1. Spirit Fanfics >
  2. Boy meets Blue Flames... >
  3. (NSFW) Call me Touya...

História Boy meets Blue Flames... - Capítulo 4


Escrita por: Burned_Bastardz

Notas do Autor


Avisando novamente que é um capítulo NSFW que contém smut/sexo explícito e blablabla...
Estão avisados!

Capítulo 4 - (NSFW) Call me Touya...


Fanfic / Fanfiction Boy meets Blue Flames... - Capítulo 4 - (NSFW) Call me Touya...

14 : 30

Mais um dia de treino intensivo na U.A dessa vez só com os meninos e pude aproveitar um tempo com eles e também a famosa viadagem de sempre de homens sem maturidade em banheiros juntos.

Cheguei um pouco atrasado graças a chuva forte que caiu hoje durante a volta e assim que cheguei e fiquei confortável resolvi olhar o celular, Midoriya e seus amigos perguntaram por mim se eu havia chegado bem já que hoje fomos o grupo que treinamos juntos, tão gentis...

Os respondi com calma e logo em seguida mandei mensagem a Mary.

Eu: Hey boo!~ Como foi a aula hoje?

Mary: Hey bae!!! Foi bem tranquilo e o treino?

Eu: foi tranquilo,felicidade de quem viu o corpinho dos colegas de turma mas nenhum deles tem maturidade além do Iida....

Mary: inveja... anyways,tava pra te perguntar sobre o que houve na festa. Eu vi que você tava lá todo dançante agarrado em alguém,quem era? Conta tudo pra mim!!! ಠಿヮಠ

Eu: então...era ele...

Mary: NÃO ACREDITO...Eu tava certo mesmo zoando com a sua cara?!

Eu: Sim...Kkkkkkkk

Mary: Então vocês compartilharam um momentinho juntos é?

Eu: Nem foi nada demais, só dançamos juntos...

Mary: nada demais?! Você se alisou todo no corpo do macho e ele respondeu igual e não foi nada demais?! ರ╭╮ರ

Eu: tá bom eu admito...FOI BOM PRA CARALHO!!

Mary: YEEEES!!! Então quando te encontramos...Ele tinha dado uma de babaca igual um vilão de merda?

Eu: Pois é...

Mary: Fico feliz por você com ele mas odeio como esse macho te trata de modo passivo pra extremamente agressivo. Que babaca...

Eu: Fazer o que? É um vilão não é mesmo?

Mary: Pois é...Acho que vou cochilar um pouquinho pra depois revisar a matéria,vai descansar do treino?

Eu: Com certeza! Até mais tarde Mary~

Mary: Até!~

Me encostei na cama e tirei um breve cochilo já que parecia que eu tinha sido atropelado por um trem.

18 : 58 

Acordei meio atordoado e logo percebi o quão escuro estava a casa e a chuva parecia estar bem mais forte,mesmo com a visão noturna do quirk,eu ainda tinha medo do escuro então acendi a lanterna do celular,tentei mandar mensagem pra qualquer um da U.A e nada, realmente eu estava sem luz alguma e sem wi-fi logo resolvi ir até o quartinho onde ficava a caixa de fusíveis e ver o que tinha de errado.

Mal chego perto da caixa e um grande cheiro de queimado vem da mesma,suspirei com um leve tom de incomodo e logo vi que iria ficar sem luz por um bom tempo.

"Acho melhor eu voltar pro quarto e relatar a companhia de luz pra fazerem uma manutenção" pensei comigo enquanto voltava pro quarto olhando pro celular e procurando o número da companhia.

Assim que eu estava prestes a me deitar eu sinto que esbarrei em algo que não era pra estar ali,logo sentindo uma forte pancada na minha cabeça...

?? : ??

Acordei com uma espécie de tecido escuro na cabeça,sem meu celular em mãos e com a sensação de que não estava mais em casa, só conseguia ouvir umas pessoas cochichando em volta de mim até que o tecido é tirado do meu rosto.

