História Boy in Love! - (Imagine Jimin, BTS) - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Black Pink, EXO, Red Velvet
Personagens Chanyeol, Irene, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jisoo, Joy, Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Lisa, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais, Seulgi, Wendy, Yeri
Tags Blackpink, Boy Reader, Bts, Imagine Bts, Imagine Jimin, Irene Friendship, Jimin, Jungkook Friendship, Leitor, Red Velvet, Sadness_queen, Yaoi
Visualizações 12
Palavras 2.890
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Orange, Romance e Novela, Shounen, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Aleatório


 Você


Acabei de acordar e adivinha? RESSACA


  Minha cabeça estava doendo muito, me sentia tonto e com ânsia de vômito enorme, logo corri para o banheiro, me apoiando na pia e respirando profundamente.


 Minha mãe diz o que? - "Não beba muito filho" - e o que eu faço? Acabo com todos os produtos alcoólicos da festa. 


 Controlo um pouco e me dirijo ao armarinho do banheiro, que nele tinha alguns remédios que aliviariam minha ressaca.


 Desço até a cozinha com o remédio na mão, encho um copo d'água e tomo o remédio, deixo o copo na pia e subo de volta ao quarto que eu sai.


E finalmente caio na real, COMO EU VIM PARAR NA MINHA CASA? A FESTA FICAVA A 33782374739100 QUILÔMETROS DAQUI DE CASA.


 Subo de volta e vejo geral dormindo no meu quarto.


 Jimin dormia na minha cama, que por sinal foi onde eu levantei, tinha um colchão no chão onde dormia em um motinho Jungkook (que estava por baixo), Chanyeol (que estava no centro do sanduíche) e Taehyung (que estava por cima dos três).


 Irene estava sentada dentro do armário e com um tampa olho de dormir vermelho veludo, Yoongi dormia na cadeira da minha escrivaninha e Julieta dormia em uma caminha de boneca em cima do criado-mudo.


 Ela é a única que dormiu com dignidade essa noite.


 Procuro meu celular em meu corpo e tiro ele do bolso traseiro de minha calça, olho as horas e marcava exatamente 11:32 A.M., até que cedo pra quem provavelmente foi dormir as 7 da manhã.


  Peguei uma toalha e roupinha pra ir tomar banho e assim fiz.


 Tomei meu banho suavemente e sai de lá todo cheirosinho, e não fedido a álcool como eu estava antes.


  Já comentei sobre meu bom gosto com roupas? Minha calça jeans salmão, meu tênis preto, meu moletom preto com detalhes de rosas (flores) e meus brinquinhos lindos. 


                          Divei.



  Dou a volta pela casa e vejo na mesa de centro da sala um pequeno bilhetinho. Pego o mesmo e vejo oque estava escrito.


        "Filho,

 Fui fazer uma visita a casa dos seus avós, volto hoje às aproximadamente 6 horas. Só como aviso caso queira saber, você chegou hoje com seus amigos as 6:43 da manhã.

   

                          Beijos da Omma"


Ah ki legal, ela me abandonou numa casa onde geral deve tá bêbado.


  Xô chorar.


  Mentira.


  Sou muito machão e machão não chora.


  Dou um soquinho no ar muito aleatório e saio correndo pro meu quarto, povo preguiçoso da porra mano, vou te contar hein.


  Geral dormindo ainda, pego a Julieta que tava dormindo e depois que ela acorda, limpo a lente (todo cuidado é pouco amigxs) e tiro uma foto da galera dormindo.


  Pego minhas roupas sujas e saio fuçando elas, acho minha carteira, três polaroids, meus fones (pera, antes de tudo, por que mesmo eu levei aqueles fones pra balada? Ke) e por fim acho um maço de cigarro.


 Melhor de tudo é que eu nem fumo, o que essa merda está fazendo aqui?


 Nunca saberei.


 Taco o maço de cigarro pela janela.


