novamente. Eu engasgo quando ela disse isso tão casualmente.

"O que você está dizendo?" Perguntei a ela franzindo mais minha testa. Então ela se moveu em minha direção, fica perto de mim olhando diretamente nos meus olhos.

"Posso olhar para você?, Ou você não deixa isso também?" Ela perguntou, suas palavras são muito bregas e estão fazendo meu coração acelerar. Eu só estou encolhendo, certo? É por isso que meu coração estava batendo assim.

"Será demais se eu apenas olhar para você ? Eu sei que isso parece loucura, também não sei o que aconteceu comigo. Mas apenas o pensamento de respirar o mesmo ar que você está fazendo meu coração palpitar." Ela disse.

Ela estava confessando? Parece uma confissão. Espere ... Isso é rápido demais, por que ela está assim ? Meu cérebro já estava se esgotando.

Oh Deus, estou ouvindo meu coração bater de novo.

"Srta. Kim." Ela chama meu nome novamente e me tira dos meus pensamentos.

"Não olhe para mim! Nunca olhe para mim!" Eu explodi e gritei com ela. Não consigo pensar em mais nada para dizer a ela, estava tão sobrecarregada no momento.

"E pare de dizer essas coisas! Eu odeio! Eu odeio você! Eu odeio tudo sobre você!" Eu disse e caminhei em direção à porta. Depois do que ela fez comigo ela dizendo essas coisas de repente ? Ela realmente é louca!

Eu a odeio.

Lisa POV.

Não sei o que veio ao meu cérebro idiota por ter dito essas palavras. Mas quero dizer tudo, realmente quero. Mas não consigo encontrar uma palavra para descrever. Eu não conseguia parar meu coração de bater assim. Eu disse enquanto seguro meu peito.

Isso não é amor, certo? Porque, se fosse amor, eu preferiria me matar agora. Jurei para mim mesma que nunca me apaixonaria por isso. Então, se isso é amor, eu deveria parar agora. Eu deveria parar tão cedo quanto agora.


Jennie POV.

O que diabos ela está dizendo !? Eu faço o coração dela vibrar? Tão brega! Está me fazendo estremecer! Eu disse enquanto apalpava minhas bochechas e balançava a cabeça para tirar essas linhas. Eu corro para fora do prédio e estou indo para casa agora, e juro!

Eu não voltarei aqui nunca mais.

E eu nunca iria falar com ela pelo resto da minha vida. Já está escurecendo. E eu estava andando sozinho nas calçadas, enquanto carros passavam por mim. Tudo o que aconteceu, quero esquecer tudo.

"Isso nunca aconteceu." Eu murmuro baixinho enquanto limpo as lágrimas que começaram a cair novamente.

"Eu a odeio." Mordi meu lábio enquanto minhas lágrimas não caíam agora. Como posso esquecer isso? Isso é tão difícil.

"Queria poder voltar no tempo. Queria nunca ter ouvido a minha consciência naquela noite." Minha voz começou a rachar quando minha garganta começou a doer.

"Mas ela parecia tão desamparada." Comecei a chorar ainda mais por ter que parar de andar.



"Por que eu não saí! Por que? Eu sou tão estúpida." Cobri meu rosto e abaixei a cabeça enquanto choro.

"Você não é estúpida."

Hã?

"Não diga que você é estúpida, porque você não é." Eu rapidamente virei minha cabeça. E olhou quando ouvi a voz vindo atrás de mim.

Não ... não ela de novo.

"Deixe-me levar você de volta para casa, como prometi." Ela disse enquanto caminhava em minha direção.

"Eu te disse, vou para casa sozinha."Eu disse e desviei os olhos dela.

"Deixe por favor. E eu prometo que farei tudo o que você quiser. Vou ignorá-la, não vou falar com você, ficarei longe e não vou olhar para você." Disse ela.

E eu apertei minhas mãos quando ouvi cada palavra que você dizia.Era tudo o que eu queria. Então ela segurou minha mão e me guiou para o carro dela. Sem dizer outra palavra. A viagem foi silenciosa, tudo o que ouvi foram os sons dos carros ao lado. Ela nunca ousaria falar. Estava focado na estrada o tempo todo. Enquanto eu olhava à minha direita durante todo o percurso. Eu nunca olhei para ela. Mas a presença dela já estava me deixando ansiosa.

Ela está me deixando nervosa, só estou com medo dela? Não, não acho que tenha sido medo. Mas por que estou me sentindo nervosa? Finalmente chegamos ao meu apartamento. E o céu finalmente estava escuro. Dei uma olhada no meu telefone para verificar que horas são.

São quase 18h, é por isso que já está escuro. A hora de sempre cheguei em casa. Soltei o cinto de segurança assim que chegamos. Então abri o carro eu mesmo. Desci o carro sem sequer olhar para ela. A atmosfera era tão pesada e isso me deixou sufocado. Eu andei em direção ao prédio. Mas não ouvi o carro dela se mover. Ela estava olhando para as minhas costas? Estou curiosa, queria olhar para trás, mas não posso, é melhor assim.

Parei a porta de entrada do prédio. E apertei minhas mãos com força, eu estava respirando pesadamente como se estivesse pegando um pouco de ar.

"Não, Jennie, não ouse olhar para trás." Eu murmuro baixinho. Enquanto eu agarrava a maçaneta da porta. Então abri a porta e dei um passo para dentro.

Eu fiz isso.

Eu fiz isso.

Não olhei para trás. E a partir de agora somos estranhas e para sempre permaneceremos assim.

Mas por que estou chorando?


Notas Finais


Eu ía postar ontem, mas aconteceu uns probleminhas comigo.
Está aí espero que gostem.❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...