A minha frente estavam Shigaraki,Toga e mais duas pessoas que nunca tinha visto antes em lugar nenhum mas eram cúmplices dos dois de alguma forma pelo o que parecia...

Sim...é ele mesmo... - Disse Shigaraki após me olhar de cima a baixo com um sorriso um pouco demoníaco.

Ele é tão fofo!~ Fico com pena de ter que abrir ele... - Comentou Toga enquanto me olhava com um biquinho triste.

O procedimento é necessário,ele tem muitas habilidades a serem desenvolvidas em um quirk só, é uma arma biológica perfeita para a liga dos vilões...precisamos extrair seu poder por completo. - Disse um dos cúmplices.

Eu concordo plenamente - Disse Shigaraki enquanto pensava.

Então porque não começar logo a diversão do procedimento? Massacrar um aspirante a herói nunca é um desperdício... - Disse o outro cúmplice.

Isso se ele não quiser se juntar a nós. Vejamos meu querido... É um ótimo convite mostrar pra todos aqueles heróis de merda do que você é capaz e poder destruí-los um a um... não parece divertido? - Disse Shigaraki nesse discurso delirante enquanto esperava por um "sim".

Eu não posso trair a confiança dos meus amigos, diferente do que vocês fazem entre vocês mesmos eu tenho sentimentos pelas pessoas que estão comigo... - Disse olhando nos olhos dele enquanto via o olhar de desaprovação dele.

Que desperdício, vamos um de vocês faça o processo de drenagem do quirk dele... - Disse ele sem mais delongas enquanto um dos cúmplices se aproximava de mim.

Alguns segundos depois escuto alguns passos entrando no local e uma voz familiar ecoa pela sala.

Vão mesmo só drena-lo mesmo sabendo que ele pode ter várias respostas sobre o que a liga de heróis pode estar escondendo ou até mesmo estratégias Tomura? Me permita que eu mesmo vou tortura-lo até falar, não me importa o que vocês quiserem fazer com o resto do corpo morto, só quero respostas. - Disse Dabi que havia acabado de entrar na sala.

Muito boa ideia, cebola roxa... bom já que a Toga está com pena de fazer as honras,a sala de tortura está a sua disposição, só não arranque membros pq precisamos do corpo inteiro.Me chamem quando você acabar com essa palhaçada,vamos pessoal temos Nomus a espalhar pela cidade e outras coisas a resolver... - Disse Shigaraki enquanto se retirava com os outros demais,deixando apenas eu e Dabi sozinhos.

Dabi não querendo conversas,me arrastou até a sala de tortura sem delicadeza alguma,logo trancando a porta e se sentando na mesa ao lado.

Eu te dou 30 segundos pra começar a falar...Você provavelmente já conheceu aquele velho maldito chamado Endeavor então pode desembuchar todas as estratégias de segurança que ele te contou AGORA! - Gritou Dabi desesperadamente buscando respostas mas nada eu poderia dizer por não saber nada realmente.


Eu adoraria te contar mas a cada segundo que eu passo com aula daquele maldito,mais eu quero arrancar meus olhos graças a arrogância dele e o que ele fez com um dos meus melhores amigos - Disse com um ar de ironia que o fez duvidar da minha palavra.


Não me faça rir, você não vai conseguir simpatia nenhuma comigo mentindo pra mim heroizinho de merda então fala logo se não eu... - Cortei logo a fala dele de primeira enquanto eu me soltava com o próprio "piercing" dele de segurar pele que eu tinha pego daquela vez


Se não o que? Quer que eu entregue seu pingentinho pra ele e que a liga dos heróis saiba tudo sobre você com uma simples pesquisa de DNA? - Ele começa a rir um pouco baixo e começa a andar na minha direção enquanto eu recuo sem tirar os olhos dele.

Então o ratinho sujo sabe brincar...eu me pergunto de quem ele aprendeu mas saiba querido que esse meu "presentinho" não é tão fácil de me entregar pras autoridades assim... - Disse ele enquanto me encarava com ar sarcástico enquanto continua se aproximando.

