1. Spirit Fanfics >
  2. Both Sides of The Mystery >
  3. Capítulo 12

História Both Sides of The Mystery - Capítulo 14


Escrita por:


Notas do Autor


Olá pessoas saudáveis da quarentena, fiquem em casa!! kkk Vamos para mais um capítulo, dando continuidade a nossa história entrando oficialmente na segunda temporada. Muitas coisas novas estão por vir 😘😘

Capítulo 14 - Capítulo 12


Fanfic / Fanfiction Both Sides of The Mystery - Capítulo 14 - Capítulo 12

Narrador POV 

Finalmente as garotas tinham chegado em Hogwarts depois de uma longa viagem no trem, durante todo o percurso as três garotas da Sonserina ficaram tentadas em ir visitar as cabines dos seus respectivos pares românticos, mas, sabiam que não existia nenhuma resposta plausível para tal coisa e se contentaram em ficar olhando uma para cara da outra com expressões de tédio, brincar com o Jini de vez em quando e jogar algumas partidas da versão de bolso do xadrez de bruxo que Hyejoo tinha. Como de costume elas desceram na estação de Hogsmeade e logo iriam chegar às imediações do castelo pelas carruagens puxadas por Testrálios, subiriam até o salão comunal de sua casa com seus malões e iriam se preparar para o belo banquete no salão principal, mas algo naquela noite seria diferente e Hyunjin estava sentindo isso.

Enquanto as sonserinas dividiam a carruagem com três alunas quartanistas da Corvinal, puderam escutar mediante as fofocas, que as três garotas dividiram cabine com duas alunas novas e que elas eram muito bonitas, Hyunjin até mesmo escutou algo sobre sotaque meio francês e isso a deixou levemente preocupada, não queria acreditar que aquilo realmente estava acontecendo, não agora.

Porém os sonhos da Black mais nova foram brutalmente assassinados quando finalmente todos já se encontravam no salão principal a espera do início do banquete, e a garota percebeu que duas meninas estavam sentadas em duas cadeiras perto da mesa dos professores trajando o habitual uniforme da Sonserina. Hyunjin conhecia muito bem quem estava sentado ali, apesar de uma delas ter mudado drasticamente a cor e o corte de seu cabelo. A Black tomou seu rumo para escutar o habitual discurso do diretor antes do banquete e pode perceber os olhares espantados de algumas pessoas e suas melhores amigas a olhando preocupada, sabendo exatamente de quem se tratava as duas garotas sentadas.

– Boa noite alunos, é uma honra recebê-los novamente aos corredores de nossa amada escola para darmos continuidade ao nosso ano letivo em Hogwarts. Como de costume, tenho apenas alguns avisos para dar. Durante o resto do ano, o banheiro do quarto andar será considerado área proibida para alunos, a reserva de criaturas mágica mudou de lugar e está localizada agora na parte das pradarias da floresta proibida. Aos alunos do quinto ano, estudem bastante para obter notas boas nas Nom’s, logo logo teremos alguns bruxos da autoridade de exames bruxos circulando pelo castelo. E por último, mas não menos importante, deem as mais sinceras boas vindas para nossas alunas Yeji Bonnacord e Ryujin Malecrit vindas diretamente de Beauxbatons, elas já fizeram intercâmbio para cá no início do ano passado, mas hoje, voltam integralmente para terminar o resto de seus estudos na nossa amada escola – todos aplaudiram ao final do discurso do professor Dumbledore e as duas garotas seguiram direção a mesa da Sonserina.

A medida que o jantar foi passando, Jinsoul e Hyejoo não sabiam se podiam tocar no assunto então apenas se limitaram dar pequenas olhadelas em direção a amiga para checar se estava tudo bem. Black sentia que de vez em quando, o olhar de Yeji caia sobre ela, mas tratou de ignorar, ficando concentrada na torta de carne e rins a sua frente. Depois de excruciantes momentos, Hyunjin sentia que poderia explodir a qualquer instante com todos os burburinhos irritantes na mesa, decidiu então procurar a única pessoa que faria toda aquela pressão diminuir um pouco.

