1. Spirit Fanfics >
  2. Bottles and knives >
  3. Sun and moon

História Bottles and knives - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


OEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE HÁ QUANTO TEMPOOOOOOOO!! Vei, me desculpa pela demora, man mas é que eu tava fazendo o capítulo no começo desse mês e aí quando eu tava quase terminando pra postar no dia 5 de março, o aplicativo bugou e apagou tudo e pra recuperar eu basicamente tinha que pagar 6 reais e pouco, mas man. Enfim, fiquei muito puta KKKKKKKKKKKKK

E aliás, não se preocupem, metade dessas 4mil palavras são do Q&A que eu pedi pra vocês no capítulo anterior <3

MAS ESTOU DE VOLTA! BOA LEITURA E POR FAVOR LEEM AS NOTAS FINAIS!

Capítulo 8 - Sun and moon


Fanfic / Fanfiction Bottles and knives - Capítulo 8 - Sun and moon

Rengoku estava com roupas diferentes, apenas segurava o uniforme de hashira e vestia uma camisa social branca, uma calça social preta e um relógio preto no pulso. No entanto, era claro que aquele era Kyojurō. 


 — Rengoku-san... — Tanjirō sentiu um calor de vergonha subir por todo seu corpo. 


 — Ah, você é aquele desgraçado daquele dia no bar né? — o homem perguntou, com o tom de voz irritado. 


 — Quem era você mesmo? — Kyojurō respondeu, igualmente irritado, logo virando-se para Kamado, que tremia de medo e vergonha. — Eu esqueço de gente que não me é importante. 


O desejo do ruivo era sumir instantaneamente daquele lugar. Não queria que nenhum conhecido o visse daquele jeito, naquele bairro e menos ainda vê-lo com aquele sujeito boçal em sua companhia. 


Percebendo o semblante claramente desconfortável do menor, Rengoku segurou o pulso de Tanjirō, impedindo o ruivo de continuar andando com o homem. 


 — Ele precisa ir comigo pra arrumar umas continha! — o homem bradou segurando de forma abrupta o pulso de Kamado, rapidamente colocando a mão do ruivo em cima do volume nas calças. 


Céus, se Tanjirō pudesse, tiraria a mão daquele lugar de imediato se não fosse o sujeito forçando o pulso do menor, deixando marcas vermelhas nele. Isso sem falar no nojo que o ruivo estava sentindo. Uma mistura de "estou com a mão em cima daquilo", "eu não conheço esse homem e a única coisa que sei dele é que ele queria bater em mim e ainda deu um soco no Sabito" e "eu estou fazendo isso na frente de todo mundo aqui e na frente do Rengoku-san". 


Mas esse ato fora a gota d'água para Rengoku, que olhou para os lados, pegou a capa de hashira que estava segurando e a colocou em Tanjirō. Num ato veloz soltou Kamado e segurou, dessa vez, no pulso do sujeito que forçava o menor a fazer indecências em público. Rapidamente quebrou o pulso do homem e saiu correndo, enquanto pulava em alguns prédios ao seu alcance.


 — Kamado-shōnen... você está bem? — Rengoku havia o colocado sentado no chão de uma cobertura num prédio qualquer, enquanto sentia as mãos trêmulas que insistiam em segurar a camisa social de Kyojurō. 


 — Obrigado... — o ruivo então puxou o hashira contra si, fazendo ambos caírem no chão. Tanjirō estava em cima do mais velho, que logo sentiu a sua roupa ficar úmida, por conta das lágrimas do menor. 


 — Kamado-shōnen... — Rengoku odiava vê-lo tão vulnerável daquele jeito. Queria vê-lo sorrindo como sempre fazia e, por isso, agiu gentilmente, acariciando os cabelos ruivos de Tanjirō. 


Quanto ao Kamado, ele sentia alívio em sentir o cheiro gentil e típico de Rengoku misturado com um perfume qualquer mas provavelmente de alto preço. Era bom saber que o cheiro de bebida alcoólica daquele homem havia desaparecido. 


[• • •] 


 — Obrigado por me acompanhar até em casa. — Tanjirō sorriu normalmente, enquanto corava, o que aliviou o hashira, que até então estava tenso. — E ainda mais por segurar minha mão até aqui. 


