História Boy In Luv - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jung Hoseok (J-Hope), Min Yoongi (Suga), Personagens Originais
Tags Bts, Casamento-forcado, Hoseok, Máfia, Político Corrupto, Sope, Trafico, Yoongi, Yoonseok
Visualizações 7
Palavras 1.737
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oolá, voltei finalmente com o 1° capitulo e espero que vcs gostem
talvez o próximo não demore mas não prometo nada pois estou em semana de prova, mas eu já comecei a escrever ele.
Nos vemos lá embaixo Xuxus

Capítulo 2 - Capitulo I


Boy In Luv

Capítulo I

 


Eu quero respirar, eu odeio essa noite
Eu quero acordar, eu odeio esse sonho
Eu estou preso dentro de mim e estou morto
Não quero ficar sozinho
Só quero ser seu

      (...)
Save me - BTS

 

 

 

Suga era uma pessoa conhecida e temida, por simplesmente ser filho do dono da Máfia, mas não era só por isso que era temido, e sim pelas inúmeras vítimas que assassinou sem piedade e com frieza. Agora está sentado na mesa de jantar esperando os convidados chegarem para começar a tratar dos negócios com seu pai e o Sr Jung Sehun, um político ambicioso que não se contenta com pouco e sim com o impossível, a única razão de estarem prestes a negociar é o fato de ambos quererem mais poder e dinheiro, Jung irá encobrir os crimes da máfia enquanto em troca ganhará muito dinheiro, não foi difícil convencer Sehun por simplesmente ser muito ambicioso.

Minutos depois ouvem alguém bater na porta avisando que os convidados haviam chegado, se levantaram e foram até os mesmos para cumprimentá-los.

- Olá Sr Jung.- O Min mais velho fala.

- Boa noite Min, então e esse é o rapaz de quem tanto fala? – perguntou encarando Suga de baixo a cima.

- Sim ele mesmo, por favor se apresente meu filho. – mandou colocando o braço em suas costas.

- Sou Min Yoongi, futuro chefe da Máfia. – responde com ar superior.

- Espero que ele seja realmente tudo isso que parece, bom vamos direto ao ponto não gosto de ficar enrolando. – disse começando a ficar impaciente, só estava ali por um único objetivo.

- Onde está o outro garoto? – Sr Min pergunto a procura do rapaz.

- Está no carro vou chama-lo,- vira-se de costas indo em direção ao carro-  Aliais ele não sabe de nada, ainda não conversei com ele a respeito disso, então espero que isso se mantenha em segredo. – observou Suga por cima dos ombros.

-Então ele não sabe que o próprio pai é um político corrupto que só pensa em dinheiro e em si mesmo- Suga diz debochado, por ser quem era já lidou com pessoas do tipinho dele, são as que ele mais desprezava.

- Não ele não sabe que vocês são da máfia e nem o que sou, quero que continue assim. – diz tentado disfarçar a careta que havia formado em seu rosto.

- Pois bem se você não contou não seremos nós a contar não é Suga ? – O Min mais velho diz olhando diretamente para os olhos do filho.

- Claro pai, se você não quer, quem somos nós para contar algo, enfim chame ele e vamos começar logo para acabar duma vez.

- Menino apreçado, mas tudo bem concordo com isso irei lá chamar ele.- diz se retirando do local.

Quando ele saiu da sala para chamar o Jung mais novo, Yoongi deu um suspiro esperando que isso tudo acabasse logo, e ele pudesse voltar com a sua vida como era antes, sem ter que se preocupar com o que estaria por vir e suas responsabilidades com a máfia, mas sabia que isso nunca seria possível e as coisas só piorariam pro seu lado, ainda mais porque o herdeiro não vai ser legítimo, sangue do seu sangue,.

Minutos depois os Jung entram na sala.

- Este é o meu filho Jung Hoseok. Filho estes são os Min’s uns amigos meus, agora se apresente. – Hoseok suspira e começa a apresentar-se.

- Bom meu nome é Jung Hoseok, tenho 20 anos e faço faculdade de dança na Seoul Dance Academy.

- Olá meu nome é Min Nanjoom. – Diz sorrindo ladino.

- Meu nome é Min Yoongi.- Fala cumprimentando Hoseok com um aperto de mãos.

- Já que fomos todos devidamente apresentados, que tal jantarmos ? – O patriarca da casa diz.

- Vamos. – disseram em uníssono

            O jantar se passou normalmente com os mais velhos puxando assunto ou conversando sobre negócios, já Yoongi e Hoseok estavam perdidos em pensamentos.

- Iremos tratar de negócios lá no escritório daqui a pouco a gente volta. – Diz Nanjoom encarando os meninos.

 

“ Mas o que estou fazendo aqui, isso é muito estranho, meu pai nunca me leva aos seus jantares de negócios ou coisas do gênero e aqui estou eu, estou com medo do que está por vir.”- Hoseok pensou.-

 

- Então Hoseok – Yoongi disse levantando da mesa indo em direção à sala onde sentou-se no sofá, logo seguido por Hoseok . -  o que está achando da casa?

- Bem, ela é grande, moderna, aconchegante, enfim é legal  - diz simpático.

- Aah que bom que gostou – “porque é aqui que irá morar”, completou mentalmente.- Posso te levar para ver o resto da casa se quiser , o que acha?

- Pode ser não tem nada pra fazer mesmo. - diz levantando-se do sofá e seguindo Yoongi pela casa.

Suga levou Hoseok ao andar de cima onde mostrou os quartos, a sala de Tv, e enfim chegou á sala de música, que foi o lugar preferido de Hoseok.