 Pego minha panela e minha colher que eu guardo no meu quarto caso minha casa seja invadida, porque esses são os melhores métodos de defesa e eu posso provar, mas não agora que eu tenho um trabalho a fazer.


  Coloco um amortecedor de som no meu crush.


   Bato a colher contra a panela, fazendo o maior escândalo, AI COMO EU AMO SER FILHO DA PUTA.


 Isso fez com que a Baebae caísse do armário enquanto tirava o tampa-olho assustada, Yoongi escorregando da cadeira assustado, o sanduíche sendo desmontado com todo mundo gritando e caindo pra todos os lados.


 Ao se recuperarem do susto vejo que todos olham pra mim com a maior cara de psicopata.


 - Bodia - Sorrio com medo e todos eles vem pra cima de mim.


 A porrada começou, era todo mundo se batendo, todo mundo me batendo, eu batendo em todo mundo, isso sim era definição de dedo no cu e gritaria.


  Era eu gritando basicamente, porque de resto tava todo mundo focado em se bater, esses agressivos.


 Vejo Jimin acordando e tirando o amortecedor do ouvido, logo eu, (S/N/C), o maior puxa-saco e crushador de Park Jimin, saio da treta e vou até ele.


 - Bom Dia (S/N)-Hyung. - Ele coça os olhos.


  - Bodia. - Sorrio ladino - Tá de ressaca?


- Não, eu nem se quer 'cheguei perto' do álcool - Ele se levanta na cama e faz perninha de índio ao se sentar - O que esta acontecendo ali?


 - É essa galera que tem gosto em ser agressiva - Digo e me levanto, pegando a colher e a panela de novo, e as batendo.


 Todos param que estavam fazendo e finalmente caem na real, se sentando.


 - Feliz que eu não bebi e não to de ressaca - Diz Jungkook - Vou tomar banho, me dá uma roupa.


  Entrego a ele uma calça de moletom preta, uma blusa da mesma cor e uma cueca vermelha.


 - PORRAAA, QUE DOR DE CABEÇAAA. - Diz Chanyeol berrando com as mãos na cabeça deitado dando reviradas na cama.


  - Vai fazer escândalo na casa do caralho véi. - Irene se pronuncia.

 

 - Ai meo deos. - Dito e invado meu banheiro.


 Jungkook cobre as partes intimas e cora um pouco, e faz um cara misturada de indguinação e vergonha.


 - Amigo, tampando, por quê? - Digo indo até o armarinho com remedios e só porque sou um cara muito filho da puta continuo olhando pra ele.


 - P-Porque eu to tomando banho e essas partes íntimas? - Fala com vergonha e eu paro de olhar rindo um pouco.


 - Tu tá ligado que não é nada que eu não tenha entre as minhas pernas também e que eu não tenha visto, né? 


 - ANDA LOGO FILHO DE UMA BOA MÃE.

 

 Ele grita já vermelho de vergonha, rapidamente pego o remédio e saio do banheiro rindo, e obviamente fechando a porta.


 - Partiu cozinha, galerinha do mal. - Digo e eles me seguem.

 

 - Sua casa é grande, hyung. - Disse Jimin se aproximando Jimin. AKSJSKAKLAKA EU SOU MUITO ENGRAÇADAUM MANO, OLHA QUE TROCADILHO GENIAL.


  Tá, parei.


 - Meh, nem tanto. - Entramos pelo portal da cozinha.

 Me senti muito num livro de fantasia narrando essa parte, alguém me interna.


 - Casa de gente rica e fina é assim mano. - Diz Taehyung pegando um copo d'agua.


 - Vocês são bem chegados por aqui né? - Diz rindo brevemente se referindo ao fato deles estarem roubando comida da geladeira, com os pés em cima do balcão e tananan.


 - Chegados o caralho, são muito é folgados. 


