História Boy In Luv - Capítulo 42


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Alfa!jimin, Alphasquad, Bof, Bottom!jungkook, Bottomnochu, Boys Over Flowers, Jikook, Monsterpark, Namjin, Ômega!jungkook, Taeyoonseok, Top!jimin, Vhope, Yoonkook
Visualizações 914
Palavras 2.555
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Luta, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shounen, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura. 💖

Capítulo 42 - O término


Fanfic / Fanfiction Boy In Luv - Capítulo 42 - O término

Boy in Luv

O término





Jeongguk conseguia sentir o aconchego da pequena mão de Jimin junto a sua, o Park andava na frente de mãos dadas ao pequeno ômega e o Jeon realmente não deixava de olhar para os lados ou para as costas do alfa a sua frente, em sua mente ele se perguntava onde Jimin estaria lhe levando, diferente das outras vezes em que ele sempre se debatia quando o alfa queria levá-lo à algum lugar, daquela vez ele estava bem calmo, sentia a brisa batendo em seu rosto e estar com Jimin era agradável, não era como antes onde Jeongguk sempre contava os segundos para se livrar do alfa, muitas coisas haviam mudado e aquilo causava certa estranheza para si, exceto para seu lobo interior que parecia tão à vontade.

Depois de alguns minutos andando pelas instalações do hotel, ambos foram parar em um lugar que parecia meio deserto, haviam traços e desenhos no chão para sinalizar e Jeongguk logo pôde identificar ao longe um helicóptero estacionado bem ali, então estavam em um heliporto.

Quando estavam bem próximos do helicóptero, um rapaz de terno que os esperava logo abriu a porta do veículo para que ambos entrassem, Jimin entrou primeiro e logo lhe ajudou a entrar, quando já estava muito bem acomodado no assento de trás do helicóptero Jimin lhe colocou o cinto e um headset em suas orelhas.

— Para onde vamos? — Perguntou de repente enquanto observava o Park colocar um headset também.

— Tenho algo para te mostrar.

— E o que é?

— Não seja curioso, logo você verá. — O tom de voz do alfa era atencioso, algo que Jeongguk achava estranho, mas já estava se tornando tão comum da parte do alfa.

Sentiu os lábios carnudos do Park encostarem em sua bochecha e logo sentiu seu rosto queimar, certeza que estava corado.

Não demorou muito  para que escutasse o som das hélices girando e assim o helicóptero pegasse o voo.

Não havia dúvidas do quanto a vista de lá de cima era perfeita, passaram a sobrevoar sobre a floresta e logo sobre o mar onde Jeongguk podia ver pessoas nadando com golfinhos, navios e pessoas pescando, a água do mar tinha um tom de azul tão bonito que fazia os olhos de Jeongguk brilhar em admiração, novamente estavam sobrevoando sobre alguma floresta da ilha, a visão da vegetação era esplêndida. Para Jimin aquilo não era tão surpreendente, visto que já tinha admirado muitas vezes tudo aquilo, mas ver Jeongguk fascinado fazia despertar em si aquele quentinho no peito que raramente sentia.

— Está gostando? — O Park perguntou atraindo a atenção de Jeongguk para si.

— Estou, é tudo tão lindo! — Jeongguk nem conseguia desgrudar os olhos da janela.

Até que em certo momento Jimin lhe pediu para olhar em outra direção, Jeon logo avistou um espaço na floresta em que a terra formava um lindo e perfeito coração, como aquilo era possível?

— Wooaa, é um coração!

— Quando eu era criança, eu havia visto isso na primeira vez que voei de helicóptero, e jurei que quando me apaixonasse iria trazer a pessoa que amo aqui.

Jeongguk arregalou os olhos desviando sua atenção da janela para o alfa que sorria grande para si, o que o Park queria dizer com tudo aquilo? O sorriso do moreno apenas aumentou enquanto olhava nos olhos do pequeno ômega, havia esperado bastante por esse momento.

— Você viu Jeongguk? Era o meu coração, estou dando ele para você.

Um tiro.

Jeongguk sentiu como se tivesse levado um tiro no meio do peito com as palavras que Jimin lhe dirigira, como ele iria processar aquilo? Sabia que o Park estava nutrindo algo a mais por si, mas não esperava que fosse algo tão intenso assim, tão arrebatador, céus, o que faria?