 — Ah! HAHA! Eu adoraria segurar sua mão mais vezes. — Rengoku pôs uma de suas mãos na nuca, um pouco sem graça pelo que Kamado tinha dito, mas rapidamente sorriu com ternura. 


 — Pff... — o menor riu da risada súbita de Kyojurō e então soltou a mão do maior, dando uns passos para frente do portão de sua casa. — Você quer entrar? Ainda tá cedo. Ah mas pode ser que a Nezuko esteja dormindo. Ela é muito dorminhoca, sabia? 


 — Oi? Eu? N-Não! Agradeço a proposta, mas preciso dar um jeito em alguns onis ainda. — Rengoku rapidamente ficou desconcertado, enquanto pensava no que poderia acontecer se ficasse apenas os dois dentro de quatro paredes. 


 — Ah sim. Então tudo bem! Até mais Rengoku-san! Boa sorte no trabalho! E... obrigado por hoje, de verdade. — Tanjirō deu um sorriso triste, mas sincero, para Kyojurō, que corou ao ver tamanha beleza em um único ser humano. 


 — Seu "boa sorte" vai ser válido pra todos os onis que matar hoje! — o hashira riu, enquanto acenava, arrancando alguns sorrisos do mais novo. 


Com as mãos ainda trêmulas, Kamado respirou fundo e abriu a porta de casa, dando de casa com Nezuko pronta para abraçá-lo. O que prontamente ele fez, enquanto derramava algumas lágrimas. 


 — Ei, Nezuko! O que acha de amanhã nós irmos pra um parque diferente? Só nós dois! — Tanjirō limpou as lágrimas rapidamente enquanto olhava para a irmã, que de forma instantânea brilhou os olhos, assentindo um "sim" várias vezes com a cabeça. 


[• • •] 


 — Bom, então é isso! Eu vou explicar de novo: hoje e agora as meninas vão tirar as medidas das outras pra costurarem as roupas e os meninos vão para a quadra porque preciso que vocês discutem, junto com a Kanao a forma que vocês vão organizar a sala de aula assombrada de vocês, tudo bem? — o ruivo terminou de explicar, enquanto olhava para a prancheta em mãos mais uma vez e dispensava os alunos. 


 — Meu deus, Tanjirō... você é muito ocupado... Às vezes fico imaginando o que você faria sozinho num projeto tão grande quanto o festival. — Zen'itsu disse olhando preocupado com o tanto de aluno andando pra lá e pra cá nos corredores do colégio. 


 — Realmente! Não sei o que faria sem vocês dois! — Kamado sorriu brilhantemente, sequer percebendo que na realidade Inosuke não estava fazendo nada além de trabalho manual, apenas o Agatsuma que ia responder tal elogio todo convencido, mas fora interrompido por uma Aoi passando apressadamente do lado dos três. 


 — A... AoOoOOoOOoOIIII-CHaAAAaAanNn!! — num instante o loiro saiu correndo para ajudar Aoi que apertou o passo justamente para não ter que suportar o mulherengo. 

 

 — HAHA! O Gonpachirō não consegue fazer nada sem o grande Inosuke! — o Hashibira riu grandioso enquanto carregava algumas caixas. 


 — Uhum! Você está certo, Inosuke! — Tanjirō sorriu fazendo Inosuke entrar em estado de transe misturado a sensações boas. 


Contudo, rapidamente a cena fora interrompida no momento que um professor trombou em Kamado. 


 — EI! EU VI ISSO! FOI DE PROPÓSITO, NÃO FOI!? SEU FILHO DA PUT- — num instante Tanjirō colocou a mão na boca de Hashibira antes que levasse uma suspensão. 


 — Ah, me desculpe, Tanjirō-kun! — o professor Yahaba sorriu sem graça, enquanto coçava a nuca. 


 — Tudo bem, professor! — Kamado sorriu gentilmente, logo acalmando Inosuke, que até então estava se esperniando querendo xingar o sujeito. 


 — Bom, estou com pressa, por isso já vou meninos! Ah, e cuidado com o corredor porque estão fazendo a manutenção daquele elevador velho parado! — o homem avisou, enquanto continuava a dar passos largos e apressados no corredor. 


 — Inosuke!! O que deu em você pra quase xingar o professor?? Foi sem querer e ele pediu desculpas logo depois! — o menor disse, dando uma leve bronca no Hashibira, que apenas ficou quieto. 