Correu os olhos no sentido da mesa da Grifinória, encontrando Heejin rindo animadamente com a sua amiga de franjinha ruiva. Ver a expressão de felicidade genuína da garota fez Hyunjin sorrir involuntariamente, ficou um tempo admirando o quanto a Podmore fica linda ao sorrir, seus olhos ficam praticamente fechados e suas bochechas ficaram levemente avermelhadas, a coisa mais fofa do mundo. Yeji observa atentamente a expressão feliz que Hyunjin fazia em direção a mesa da Grifinória, estranhou ainda mais ao perceber que seria para Podmore. 

Heejin sente alguém a observando e encontra apenas os olhos alegres da Hyunjin, ao notar que a Black sorria em sua direção ela abre ainda mais o sorriso, ao saber que a garota estava lhe olhando e não encarando a ex. A verdade, é que a Podmore já tinha olhado diversas vezes para Black, a primeira vez que a olhou depois dessas férias lhe rendeu uma boa cara de surpresa ao encarar lindos fios ruivos no cabelo de Hyunjin. Heejin não conseguia acreditar que a sonserina tinha realmente pintado o cabelo e ainda mais da cor que ela tinha sugerido. Depois da surpresa foi a decepção ao perceber os olhares da Hyunjin para sua ex. Yeji Bonnacord é uma das meninas mais lindas que Heejin já viu na vida, o sotaque e os olhos marcantes da jovem, faziam qualquer um cair aos seus pés.

Todos em Hogwarts sabiam que a Black já tinha namorado com a estrangeira francesa, elas eram um casal muito famoso dentro da escola quase como o famoso namoro entre o irmão mais velho de Jinsoul e a estrangeira norueguesa de Durmstrang. O que todos suspeitavam, é que elas tinham terminaram porque Yeji teria que voltar para a frança e elas iriam perder o contato. Toda essa história deixava Heejin ridiculamente enciumada, a volta da garota justamente agora poderia resultar no fim de qualquer coisa que estivesse acontecendo entre ela e Hyunjin.

A fim de sair de toda aquela atenção, Hyunjin avisa que vai subir para o quarto e que quer ficar um tempo sozinha, para que assim suas amigas não a sigam, as duas garotas assentem sem muito entusiasmo e prosseguem seu jantar normalmente. Assim que a Black levanta, vários olhares vão em sua direção principalmente os das duas estrangeiras. É como se todos esperassem que Yeji e Hyunjin se beijassem ali e agora para matar toda a saudade. Mas eles mal sabiam que a real vontade que a garota sentia, era de lançar uma bombarda bem no meio das fuças da Bonnacord. A Black troca olhares rápidos com Heejin, essa que logo entende e começa a se ajeitar para segui-la. Hyunjin fica alguns minutos a espera de Heejin no corredor em frente ao salão principal, até que ela aparece passando por ela feito um furacão, Hyunjin corre até alcançar a morena em um corredor vazio e escuro.

Assim que as duas chegam lá, Heejin se senta em um banco levemente nervosa sobre tudo que vai acontecer dali pra frente, a garota pensava que esse seria o exato momento em que Hyunjin viraria para ela e diria que elas teriam que terminar tudo que tiveram até aqui e fingir que nunca tinha acontecido, pois o amor da sua vida e namorada perfeita da Black havia finalmente voltado para Hogwarts. A Podmore estava em puro nervos, apenas olhava em direção a garota mais alta com um olhar levemente triste e perdido, ela infelizmente acabou se apegando muito a Black nessas férias, tinha guardado cada carta com carinho. 

Hyunjin sorria tranquilamente por finalmente ter um momento a sós com a grifana, ao perceber o nervosismo de Heejin, sentou-se ao seu lado e tomou ambas de suas mãos, fazendo um leve carinho nelas, foi se aproximando lentamente com um sorriso sincero e lhe selou os lábios de maneira delicada, fazendo Heejin relaxar um pouco.

