História Boys (Yaoi) - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Gay, Lgbt, Políamor, Romance, Yaoi
Visualizações 328
Palavras 3.144
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Boa leitura! :D

Capítulo 10 - Cabeça Quente


Suspenso... Foram 2 dias em casa junto com o fim de semana... São 4 ao todo.

Minha mãe ficou muito brava, mas depois que expliquei o contexto da briga... Ela até deu razão a mim e ficou muito nervosa com Martin e com Troye, claro que omiti informações... Como por exemplo a tentativa de estupro.

Neste momento estou indo para a escola, depois de passar esses quatro dias sentindo um medo do caralho por não saber o que vou enfrentar.

Sei que vou precisar ser forte... Afinal tenho certeza que vou ter que escutar varias merdas e ter que peitar alguns indivíduos.

Mas continuarei firme.

Sei também que uma hora ou outra vou topar com Troye por ai, se for na rua eu não me seguro e quebro a cara dele... Se for na escola eu tento me conter.

O importante é que não posso demonstrar fraqueza...

A mochila está pesando nos meus ombros, enquanto caminho para chegar no inferno.

Falta bem pouco aliás....

- Haha olha só a cara dele! É um fraco mesmo! - escutei uma voz familiar vindo de um beco.

É a voz de Martin...

Adentrei o beco assim que escutei um grunhido de dor, alguém que conheço podia estar apanhando dele... Por isso agi sem pensar.

Dei de cara com Martin e outros três garotos de nossa escola... Estão batendo em um outro que eu não conheço.

Como pensei... Era a voz dele mesmo.

Tem sangue escorrendo pela boca e pelo nariz do garoto que está sendo segurado, Martin está em uma posição que indica que iria socar mais o rosto do rapaz.

Assim que me viram, pararam o que faziam.

- Que porra é essa Martin? - perguntei o encarando.

- Não se mete Gareth, a não ser que queira apanhar junto desse inútil aqui. - Martin respondeu, apontando para o menino que é bem mais baixo que ele.

- O que ele fez pra vocês estarem fazendo isso? - questionei, observando o garoto que está com o rosto abaixado me impossibilitando de analisar o estrago.

- Ele nasceu! Foi isso! Sai daqui caralho! É a última vez que aviso. - Martin disse, me dando as costas.

Senti minha raiva por ele voltar dez vezes mais forte.

- Martin... Você realmente não aprende né? Acha mesmo que vou sair? Pode vir todos vocês ao mesmo tempo que hoje eu acordei no pique pra bater em gente do teu tipo, venham! - gritei, batendo no meu peito como forma de irritar o embuste a minha frente.

E deu certo, ele veio pra cima de mim... Junto com os outros.

Primeiro segurei o punho de Martin e dei um soco na barriga do desgraçado, dai logo em seguida um dos ajudantes dele tentou me segurar e eu o empurrei para depois derrubar e segurar firme no cabelo dele pra bater a cabeça do indivíduo no asfalto, quando levantei o outro que sobrou tentou me acertar e eu chutei com força sua cintura, fazendo ele ter que se apoiar na parede do beco.

Martin está com uma das mãos no rosto, e com aquela cara de chocado.

Tenho sorte de eles serem ruims de briga e bem magrelos e fracotes.

Sorri para eles, um dos ajudantes de Martin levantou do chão e saiu correndo, o outro tentou novamente desferir um soco no meu rosto... Sem conseguir, porque segurei o pescoço dele e dei um chute nas partes baixas, o que fez o cara chorar de dor no mesmo instante.

- Você quer mesmo continuar com isso Martin? - perguntei, cruzando os braços.

- V-Vamos! - Martin chamou o garoto que levou um chute no saco, quando o cara conseguiu andar até o "líder", o meu ex amigo me encarou de um jeito bem odioso.