“Mas eu vi aquilo! Eu não tô ficando louco! Eu senti más intenções naquele trombo daquele cuzão!” Inosuke refletia, irritado. 


[• • •] 


 — Ei, Nezuko! Já tá ficando pronta? — Tanjirō perguntou à irmã, que ainda estava no quarto se arrumando para sair. 


O ruivo estava com uma camiseta branca com algumas estampas em azul, bermuda preta, converse vermelho e boné de mesma cor, mas pastel. E também estava com celular em mãos passando o tempo enquanto Nezuko estava trocando de roupa. 


Repentinamente Tanjirō recebeu uma mensagem de um desconhecido. 


Número desconhecido: Oi. É o Yoriichi. 


Tanjirō: Ah! Oie, Yoriichi-san! Tudo bem? 


Yoriichi-san: Tudo. E você? 


Tanjirō: Tudo bem também! Que bom que tá tudo certo com você \o/


Yoriichi-san: Eu... preciso te perguntar uma coisa. 


 — Hm-hm! — subitamente Tanjirō subiu o olhar para dar de cara com a irmã adoravelmente bonita. 


 — Nezuko...! Você tá muito bonita! — o ruivo sorriu e bateu palmas ao ver Nezuko com uma regata larga branca, um shorts rosa e um converse de mesma cor com o cabelo em forma de rabo de cavalo. 


 — Hm! — Nezuko sorriu feliz em receber o elogio do irmão, dando uma volta para mostrar o look esportivo do dia. 


Tanjirō: Desculpa, Yoriichi-san, preciso sair! Pode fazer a pergunta, mas respondo depois, ok? Desculpaaaaa! 


 — Vamos? — Tanjirō então levantou-se e seguiu ao lado da irmã. — Ah, mas não se esqueça que hoje vamos estudar depois que chegarmos, certo? 


 — Hm... — a garota assentiu com uma certa preguiça. 


E, bem, esse era o motivo de Tanjirō ser o número um da sala: para ajudar Nezuko a estudar. Como não podia pagar escola e nem queria colocá-la numa pública, o ruivo optou por ensiná-la e ser o aluno perfeito em sala de aula. Esse foi o acordo entre ele e o Conselho Tutelar. 


[• • •] 


 — Você, viu, Nezuko? Aqui tem pedalinho! E é bem maior do que o parque daquela outra vez! — Tanjirō sorriu com os olhos brilhantes, juntamente com a irmã, que estava no mesmo estado. 


 — Hm-hm! — a garota assentiu, olhando principalmente para os pedalinhos em forma de cisnes. 


 — Bom, a gente poderia ir pros pedalinhos depois de dar uma volta no parque, que tal? — o ruivo sorriu gentilmente tentando convencer a garota. 


 — Hm-hm! — a mais nova assentiu, logo se animando e levando o irmão pelo braço, entusiasmada. 


Ao andar ao redor do parque que era um tanto grande, os dois viram capivaras, peixes e até mesmo quero-queros! Logo tiraram fotos juntos, aproveitando totalmente a volta dada ao redor do lago, além de darem paradas em sombras de árvores para beber água e reforçar o protetor solar. 


 — Bom, agora podemos ir para a fila dos pedalinhos! — Tanjirō sorriu, puxando a irmã para a fila. — Mas ei, aquela não é...! 


Num piscar de olhos Nezuko sumiu e foi correndo até a figura familiar que estava sozinha nos arredores. 


 — Kanao! O que faz aqui sozinha? Veio com a Aoi? — o ruivo questionou, enquanto sorria olhando Nezuko abraçá-la. 


 — N-Nezuko... — a Tsuyuri sequer conseguia citar uma frase inteira por conta da aproximação repentina da outra de olhos rosados claros. — Eu vim sozinha... 


 — Ah, não sabia que frequentava esse parque! Sabe, eu e a Nezuko estamos vindo pela primeira vez aqui! E ela com certeza tá adorando! — Tanjirō sorriu todo alegre, emanando uma aura pimposa, por assim dizer, ao ver a irmã toda feliz naquele parque. 


 — Bom, eu... — Kanao sequer conseguia falar com Nezuko a abraçando por um longo tempo. 


 — Parece que a Nezuko quer ir no pedalinho com você, Kanao! — Tanjirō sorriu, empurrando as duas para a fila, acreditando que estava ajudando as duas a criarem um relacionamento mais amoroso. 


