História Branco é uma cor cruel (Jikook) - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Lay, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, V, Xiumin
Tags Assassinatos, Bts, Jikook, Kookmin, Policial, Tortura
Visualizações 73
Palavras 1.289
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Policial, Romance e Novela, Suspense, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


CONTEM TORTURA




Ps: Não Ta muito pesado. Estou guardando toda essa agressividade para um capítulo especial

Capítulo 8 - Obrigações de um assassino


Fanfic / Fanfiction Branco é uma cor cruel (Jikook) - Capítulo 8 - Obrigações de um assassino



-Mas Hoseok, eu não quero assistir comédia. Quero ver terror-La estava eu, pela décima vez implorando para Hoseok não me forçar a assistir "cinco anos de noivado"


-Jimin sem chance, eu não vou assistir "o albergue", Eu Morro de Medo desse filme. Tu sabeeeeee 


-Então vamos assistir algo que nos dois amamos-Digo sorrindo 


-O que?-Pergunta se jogando no sofá de maneira dramática 


-Capitão América- Digo e ele se levanta num pulo


-Maratona-Pergunta


-Bora-Digo e ele faz uma dancinha


(...)


Hoseok acabou de ir embora, não tenho nada pra fazer. São umas 20h, vou falar com o Jungkook 


Chat on


 You:Jeon, também fazendo o que? (20:00)


Jeon <3: Eu entrei na investigação que abrimos contra o Torturador. Estamos indo pra uma loja de facas onde ele supostamente compra duas armas. Preciso ir, depois falo com você Jiminnie<3 (20;05)


Chat off


Merda, merda, merda. Mil vezes merda


-Como eles descobriram as armas que eu uso? MAS QUE PORRA. Aliás, obrigado pela informação Jeon, mas não era pra vocês chegarem até la!!!


Pego minha coleção de facas e entro no carro dirigindo a toda velocidade pra lá. Como a delegacia fica um pouco longe, suponho que eu tenha 30 minutos


(...)


-Jimin-Fala o dono da loja-Como vai? Eu trouxe umas facas novas que tenho certeza que você vai adorar-Diz e da um belo sorriso. Ele tem uns 40 anos, mas ainda sim esta em forma. Admito.


-Sinto muito senhor Lee, mas receio que terei que mata-lo-Falo da maneira mas educada possível como se isso não fosse causar pânico 


-Como é que é Jimin?-Pergunta confuso


-Não tenho tempo pra isso-injeto uma toxina paralisante em seu corpo para ser mais rápido e evitar um possível combate corporal


-O que você está fazendo? Por que não consigo me mover?-Pergunta já assustado


-Só vou perguntar uma vez, e seja rápido ou EU vou lhe torturar ainda mais. Onde estão os registros?-Pergunto segurando uma faca em seu pescoço 


-Nas gavetas da mesa. Por favor não me mate-Suplica 


-Achei-Coloco na minha maleta-Você tem esses registros em mais algum lugar? Computadores? Alguém tem acesso a eles?


-NO CARTORIO!!! AGORA ME SOLTA-grita em pânico 


-Cala boca-desfiro um forte soco em seu olho-Eu não tenho muito tempo. Tem sorte, sua morte vai ser mais rápida que o normal para mim.-Falo preparando minhas facas


-Por que está trazendo isso?-Pergunta desesperado


-Não é obvio?Eu sou o torturador!!! Preciso proteger minha identidade, São as minhas obrigações como assassino. Sorry, você me trazia  boas mercadorias. Terei que arranjar um novo fornecedor agora-Falo sorrindo enquanto dou uma forte facada em sua perna, giro a faca para que os ferimentos internos sejam maiores 



-AHHHHH PARA COM ISSO-O viro de bruços e faço meu famoso corte da nuca até a região da bacia lentamente 


-PARE PARE EU IMPLORO


-Eu gosto quando imploram, mas não posso fazer nada por você. Bem, vou furar seu pulmão agora e juro que vai doer bastante ok?-dou um eye smile fofo e perfuro seu pulmão com uma chave de fenda



-ARGHH


-Eu disse que ia doer-Rio como se aquilo fosse a coisa mais engraçada do mundo-Mas preciso acabar rápido, que pena não é? Olha, vou deixar uma rosa bem bonita no lugar do seu coração, viu? Nem sou tão malvado!-Pego uma enorme faca e faço um enorme corte para abrir seu tronco, como estou de luvas e não tenho tempo a perder, enfio minhas mãos dentro do corte lhe causando uma dor infernal. Abro com força seu corte me dando acesso aos seus órgãos, rasgo sua carne o máximo eu eu consigo para ter acesso completo ao seu coração


-J-jim-min-Tenta pela última vez suplicar pela vida. Sem perder tempo coloco a mão em seu coração e o arranco com força, sinto seu último pulsar em minha mão e sorrio com isto


"Eu amo quando isto acontece" 


-Eu peguei uma das Rosas mais bonitas e perfumadas da minha roseira, sinta-se lisongeado-Com cuidado, coloco a rosa no lugar de seu coração-Você ficou linda aí minha querida 


Pego todas as gravações, entro no sistema de prédios vizinhos e formato todas as imagens das últimas 48h


-Uau-Vou até a estante de facas. Tem razão, eu amei as facas novas-Pego as que me agradam e coloco em minha maleta. Pego meus objetos de tortura e saio da loja. Entro no carro e dirijo em direção ao cartório 


(...)