– Por que você está tão tensa assim? – perguntou Hyunjin curiosa

– Não sei, deixa eu pensar… Talvez porque a sua namorada francesa maravilhosa voltou para a escola do nada – ironizou Heejin fazendo a ruiva rir abertamente – E você ainda tem a cara de pau de rir? – soltou ela dando um tapa no ombro da Black que apenas lhe roubou outro selinho e respondeu.

– Primeiro de tudo,  ela é a minha ex namorada, e vai por mim, você é muito mais maravilhosa e interessante que ela – soltou Hyunjin falando a frase em um tom de voz brincalhão – Sério, você não precisa se preocupar com a Yeji, tudo o que tínhamos ficou no passado, e eu não voltaria com ela nem por um milhão de galeões – exclamou a garota sincera fazendo Heejin ficar levemente curiosa.

– Por que não? Pensei que vocês tinham terminado por causa da distância – perguntou Heejin e a garota logo sentiu a Black enrijecer sobre seus braços, falar sobre esse assunto deixava Hyunjin em pleno estado de fúria e tudo o que ela menos queria era envolver Heejin nisso tudo.

– Nem tudo é o que parece, isso da distância é o que todo mundo diz e acredita, a verdade é bem mais escura do que isso – foi tudo o Hyunjin falou até perceber que Heejin continuava a olhando esperando pela explicação. – Desculpa, mas não me sinto confortável falando sobre isso agora e nem quero te meter nisso tudo. 

– Vou deixar essa passar senhorita, mas sabe, tem algo me deixando louca no momento. – Heejin diz mordendo os lábios e olhando nos olhos da garota. 

– E eu posso saber o que anda revirando sua mente?

– Claro que pode, o motivo é que você está incrivelmente gostosa ruiva –  a morena fala se aproximando já beijando a sonserina, que corresponde o beijo com entusiasmo, até que alguns minutos se passam e ambas escutam barulhos vindos do final do corredor, fazendo elas se separarem rápido, Heejin corre para trás de uma coluna e Hyunjin se levanta e começa a encarar uma enorme janela a sua frente. 

– Nossa, graças a Merlin eu te achei! Acho que temos assuntos para discutir – disse uma garota alta e certamente muito bonita, com um sotaque forte.

– Que eu saiba nós não temos nada para discutir – respondeu Hyunjin seca em direção a garota.

– Por favor gatinha, você é uma pessoa justa, me escuta dessa vez – disse Yeji se aproximando dela e tocando em seu braço, movimento esse que foi logo percebido por Heejin e garota não gostou nadinha.

– Não me venha com apelidos ridículos, eu não vou lhe escutar Yeji, não temos nada para conversar – soltou Hyunjin se livrando do toque da garota.

– Eu tenho que dizer que reparei nas suas trocas de olhares com a Podmore, fiquei realmente surpresa ao imaginar vocês duas juntas, pois vocês viviam em um ódio eterno. – soltou sem mais nem menos com um olhar desconfiado e um leve tom de ciúmes em sua voz.

– Você perdeu totalmente o juízo, nunca que iria me relacionar com a Podmore. – Hyunjin disse sem pensar mas logo se arrependo – E se eu tivesse algo com ela, não seria da sua conta, já que eu não te devo satisfações, ou eu tenho que lembrar do que você fez? – devolveu Hyunijn fazendo Yeji abaixar um pouco a cabeça com um expressão de culpa. A Black sabia o quão dissimulada a Bonnacord poderia ser então não se comoveu com o seu showzinho barato.

– Eu só quero ter a chance de lhe explicar tudo direito e assim ganhar o seu perdão, e até quem sabe nós voltarmos a sermos amigas – disse Yeji se aproximando novamente da Hyunjin com um sorriso de lado tocando em seu ombro. A ruiva simplesmente se livrou do toque mais uma vez e retrucou.