 — Não, eu não vou estragar o momento familiar entre voc- — Kanao tentava resistir, ainda que aquele empurrãozinho fosse tentador. 


 — Não, não, eu insisto! É até melhor, fico aqui pra tirar foto de vocês, tá bom? Tchau! Bom pedalinho pra vocês! — o ruivo sorriu acenando, ao mesmo tempo que saía de vista das duas. 


Tanjirō correu até um banco que dava de vista para o lago onde estavam os pedalinhos. Então, pegou o próprio celular e tirou algumas fotos. 


 — Ah, eu queria tirar uma foto de um lugar mais alto... — olhando para trás, havia o banco, então simplesmente o menor resolveu subir e ficar de pé no lugar onde era para sentar. — Agora sim! 


Kamado deu uns cliques no celular, vendo a Tsuyuri pedalar o pedalinho na mesma velocidade que uma lancha, pois pelo que pôde ver nos sinais de libra, Nezuko pediu para Kanao ir mais rápido, o que resultou naquilo. 


 — Você ficou mais alto desde a última vez que nos vimos. — o mais novo levou um susto e quase derrubou o celular no lago. 


 — Uzui-san! — Tanjirō sorriu e cumprimentou-o sem graça, enquanto descia do banco, ao lembrar de que aquele que estava em sua frente era um hashira, uma autoridade. 


 — Não se preocupe, você não vandalizou nada. Mesmo que na realidade seja bom não seguir as regras de vez em quando. — Tengen sorriu levemente malicioso para o ruivo, evidenciando que talvez o próprio hashira já tenha feito algumas violações. 


 — Nunca fiz isso... — Tanjirō desviou o olhar com vergonha, pois aquilo só faria Uzui pensar que Kamado realmente era brega e certinho demais, o que na realidade não estava errado. 


Antes que pudesse formular uma frase, o mais velho fora interrompido. 


 — Hm-hm! — Nezuko sorriu alegre, puxando o irmão e o hashira agressivamente até a fila dos pedalinhos. 


 — A Nezuko-chan disse que agradece você por ter tirado as fotos e que agora ela que vai tirar. — Kanao disse, sorrindo de forma sinistra, fazendo ambos permanecerem no mesmo lugar. 


[• • •] 


 — Sabe, é bem divertido pensar que você tá num pedalinho junto com um hashira. E eu, um hashira andando com um estudante. — Uzui sentenciou, enquanto pedalava tranquilamente no lago junto com o Kamado. 


Na realidade, o hashira parecia estar tranquilo, mas estava nervoso, pois a bermuda de Tanjirō deixava as pernas à mostra, o que o deixava praticamente irresistível, pois as pernas do ruivo tinham uma incrível beleza. 


 — Desculpa fazer você passar por esse tipo de coisa. Aquela menina de rabo de cavalo fofa e baixinha era a minha irmã. — o menor se desculpava, pondo a mão no rosto, formando um "facepalm" sem graça, o que arrancou risos do maior. 


 — Ah, não tem problema, na verdade eu tô até gostando! E ela é uma graça. — Tengen sorriu, logo pondo uma das mãos no queixo do ruivo, fazendo-o virar-se para si. — Talvez tenha puxado o irmão. 


 — E-Eu...! — Tanjirō corou totalmente, resultando na quase morte do hashira, tamanha fofura do garoto. 


 — Haha! Brincadeira! Não sou tão careta assim, acho... Mas o que eu disse é verdade. — Uzui riu e rapidamente virou-se para o outro lado. Ele não queria mostrar que também havia ficado sem jeito ao ver o menor corar. 


 — Aliás, você também mudou né? — Kamado perguntou, ao olhar o cabelo de Uzui, que estava para baixo, deixando-o mais atraente do que já era. 


 — Ah, isso! Eu costumo prender só quando vou lutar! Quer dizer, eu prefiro lutar quando não tem nada na minha cara, pra não atrapalhar! — o hashira respondeu, puxando uma mecha solta de seu cabelo, mostrando para o ruivo. 


 — É bonito... — Tanjirō disse praticamente em transe com o cabelo branco prateado de Uzui, que quase teve um infarto ali mesmo com a aproximação repentina do ruivo. 


 — Obrigado! — Tengen sorriu. — Bom, eu vou transformar isso aqui num jet-ski, então se segura! 


