1. Spirit Fanfics >
  2. Sobrenatural por acidente. >
  3. Tentando.

História Sobrenatural por acidente. - Capítulo 2


Escrita por: e Raiyara


Notas do Autor


Bruno

Capítulo 2 - Tentando.


Fanfic / Fanfiction Sobrenatural por acidente. - Capítulo 2 - Tentando.


Stefanny: Charle, como se sente?

Charlotte - eu não consigo tirar as mortes dos meus amigos da minha cabeça.

Stefanny: Com o tempo isso irá passar. Sente fome?

Charlotte - e como estou com fome.

Stefanny: Vem desce comigo. Se não conseguir te carrego no colo.

Charlotte - tá. (me levanto com um pouco de dificuldade).

Stefanny: (Pego ela no colo...). - Você como o quê? Não pensa praticamente nada.

Charlotte - como qualquer coisa comestível.

Stefanny: (Desço com ela e Dante já está bancando o insuportável na mesa...pego alimentos normais pra ela...). - Come.

Charlotte - Obrigada. (Falo começando a comer, meus olhos pararam no belo homem na mesa).

Dante: Tá olhando o quê? Minha beleza eu sei que sou lindo.

Charlotte - convencido, já vi homens mais bonitos que você.

Dante: Nem se atreva a dizer nada. Charlotte.

Stefanny: Meu amor. Vai assustar ela assim.

Bruno: Mais até que você é gatinha. (Olhei pra ela...).

Charlotte - só tem homem babaca nessa mesa.

Stefanny: Já me acostumei. (Thana entra com aquele cara de poucos amigos e se senta na mesa sem ao menos falar com ninguém...).

Charlotte - quem é esse? Vou viver em um manicômio?

Stefanny: Thana irmão de Dante. Relaxa você se adapta fácil.

Charlotte - não quero ficar maluca.

Stefanny: Eu ainda estou normal. Embora Dante consiga me tirar do sério.

Charlotte - são machistas, narcisistas?

Stefanny: Machistas. Me chame de Fanny ou Stefanny se preferir.

Charlotte - Fanny, todos aqui são lobos?

Stefanny: Sim. Só eu que sou diferente deles.

Charlotte - tenho que respeitar alguém?

Stefanny: Só o idiota na parte principal da mesa. É o líder e chefe daqui.

Charlotte - ele não vai me matar por ter o chamado de babaca né?

Stefanny: Eu não vou deixar.

Charlotte - tá...... (Insegura, olho para ele discretamente).

Dante: Que foi. Quer uivar pra lua comigo.

Charlotte - não sei oque significa isso, mas não quero.

Dante: A chata aí vai te ensinar.

Charlotte - mas ela não é chata, você que é.

Dante: Quer mesmo discutir comigo?

Charlotte - não gosto de discutir. Não tem nenhum cavalheiro nesta casa não?

Marco: Não se irrite meus irmãos são babacas mesmo.

Charlotte - é bem perceptível.

Marco: Sou o irmão mais velho dos idiotas.

Charlotte - você não deveria ser o alfa então? Não entendo muito de lobos.

Marco: Não sou legítimo.

Charlotte - então o pai de vocês era um idiota que traía a esposa?

Marco: Nasci antes dele casar.

Charlotte - não entendo essas coisas. Espero não entender também.

Marco:  A minha gatinha vai te ensinar tudo que precisa saber. (Falei pra irritar Dante...).

Charlotte - quem é o namorado da Fanny?

Dante: Ela não tem namorado. É propriedade minha. (Olhei para Marco...).

Bruno: Jura que é sua.

Charlotte (em silêncio só observando).

Dante: Que foi maninho? Não gostou de escutar isso.

Stefanny: Calem a boca. Estou tentando ter uma refeição adequada.

Charlotte - não tem uma forma de conseguir ser humana? Não quero morar aqui.

Stefanny: Até teria se você não estivesse passado muito tempo com o veneno no corpo.

Charlotte - então realmente irei virar uma vira-lata pulguenta.

Stefanny: Se preserva sua vida nunca mais diga isso. (Vi Dante perder a paciência de vez...).

Charlotte (medo.....)

Stefanny: (Chego perto de Dante e fico ao lado dele...). - Meu amor. Se acalme.

Charlotte: (olhando ainda com medo).

Stefanny: Marco suba com ela.

Charlotte (Sigo o homem chamado Marco para longe de Dante).

Marco: (Levo ela até o quarto e a deixo sozinha...).

Stefanny: Dante. Tá me ouvindo?

Dante - como essa garota inútil ousa chamar lobisomens de Vira-latas pulguentos?!

Stefanny: Calma, ela ainda é novata não sabe muitas coisas daqui. (Levo ele pro quarto por segurança e tranco a porta...). - Calma meu amor.

Dante - tinha que trazer essa garota para cá?

Stefanny: Ela é nossa responsabilidade agora. (Falei acalmando ele...).

Dante: (tentando ficar calmo). 

Stefanny: Quer que eu durma com você?

Dante - depende do dormir.

Stefanny: É dormir mesmo.

Dante - então não, você dorme na cama inteira, não sei como consegue.

Stefanny: Eu, você que fica por cima de mim. Recebendo carinho. Vou dormir com o Bruno já que não quer.

Dante - dorme aqui.

Stefanny: Ok! Depois visto a camisola. Vou da uma olhada na Charle.

Dante - vai lá cuidar daquela garota chata.

Stefanny: (Eu sai ignorando o comentário...). - Como está? Depois daquilo.

Charlotte - com ódio daquele idiota. Ele não é meu alfa e eu não faço parte disso.

Stefanny: Agora faz. Embora não queira. Deixou ele muito alterada não queira desperta a ira do lobo agora.

Charlotte - irei tentar me comportar.