- Nossa ! – disse boquiaberto, realmente surpreso por encontrar a quantidade de instrumentos que tinha lá – é muito bonito, é realmente lindo, sério eu ‘tô muito sem palavras. – falou passando os olhos pela sala e parando onde tinha um piano.

- Você toca ?-  Min perguntou ao Jung vendo a admiração dele pelo Piano.

- Tocava, antigamente quando minha mãe ainda morava com a gente ela costumava me ensinar mas agora que ela foi embora sabe Deus para onde eu simplesmente parei.

- Bom eu não sou a sua mãe mas podemos tocar juntos o que acha ?  Podemos fazer um dueto com uma música que você conhece.

- Aah mas eu nem sou tão bom assim sabe realmente faz muito tempo que eu não toco. – ele diz com vergonha.– Nunca toquei para ninguém além da minha mãe.

- Vamos vai ser legal prometo não rir quando você errar pode ser? – Suga perguntou segurando a risada com a careta que Hoseok fez.

- Ainsh Yoongi, tá bem, tá bem vamos tocar, mas não prometo nada

Sentaram-se no banquinho, após Hoseok falar qual o nome da música e que parte ele fazia começaram a tocar, após um tempo os dois entraram em sincronia surpreendente até para eles mesmos.

- Nossa, nem parece que é a primeira vez que tocamos juntos. – Suga diz encarando Hoseok.

- Sim, parece que tocamos á muito tempo, pensei que iria errar tudo fiquei feliz que não. – Diz sorrindo

- Você tocou muito bem, parece até um profissional- fala dando uma risadinha no final.

- Ata, olha só quem fala não é mesmo, você tocou mil vezes melhor que eu, e ainda fala essas coisas. – Hoseok já estava começando a corar com os elogios.

- Mas ..;

- Meninos desçam. – O pai de Yoongi apareceu na porta dando um susto nos dois.

-Estamos descendo já pai. – Yoongi falou.

Chegando na sala sentaram-se no sofá esperando os mais velhos começarem a falar, coisa que não demorou para acontecer.

- Hoseok tenho uma notícia para lhe dar. –  o Sr Jung começou com insegurança, afinal não tinha a mínima ideia de como o filho reagiria a isso, sabia da sexualidade dele, mas não deixou de temer. Hoseok franziu esperando o pai continuar. – Eu acabei de fechar um contrato com o Sr Min ...

- Ué e isso não é uma coisa boa, e o que eu tenho a ver com isso ?

- Para esse contrato ser fechado foi preciso uma união entre as duas famílias- Hoseok franziu mais ainda – como ele não tem filha mulher ou até mesmo eu você irá se casar com o filho dele, Min Yoongi. – Finalizou, vendo o filho ficar paralisado no lugar e empalidecendo cada vez mais.

- Você está bem Hoseok ? – o Min mais novo se pronunciou.

- É brincadeira não é mesmo ? – perguntou desejando com todas as suas forças que fosse uma brincadeira, de muito mal gosto por sinal. – Por favor me diz que isso não passa de uma brincadeira de muito mal gosto pai.- Olhou suplicante para o seu pai.

- Não filho isso não é nem um tipo de brincadeira, sabe que não gosto de brincar com coisas sérias. Aliais você irá morar aqui por um tempo para se acostumar com a ideia de morar a sós com Yoongi. Só depois do casamento irão morar juntos, amanhã mesmo você vem para cá, claro que sua vida na faculdade e todo o resto continuará a mesma. –   a cada palavra dita do Jung era uma nova vontade de sair correndo dali e nunca mais voltar.

- Mas appa não posso noivar assim eu nem ao menos conheço ele, e vou me casar simplesmente para você poder fechar um negócio ?!  Eu não quero isso, não vou me casar sem amor você mesmo sabe o que é isso e mesmo assim quer que eu me case. – riu em escárnio. – tá achando que eu sou o que ? Eu sou seu filho e não qualquer um. – Hoseok disse tudo muito rápido olhando para seu pai, com uma mistura de sentimentos presente no olhar.

- Primeiramente olha como você fala comigo Jung Hoseok eu sou seu pai,  te criei dando do bom e do melhor sempre.  E por eu ser seu pai posso fazer o que bem entender, o acordo já está fechado você vai casar sim com o Min e quando a hora chegar você irá ajudar seu noivo a cuidar dos negócios me entendeu. -  disse muito sério olhando no fundo do olho de Hoseok, nesse mesmo momento o mais novo percebeu que ele não iria desistir dessa loucura toda e também sabia que se não obedecesse ao pai uma coisa pior iria acontecer.  – Me responda Hoseok você me entendeu ?

- Si.. sim appa. – disse se batendo mentalmente por gaguejar. Mas a culpa nem sua era  sua e  sim do seu pai, nesse momento Hoseok já estava com os olhos marejados e o choro preso na garganta mas se recusava a chorar na frente de todos.

- Ótimo agora se despeça de todos e vamos embora. Em casa conversamos melhor sobre o seu showzinho aqui.

O garoto se despediu dos Min e acompanhou seu pai até o carro, não sabia por que tudo isso estava acontecendo com ele, não sabia por que seu pai queria isso já que o mesmo era tão  Homofóbico e nunca aceitou sua sexualidade. 


Notas Finais


Então gente foi isso desculpa pelo capitulo pequeno, mas enfim espero que tenham gostado até a próxima Xuxuzinhos.

Casa do Yoongi : https://br.pinterest.com/pin/372391462921537654/

Sala de música: https://br.pinterest.com/pin/467318898818835355/


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...