Você tá blefando,assim que eu sair daqui você tá fodido e seus amiguinhos também! - Gritei mas logo ele acelera o passo e me prende na parede em menos de 2 segundos enquanto ele segura minha cintura com força.

Ah é? Então tenta! Tenta sair daqui sabendo que em menos de um piscar de olhos eu posso derreter sua cintura abaixo com as minhas chamas... - Disse ele enquanto eu arrepiava com o fato das mãos do mesmo estarem alí...

 Então pode derreter,eu duvido... - Disse com muito pouca confiança em mim e morrendo de medo mas consegui disfarçar bem...

Ele me encara por alguns segundos extremamente puto enquanto eu sinto a mão dele esquentar mais ainda e eu já aceitando minha morte ele para e da um soco na parede onde ele me prendeu.

Sua porra de pirralho maldito! Grrr! - Dabi diz enquanto quase me gruda na parede com o corpo dele e acaba me beijando violentamente como se o mesmo estivesse reprimido há muito tempo mas ao mesmo tempo consegui sentir a excitação do membro dele enquanto nossos corpos estavam colados...

Claramente o Dabi era o dominante da situação e nem discuti muito sobre enquanto o mesmo me tocava por dentro da camisa e atacava meu pescoço, deixando marcas roxas tão roxas quanto as queimaduras do mesmo. Ele começou a perceber que eu estava correspondendo e soltando alguns suspiros ofegantes e isso o deu a deixar de continuar me provocando até eu ficar zonzo de tanto prazer que eu estava sentindo com aquele teasing.

Você tá aproveitando isso tanto quanto eu não é mesmo? - Disse ele com um sorriso sádico enquanto parava de me tocar.

Err... n-não... -  Disse meio trêmulo enquanto estava ofegante e o encarando tentando manter a pose.

Não minta pra mim pirralho a menos que queira que as coisas fiquem difíceis pra você... - Ele me pega nos braços e me joga em cima de uma das mesas da sala,ficando por cima de mim e mesmo com ambos ainda vestidos ele pressiona aquele membro grande e duro próximo da minha intimidade. Mas como ele poderia saber que eu tenho uma...?


Eu sei o que você quer e assim que você admitir e se entregar pra mim ele vai ser todo seu...caso esteja com medo de eu descobrir que você é trans,saiba que quando eu disse que sabia tudo sobre você não foi blefe... - Disse ele enquanto o encarava um pouco surpreso e tentado a entregar meu corpo a ele.


O que você quer que eu diga bacon crispy? - Ri enquanto ainda tentava esconder minha excitação e tentava ver até onde ele iria com aquilo.

Assuma que você é meu,que você é o meu putinho e você quer que eu te foda aqui e agora que eu faço... - Respondeu ele com um sorriso sádico enquanto continuava pressionando e esfregando seu membro levemente.

Eu não vou me rebaixar assim... - O encarei meio sério mas já estava prestes a perder o controle.

- Então você quer que eu te faça falar?

Você pode tentar mas acho que você não vai conseguir me fazer dizer isso... - Ele volta a me provocar sexualmente e tentar tirar algo de mim me tocando enquanto ele chega perto do meu ouvido com aquela voz grave e rouca 

heh~ então parece que alguém quer bancar o difícil mesmo eu te sentindo todo molhado aqui em baixo... - Comentou ele enquanto mordia meu lóbulo levemente.

 Cala a boca, você realmente é só papo assim? Chega ser entediante - Disse fingindo estar um pouco irritado e ele logou queimou minha roupa e começou com uns toques um pouco mais íntimos em minhas partes já sensíveis e estimuladas,já começando com 2 dedos de uma vez fazendo eu soltar um gemido alto no susto e movendo devagarinho ainda no maldito teasing dele.