 — Ah. — o menor murmurou em desespero, enquanto se preparava para a velocidade se segurando fortemente em Uzui. 


[• • •] 


 — Foi divertido! — o hashira sentenciou animado, andando lado-a-lado com o ruivo que estava sorrindo nervoso. 

 

 — Hm-hm! — Nezuko sorriu enquanto pulava de alegria por ter ajudado o irmão a supostamente ficar a sós com aquele conhecido dele. 


 — Tanjirō, você não acha melhor reforçar o protetor solar? Tá meio forte. — Kanao questionou, sentindo os fortes raios de sol praticamente fritando a pele. Bom, mas ao mesmo tempo, ela não se importava em se queimar, mas estava preocupada com Nezuko. 


 — Ah sim, realmente! — Tanjirō assentiu enquanto procurava o protetor solar na sacochila que havia trazido. — Achei! Vamos todo mundo passar! 


 — Não, eu não preciso, isso é s- — então, Uzui fora interrompido no momento em que sentiu o dedo do ruivo cheio de protetor solar encostar em seu nariz. 


 — Você também tem que se cuidar, Uzui-san! — o ruivo fez um bico enquanto segurava o produto. — E não se preocupe, eu passo pra todo mundo! 


 — Ah... então acho que não tenho muita escolha... — Tengen sorriu derrotado, logo se sentando num banco do parque.


Tanjirō sorriu alegre de ter convencido o hashira, então, passou de forma suave o protetor solar no rosto do mais velho, que estava quase dormindo com o suave toque do ruivo. 


Rapidamente, na velocidade de uma mãe, Tanjiro havia passado em todos e estava passando em si mesmo também. 


 — Uzui-san, aqui ainda tá branco? — o ruivo perguntou apontando para a bochecha direita. 


 — Você até passou na sua boca! — Uzui riu. — Deixa que eu passo pra você, é o mínimo que eu posso fazer. 


 — Ah... obrigado... — Tanjirō murmurou, enquanto corava levemente. 


Então, da mesma forma que o ruivo tinha passado, Tengen estava fazendo o mesmo. Primeiro tirou o pouco de protetor que tinha no lábio inferior, passando levemente o dedo e se impressionando com a maciez da boca do menor. 


[• • •] 


Estava sendo um dia maravilhoso para os dois, mas Tanjirō mal sabia o que o esperava em casa. 































Número de palavras do capítulo: 2824±


Finalmente o grande momento das respostas! PARARAPAPA] 


Primeiramente bem-vindos(as)! Eu queria agradecer muuuito a vocês que acompanham, favoritam, fazem tudo de bom com essa fic! Tenho orgulho dos meus leitores, iti! Aliás, eu alterei a escrita de alguns para melhor entendimento, wihul! Enfim, vamos às perguntas feitas pelo Supremios! 


~ O Gyomei vai aparecer? Eu amo muito ele! XD 


R. Bom, provavelmente ele vai aparecer, porque ele é um hashira! Então vamos ficar felizes, YAAAAYY! 


~ Tanjerina, qual o seu tipo de homem? 


R. — M-Meu tipo...? Eu não sei, talvez qualquer um que seja uma boa pessoa... — Tanjirō revelou, fazendo todos os homens da fanfic se interessarem na resposta. 


~ Autora, o Tanjiro na sua fic tem um sangue raro tipo o Sanemi? Afinal, tem oni aparecendo de cinco em cinco minutos tentando comer ele (infelizmente não no sentido que eu gostaria) 


R. JAJSJSJSJJAJSW desculpa, a realidade é que, assim como no anime, eu queria deixar claro que onis existem e que eles são bem ativos à noite! Mas não, infelizmente (ou felizmente ne) o Tantan não tem sangue raro :(


~ Autora, quando os apaixonados vão se declarar? Tô doido pra ver o Tanjerina tendo que lidar com um bilhão de homens apaixonados por ele kkkkk


R. AKSJJAJSJAJJS em capítulo um pouco distante isso vai acontecer, então não se preocupe porque eu também tô doidona pra escrever isso! KQKSKAKSKAKS


~ Tanjiro, meu querido, o que você pensa de relações poliamorosoas? 


R. — Bom, eu acho normal, quero dizer, não tenho nada contra... Acho que as pessoas deveriam ser livres pra gostar de quantas pessoas elas quiserem... — respondeu Tanjirō levemente sem graça. 