 - Que ofensa. - Disse Suga atacando uma maçã em minha direção, que só porque eu sou muito foda e tenho ótimos reflexos consegui pegar a maçã e aproveito para come-la.


 - (S/N), a vontade de te agredir tá grande. - Vejo JK vindo até nós, com uma cara de irritado e se senta ao meu lado no balcão. 


 - Senhoras e Senhores, interrompemos essa programação para uma notícia de última hora. - Diz Taehyung imitando um jornalista de plantão.


 - O jovem Jeon Jungkook adentrou a cozinha fazendo uma gravíssima ameaça de agressão a (S/N/C). - Diz Chanyeol como se fosse um segundo jornalista.


 - Para uma entrevista de última hora, iremos conversar com a vítima, senhor (S/S), o que tem a dizer? - Diz Jimin entrando na brincadeira.


 - Eu acho que ele é um fetichista que quer transar no style Baby Boy e Daddy Kink, com direito a punições, mas ele se esqueceu que eu sou o Top da relação. - Digo dando meu depoimento.


 - Como assim "Top"? 


- Coisa de fanfiqueiro, esquece.


- Porra (S/A), você não consegue não sexualizar as coisas? - Yoongi diz rindo.


 - Desculpe, mas o que seria essa expressão de "não sexualização"? - Arqueio uma sombrancelha em pergunta, todos caem na risada. Gente, mas qual o problemas desse povo? O que eu disse de errado?


- Ok, mas tipo, pior que tu quer agredir ele, Jungkook? - Joohyun se dirige a JK apontando pra mim.


 - Porque ele invadiu o banheiro quando eu tava lá me banhando. - Ele emburra a cara,.


 - Iti que fofo. - Digo apertando as bochechas dele, que não mantém a pose e ri. - E em minha defesa, não tenha nada lá que eu não tenho e nada que eu naum tenha visto.


 - Como juiz des  Você


   Acabei de acordar e adivinha? RESSACA


  Minha cabeça estava doendo muito, me sentia tonto e com ânsia de vômito enorme, logo corri para o banheiro, me apoiando na pia e respirando profundamente.


 Minha mãe diz o que? - "Não beba muito filho" - e o que eu faço? Acabo com todos os produtos alcoólicos da festa. 


 Controlo um pouco e me dirijo ao armarinho do banheiro, que nele tinha alguns remédios que aliviariam minha ressaca.


 Desço até a cozinha com o remédio na mão, encho um copo d'água e tomo o remédio, deixo o copo na pia e subo de volta ao quarto que eu sai.


E finalmente caio na real, COMO EU VIM PARAR NA MINHA CASA? A FESTA FICAVA A 33782374739100 QUILÔMETROS DAQUI DE CASA.


 Subo de volta e vejo geral dormindo no meu quarto.


 Jimin dormia na minha cama, que por sinal foi onde eu levantei, tinha um colchão no chão onde dormia em um motinho Jungkook (que estava por baixo), Chanyeol (que estava no centro do sanduíche) e Taehyung (que estava por cima dos três).


 Irene estava sentada dentro do armário e com um tampa olho de dormir vermelho veludo, Yoongi dormia na cadeira da minha escrivaninha e Julieta dormia em uma caminha de boneca em cima do criado-mudo.


 Ela é a única que dormiu com dignidade essa noite.


 Procuro meu celular em meu corpo e tiro ele do bolso traseiro de minha calça, olho as horas e marcava exatamente 11:32 A.M., até que cedo pra quem provavelmente foi dormir as 7 da manhã.


  Peguei uma toalha e roupinha pra ir tomar banho e assim fiz.


 Tomei meu banho suavemente e sai de lá todo cheirosinho, e não fedido a álcool como eu estava antes.


  Já comentei sobre meu bom gosto com roupas? Minha calça jeans salmão, meu tênis preto, meu moletom preto com detalhes de rosas (flores) e meus brinquinhos lindos. 


                          Divei.



