1. Spirit Fanfics >
  2. Boyfriend? — Seoksoo (svt) >
  3. 13 - All About You

História Boyfriend? — Seoksoo (svt) - Capítulo 13


Escrita por: smilesinb

Notas do Autor


A música desse capítulo é All About You da Taeyeon, OST do K-Drama 'Hotel Del Luna'.

É uma música muito linda, com uma letra linda e o Seokmin já fez um mini cover uma vez então é mais fácil de imaginar como seria na voz dele. Irei deixar o link da tradução e do vídeo do Seok nas notas finais!!!

Boa leitura!!! Volto aqui sábado pois felizmente não tenho aula kkkkkkk

Capítulo 13 - 13 - All About You


 

Acho que esse dia pode ser considerado um dos mais gostosos da minha vida! Estávamos todos nos divertindo, num lugar lindo, com comidas não saudáveis porém muito gostosas, Seokmin não desgrudava de mim - só para irritar Lee Chan junto com Seungkwan e Soonyoung - e eu confesso que estava amando e todo derretido por receber tanta atenção do mais novo, ás vezes eu ficava super envergonhado quando via Minghao e Wonwoo nos encarando ou tentando tirar fotos escondidos, uma parte do meu cérebro me alertava para ter medo daquelas fotos poderem ser vistas, mas eu tentava rapidamente dispensar esses pensamentos, também já havia feito uma nota mental de excluir todos os vídeos que mostravam eu e Seokmin juntos na hora de editar seus vlogs. Aos poucos, os meninos foram cansando e pedindo para ir embora, apenas eu e Seokmin ficamos pois queríamos ver as estrelas sem as luzes do hotel, claramente era um desculpa para ficarmos mais um tempinho aqui sem os meninos nos observando.

Ficamos deitados numa das toalhas que Wonwoo trouxe, nossas mãos não soltavam uma da outra de forma alguma e isso me acalmava de uma forma anormal, era como se apenas com aquele toque pudesse me transmitir toda a paz do mundo e isso só me dava certeza de que eu não poderia mais evitar me apaixonar por Seokmin, cada minuto que passávamos juntos, cada sorriso do mais novo me fazia perceber o quanto eu estava caidinho por ele, e pra ser sincero me assustava. Eram muitos sentimentos novos pra mim que eu não conhecia ou nunca aprendi a lidar, a entender e controlar, me assustava estar sentindo tudo isso tão rápido e forte, me assustava mais ainda pensar em contar para ele tudo o que eu estava sentindo ou aprendendo a sentir, será que ele sentia tudo confuso assim também, ou esperaria por mim se eu precisasse, ou estava sendo desesperado e ansioso demais? Pior de tudo, eu já estava sentindo medo de perdê-lo por causa dos meus medos, ou por eu não saber lidar com essa chuva de sentimentos e olhares em cima de nós dois.

 

—Shua? O que te faz pensar tanto quando estamos juntos? — Virei meu rosto em sua direção, ele encarava o céu como se fosse a coisa mais divertida, porém eu sabia que ele estava doido para me encarar de volta.

—Não sei, nós?

—Nós?

—Como tudo está acontecendo... — Ele suspirou e um sentimento estranho passou pelo meu corpo. —Não reaja assim por favor.

—Tudo bem, vamos fazer isso direito! — Ele se sentou animado e eu permaneci deitado sem energia apenas o olhando curioso. —Começa me falando mais de você, como veio parar na Coréia para ser o amor da minha vida?

—Ya! — Gritei envergonhado fazendo-o rir. —Meu pai me expulsou de casa quando descobriu que eu sou gay, ele achava que o nosso vizinho me assediava e foi brigar com ele, no meio da confusão ele ligou pra polícia, eu me senti culpado vendo a cena e despejei a informação em cima de todos que estavam lá...

—Shua... — Ele apertou minha mão e eu apenas sorri para mostrar que não me machucava falar disso.

—Ele me puxou pra casa pedindo desculpas aos policiais, depois ele gritou coisas que preferi apagar da minha memória e mandou eu ir pra longe dele. Eu decidi que viria fazer faculdade bem longe de lá, minha avó me ajudou escondido e uma amiga dela que mora aqui me acolheu até eu conseguir um trabalho e um apartamento.