– Você deveria me conhecer o suficiente para saber que não sou uma pessoa dotada de misericórdia não é? Está perdendo seu tempo se acha que vai conseguir algo – disse já se encaminhando para sair do corredor, até que a voz de Yeji soa novamente.

– Só quero dizer que a Heejin, ela é interessante – disse em meio a devaneios fazendo Hyunjin ficar em estado de alerta – Com certeza vocês estão tendo algo, lembro-me do jeito que você me olhava quando estava apaixonada, e hoje você olhou da mesma forma para ela, aposto que você tem medo de descobrirem que a grande Hyunjin Black, confraterniza com o inimigo de forma tão direta – continuou a sua fala agora de frente para a morena – Mas eu prometo que não vou fazer nada para espalhar algo de vocês, você sabe que eu não sou um monstro, eu realmente só quero que você me dê uma segunda chance. 

– Suas promessas não valem de nada – disse Hyunjin com lágrimas nos olhos de maneira sincera olhando bem no fundo dos olhos da garota a sua frente.

– Olha, eu entendo que você ainda esteja magoada e com raiva, mas eu voltei justamente para tentar resolver as coisas – expressou Yeji ficando a centímetros do rosto da ruiva. 

– Não quero nada de você Bonnacord, não se meta na minha vida – falou Hyunjin por fim dando um passo para trás e encarando a garota com uma expressão fechada – E se você espalhar algum boato, eu acabo com você.

Hyunjin saiu rápido batendo os pés enquanto que Yeji ficou um tempo parada no meio do corredor, mas depois moveu-se para o lado contrário da sua ex. Heejin por outro lado, ainda se encontrava encostada na pilastra, respirava fundo tentando assimilar toda a discussão que tinha acontecido a pouco tempo, queria entender o que foi que a Yeji fez de tão errado, para a Hyunjin lhe odiar tanto. Resolveu se sentar no banco novamente, e ficar encarando as estrelas.

– Não sabia que o salão comunal da Grifinória havia mudado de canto – Ryujin Malecrit fala sorrindo vendo a grifana agora com os olhos fechados.

– Oh! não estou dormindo, estava apenas aproveitando a vista das lindas estrelas e parei para refletir sobre a vida.

– A vista é realmente muito bonita, quero dizer… A noite está maravilhosa hoje.  Um fato curioso sobre as estrelas é que o brilho de uma estrela varia conforme a energia que elas liberam e quão longe elas estão. A cor também varia de acordo com a temperatura, por exemplo, as estrelas mais quentes são brancas ou azuis, e as mais frias são laranja ou vermelhas. – a francesa disse se sentando ao lado da Podmore e apontando para algumas estrelas no céu, Heejin ficou calada encantada com a inteligência da garota, e para piorar o sotaque francês dela deixava todas as palavras com um tom mais bonito. 

 – Oh! Me desculpe, eu fiquei toda animada falando nerdices e acabei não me apresentando direito, me chamo Ryujin Malecrit, prazer em finalmente conversar com você, Podmore.  – a menina de cabelos curtos disse estendendo a mão para a grifana ao seu lado, essa que a encarava em choque.

– Estou surpresa que a famosa francesa Ryujin Malecrit, sabe o meu nome – Heejin respondeu e apertou a mão da sonserina francesa. 

– Mas você é a famosa capitã do time de quadribol da Grifinória, todos lhe conhecem, posso dizer até que você tem fãs na França. – Ryujin diz piscando para a morena ao seu lado, causando um suave rubor nas bochechas de Heejin. 

– Não seja tola Malecrit, a ultima vez que joguei contra algumas francesas, elas praticamente quiseram a minha cabeça. 

– Você precisa entender que somos muito competitivas, mas eu sinto muito se elas agiram de uma forma maldosa com você. Ah! e pode me chamar de Ryujin. 

– Sem problemas, não tenho ressentimentos por elas, são coisas que acontecem no jogo. –  disse ficando em silêncio por um tempo e depois se levantando. – Então, acho que já tá muito tarde, preciso ir para o meu quarto.