- Eu vou me lembrar disso Gareth, vou mandar todos os caras se juntarem pra te cercar quando você menos esperar. - Martin avisou, antes de sair de dentro do beco acompanhado do único idiota que não correu.

Comecei a rir, até que lembrei do garoto que tinha apanhado.

Me virei e vi ele encolhido em um canto do beco, me olhando com um semblante apavorado.

Agora posso ver o rosto... E me chocou, mesmo machucado o rosto é... Bonito.

O que estou pensando caralho?! O coitado ta todo machucado e eu aqui brizando.

- Er... Tu ta bem ? O que eles queriam? ? - perguntei.

O garoto encarou o chão.

- E-Eu s-sou novo na escola em que eles estudam, e por não conhecer ninguém passei os dois primeiros dias sozinho... O que deu oportunidade pra que viessem me importunar e bater em mim, isso piorou depois de acharem minhas redes sociais e descobrirem que... Sou gay. - o garoto explicou de forma calma, olhando o tempo todo para o chão.

Senti mais raiva de Martin... E um pouco de mim também, porque eu que  ensinei a ele que os novatos devem ser zoados por todo mundo... Como eu era idiota.... Nossa!

- Por que mudou de escola no 3 ano? Digo... É bem incomum... - fiz uma nova pergunta, por pura curiosidade.

- Minha mãe e eu nos mudamos, para recomeçar... Já que ela finalmente se separou do meu pai, que era um homem muito violento e batia nela... E em mim.... Ah, porquê estou contando tudo isso? Desculpe. - ele respondeu com um olhar triste, as bochechas coraram.

- T-tudo bem! Eu não conto a ninguém sobre isso... Qual o seu nome? O meu é Gareth, estudo na mesma escola que você, pode ficar comigo se quiser. -

Ele olhou pra mim, pude ver certa animação em seu gesto... Isso fez eu me sentir incrivelmente bem.

- S-Sim! Não quero ficar sozinho... Ah! Meu nome é Harry... Obrigado por me ajudar! - ele disse, sorrindo... O rosto ainda ta sujo de sangue e machucado... Mas o sorriso me fez sorrir junto, não sei explicar bem o porquê.

- Aliás... Eu sou gay assim como você, então quando chegarmos na escola... Talvez alguns impliquem comigo também, estamos na mesma situação.- expliquei, lembrando do aviso de Martin.

- Ah.... Entendo, tudo bem! Pelo que vi... Acho que ninguém pode te vencer numa briga! Bateu naqueles três sozinho... Eu n-nunca conseguiria fazer igual você. - ele comentou, parece estar mais animado.

- Bem.. Eles são péssimos brigando! Mas acho que tenho chance de perder sim, dependendo do oponente. Mudando de assunto, quando chegarmos na escola você lava o rosto pra tirar todo esse sangue, vamos indo... Pega sua mochila do chão. - falei, observando ele colocar a bolsa nas costas...

Não pude evitar de notar cada detalhe do rosto e do Harry ao todo, ele tem cabelo preto e comprido já que os fios caem sobre o rosto dele e sobre os ombros mesmo que estejam amarrados, os olhos são um tom de castanho muito claro e ele tem a pele  bronzeada, notei também que é baixo... Assim como Troye, e aparenta ser muito magro.

- Obrigado de novo, foi o único que me ajudou desde que entrei nessa escola. - ele agradeceu pela segunda vez, me fazendo rir.

- De nada...- eu disse, caminhando ao lado dele e tentando me segurar para não fazer outras perguntas, não quero ser intrometido ou indelicado.

Quando chegamos na escola o portão já estava aberto, e assim que entramos pude sentir os olhares me julgando.

Avistei Josh e Liu de longe, e caminhei até eles com Harry me seguindo.

- Eai Gente... - falei, vendo que o modo como os dois me olham mudou bastante.

- Oi Gareth... Se ta bem? - Liu perguntou.

- Estou tentando ficar bem. - respondi, muito sincero por sinal.