—Você foi muito corajoso hyung.

—Eu fui muito sortudo na verdade... Minha vida continuou com pessoas pessoas maravilhosas entrando nela, inclusive você! — Seokmin virou um pimentão e eu não pude resistir, peguei a câmera e tirei uma foto daquele momento, o mais novo ficou bravo, mas eu continuei tirando muitas fotos antes dele pegar a máquina de mim e fazer o mesmo comigo. Estranhei quando vi a pequena luz vermelha indicando o início do cronômetro enquanto Seokmin deixava o objeto no chão. —O que está fazendo?

—Apenas guardando esse momento. — Antes de eu questionar mais uma vez, o mais novo se curvou em minha direção selando nosso lábios, um selar leve e carinhoso, daqueles que fazia meu coração enlouquecer mais que uma fã histérica conhecendo seu ídolo num meet & greet de 03 minutos. Okay, eu oficialmente virei personagem principal de uma fanfic. —Vamos voltar, quero que você me grave cantando para você!

—Como assim?

—Você vai ver!

 

 

Lotte Resort Jeju Art Villas, 21h00

 

 

Assim que chegamos no hotel, Seokmin foi tomar um banho e se arrumar para gravar. Ainda sem entender nada, fui para a varanda arrumar as câmeras assim como ele pediu, os meninos estavam todos na sala me observando em silêncio e isso começou a me irritar demais porém fique quieto e apenas fiquei em silêncio assim como eles, esperando Seokmin aparecer para gravar logo.

O mais novo chegou na sala todo arrumado e eu me segurei a vontade de ir até ele e beijá-lo antes de ligar a câmera, mas eu ainda sentia vergonha de fazer isso com nossos amigos nos olhando, talvez porque não tínhamos nada sério ainda e eu não queria que ninguém ficasse falando sobre isso ou criando suposições e esperanças sobre isso, qualquer decepção seria maior em mim e isso também me assustava, a dor que posso sentir com qualquer decepção amorosa. Saí dos meus devaneios com o mais novo pedindo para eu começar a gravar e Junhui soltar o instrumental, da música que mais uma vez eu não sabia qual seria, mas assim que reconheci as primeiras frases, aquela chuva de sensações e sentimentos tomou conta de mim.

 

"Desde a primeira vez que te vi

Senti que estávamos destinados a nos conhecer

Como as estrelas brilhantes no céu noturno

Fique ao meu lado por um longo tempo

 

Toda vez que escrevo um poema intitulado "você"

Eu quero memorizá-lo, para que eu possa me lembrar de você

Quando as noites tristes vierem, eu vou te proteger

Você consegue ouvir meu coração?

Não me esqueça"

 

Mesmo estando olhando pelo visor da câmera para evitar seu olhar, ainda sentia ele encarando minha alma e descobrindo tudo sobre mim e tudo o que eu estava sentindo. A letra da música deixava tudo óbvio, ele sabia que eu estava entendendo tudo, eu sabia que todo ali também estavam entendendo e isso fazia meu rosto esquentar a cada segunda, de pudessem me descrever naquele momento diriam apenas "um bobo apaixonado", pois é exatamente assim que eu me sinto. Seokmin deu um sorriso mínimo e isso me fez sair de trás do tripé, que até então eu usava como um muro de proteção, para observá-lo melhor e encarar seus olhos diretamente. Minha vó sempre dizia que os olhos dizem mais do que a gente vê, ás vezes mais do que nós mesmos verbalizamos, segundo ela, só os olhos dizem o que o coração sente; ela também dizia "Jisoo, quando uma pessoa te olhar e você puder ver constelações neles, você vai estar vendo as constelações do coração, não deixe essa pessoa fugir!", eu nunca acreditei nisso, até agora...

 

"Entre as estações passageiras do meu coração

Você sabe que sempre estará nele

Só de olhar dentro de seus olhos

Me faz sentir que tenho o mundo inteiro

(...)