Stefanny: Precisa dormir um pouco. Está acaba olha esse rosto.

Charlotte - Obrigada por tudo.

Stefanny: Estou acostumada com isso. De nada.

Charlotte : (me deito na cama).

Stefanny: Boa noite! (Voltei pro quarto de Dante...). - Meu amor. (Tirei o roupão...).

Dante - querendo me seduzir?

Stefanny: Se pensa assim. Não prefere lingerie? (Olhei pra ele...vou dormir no sofá por segurança...).

Dante - dorme ao meu lado. (Falo olhando cada parte de seu corpo).

Stefanny: Tudo bem! (Deito ao lado dele virando de costas pra ele...). - Não encosta em mim.

Dante - precisa ser tão fria assim.

Stefanny: Tudo bem! (Falei indo pro colo dele...). - Nada mais ouviu bem.

Dante - está bem. (Contendo a vontade de conhecer o corpo dela).

Stefanny: (Acabo dormindo...E ficando por cima dele...).

Dante (acordo com a luz do sol e vejo que Fanny está por cima de mim) - Acorda que eu não sou travesseiro.

Stefanny: (me levanto e me toco que estou sentada em cima dele...sentindo algo que não queria sentir...). - Oi.

Dante - não sei se sabe mas homens acordam assim.

Stefanny: Desculpa. (Falei saindo de cima dele...constrangedor...).

Dante - está vermelha igual um tomate.

Stefanny: Isso é estranho pra mim. (Falei cobrindo o rosto com a toalha...).

Dante - um dia não será.

Stefanny: Espero não sentir mais isso.

Dante - estou com fome, vamos comer o café da manhã, a não ser que queira ser meu café da manhã.

Stefanny: Você não cansa mesmo. (Deito por cima dele...). - Você é muito quentinho.

Dante - não começa, se não vou comer você. (Falo brincando)

Stefanny: Duvido.

Dante: (fico por cima Fanny, fazendo ela sentir meu volume em sua coxa) - repete?

Stefanny: Duvido vira-lata.

Dante - vira-lata né? (Beijo Fanny e toco seus peitos com minha mão).

Stefanny: (Pressiono bem em cima do ferimento dele...) - Não se atreva.

Dante (Paro quando sinto dor no meu ferimento) - injusta!

Stefanny: Sério meu amor. Não acho. (Falei pressionando a minha coxa no volume dele...).

Dante (passo minha mão por sua coxa) - não começa.

Stefanny: Que foi. Não é homem o suficiente pra aguentar. (Falei por que eu não sinto nenhum pouco de prazer com ele...).

Dante (dou um chupão em seu pescoço, enquanto mexo em seu clitóris por cima da calcinha)

Stefanny: Tá maluco. (Tirei ele de cima de mim...agora sim peguei fogo...).

Dante - tão má.

Stefanny: Não sou má. Sabe que sou virgem e quero fazer isso com a pessoa certa. (Falei me sentando no sofá...)

Dante - essa pessoa não sou eu imagino?

Stefanny: Dante, não me faz esse tipo de pergunta. Não quero me iludir por você de novo. (Levantei e fui ver Charle...).

Charlotte : (comendo)

Stefanny: Quanta fome você tem? (Olhei impressionada...).

Charlotte - não sei por que estou com tanta fome.

Stefanny: É normal. Mais tem que se controlar. (Falei sentando sem encostar em nada...ainda lembrando da presepada de Dante...).

Charlotte - o que são essas marcas vermelhas no seu pescoço?

Stefanny: (Congelei...). - Dante. Aquele idiota.

Charlotte - tem carne?

Stefanny: Eu busco pra você. Vai passar por um avanço doloroso hoje.

Charlotte - quê???

Stefanny: Sua transformação. Se conseguir se transformar fácil não vai doer muito. Mais se não conseguir. Vai implorar pela morte.

Charlotte (calafrio)

Stefanny: (Levo a carne pra ela...ignorando a existência de Dante...nem o Bruno faz isso...). - Toma.

Charlotte - Obrigada. (Falo começando a comer sem me importar)

Stefanny: (Fiquei sem comer...quando estou com raiva não sinto fome alguma...). - Se prepare terá apenas 17 minutos para descansar a comida quando terminar e terá que usar uma roupa própria para isso.

Charlotte - está bem, mas por que preciso me arrumar?

Stefanny: Você não vai ficar vestida para transformação.

Charlotte - vou me transformar sozinha ou vai ter gente me olhando?

Stefanny: Eu vou está te olhando. Não sei como vai se sair. Se piorar a situação eu vou ter que estar lá.

Charlotte (medo) - vai doer?

Stefanny: Se conseguir de primeira não vai. Mais se não conseguir, vai doer de uma forma que não vai querer sonhar em sentir.

Charlotte - se eu não conseguir irei morrer? 

Stefanny: (Levei ela para uma sala reservada e lá começamos o treinamento...E não estava sendo nada fácil...).

Charlotte - pega leve!

Stefanny: Você tem que se esforçar mais. (Falei aliviando um pouco as dores que ela sentia...). - Você até que é bem bonita.

Charlotte - ótima hora para dizer isso. Meu corpo dói.

Stefanny: Estou tentando te distrair. Tenta mais uma vez e depois prometo que paro.

Charlotte - tá. (Tento me transformar e meu corpo parece pegar fogo, como dói). 

Stefanny: (Noto o cheiro de Dante...). - Chega por hoje. (Falei enrolando o corpo dela em um lençol...). - Vou te levar pro quarto, do jeito que está não consegui nem andar direito.

Charlotte - vou ter que passar por isso quantas vezes?

Stefanny: Até se transformar. Com certeza amanhã você consegue. (Falei a colocando na banheira que tinha preparado pra ela...). 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...