- Quem é ele? - Josh questionou olhando para Harry, que não disse uma palavra sequer desde que chegamos.

- Ele se chama Harry, ajudei ele quando estava a caminho daqui... Martin o espancou como devem ter notado. Harry é novo aqui na escola... Entrou nos dias em que estive suspenso. - expliquei, olhando para Josh.

- Entendi... E sua forma de ajudar o Harry foi batendo no Martin? Pelo que sei ele ta furioso... Chegou já discutindo comigo... E notei que ele tinha apanhado de alguém. - Liu disse,  com um rosto preocupado.

- Ah... Bem, ele não queria parar de bater no Harry, então eu tive que obrigar ele e os amigos dele a irem embora.... Usando a força. - falei, vendo Josh rir logo em seguida.

- Ai Gareth... Você tem que tomar cuidado poxa, tu pode até ser bom de briga... Mas sabe muito bem que agora não é o melhor momento pra agir assim, afinal uma metade da escola quer sua cabeça numa bandeja enquanto a outra metade quer que você se ferre cada vez mais. - Liu disse, gesticulando com as mãos.

Ele está certo... Mas não posso deixar qualquer um falar o que quiser de mim ou tentar qualquer outra coisa.

Soltei um suspiro.

- Eu sei Liu... Vou tentar me controlar.- falei vendo ele sorrir por escutar isso.

- Por que tanta gente odeia o Gareth?- Harry perguntou.

- Vou deixar o Josh te explicar, tenho que ir ao banheiro. - falei, dando uma desculpa pra não ter que falar sobre o que houve.

Sai da rodinha e deixei Harry com os outros assim que Josh começou a explicar a ele sobre as merdas que tem acontecido.

Fui até o banheiro masculino, ao entrar já senti vontade de dar meia volta e sair correndo.

- A oi Gareth! Como vai? - Troye perguntou, sorrindo de um jeito cínico.

Ele está com as mãos apoiadas no mármore onde ficam as torneiras, de frente para o grande espelho.

- Péssimo, e você sabe bem o porquê.- falei, ainda parado na entrada do banheiro.

- Hum... Imagino sim, mas você deve levar tudo como um aprendizado. - disse, caminhando até mim e parando logo a minha frente.

Ficou me "analisando" por um tempo, antes de sair do banheiro.

Me deixando sozinho com meus pensamentos sobre como seria bom mata-lo.

______________________________________

Agora é educação física, estou sentado nas arquibancadas observando as meninas da minha sala jogando vôlei, os outros caras estão assim como eu... Espalhados por toda a quadra, sentados ou caminhando.

Estou bem de boa, tomando sol enquanto ouço música nos meus fones.

Tava tudo ótimo, até um zé ninguém querer vir estragar meu momento.

- Haha olha só! É o cara do áudio! - o idiota disse para o grupinho de amigos retardados dele.

Tirei meu fone e o encarei com a minha melhor expressão de intimidação.

- Você disse alguma coisa? - perguntei, me levantando do banco onde estava largadão.

- Sim! Estava rindo ao lembrar da vergonha que você passou semana passada... Eu lembro que você pagava de muito macho para a escola inteira.- o cara disse, com um sorriso enorme no rosto.

- Olha bro... Acho bom você ir incomodar outro cara, minha paciência é bem pequena e eu costumo aliviar minha raiva quebrando o braço de caras como você. - dei meu aviso, observei ele se afastar aos cochichos junto do grupinho.

Sou mais "macho" que todos esses caras juntos, são uma piada mesmo viu...

Voltei a me sentar, coloquei os fones e fechei os olhos pronto pra tirar um cochilo bem show.

Só que senti alguém me cutucar, e quando abri os olhos era o idiota de antes... Só que segurando um balde.

Ele virou o maldito balde bem em cima da minha cabeça, senti a água fria se chocar com o meu corpo e faze-lo tremer.