– Ah, ok. Você quer que eu lhe acompanhe até a torre da Grifinória? Sem querer incomodar é claro. – Ryujin fala se levantando e colocando ambas as mãos nos bolsos da calça.

– Obrigada Malecrit, mas não precisa, você iria andar muito e daqui a pouco tem o toque de recolher. – Disse educadamente e logo vendo uma expressão de compreensão.

– Se você prefere assim… Tenha uma boa noite, Podmore. Até a próxima!

Heejin apenas acenou e sorriu verdadeiramente, se afastando aos poucos da garota de cabelos azuis. Ao chegar perto da sala comunal da Grifinória, Podmore nota ao fundo sua amiga loira saindo mais uma vez às escondidas, provavelmente indo encontrar com a sonserina, essa que agora possui cabelos pretos e que ficou estranhamente fofa com aquela franjinha, mas isso Heejin nunca iria admitir em voz alta. Heejin fica um tempo pensando se deveria arriscar e tentar ver Hyunjin mais uma vez, mas acaba lembrando o quanto a ruiva saiu enfurecida e sabia que ela não estaria no melhor humor para conversar. 

 

Sooyoung POV

 

As aulas em Hogwarts voltam hoje e eu já estou surtando com as diversas matérias que tenho que estudar, tentei colocar todos os conteúdos em dia agora nessas mini férias, mas uma certa ruiva de franjinha, com os olhos mais encantadores que já vi na vida, acabou atrapalhando todos os planos. Jiwoo me pediu em namoro um dia antes das aulas voltarem, e eu prontamente aceitei, durante todas as férias nós trocamos cartas, e saímos algumas vezes junto com Heejin e Jungeun. Queria ter saído com a Vivi e a Haseul também, mas elas acabaram viajando juntas com a família da Haseul, eu só fico imaginando a Vivi separando todas as brigas da namorada com a irmã mais nova, Yeojin. 

Ontem antes do jantar de “Boas vindas”, nós conversamos sobre todas as novidades, descobri que Yeojin está ficando com um lufano, um tal Jeongin Stump, amigo do capitão de quadribol da lufa-lufa, Eunwoo e do festeiro lufano Felix Wenlock, ou seja, um garoto popular da casa. Tudo isso foi motivo de vários surtos e zoações entre as irmãs Goldstein, Vivi disse que teve diversas crises de risos com os apelidos que Haseul deu para o pobre ficante da irmã. O momento de maior comoção da noite foi quando os boatos de que Yeji Bonnacord e Ryujin Malecrit haviam voltado, acabaram se confirmando com a apresentação das duas, sendo feita em definitivo por Dumbledore. Eu tinha um grande apreço pelas francesas, principalmente pela Malecrit, para ser franca eu sou muito fã dos livros que o seu avô escreve, ele é um dos meus escritores favoritos. Durante o seu intercâmbio, eu  troquei apenas algumas palavras com ela, e ela sempre demonstrava ser uma pessoa muito legal e inteligente, fazendo eu achar que o chapéu seletor errou completamente quando a colocou na Sonserina. Já com a Bonnacord, eu não tive muito contato com ela, pois em poucos dias ela começou um namoro com a Black, ficando quase o tempo todo agarrada nela.

Resolvo começar a me ajeitar para ir tomar café e tentar ficar um pouquinho com a Jiwoo, antes que a aula de transfiguração comece. Rapidamente faço toda a minha higiene matinal e me visto rapidamente com o tradicional uniforme da Corvinal, decido acordar as meninas antes de sair, o que foi uma péssima ideia, Vivi começou a me xingar e Haseul jogou o seu travesseiro em mim. Ao chegar no salão principal, vejo poucos alunos no local, procuro rapidamente pela minha amada, e a encontro junto com as suas amigas.

– Bom dia minha linda, você dormiu bem? senti tanta a sua falta – digo abraçando Heejin por trás e olhando para a cara de boba da Jiwoo na nossa frente.