Okaaayy! E vamos às perguntas da Belle22072005! 


~ Sabito-kun, você pretende tirar a virgindade do nosso amado Tapado? Porque todo mundo sabe que tu quer comer ele e só tá fazendo cu doce. 


R. (KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK) — O-O quê?! Eu não... eu... EU TENHO O DIREITO DE NÃO RESPONDER ISSO, CERTO? — Sabito respondeu enquanto quase morria de vergonha juntamente com Tanjirō, que estava ouvindo tudo. 


~ Kyōjurō, tu não vai aproveitar a oportunidade, "minino"? Já te aviso que todo mundo quer o cu da Tanjirina, tu tá moscando no serviço. 


R. (KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKMKK) — ... É claro que eu aproveito as oportunidades!! Eu nunca deixaria nada passar! E quanto ao resto da pergunta, eu não tô moscando no serviço!!!! — Rengoku respondeu, tipicamente entusiasmado. 


~ Tomioka-senpai, por que tão lento? Chega metendo a língua nesse caralho, se tu não for o Sabito vai, só tô avisando pra depois não dizer que foi talaricagem. 


R. (KKKKKKKKKKKKKLLKKKKKKKKK eu acho foda que ela tá esculachando todo mundo e eu tô adorando) — ... Ele não vai ser o primeiro. — Giyuu estava quase matando Sabito apenas com o olhar, mas o outro também estava o olhando do mesmo jeito. 


~ Falando em talaricagem, o Inosuke vai pegar o Tanjiro? Se pegar ele vai ser talarico? 


R. Mano, pior que teoricamente sim, mas quem disse que alguém se importa? KAJSJAJSJAJJSJSJSJAJ. E sim, o Inosuke vai pegar o Tanjiro eita peraq dei spoiler. 


~ Vocês irão dividir o Tapado-chan? Porque acho que ele não vai conseguir escolher um de vocês. 


R. — ... Não fazemos ideia, tudo depende dele. — Uzui respondeu, em nome de todos os outros, que também compartilhavam da mesma resposta. 


~ Quem de vocês tem a maior rola? 


R. (KKKKKKKKKKKKKLLKKKJJKKKKKKKK) Repentinamente uma briga começou com essa pergunta, pois havia inúmeras divergências entre si e calças abaixas -q. 


~ A Tanjirina só vai ser comida ou ela também vai comer? 


R. KKKKKKKKKKK, bom, esse é o ponto! A fruta tangerina não come, apenas é comida BA DUNTS. (vamos ignorar o fato de que tangerina come luz solar -q) 


~ Por que vocês gostam do Kamado-sama e por que ele deveria ficar com algum de vocês? 


R. Todos se entreolharam e sabiam a resposta. “Porque ele é o Tanjirō que nós gostamos dele”. E, bem, praticamente a resposta de todos quanto ao porquê foi a mesma KKKKKKKKKK. “Porque eu sou melhor do que todos os outros” -q. 


Bom, isso daqui tá ficando muito gigante KKKKKKKKKKKKKKKKKKK. Tem mais de 3400 palavras agora KKKKJJ. Mas eu sei que vocês que fizeram as perguntas querem se ver aqui no capítulo, então vamos continuar com as perguntas da Mochinya!! YAY! 


~ Cada um vai ter seu momento com o Tangerina? 


R. SIM!!! Porque afinal, isso é o que todos querem, inclusive eu EAHURHAUEHE. 


~ Autora-chan, quando vai ser o lemon? 


R. Ai vei, cês não têm ideia do quanto eu quero escrever esse lemon logo KKKKKKK. Depois de dois fucking anos eu tô sem escrever nenhum lemon e queria ver se eu evoluí ui KKKKKKKK. Mas o lemon vai ser tipo daqui a máximo uns três capítulos ehe KKKKK TÁ CHEGANDOLLLLLK. 


~ Quando sai o próximo episódio porque o Spirit meu tá paradão mas eu resolvo ver as notificações diariamente e não vem nada, tô carente


R. Mano eu juro por deus que não era pra ter demorado tanto assim o próximo capítulo (que no caso é o de hoje) mas como acho que nem todos viram, eu tava fazendo o capítulo e ia sair no dia 5 de março, mas a porra do aplicativo bugou e APAGOU o capítulo e como eu tava na metade, eu fiquei em shockkkkkk e muito puta pra escrever, então acabei demorando mesmo a. Mas não se preocupem, não vai demorar mais tanto assim iti. <3 


KAJSAJJSJSJSJSK e a próxima pergunta é uma que talvez muitos queiram saber! E essa grande questão é da(o) Seliah! 