Um sorriso amarelo brotou em seus lábios e ele sentiu a culpa corroer todo seu ser, pela primeira vez ele quis muito retribuir todo o amor que aquele alfa sentia por si.



× × ×


Já era noite e todos estavam ao redor de uma fogueira na beira da praia não muito longe da área livre do resort, todos, exceto Yoongi.

— Yoongi está em apuros.

Fora Taehyung que se pronunciou enquanto olhava a matéria de uma revista e todos ao seu redor lhe olharam atônitos.

— Como assim? — Namjoon questionou.

— Olha isso.

A revista passava de mão em mão, todos olhavam a matéria e ao chegar em Jeongguk o choque fora nítido em seu rosto.

"Kim Yoona e Oh Sehun confirmam noivado"

— Quem é ele? — Jimin perguntara.

— Parece que é um candidato a primeiro ministro. — Taehyung respondeu.

— Creio então que esse seja o motivo pelo qual ele voltou da França, ele voltou? Não o vi de tarde.

— As malas ainda estão no quarto, mas o que faremos?

— Dê o tempo dele. — Disse Jimin suspirando — O conheço, ele vai ficar bem.

Era o que todos esperavam.



× × ×


Enquanto todos continuavam ao redor da fogueira conversando e se divertindo, já que era o último dia deles na ilha, Jeongguk se mantinha dentro de sua cabana, depois de saber daquela notícia ele enrolou Jimin com uma desculpa qualquer e se trancou em seu quarto. Ele se sentia culpado, já estava se sentindo assim desde que Jimin havia lhe levado à um passeio de helicóptero, e agora apareceu mais um motivo para culpar-se.

Há meses atrás antes de conhecer Yoona, Jeongguk havia dito à Yoongi um dia que torcia para ele se casar com alguém da realeza ou algum político, na época ele não sabia que Yoongi sequer conhecia Yoona, ele não sabia que aquilo que tinha desejado se realizaria.

E se Yoongi estivesse com raiva de si?

Poxa, Jeongguk estava nutrindo uma amizade tão bonita por Yoongi no momento, não queria estragar isso por nada, não sabia mais se aquele amor que sentia pelo Min ainda estava ali em seu peito, mas com certeza o considerava como um de seus melhores amigos.

Estava pensativo deitado em sua cama, queria dormir para aquele dia acabar logo e ele poder voltar para casa, mas o sono não vinha, sua mente estava desperta demais para que ele pudesse ressonar.

Ouviu o rangido de sua porta abrindo e logo o cheiro forte de chocolate lhe adentrava as narinas junto com o toque suave de limão. Os passos do alfa eram lentos e suaves como se ele evitasse ao máximo fazer barulho.

— Achei que já estivesse dormindo.

Quando o Park já estava perto de sua cama, ele se sentou na beirada, sua voz era baixa e rouca, seus dedos pequenos e gordinhos passaram a acariciar os fios sedosos do ômega.

— Não consigo dormir.

O alfa nada respondeu, apenas continuou observando o Jeon que estava enrolado em meios aos lençóis, acariciava seus fios rosados logo passando a acariciar a pele lisinha e leitosa do mais novo.

— Você aceitou? — O moreno perguntou depois de um tempo enquanto ainda fazia carinho no Jeon.

— O que? — Perguntou avoado visto que os carinhos do lúpus estavam lhe dando sono.

— Meu coração, o aceitou?

Jeongguk nada respondeu, estava pensativo sobre aquele assunto ainda. O alfa se aproximou lentamente beijando a bochecha quentinha do garoto, o Jeon nem sentia mais medo dessas demonstrações de carinho repentinas vindas de Jimin, já estavam se tornando tão rotineiras e no fundo ele gostava demais, mas não conseguia assumir para si mesmo. Havia sido fácil admitir para si mesmo quando pensou estar gostando de Yoongi, fácil até demais e ele achou que estava o amando de verdade, Jimin para o Jeon era apenas um paspalho com complexo de superioridade que deveria aprender uma lição, porém, quanto mais tempo passava com aquele alfa, quanto mais o conhecia a fundo, mais ele descobria que tudo que ele havia formulado sobre o Park era totalmente diferente do real, aquele alfa embaralhava todas as suas peças, não conseguia o entender, não conseguia entender a si mesmo e tudo parecia tão mais intenso, mas ao mesmo tempo tão sútil.

— Ya! Deixe-me pensar em paz pabo…

O alfa apenas sorriu.