– Oi meu amor, eu caí no sono aos prantos por você não estar ao meu lado ontem a noite – Heejin entra na brincadeira dando um leve beijo em minha bochecha.

– E você minha noiva, está tudo bem? – digo agora abraçando Jungeun e sentando em seu colo.

– Estou morrendo de saudades suas querida, que tal a gente faltar aula e aproveitar um tempo juntinhas? – a loira diz rindo e me apertando em seus braços.

– Eu acho essa ideia perfeita! – nós começamos a gargalhar até que vejo o bico enorme da minha namorada. Decido encerrar as brincadeira e sento ao seu lado, dando um selinho demorado em seus lábios, fazendo ela abrir um sorriso maravilhoso.  

– Senhorita Clearwater, você acordou uma graça hoje, ta ficando cada vez mais difícil essa vida de corna. – ela diz fingindo indignação e eu começo a rir, dando vários beijos em sua bochecha e abraçando ela de lado. 

– Você sabe que é a única na minha vida. – Falo olhando em seus lindos olhos.

– Eiii – Heejin e Jungeun dizem me repreendendo em conjunto.

– Parem de querer minha namorada, pestes! – minha ruivinha diz rindo e jogando farelos de pão nas meninas e me puxando para mais perto dela. 

– Se é assim, não vou contar o que aconteceu comigo ontem, tinha certeza que sua namorada iria amar a novidade… – Heejin solta fazendo um drama encenado para despertar nossa curiosidade.

– Qual é a novidade minha bebê – faço uma carinha de choro, fazendo ela logo desistir de me esconder algo.

– Ontem eu conversei com a Malecrit, e ela realmente é uma pessoa muito legal, super educada e inteligente.

– E lá vem o surto…– a ruiva ao meu lado diz revirando os olhos. 

– Santo Merlin, eu não acredito!! Vocês conversaram sobre o que? Como você aguentou de perto aquele sotaque francês maravilhoso?

– Eu estava sentada encarando as estrelas e ela parou e começou a conversar comigo, e sobre o sotaque dela, eu tenho que dizer que de certa forma é algo fascinante. 

– Ou seja, Heejin agora ta toda apaixonada por ela – Jungeun diz em um tom provocador.

– Eu não to apaixonada por ela, eu to gostando de outr… Na verdade, não estou gostando de ninguém. – Heejin para de falar, assumindo uma expressão séria e com os olhos um pouco arregalados.  

– Já tava na hora de revelar essa paixão, vai fala pra gente quem é? É a Yuna? Era dela aquelas cartas? Aliás, cadê ela? Eu ainda não a vi por aqui. – Jiwoo faz as perguntas toda animada ao mesmo tempo que me balança pela cintura.

– Ela foi fazer um intercâmbio nos Estados Unidos, vai estudar em Ilvermorny por enquanto, e eu não estou gostando de ninguém ok, agora se me derem licença, eu vou pegar a minha capa para aula de trato das criaturas mágicas. – a morena diz saindo apressadamente.

Nos entreolhamos e constatamos que sim, a Podmore ta gostando de alguém, cedo ou tarde ela vai revelar esse segredo. Começo a tomar o meu café da manhã enquanto Jiwoo discute com a Mclaggen sobre a mudança da senha do retrato da Grifinória e como ela era ridiculamente engraçada, na mesma hora Vivi e Haseul chegam na mesa e espalham a fofoca, que hoje na sala comunal da Sonserina teve uma uma briga entre a Black e a Malecrit. Fico me perguntando como minhas amigas sabem das fofocas tão rapidamente, começamos a conversar sobre o boato, até que eu percebo que temos sete minutos para subir até a sala de transfiguração.

– Vamos logo, se chegarmos atrasada no primeiro dia de aula, a professora Minerva irá nos transformar em doninhas– dou um rápido selinho me despedindo da minha namorada, e saio arrastando minhas amigas.