~ Vai ter surubão? 


R. KKKKKKKKKKKK, mano, o bagulho é assim, eu posso até tentar fazer, mas né, mais de nove nego no negócio aí é foda KJJKKLK. Mas vai ter sexo com todos os caras sim separadamente, isso eu digo com certeza YAY! 


E as próximas perguntas vem da(o) yepe! 


~ Vão ter shipps com as luas demoníacas? Sabe é porque eu realmente gosto da maioria dos shipps do Tanjirō com qualquer lua


R. Bom, pretendo fazer uns shipps sim, mas talvez eles não entrem pra categoria de "transar com o Tanjirō". Mas tudo depende do quanto eu shippar KKKKKKKKKKK


~ E os shipps que a galera menos shippar? Exs.: Iguro x Tanjirou, Sanemi x Tanjirou  e até mesmo Senjurou x Tanjirou


R. KKKKKKKKK, mano então, eu coloquei dois desses shipps (Iguro x Tanjiro e Sanemi x Tanjirō) na tag, então eles vão ter sim seus momentos KANJSJSJSJSJS. Quanto a Senjurō x Tanjirō eu posso pensar, porque eu também adoOOOOOOOORO esse shipp, iti! 


Ai, eu adoro os comentários dela (juntamente com o de todos que comentam amo vocês a); bom, mas vamos às perguntas da KillerloveKarma! 


~ Sabito, por que você não admite logo que quer dar uns pegas no Kamado em vez de dar uma de tô nem aí? 


R. — Bom, eu deixo bem claro de que quero dar uns "pegas" nele sim, já que vocês têm acesso até aos meus pensamentos! Mas algum dia eu pretendo deixar isso bem claro pro Tanjirō. —Sabito sorriu com ternura, pensando em tal momento. 


~ Autora-sama, você estuda/trabalha? Como tu tem tempo de fazer essa obra-prima? E assistir anime? Ler mangá? Você tem sharingan? É técnica de clones? 


R. Ai assim eu coro com o "autora-sama"! Mas KANJSJAJSJJSS meu deus te amo. Bom, eu estudo ainda IHIIIIII (infelizmente) e reservo os tempinhos que tenho durante o dia e a noite pra fazer os capítulos, iti! Que bom que acha que B&K é uma obra-prima AAAAAA! E sim, surpreendentemente eu tenho tempo nos finais de semana pra assistir anime e ler mangá, YAAAYY! Ai, se eu tenho sharingan? Eu tenho o RINNEGAN! Peraq KKKKKKKKK! Nossa eu queria ter clones jesus aaaaaaa. Bom, mas né, eu sou asiática e asiáticos são estranhos então, é, pois é EHAUEAHUEHAE. 


~ Autora-sama, cadê o Uzui que desapareceu do mapa? Já agora ele tá casado aqui? 


R. AAAAAAA uma pergunta que dá pra esclarecer algumas coisas, ui! O Uzui, como você pôde ler, tá bem aqui YAAAAYYY! Bom, quanto à outra pergunta, eu vou explicar no capítulo futuramente, ok? YUHULLL


~ Como vai ser a cena do limão? Vai todo mundo mesmo? Ou vai ser a coisa de segunda ele é meu, terça teu, quarta de fulano? 


R. Vai ser em vários lugares diferentes EHEHEHEHHEHE. Quero fazer umas coisas bem safadas, então me esperem YAAY! E a cena do limão vai separadamente, então é, vai ser o "segunda ele é meu, terça teu, quarta de fulano" KKKKKKKKKKKKKK. 


E CHEGAMOS À ÚLTIMA REMESSA DE PERGUNTAS!!! Por último mas não menos importante, temos o Kuro_miau (ui também adoro seus comentários iti)!! 


~ Yoriichi, seu ombro é bom mesmo pra dormir? Estou precisando um pouco rsrsrs


R. — ... Talvez seja. Nunca tive a oportunidade de testar meu próprio ombro. Mas se você quiser eu deixo. — Yoriichi respondeu, um surpreso em ver que o tal do elogio de que o ombro dele era bom pra dormir se espalhou até para fora das telas das fanfics. 


