1. Spirit Fanfics >
  2. Brawl Stars Arena - Bibi x Piper >
  3. Emboscada

História Brawl Stars Arena - Bibi x Piper - Capítulo 11


Escrita por: KeIzinh4

Capítulo 11 - Emboscada


 

Bibi's P.O.V On

Mortis nos encarava. Piper parecia assustada com algo, então resolvi falar algo.

— Ahn, falar sobre o que? 

— Relaxa baixinha, sua namorada não está encrencada, mas é um assunto importante. — Ele respondeu.

— Não me chama de baixinha! — Protestei. — E nós não...

— Está tudo bem Bibi, pode ir, eu resolvo isso. — Piper se pronunciou, mas ela parecia relutante. Lembrei da promessa que fiz para Max.

— Vou com você. — Disse imediatamente. — Se eu puder, é claro.

— Não vejo problema — Mortis deu de ombros. — Sigam-me.

Ele foi na frente, e nós o acompanhamos. Andei um pouco para trás e puxei a mão de Piper.

— Tem certeza que tá tudo bem? — Pergunto sussurrando.

— Sim, eu já sabia que ele falaria comigo na verdade. É que ele vai perguntar sobre o Rico...

— Ah. — Entendi tudo. — Vai dar tudo certo.

— Espero.

Entramos na sala de Mortis, que era bem escuro e havia estampa de morcegos na parede. Ele se sentou em frente a sua mesa, e nós duas nos sentamos do outro lado.

— Muito bem. Vocês devem saber que vários robôs estão desaparecendo. — Acenamos positivamente. — Investiguei, e cheguei a conclusão que Rico, um aluno daqui é um dos suspeitos. Mas eu preciso de provas, e você Piper, por ser próxima a ele, deve saber de algo.

— Eu não ajudei ele em nada, mas sei sim, de algo útil.

Piper explicou sobre Rico estar ressentido com os humanos, por desprezarem os robôs, e que ele estava planejando algo grande, que mudaria o mundo.

— Ele contou o plano? — Mortis perguntou.

— Não, nessa hora eu briguei com ele e... 

— Fica calma, ok? — Digo.

— O-ok. — Ela responde. — Aquele canalha me largou no meio da cidade de noite sem meu celular. 

— Então não possui gravações ou mensagens salvas? Merda. — Mortis disse, ajeitando sua cartola.

— Minha amiga Max, ela fez um dispositivo de rastreamento. — Piper explicou que robôs não desaparecidos eram rastreáveis, com exceção de Rico.

— Impressionante! — Ele disse. — Peça para ela entrar em contato comigo amanhã. — Era a prova que eu precisava.

— Também houve uma explosão no Starr Park, que fez robôs sumirem, exceto por um... — Ela contou sobre o dia no parque, eu já tinha me esquecido do clone estranho do Rico.

— Isso não cheira bem. Vou falar com a senhorita Colette em breve também.

— Mortis, se me permite... você não parecia muito interessado em intervir quando o Rico trapaceava em batalhas, mas agora está... — Digo.

— Eu não podia. Rico comprou Mr. P, e suspeito que outros treinadores também. Mas agora com esse dispositivo, talvez Mr. P abra os olhos.

— Espero que sim.

— Vocês podem ir, obrigado pela ajuda Piper.

— De nada. O que faremos agora? — Ela pergunta.

— Sugiro treinarem muito. — Mortis responde. — Desliguem a luz ao sair.

Acompanhei Piper até seu dormitório, era no caminho do quarto do Bull e Corvo.

— Max é uma gênia, não é? — Digo para ver se ela falava algo, estava em silêncio desde que saímos.

— É sim.

— Por que você tá triste? Mortis vai resolver as coisas.

— E se não resolver? — Ela parou de andar. — Isso pode acabar piorando mais ainda, e Rico pode vir atrás de mim.

— Lute com ele, você é uma lutadora Piper! — Retruco. — Você é forte, e seus amigos estarão do seu lado. Eu estarei com você.

— Nossa, uau... você é boa palavras. Obrigada por ficar do meu lado, Bibi.

Ela me puxou para um abraço, e eu senti uma bomba atômica explodindo dentro de mim. Coloquei meus braços ao redor da sua cintura, e ficamos assim por... Segundos? Minutos? Não sabia. Perdi a noção do tempo. Quando nos separamos, percebi que Piper havia se baixado um pouco para ficar da minha altura. Senti meu rosto esquentar. O dela já estava vermelho.

— E-eu Vo-vou Entrarr — Ela disse e correu para seu dormitório.

"Nossa, uau"

Caminhei até o dormitório dos meninos enquanto chutava pedrinhas do chão. Não me surpreendi ao ver o quarto todo bagunçado. Corvo estava dormindo com uma fatia de pizza em seu bico e Bull estava assistindo televisão.

— Eae, veio me ajudar a limpar? — Ele disse rindo.

— Essa eu passo. — Digo rindo também. — Mas eu queria falar algo sério com vocês.

— Pode falar, depois conto para o Corvo quando ele acordar. — Bull disse e eu assenti.