Mesmo que as flores desabrochem e murchem

Apenas lembre-se de uma única coisa

Meu coração sempre será seu

Algum dia

Poderemos estar distantes

Mas eu sempre vou te esperar

Mesmo que o tempo passe, eu estarei bem aqui

Então, quando esse momento chegar, não hesite

E venha me encontrar"

 

 

Não sei por quanto tempo fiquei congelado na mesma posição encarando Seokmin e pensando "Por favor nunca mais saia da minha vida, me peã em namoro, casamento, vamos ter vários cachorros e fazer vários vídeos e filmes sobre nossa vida e dos filhotes, mas por favor não vá embora!", logicamente foi apenas um - vários - surto internos e não verbalizei para ninguém ouvir, mas se meu coração pudesse falar por conta própria ele estaria falando isso e mais aquelas mil coisas bonitas que as personagens de fanfics e filmes falam, coisas que talvez eu nunca vou ser capaz de falar por nunca saber como expressar essa chuva de sentimentos novos; mas talvez eu nem precise, Seokmin está me olhando nos olhos e sei que eles devem estar dizendo tudo o que eu estou sentindo agora e por algum motivo, os seus dizem o mesmo. No meio de tanto sentimento bom, não consegui impedir meu cérebro de me alertar sobre meus medos e consequências que vou ter que aguentar se tudo entre nós virar algo mais sério, observei sua expressão ficar preocupada enquanto meus olhos ardiam na tentativa de segurar as lágrimas.

 

—Nossa Seokmin, você canta muito melhor ao vivo! — Mingyu levantou batendo palma e vi Junhui desligando a câmera, aproveitei o momento de distração e saí da casa antes que me vissem chorar, caminhei um pouco e me sentei em um jardim pequeno que talvez fosse feito para acender uma pequena fogueira.

—Então, não gostou da música hyung? — Ouvi a voz de Hansol e me virei, vendo meus amigos se aproximando, apenas neguei baixo sem me importar de parecer frágil para eles. —Então qual é problema?

—Eu não sei... Medo talvez? Isso é tudo muito novo, eu não sou igual vocês, eu nunca senti tudo isso, ninguém nunca demonstrou tanto por mim, meu primeiro beijo me fez ser expulso de casa e minha primeira paixão pode fazer com que eu receba mensagens de ódio de metade do país inteiro!

—Mas você conheceu a gente, por um motivo estanho você conheceu Seokmin que está te fazendo ver como é gostoso receber carinho sem motivo, acha que não vimos como você estava feliz hoje? Hyung, ele gosta de você e você dele, qualquer bomba que explodir, todos nós, mas principalmente ele vai estar ao seu lado. — Soonyoung disse fazendo todos concordarem.

—Você viu como foi difícil para nós, Mingyu e eu sempre ouvimos coisas ridículas, Seungkwan também é famoso e Hansol quer ser rapper famoso, lembra das coisas que falaram deles quando eles começaram a se conhecer? E os amigos de Seokmin, todos são figuras públicas e todos enfrentam preconceito todos os dias, mas eles se ama Shua...

—Eu sei Wonwoo, mas eu não sei se estou pronto pra tudo isso.

—Você gosta do Seokmin não gosta?

—Mais do que eu imaginava... — Jihoon sorriu satisfeito, olhei para direção que eles estavam olhando e vi Seokmin, ainda com aquele mesmo sorriso que me passava toda paz do mundo. Os meninos se retiraram e Seokmin se sentou ao meu lado segurando minha mão assim como hoje no rio, ele nada disse, apenas me aconchegou em seus braços e me escutou chorar como eu havia feito com ele em seu apartamento. —Eu fugi de novo não é!?

—Eu vou estar sempre aqui hyung, eu não vou te pedir em namoro nem nada do tipo, eu vou ficar aqui e te esperar, podemos ir devagar até você se sentir pronto, enquanto isso eu vou cantar mil canções pra você e ficar ao seu lado. — Assenti enxugando meu rosto e sorrindo para o mais novo que agora acariciava meu rosto. — "Mesmo que o tempo passe, eu estarei bem aqui, então, quando esse momento chegar, não hesite e venha me encontrar."

—Eu só quero ser feliz e viver um romance sem mais nenhum drama.

—Então vamos fazer nossas vidas se tornarem só a parte clichê das fanfics! — Ele disse animado e eu ri antes de selar nossos lábios e a sensação ainda era como se fosse a primeira vez me fazendo sentir as famosas borboletas no estômago e eu estava ficando viciado nessa sensação, eu estava viciado em Lee Seokmin.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...