— Eu vou esperar, mas não me faça esperar demais, não sei por quanto mais tempo aguentarei.



× × ×


                    A verdade é que Jimin já havia saído há algum tempo do quarto de Jeongguk, só talvez o ômega não quisesse que ele fosse, mas era melhor assim, era melhor que o Jeon tivesse seu tempo para pensar e consolidar as coisas.

O ômega já não tinha mais sono, era como se quando Jimin despediu-se de si, seu sono se despedira junto, estava quase conseguindo dormir com a presença do alfa em seu quarto, mas era orgulhoso demais para pedir que ele ficasse no recinto. Sabendo que não conseguiria dormir de qualquer maneira, Jeongguk resolveu sair de seu quarto para passear pela praia, ainda era cedo na verdade, ele era o único que havia se retirado com a desculpa de que iria dormir, mas não sabia onde estavam os outros na ilha, o jeito era apenas passear pela praia.

Fazia frio, e o Jeon era alguem realmente sensivel ao frio, então estava devidamente agasalhado, a brisa do mar era forte à noite, as palmeiras da praia balançavam suavemente e a areia em seus pés era gelada, totalmente o contrario de quando era dia e o sol escaldante da manhã fazia a areia da praia praticamente pegar fogo de tão quente, praias e desertos eram muito contraditórios quando o assunto era clima durante a noite e durante o dia.

Conseguia ver de longe as luzes da cidadezinha próxima que havia por ali, assim como conseguia ver as luzes do resort, noite de domingo as coisas eram realmente agitadas não importa em que lugar esteja, então isso era até comum.

Ao chegar no pequeno cais onde grandes embarcações estavam ancoradas ao longe, resolveu vislumbrar da bela vista que era o mar à noite, era tão calmo e as ondas eram bem menores  do que quando de dia, as únicas luzes que iluminavam a imensidão azul quase negra eram as luzes das estrelas em conjunto com a enorme lua cheia no céu, aquilo acalmava seu lobo, todo lupino, seja ele alfa, beta ou ômega, tinha uma conexão com a lua, e Jeongguk não era diferente, e quando a lua cheia prevalecia na vista dos lupinos, o lobo se sentia imensamente feliz.

Passou alguns minutos apenas apreciando a vista, se acalmando de qualquer pensamento ou sentimento ruim que lhe apossasse, apenas admirando o que a natureza estava lhe dispondo, mas depois, ao olhar ao seu redor, viu na praia a imagem mesmo que embaçada de alguém ali, e ele só conhecia uma pessoa que usasse cabelos de tons azul.

Era Yoongi.

Será que devia se aproximar ou apenas deixar o alfa sozinho?

Jeongguk tinha medo que o Min estivesse realmente com raiva de si como achara quando viu aquela notícia na revista, mas se ele estivesse realmente puto consigo, não custava nada se desculpar não era mesmo? E talvez ele pudesse ajudar o azulado, Yoongi já havia lhe ajudado diversas vezes, e agora era ele que estava precisando do Jeon.

O ômega desceu o cais indo a praia, Yoongi estava encostado em um barco que havia sido ancorado bem na beira da praia, então o Jeon se sentou ao seu lado sem dizer nada, Yoongi parecia cabisbaixo, mais cabisbaixo do que normalmente era quando estava sozinho, a aura do alfa era pesada e Jeongguk poderia sentir toda a tristeza do Min apenas de estar perto dele.

— É verdade? Aquela noticia é mesmo verdade?

O azulado apenas assentiu enquanto olhava para seus pés que brincavam com a areia leve da praia.

— Eu sinto muito. — Jeongguk disse já sentindo sua lágrimas transbordarem de seus olhos e escorrerem por suas bochechas — Eu não deveria…

— Parece que você a conhece melhor que eu. — O tom de voz do alfa era apenas melancólico, nã havia mágoa, não havia odio, apenas uma profunda tristeza.

Yoona era a mulher que ele amava desde criança, ela sempre soube de seus sentimentos, sempre esteve ciente, e até parecia para ela que isso não importava, Yoona era uma pessoa boa, mas ela não podia retribuir seus sentimentos, nunca pôde.

— O cara combina com ela, combina de verdade. — Yoongi disse agora levando seus olhos ao ômega ao seu lado. — Eu não estou aos pés dele, nunca serei suficiente.