Como eu me aguentei esse tempo todo pra por as mãos no seu corpo eu não sei,mas eu vou fazer valer cada segundo fazendo você implorar por mim... - Ele moveu os dedos gradativamente mais rápido enquanto passava a língua e marcava meu corpo com mordidas e chupões.


Eu já não conseguia mais segurar os gemidos e também comecei a tirar a camisa dele e arranhar o peitoral que mesmo com aquelas cicatrizes e as partes roxas era um puta de um gostoso e me excitava facilmente.


Parece que alguém está se entregando... - Disse ele já sabendo que meu autocontrole já tinha ido embora a muito tempo e só estava esperando minha deixa.


 Foda-se Dabi! Se você quer me foder então começa logo de uma vez... - Ele depois de eu ter falado isso, ele mantém um sorriso um pouco maior e termina de tirar a própria roupa, já sendo direto ao ponto e vendo que ele estava extremamente excitado já saí colocando de uma vez me fazendo sentir toda aquela extensão dele em uma só estocada,me fazendo revirar os olhos e segura-lo com força a ponto de afundar minhas unhas em seu corpo seguido de um gemido alto.

Ele gemia arrastado com sua voz rouca e grave enquanto ele estocava com toda força e velocidade possível enquanto me ouvia gemer seu nome alto a ponto de ecoar por toda sala junto com os barulhos que nossos corpos faziam quando se chocavam com as estocadas dele.

A partir de hoje, você vai me gritar e chamar de Touya toda vez que eu começar a te foder do jeito que você merece... Rápido e selvagem quantas vezes você quiser se você me obedecer,fui claro? - Disse ele enquanto dava um tapa leve em meu rosto e apertava meu pescoço.

Si-Sim Touyaaah~ - Gemia arrastado e trêmulo graças aos movimentos dele até que cheguei ao meu ápice pela primeira vez naquela noite.

Você é bem sensível mas eu consigo ver na sua carinha que você quer mais... não é? - Disse ele enquanto me colocava sentado no colo dele.

To-Touya eu... - Antes mesmo de eu conseguir falar ele já me penetrou novamente e movia cada vez mais rápido enquanto ele me ajudava a mover meu quadril e roubava ainda mais gemidos incontroláveis meus.

Ele empinou minha bunda enquanto se encostava e começou a dar tapas fortes e as vezes unhava ela com força enquanto eu o segurava com força no colo dele,unhando seus ombros enquanto ele me encarava sadicamente.

A única coisa que conseguíamos ouvir eram nossas respirações pesadas e nos gemidos enquanto nossos corpos se colidiam cada vez mais barulhentos e ele me encarava e seu sorriso ao me ver gemer seu nome aumentava cada vez mais como se fosse aquilo o combustível que o mantinha tão excitado: me vez sento totalmente submisso a ele...

Mais algumas estocadas dele enquanto rebolava apaixonadamente no colo do mesmo, cheguei ao meu segundo ápice enquanto ele parecia se concentrar pra não gozar ainda.

Por alguns segundos ele parou de se mover e tirou dois dos pinos do rosto dele,um de cada lado,o olhei torto enquanto me movia lentamente no colo dele.

Por que isso do nada Touya...? - Disse ofegante enquanto ele se aproximava da minha orelha e começava a lamber em volta.

Não é óbvio babe? Diferente dos homens comuns eu tenho alguns truques na manga... - descendo até meu pescoço, marcando mais ainda as laterais enquanto sua saliva escorria pelo meu corpo e o via descer mais ainda.

Dabi começava a passar sua língua em volta dos meus mamilos e mordiscava levemente enquanto me trocava de lugar, deitando meu corpo na mesa onde ele estava sentado, abrindo minhas pernas e descendo seu rosto até minha intimidade,o encarei vendo que ele tirou outros pinos enquanto respirava próximo dali o que me deixava arrepiado logo ele me olhava com parte da sua boca escancarada.