~ Sabito, pelo amor de santo oni, não me diga que você irá tirar a inocência do nosso bebê, o Tangerina, né? 


R. — Talvez a inocência eu tire, talvez não. Mas uma coisa é certa... eu vou tirar a virgind- — Sabito dizia, orgulhoso, mas repentinamente parando ao ver que Tanjirō havia chegado. 


~ Kanao, você gosta da Nezuko? 


R. — B-Bom, é claro que eu gosto. — Kanao respondeu sem graça e corada, enquanto Nezuko saía correndo para abraçá-la. 


~ Tangerina, eu gosto muito de você, você é muito inocente e fofo, poderia dar um abraço a ti? Tu tá passando por tanta coisa, que dá vontade de te abraçar e proteger


R. — E-Eu também gosto de você e de todos aqui presentes! E sim, você pode me abraçar! Eu também te abraço com prazer e obrigado por se importar comigo...! — Tanjirō abraçou Kuro_miau enquanto sorria gentilmente, aproveitando o abraço. 


~Autora, o nosso querido protagonista irá ficar no final com um dos personagens ou irá ficar solteiro? Só por curiosidade mesmo, porque, meu deus, tem um monte de gente querendo ficar com o Tangerina, e tipo, estou imaginando como isso vai acabar! Ou eles vão ficar todos junros? Kkkk seria engraçado isso


R. OOooOOoOooooO eu infelizmente não posso te responder, já que se trata do final da fic, mas só queria deixar claro que eu espero que vocês não se decepcionem com o final que eu já pensei como será! 


~ Nezuko, posso te abraçar! 


R. — Hm-hm! — Nezuko então saiu correndo para abraçar Kuro_miau, sorrindo alegremente. Enquanto isso, uma certa garota está com um "leve" ciúmes. 


~ Tangirina, não fique envergonhado sobre o acontecido do guarda-chuva, já aconteceu muito pior comigo, o meu guarda-chuva meio que ficou todo arrepiado e pior, fiquei todo molhado no final. Mas foi engraçado, no final eu ri muito e fiquei doente, mas valeu a pena


R. (KKKKKKKKKKKKKL omodeuzo) — Aposto que deve ter sido uma história engraçada pra contar depois! Mas que pena que você ficou doente! Pelo menos aprendemos a ter um guarda-chuva reserva com a gente e não acreditar muito nos preços baixos de guarda-chuva! — Tanjirō riu, deixando todos derretidos, tamanha fofura. 


~ Tokito, você é muito gentil, realmente, me emocionei quando você falou e fez carinho na cicatriz do nosso pequeno bebe Tangerina


R. — Ah, mas isso que você chama de "gentileza" só é válido pro Tanjirō. E sim, ele é um bebê. — Tokito respondeu mantendo o semblante sério, mas ao citar o ruivo rapidamente sua expressão mudou para um leve sorriso. 


~ Sabito, você quer ajudar a socar a cara do Rokuro? Sério, tô com muita vontade de envenenar esse cara! 


R. — Eu aceito ajuda pra matar esse desgraçado da pior maneira possível sim! Ele realmente não é um homem de verdade por ter feito o que fez com o Tanjirō. — Sabito respondeu, arregaçando as mangas, sorrindo, mas totalmente irritado. 


~ Autora, cada casal vai ter um arco ou capítulo especial? 


R. Bom, eles vão ter capítulos especiais, por exemplo, num capítulo sempre tento pôr mais do que um shipp, iti! Mas todos terão seus momentos com o TanTan! <3 


Bom, essas foram as perguntas e eu adorei ter esse momento de interação com vocês! Perdoem se ficou gigante essa parte, mas eu queria que todos os participantes aparecessem, então obrigada a todos vocês! Espero vê-los novamente na seção de comentários! <3 AMO VOCÊS AAAAAAAAAAAAAA 


Notas Finais


KAJSJAJSJAJSJAJJSJAJS perguntas sensacionais, essas KKKKKKKK.

Mas na realidade eu queria perguntar pra vocês se vocês gostariam/me deixariam colocar um orange da Kanao e da Nezuko KKKJKKKK. Eu nunca fiz e fiquei curiosa e interessada em fazer EHE!

E um outro aviso é: eu adicionei o Obanai e o Sanemi na porra toda, então esperem eles! Iti!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...