- Haha é pra apagar o seu fogo! Seu gay nojento e sujo! - um dos caras gritou, todos riram.

Ok Gareth.... Calma.... Calma...

- Olha só galera! Hahaha ele era considerado o perigo dessa escola em todos os sentidos... E olhem pra ele! Como está agora! - o cara do balde, gritou muito animado.

Me levantei do banco e segurei firme meu fone e celular, respirei fundo e tentei pensar no que Liu disse.

A quer saber!? Essa porra não vai ficar assim!!! Estou tacando o foda-se!

- Se considere um homem morto.- falei, antes de pegar o balde da mão dele e bater com força na cabeça do engraçadinho.

Ele grinhiu de dor e se curvou um pouco, foi minha deixa pra segurar com força os fios de cabelo do idiota e bater o rosto dele em um dos bancos da arquibancada, ele caiu no chão com as mãos no rosto e chorando.

- Mais alguém quer servir como saco de pancada?!! Saibam que eu não jogo limpo!!! Se querem mesmo tirar com a minha cara... Vão ter que se preparar pra apanhar se eu estiver de mau humor! - gritei, antes de chutar a barriga do cara que estava com o balde e continua caido no chão.

O semblante do grupinho de "machos fodas" foi de feliz para chocado e assustado em questão de segundos.

- Gareth! Já pra direção!! - o professor de educação física gritou.

______________________________________

E cá estou eu de novo, subindo para a sala de aula com uma advertência nas mãos, a diretora deu uma bronca ao grupo que jogou água fria em mim e me deu um pouco de razão por conta do que eles fizeram, mas não deixou de me dar um puta sermão mandando eu evitar de aparecer por lá se não quiser ser expulso.

Uma das funcionárias da escola me emprestou um uniforme pra vestir e uma sacola pra eu guardar as roupas molhadas.

Meu cabelo ta pingando ainda, mas estou menos nervoso depois de ter batido naquele ridículo.

No momento estou cruzando o corredor, para ir até a minha sala e guardar minhas roupas na mochila.

- Você devia tentar maneirar nas brigas.... - escutei uma voz calma dizer, olhei para o lado e encontrei o presidente do grêmio me observando.

- Eu tenho motivos pra bater, porque todos insistem em me dar eles. - comentei, sem entender porque ele está falando comigo... Pelo que me lembro ele é uma das pessoas que me odeia, eu costumava zoar ele por ser negro... No 1 ano.

Me envergonho de ter agido assim um dia...

- Difícil imaginar que era você mesmo naquele áudio, você não parece ser gay... Ja que bate em todo mundo e é tão arrogante. - o presidente disse, caminhando para mais perto de mim.

Dei um passo pra trás.

- Eu não sou arrogante... Mudei muito nos últimos tempos e só bato em quem pede por isso. - me defendi.

- É eu sei... Ultimamente muitos alunos tem vindo até mim me dizer que faz tempo que você não implica com eles, mas ao mesmo tempo... A alta "corte" da escola tem dito que você é um problema. - ele disse, colocando as mãos atrás das costas.

- Alta corte? Os populares? Eles estão é felizes por eu estar na merda! Eu sei disso porque tratava a maioria deles como lixo igual a como eu tratava todo o resto, e por eu estar dando uma surra em alguns deles de vez em quando... estão se sentindo ameaçados. - falei, lembrando de alguns dos caras caras que eu tratava de um jeito ruim.

- Sim... Vou direto ao ponto, um grupo deles está planejando te dar uma lição... Fica esperto. - o presidente do grêmio avisou, me deixando surpreso.

- Por que está me alertando? - questionei, observando ele rir.

- Eu acredito em mudanças, até mesmo você pode ter mudado e deixado de ser racista... Depois de ter se descoberto gay e entendido o quão difícil é lidar com preconceito. - ele explicou, me dando as costas e se afastando... Sumiu ao entrar numa sala.