Eu sei que pode parecer um pouco feio agora mas... Você vai ver que nenhum homem com uma boca comum iria conseguir te provar por completo da mesma forma que eu posso sem meus pinos. Agora relaxe e me deixe fazer todo o trabalho meu príncipe... - Disse ele enquanto sua língua me tocava e sua saliva escorria por toda minha intimidade,eu podia sentir realmente o que ele quis dizer...Todo o de limite de extensão de uma boca comum não conseguia me deixar tão louco quanto a dele,ele era tão preciso e conseguia me arrancar gemidos facilmente quando toda a capacidade dele era depositada no meu clitóris,me fazendo chegar ao clímax na boca e língua dele em menos de alguns segundos.

Revirei meus olhos mais uma vez antes de dar um suspiro ofegante enquanto ele se deliciava com meu líquido e logo ele se levantou e me posicionou de quatro,logo penetrando e entrando ainda mais facilmente graças ao tão lubrificado eu estava,ele colocou toda a extensão do membro dele dentro de mim lentamente mas logo começou a estocar com força como no começo mas o diferencial é que ele parecia ainda mais violento enquanto puxava meu cabelo pra trás e batia na minha bunda usando bem pouco do seu quirk o que fazia ser uma espécie de tapa quente,o que me arrancou ainda mais gemidos do que antes. 

Você gosta disso não é mesmo, putinho? Gosta quando eu te trato desse jeito e te faço ser meu violentamente, não é? - Disse ele enquanto batia com ainda mais afinco na minha bunda e me ouvia gemer seu nome enquanto concordava e empinava a mesma,logo ele aproveitava pra estocar o mais fundo que podia.

A mesa começava a balançar aos poucos,nossos corpos pareciam estar enfraquecendo,o suor escorria cada vez mais  enquanto eu o ouvi gemer um pouco mais alto dando pra ver que chegaríamos juntos ao clímax dessa vez.

Eu estou...Prestes a gozar...Pode dizer agora onde você quer que eu faça... Dentro...Ou fora...? - Disse ele bem ofegante enquanto estocava seu membro dentro de mim um pouco mais devagar tentando se segurar até a minha ordem.

De-Dentro...Por favor Touya!~ - Disse querendo olhar nos olhos dele mas a posição não me permitia mas consegui sentir um sorriso de satisfação vindo dele enquanto ele voltava a estocar no mesmo ritmo de antes.

Nossos gemidos começaram a se embaralhar de forma arrastada e frequente enquanto a velocidade dos nossos corpos e o barulho das estocadas em nossa pele aumentava cada vez mais até que Dabi travou por uns segundos enquanto ele segurava meu cabelo e minha bunda com mais força e sentia bastante do seu liquido escorrer dentro de mim enquanto eu fazia o mesmo simultaneamente.

Me lembro só de ter me deitado ali depois que gozamos juntos e já esperava que ele simplesmente iria deixar meu corpo jogado ali e depois iria embora. Mas eu estava errado.

Acordei pela manhã em minha própria casa, enrolado no sobretudo que ele costuma usar e com uma nota na mesa de cabeceira.

"Bom dia Cutie Brat... Não se preocupe,eu te trouxe de volta pra casa e forjei uma cena na sala pra não suspeitarem do que houve. Fiquei vigiando você e seu rostinho sonolento até que amanhecesse e você estivesse seguro. De nada~

Achei que tinha pego muito pesado com você mas você já tava tão fora de si que pude ver que você e seu corpinho estavam me acompanhando muito bem,mas relaxe...A qualquer momento terei minha revanche.

Ah! Sobre o sobretudo,pode ficar,considera uma lembrancinha e meu número de telefone está na no verso dessa folha,me liga se precisar de algum 'serviço especial' meu... Não pense muito em mim se não vai quebrar as regras, até~"

Ri um pouco ao ler tal nota mas ele realmente sabe me deixar tentado...Nunca achei que iria me apaixonar por um vilão e que ele seria tão intenso e bom de cama como ele é. 

Mary tem que saber disso! Mas provavelmente ela vai surtar...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...