História Branca como a neve - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Aventura, Drama, Romance
Visualizações 43
Palavras 596
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural
Avisos: Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Jack: Cabelo preto liso, "branco", 1,56 de altura, olhos castanhos e tem 12 anos.

Capítulo 1 - Silenciosamente feliz


Fanfic / Fanfiction Branca como a neve - Capítulo 1 - Silenciosamente feliz

De repente acordo, estou no meu quarto, deitado na minha cama (se eu acabei de acordar, então isso era meio óbvio). São 6:00 horas da manhã, abro a janela e aproveito um pouco a vista da rua(já que estou no segundo andar). Entretanto, vou me arrumar para ir à escola, me viro e.. aí está "ela", a Alba(tem cabelos negros, olhos azuis, pálida, no momento está usando um vestido azul, mesma idade que eu, tem 1 metro e 50 centímetros... Mas só eu posso vê-la).

Ela fica me esperando no quarto, enquanto me arrumo para ir à escola... Pronto! Agora desço para baixo, lá está meu pai(cabelo negro, olhos castanhos, "branco" e 1,82 de altura)sentado na cadeira, lendo jornal. Minha mãe(cabelo negro liso-ondulado, negra em um tom claro, olhos castanhos e 1,74 de altura) estava preparando o café da manhã. A Alba está ao meu lado.

DEPOIS...

-Tchau mãe! Tchau pai!

-Tchau, se cuida.

-Tchau, tenha uma boa aula.

Agora irei "pegar" o ônibus da escola, me sento lá no fundo, a Alba está sentada ao meu lado(não tinha pessoas lá no fundo, então ela conseguia se sentar, algumas vezes ela tem que ficar em pé). Era um dia ensolarado, no verão.Pena que não posso falar com ela dentro do ônibus, mas quando estamos sozinhos eu falo algo e ela me responde, mas quando estamos em público só ela pode falar normalmente, eu tenho que ficar calado ou escrevo alguma coisa em um papel para ela ler(até ensinei à ela língua de sinais), tem um comportamento divertido, parece sempre alegre. É legal quando podemos brincar, lembra quando nos conhecemos à 4 anos atrás, estava sozinho, mas ela apareceu e me fez sorrir, a minha primeira melhor amiga, e única. 

Descendo do ônibus, contemplo a escola, indo em direção da sala de aula. Chego e falta 10 minutos para começar a aula, a Alba estava em pé ao meu lado, então como meio de comunicação, escrevo no caderno:"Ficar em pé por todo esse tempo não te cansa? Você já faz isso à 4 anos, já te perguntei isso, mas estou preocupado". Entretanto ela balança a cabeça para um e para outro, e ainda ri. Queria ser como ela, não se cansar tão fácil e ser sorridente assim. 

Quando viro meu rosto, a professora estava na porta avançado até a frente da lousa, a Alba ficava prestando atenção no que ela falava e ficou assim até a campainha tocar. Sim, já se passou metade da aula e é intervalo. Fui para um local reservado com a Alba, escrevi:"Qual a resposta da 1° questão". Ela escreveu em baixo:"Descubra. Depois digo se está certo ou não", ainda por cima riu. Como pode isso?

Ela não come também,bem... até agora não vi ela comendo, mas deve ter um motivo por isso. E... Vem alguém aí. 

-E aí Jack, como vai?

-Bem.

Era um garoto da minha sala, se chama Fred, tem 12 anos de idade, 1,53 de altura, tem olhos castanhos e cabelos castanhos claros. É um aluno "nota 10"(pois é bem inteligente),  ele é legal, tenta puxar assunto e tudo mais. Mas não diria que é meu amigo. 

-Sempre solitário, não é? 

-mais ou menos.

Eu tenho alguém, não estou sozinho. Mesmo se estivesse qual seria o problema? 

- Está tendo dificuldades em alguma matéria? 

- Não exatamente. 

- Isso é bom.

- Sim.

-Então... 

- Só era isso?

- Sim.

Então ele foi andando para algum lugar. 

- Alba, pode Me dar a resposta da "B"? (Sussurrando)

- Não. É melhor estudar mais Jack. 

- Por favor. Eu imploro. 


Notas Finais


Espero que tenham gostado.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...