Já na frente do cartório~ ~e com uma roupa limpa~, invadi o sistema e coloquei uma criptografia que se reescrevese para proteger comandos inválidos, copio todos os arquivos para um pendrive~ ~nunca se sabe quando será necessário alguma informação~. Deixo tudo pronto para formatar o sistema, mas antes preciso pegar os registros nos papéis.


Saio discretamente do carro e entro no cartório. Vou até a sessão dos registros e lá vejo uma bela mulher atendendo no balcão 


-Bom dia senhor, em que posso ajuda-lo?-Diz a moça e me lança um sorriso sedutor


"Vai ser mais fácil do que pensei"


-Me ajudaria se não fosse tão linda-Digo e ela sorri sem graça


-Que isso senhor, creio que há algo que eu possa fazer por você-Ajusta a blusa de modo que fique mostrando seu decote 


-Você poderia pôr gentileza me entregar os registros da loja de facas do meu pai senhor Lee?


-Com prazer-me entrega os registros rapidamente- Mais alguma coisa?-Morde os lábios 


-Consegue fugir do trabalho Um pouquinho?


-Claro 


-Então venha comigo-A levo para meu carro, pego meu computador e formato os arquivos rapidamente-Vamos nos divertir-Tranco as portas do carro 


-Creio que vamos-Sorri safada 


-Por precaução eu trouxe mais uma rosa, vai ficar linda em você-Ela fica confusa com minha fala, mas não hesita em avançar em mim para cima de mim para me beijar-Aqui não querida. Na sua casa ok?


(...)


Entramos na casa dela e ela já começou a me beijar


"Mal sabe que não gosto da fruta que ela tem entre as pernas"


A deito na mesa com força e ela me lança um sorriso de satisfação, tiro suas roupas a deixando apenas de lingerie e a amarro 


-hmmmm safado


-Quem mora com você docinho?


-Ninguém, o que ce ta fazendo?


-Querida, quando eu disse que íamos nos divertir, eu quis dizer outro tipo de diversão-Coloco minhas facas no espaço que sobrou da mesa e ela entra em pânico 


-O que é isso? Pra que isso? Quem é voce? Por que está com estas coisas? - Pergunta assustada


-São facas, para lhe torturar, sou o Torturador, seu pior pesadelo. E não chame minhas facas de coisas, eu estou com elas por que preciso me livrar de você-Enfio a faca em sua perna


-AHHHHHH-grita, um grito tão agudo que quase me ensurdece 


-Normalmente os gritos são a melhor parte, mas os seus me irritam. Vamos dar um jeito nisso-Pego linha e agulha e costuro sua boca lentamente-Se você se mecher será pior


(...)


-ahh to exausto-Digo a mim mesmo ao sair do banho-Oi minhas queridas-Digo para as minhas Rosas


"-Mate-os" as vozes em minha cabeça me dizem


Elas sempre aparecem quando estou descontrolado....


-Não posso, invadi o sistema deles....estavam com fotos e nomes falsos


"-Descubra quem são e se livre deles"


-Mesmo que eu descobrisse, Jeon está entre eles...não posso mata-lo, se eu o deixar vivo as suspeitas cairão sobre ele, ou alguém próximo....poderiam chegar até mim


"-covarde"

"-Cumpra suas obrigações de assassino, vão pegar você"


-E-Eu não sou covarde, eu cumpro minhas obrigações....não vão me pegar-Coloco as mãos nos ouvidos em uma tentativa falha de calar as vozes


"-burro"

"-inutil"


-Calem a boca, calem a boca!!!


"-imbecil"

"-idiota"


-CALEM A BOCA!!!


"-Jeon será sua ruina"

"-e sua perdição"


-Eu sei....mas desde que seja o Jeon, valerá a pena cair por ele...


"-Vai ser executado por causa de um homem?"


-Virei um monstro por causa de um homem...e serei morto por causa de um também....não me importo com isso desde que ele me ame.


"-Ele não irá lhe amar quando descobrir que é um assassino"


-QUIETAS....Ele....ele vai me amar sim-começo a chorar-Ele vai me amar-me ajoelho no canto do quarto com as mãos nos ouvidos e a as palavras ecoando em minha cabeça







"Ele não irà lhe amar quando descobrir que é um assassino" 


Notas Finais


Desculpem se estiver ficando chato, mas tudo o que acontece é importante para a história.


Até o prox


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...