Acabou que chegamos na sala de aula junto com a professora Minerva, ela ao nos ver deu um sorrisinho esperto de “quase que chegaram atrasadas ein”, sorrimos de volta envergonhadas, e entramos na sala sendo observadas por todos os alunos da Corvinal e da Sonserina, que riram da nossa postura acanhada.

– Bom dia a todos! Quero que se sentem em duplas, porém a dupla deve ser formada com uma pessoa da Corvinal e outra da Sonserina. Senhorita Bonnacord eu oriento você a se sentar com a senhorita Vivi Corner, e senhorita Malecrit pode se sentar com a senhorita Clearwater.– assim que a professora Minerva fala meu nome, eu tenho uma síncope e começo a me tremer inteira. 

– Olá, me chamo Ryujin Malecrit, eu posso me sentar aqui? – a francesa diz educadamente, eu ainda em choque com tudo, acabo ficando calada. – Você está bem? ta meio pálida, quer que eu chame a professora? Qualquer coisa vamos a enfermaria…

– Não, não! Eu estou bem, claro pode se sentar aqui – digo tirando rapidamente minha bolsa de cima da cadeira ao lado. – Eu me chamo Sooyoung Clearwater, já trocamos algumas ideias sobre dragões, no início do ano passado.

– Ah claro, a garota dos dragões! Sabia que já tinha lhe visto, às vezes eu acabo me perdendo com tantas pessoas que falam comigo, eu sinto muito por esquecer o seu nome, minha memória com certeza não é o meu forte. 

– Sem problemas, trocamos poucas palavras, realmente fica difícil lembrar de tudo.

– Mas eu me lembro que você é fascinada pela espécie Rabo Córneo-Húngaro, Certo?

– Sim, sim, sim! Essa é a minha espécie favorita. 

–  Nessas férias de fim de ano, eu li bastante sobre eles junto com o meu avô, acho que você iria amar conhecer ele, o meu velhinho é simplesmente um expert em quase tudo nessa vida. 

– Com certeza, iria amar conhecer o senhor Malecrit, sou uma grande fã dos livros dele.

– Sério? Bom, se é assim vou enviar uma carta para ele, dizendo que tenho uma colega que é super sua fã, e pedir para ele lhe enviar um autógrafo junto com uma de suas obras. 

– Oh! Não precisa, eu sei que ele não gosta muito de bajulações.

– É, você está certa, mas ele ama mimar a netinha aqui – disse apontando para ela mesma. – E não tem nenhum problema, eu vou pedir e ponto final.

– Mas…– começo protestar mas sou interrompida pela professora. 

– Malecrit e Clearwater, se eu escutar mais um pio das senhoritas, vocês vão ser expulsas de sala. – professora Minerva diz autoritária e nós rapidamente ficamos caladas observando sua explicação sobre o feitiço fixador de objetos.

Ao final da aula fiquei conversando por um longo tempo com a Ryujin e descobri que temos diversas coisas em comum, ela é uma das pessoas mais inteligentes que já conversei, ao mesmo tempo que é super legal. Ela também me explicou uma parte da briga que teve com a Black, e como eu previa, a culpada de tudo foi Hyunjin Black que mais uma vez deu um show de imaturidade, com aquele seu ar de arrogância detestável. Mais tarde, Vivi, Haseul e Yeji se juntaram a nossa conversa sobre as diferenças de cultura daqui da Escócia para a da França, o que nos rendeu boas risadas, com as imitações ruins da Yeji e as zoações da Haseul. 

 


Notas Finais


Bem é isto, ficamos muito felizes com a quantidade de comentários nos últimos capítulos, muito obrigada a todos que deixaram sua opinião ai em baixo. Favoritem, comentem e compartilhem com seus amigos orbits e potterheads.

AH, e mais uma coisa, o sotaque da Yeji e da Ryujin vai ser igual ao da Fleur no quarto filme (Cálice de Fogo)

Até a próxima!!😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...