Fui rápido até a minha sala e quando entrei, vi que minha turma ainda não voltou da educação física.

Mas notei que minha mesa está uma zona, minhas coisas da mochila estão espalhadas pelo chão e tem um bilhete dizendo : "é só o começo."

Senti meu punho coçar implorando pra eu descobrir quem fez isso e manda-lo de encontro a Deus mais cedo.

Depois disso vieram as outras aulas e agora é o intervalo.

Desci e encontrei Josh e os outros encostados numa parede do pátio.

- Por que não está vestido nas suas roupas? - Liu perguntou, me olhando de cima pra baixo.

- Levei um balde de água na cabeça durante a educação física, e acabei na diretoria de novo após bater um pouco no responsável por eu ter ficado encharcado. - expliquei, Josh abriu a boca mas não disse nada.

- Gareth! Pelo amor de Deus! Você não pode espancar todo mundo! Eles vão querer te dar o troco caramba! - Liu disse o que Josh estava provavelmente com medo de dizer.

- Mas você está bem? - Harry perguntou.

- Eu to bem... Mas descobri que assim como Liu acabou de dizer... Tem gente planejando fazer algo contra mim, por isso vou tomar o máximo de cuidado.- falei, olhando ao nosso redor.

- Ai caralho! O que será que eles estão pensando em fazer? - Josh disse, me olhando chocado com tudo isso.

- Na certa pretendem juntar o máximo de gente pra me cercar e me espancar quando eu estiver fora da escola.... Ou algo parecido com isso.- fiz minha hipótese.

Passamos o intervalo inteiro fazendo teorias sobre o que pode ser, fiquei irritado quando Liu disse que Troye ficou muito popular depois que a escola soube que ele que pos o áudio nos auto falantes.

Até que tive de voltar para a sala de aula... Mesmo sentindo vontade de matar um.

As ultimas horas na escola passaram bem rápido, e no momento estou a caminho da minha casa... Com o cu na mão por saber que querem terminar de fuder com a minha vida.

- Gareth! - ouvi alguém me chamar, olhei para trás e vi que é o presidente do grêmio estudantil.

Que diabos ele quer? Fica me seguindo por ai...

- Oi... - falei assim que ele parou do meu lado.

- Quero saber se já tentaram algo contra você. - disse, me olhando atentamente.

- Não tentaram nada ainda... Posso perguntar qual o seu interesse nisso? -

- Estou curioso apenas... - respondeu olhando para o chão.

O presidente é um cara alto pra porra, é negro e conhecido por ser um ótimo jogador de basquete na escola, além de um aluno exemplar e que ajuda todo mundo.

O cabelo é curto e preto, assim como os olhos dele.... O cara não é feio e é uma boa pessoa.

Mesmo assim.. Eu costumava ficar enchendo o saco dele, fazendo piadas sobre sua cor ou ameaçando de bater nele se cruzasse com o mesmo no corredor.

Me arrependo disso... Percebi que nada do que eu fazia era algo pra se orgulhar, por isso no 2 ano eu parei de zoar ele e nunca mais tinha esbarrado com ele por ai.

Eu nem sei seu nome... Só sei que errei muito com ele.

- Escuta presidente... Queria te pedir desculpas pelas coisas ruins que já fiz contra você, eu realmente não penso mais daquela forma. - pedi perdão, por sentir que agora era o momento certo.

- Tudo bem Gareth, aceito seu pedido de desculpas. - ele disse, sorrindo.

Sorri junto.

- Tenho que ir pra casa... - falei, voltando a andar.

- Te vejo na escola! - ele gritou de lá de trás, continuei caminhando.

Estou me sentindo melhor depois de me desculpar... Muito aliviado.


Notas Finais


Obrigado pelo apoio gente! Boys chegou aos 80 favoritos ❤

Leiam também: https://www.spiritfanfiction.com/historia/the-house-of-the-rising-sun-yaoi-12977355


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...