  Dou a volta pela casa e vejo na mesa de centro da sala um pequeno bilhetinho. Pego o mesmo e vejo oque estava escrito.


        "Filho,

 Fui fazer uma visita a casa dos seus avós, volto hoje às aproximadamente 6 horas. Só como aviso caso queira saber, você chegou hoje com seus amigos as 6:43 da manhã.

   

                          Beijos da Omma"


Ah ki legal, ela me abandonou numa casa onde geral deve tá bêbado.


  Xô chorar.


  Mentira.


  Sou muito machão e machão não chora.


  Dou um soquinho no ar muito aleatório e saio correndo pro meu quarto, povo preguiçoso da porra mano, vou te contar hein.


  Geral dormindo ainda, pego a Julieta que tava dormindo e depois que ela acorda, limpo a lente (todo cuidado é pouco amigxs) e tiro uma foto da galera dormindo.


  Pego minhas roupas sujas e saio fuçando elas, acho minha carteira, três polaroids, meus fones (pera, antes de tudo, por que mesmo eu levei aqueles fones pra balada? Ke) e por fim acho um maço de cigarro.


 Melhor de tudo é que eu nem fumo, o que essa merda está fazendo aqui?


 Nunca saberei.


 Taco o maço de cigarro pela janela.


 Pego minha panela e minha colher que eu guardo no meu quarto caso minha casa seja invadida, porque esses são os melhores métodos de defesa e eu posso provar, mas não agora que eu tenho um trabalho a fazer.


  Coloco um amortecedor de som no meu crush.


   Bato a colher contra a panela, fazendo o maior escândalo, AI COMO EU AMO SER FILHO DA PUTA.


 Isso fez com que a Baebae caísse do armário enquanto tirava o tampa-olho assustada, Yoongi escorregando da cadeira assustado, o sanduíche sendo desmontado com todo mundo gritando e caindo pra todos os lados.


 Ao se recuperarem do susto vejo que todos olham pra mim com a maior cara de psicopata.


 - Bodia - Sorrio com medo e todos eles vem pra cima de mim.


 A porrada começou, era todo mundo se batendo, todo mundo me batendo, eu batendo em todo mundo, isso sim era definição de dedo no cu e gritaria.


  Era eu gritando basicamente, porque de resto tava todo mundo focado em se bater, esses agressivos.


 Vejo Jimin acordando e tirando o amortecedor do ouvido, logo eu, (S/N/C), o maior puxa-saco e crushador de Park Jimin, saio da treta e vou até ele.


 - Bom Dia (S/N)-Hyung. - Ele coça os olhos.


  - Bodia. - Sorrio ladino - Tá de ressaca?


- Não, eu nem se quer 'cheguei perto' do álcool - Ele se levanta na cama e faz perninha de índio ao se sentar - O que esta acontecendo ali?


 - É essa galera que tem gosto em ser agressiva - Digo e me levanto, pegando a colher e a panela de novo, e as batendo.


 Todos param que estavam fazendo e finalmente caem na real, se sentando.


 - Feliz que eu não bebi e não to de ressaca - Diz Jungkook - Vou tomar banho, me dá uma roupa.


  Entrego a ele uma calça de moletom preta, uma blusa da mesma cor e uma cueca vermelha.


 - PORRAAA, QUE DOR DE CABEÇAAA. - Diz Chanyeol berrando com as mãos na cabeça deitado dando reviradas na cama.


  - Vai fazer escândalo na casa do caralho véi. - Irene se pronuncia.

 

 - Ai meo deos. - Dito e invado meu banheiro.


 Jungkook cobre as partes intimas e cora um pouco, e faz um cara misturada de indguinação e vergonha.


 - Amigo, tampando, por quê? - Digo indo até o armarinho com remedios e só porque sou um cara muito filho da puta continuo olhando pra ele.


 - P-Porque eu to tomando banho e essas partes íntimas? - Fala com vergonha e eu paro de olhar rindo um pouco.