— Não diga isso! — Exasperou-se — Você é uma pessoa maravilhosa Yoongi… — Soluçou enquanto pegava as mãos do alfa que eram maiores que as suas, mas tão quentes comparadas as suas que estavam gélidas devido ao vento frio da praia. — Você merece todo o amor do mundo Yoongi, não diga que não é suficiente, ela apenas não te amou como deveria te amar de verdade.

Os olhos do Min estavam vermelhos e inchados devido ao choro que havia tido há alguns minutos, sentia como se todas as lágrimas que tinha houvessem se acabado, não conseguia mais chorar, se sentia cansado de chorar, pela primeira vez depois de muito tempo, ele quis poder sorrir.

— Por que eu não te conheci antes Jeonggukie-ah? As coisas seriam tão mais facéis…

Sem aviso prévio, e tão de repente, Jeongguk sentu os lábios quentes do Min se juntarem aos seus. Seus olhos se arregalaram de imediato, seu corpo paralisou e seu lobo se agitou, mas não era do jeito que esperava. Não podia negar, Jeongguk ja havia sonhado muito com o dia que talvez Yoongi lhe desse uma chance, isso quando achava que estava amando-o como um ômega ama seu alfa, mas ao sentir o contato daqueles lábios, foi totalmente ao contrário do que achava que seria, seu lobo estava o recusando! Estava uivando internamente pedindo para que parasse, mas Jeongguk não conseguia nem se mexer em choque.

Aos poucos o Min foi se afastando para ver a reação do Jeon.

Ele estava paralisado, quis rir por um momento pela cara de espanto dele, mas acabou se assustando ao escutar o som de um galho quebrando, e aquele foi o estalo para Jeongguk sair do transe no qual estava centrado, os dois olharam para o lado e souberam que tudo tinha ruído abaixo.

Jimin havia visto tudo.

O alfa estava ofegante pelo choro que havia tomado conta de si, se sentia desiludido, como se tivessem dilacerado seu coração.

— Então é assim? — O Park perguntou enquanto revezava seu olhar de um para o outro.

Tanto Jeongguk, quanto Yoongi, não sabiam o que falar naquele momento, estava tudo evidente e não havia nada para ser discutido ou rebatido.

Jimin se aproximou rapidamente dos dois e não perdeu tempo em acertar o azulado em cheio fazendo com que ele caísse com o golpe em seu rosto.

— Jimin! — Assustado Jeongguk tentou controlar o alfa para que ele não avançasse em cima do outro alfa, mas o Park estava descontrolado e quase o derrubava também.

— O que?! Vai me dizer que é tudo um enganou? — Gritou — Que isso foi tudo uma armadilha e você caiu como um patinho novamente?

Jeongguk nada respondeu apenas olhando o alfa.

— Eu quis acreditar em você. — Jimin disse ofegante enquanto ainda chorava.

Era a primeira vez que o Jeon via Jimin chorar, e ele parecia tão frágil, toda a armadura que ele carregava consigo parecia ter se desmontado e o lúpus parecia tão exposto e fragilizado, estava tão ferido.

— Sempre soube que você sentia algo pelo Yoongi, me iludi, me apaixonei por você. TE ENTREGUEI MEU CORAÇÃO!

— Eu sinto muito… — o ômega pronunciou de cabeça baixa — Por favor, me perdoa.

— Esqueça tudo, esqueça que eu existo, está tudo terminado.





Notas Finais


EU SEI QUE ESSE TÍTULO FOGE DO PADRÃOZINHO QUE EU TINHA ESTABELECIDO ASHUASHU

mas eu quis mudar um pouco isso já que estamos bem perto da reta final, não sei ao certo quantos capítulos temos ainda, pode ser muito, pode ser pouco, mas eu sinto que já ta perto de acabar a primeira temporada ashaushu

Esse capítulo talvez esteja meio merda
E eu travei em algumas partes, principalmente nesse final.
Sendo sinceros aqui, eu caguei a viagem toda deles né? Ficou bem ruim, mas descilpem, eu realmente não engulo muito bem essa parte do dorama.

ESPERO QUE VOCÊS TENHAM GOSTADO
Acaba aqui a viagem dos nossos amados personagens na ilha da Nova Caledônia, e no próximo cap eles estarão de volta as suas casas, e de volta a escola.

E É AGORA QUE A TRETA DE VERDADE COMEÇA AHSUAHSU
as outras tretas anteriores foram apenas aquecimento para essa daqui, se preparem ahsuahsu


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...