 - Tu tá ligado que não é nada que eu não tenha entre as minhas pernas também e que eu não tenha visto, né? 


 - ANDA LOGO FILHO DE UMA BOA MÃE.

 

 Ele grita já vermelho de vergonha, rapidamente pego o remédio e saio do banheiro rindo, e obviamente fechando a porta.


 - Partiu cozinha, galerinha do mal. - Digo e eles me seguem.

 

 - Sua casa é grande, hyung. - Disse Jimin se aproximando Jimin. AKSJSKAKLAKA EU SOU MUITO ENGRAÇADAUM MANO, OLHA QUE TROCADILHO GENIAL.


  Tá, parei.


 - Meh, nem tanto. - Entramos pelo portal da cozinha.

 Me senti muito num livro de fantasia narrando essa parte, alguém me interna.


 - Casa de gente rica e fina é assim mano. - Diz Taehyung pegando um copo d'agua.


 - Vocês são bem chegados por aqui né? - Diz rindo brevemente se referindo ao fato deles estarem roubando comida da geladeira, com os pés em cima do balcão e tananan.


 - Chegados o caralho, são muito é folgados. 


 - Que ofensa. - Disse Suga atacando uma maçã em minha direção, que só porque eu sou muito foda e tenho ótimos reflexos consegui pegar a maçã e aproveito para come-la.


 - (S/N), a vontade de te agredir tá grande. - Vejo JK vindo até nós, com uma cara de irritado e se senta ao meu lado no balcão. 


 - Senhoras e Senhores, interrompemos essa programação para uma notícia de última hora. - Diz Taehyung imitando um jornalista de plantão.


 - O jovem Jeon Jungkook adentrou a cozinha fazendo uma gravíssima ameaça de agressão a (S/N/C). - Diz Chanyeol como se fosse um segundo jornalista.


 - Para uma entrevista de última hora, iremos conversar com a vítima, senhor (S/S), o que tem a dizer? - Diz Jimin entrando na brincadeira.


 - Eu acho que ele é um fetichista que quer transar no style Baby Boy e Daddy Kink, com direito a punições, mas ele se esqueceu que eu sou o Top da relação. - Digo dando meu depoimento.


 - Como assim "Top"? 


- Coisa de fanfiqueiro, esquece.


- Porra (S/A), você não consegue não sexualizar as coisas? - Yoongi diz rindo.


 - Desculpe, mas o que seria essa expressão de "não sexualização"? - Arqueio uma sombrancelha em pergunta, todos caem na risada. Gente, mas qual o problemas desse povo? O que eu disse de errado?


- Ok, mas tipo, pior que tu quer agredir ele, Jungkook? - Joohyun se dirige a JK apontando pra mim.


 - Porque ele invadiu o banheiro quando eu tava lá me banhando. - Ele emburra a cara,.


 - Iti que fofo. - Digo apertando as bochechas dele, que não mantém a pose e ri. - E em minha defesa, não tenha nada lá que eu não tenho e nada que eu naum tenha visto.


 - Como juiz desse julgamento, declaro Jeon Jungkook culpado, levando a justificativa do crime anterior de (S/N) válida. - Diz Chanyeol batendo com a colher na mesa.se julgamento, declaro Jeon Jungkook culpado, levando a justificativa do crime anterior de (S/N) válida. - Diz Chanyeol batendo com a colher na mesa.se julgamento, declaro Jeon Jungkook culpado, levando a justificativa do crime anterior de (S/N) válida. - Diz Chanyeol batendo com a colher na mesa.


Notas Finais


Eu desisti totalmente de ter horários nessa fanfic, faz oq, uns 3 ou 4 meses que naum posto.
Seilah
Mas a vida naum me ajuda.
Fazer oq
Esse capitulo foi bem merda mas foi mais pra dizer que eu tava trabalhando em algo muito bom durante esse tempo (sqn)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...