Contei sobre o possível envolvimento de Rico nos desaparecimentos de robôs, e que Mortis estava investigando.

— Já tava na hora de alguém fazer algo. Mas se ele odeia os humanos, por que sequestrou robôs?

— Não sabemos ainda. Mas é melhor ficar só entre a gente isso, o pessoal pode se apavorar.

— Eu sei. Colt anda agitado ainda. — Ele suspira. — Então você só se aproximou da Piper para saber disso?

— Não, claro que não. Eu gosto dela. 

— Você gosta dela. — Ele repetiu.

— Sim, ué. Como amiga. — Declaro. — Ela me abraçou hoje.

Bull ergueu uma sobrancelha ao ouvir meu comentário. Não sei por que eu falei aquilo, foi meio automático. Ele começou a rir.

— O que foi? 

— Você gostou do abraço? 

— Eu ame... gostei! Amigos se abraçam, não é? — Perguntei mais para mim mesma do que para Bull.

— Sim, eu e o Colt nos abraçamos também.

— Não entendi.

— Ai Bibi, você é muito lerda, sabia? — Ele diz e em resposta leva uma tacada na cabeça.

No dia seguinte, fiquei ansiosa para a aula com o Byron. Não pela aula em si, que seria chata, mas por que eu sentaria perto da Piper. Eu só queria ver se ela estava melhor, é claro.

— Hey — Digo ao sentar na cadeira ao seu lado.

— Oi, milagre você chegar cedo, sempre se atrasa para aula com o Byron.

— Para que aprender técnicas de cura se nenhum tiro me atinge?

— Exibida. — Ela ri.

Byron entrou na sala.

— Bom dia, hoje vocês colocarão meus ensinamentos em prática. Andem com sua dupla até o campo de combate.

Hoje com certeza é meu dia de sorte.

Nós e os outros alunos nos posicionamos enquanto Byron diria as regras.

— Já sabem, sejam os últimos de pé e vençam. Poderes de estrela e acessórios permitidos. Nada de matarem o tempo nas moitas. Espalhem-se, e se preparem, a batalha começa em dois minutos.

— Vamos ficar ficar atrás daquela parede. — Piper indicou um caminho. — Não vão nos ver lá.

— Quer se esconder para quê? — Digo brincando, enquanto conferia se eu havia pegado tônicos o suficiente em minha jaqueta.

— Para pegar todos desprevenidos. — Observo enquanto ela ajusta sua arma.

— Está fazendo o que?

— Ativando um poder de estrela. — Explicou. — Não vai também?

— Ele só funciona quando uso meu taco, então já ativei.

O sinal ecoa, avisando que a batalha começara.

— Eu verifico as moitas, vai na frente. — Piper diz.

Empunho meu taco, já percebendo que estou com velocidade extra.

Encontramos algumas caixas com cubos que aumentam nossa força e resistência. Me aproximei para quebrar as caixas, mas me surpreendo por Jacky que estava em uma moita em que Piper não atirou por ter uma parede protegendo.

— Foi mal Bibi, mas essas caixas são nossas. — Jacky diz se aproximando de seu parceiro, Carl.

Rebato ela para longe, mas Carl se aproximou por trás. Ele estava prestas a lançar sua picareta em mim, quando Piper tira uma pistola de suas costas e atira em Carl, o paralisando por um segundo, que foi o suficiente para que eu pegasse os cubos e corresse para me recuperar.

— Mais um tiro e carrego meu super, aí abro o caminho. — Piper diz.

— JACKY E CARL ELIMINADOS, VOLTEM PARA A BASE. — Byron avisava dos auto-falantes.

— Outra dupla deve ser te aproveitado. — Digo. — Vamos lá.

Um tempo depois só sobrou nós duas e outra dupla. a fumaça da arena estava se aproximando, mas nós tínhamos 10 cubos de poder, e eu ainda tinha um tônico.

— Vou ali — Apontei para uma moita na esquerda. — Acho que vi mais caixas.

Eu estava certa, havia várias caixas ali. Alguém sai da moita assim que me aproximo.

— Finalmente consigo falar com você a sós, humana. — Rico diz. — Como vai a Piper?

— Uma armadilha, Rico? Sério? — Digo. — E a Piper vai bem, já que está longe de você.

— Não se atreva! — Ele atira em mim, mas só uma bala pega.

— Isso é tudo que sabe fazer? — Eu ri.

Ziguezagueei desviando dos tiros, tentando me aproximar. Deveria chamar a Piper, mas ela devia estar dando conta da dupla do Rico.

— SHELLY E POCO ELIMINADOS; BIBI E PIPER VENCEM! — O auto-falante anuncia.

— Espera, se eles eram a última dupla, você... — Ergui a cabeça e percebi a arma de Rico em meu peito.

— Era pra ter sido a Piper, mas acabei errando o caminho. Mas não vai ser perda de tempo pelo menos. — Ele diz, e eu recebo uma tonelada de balas em meu corpo. Tento pegar meu tônico da jaqueta, mas Rico o chuta para longe, e sai correndo. Levanto para tentar encontrar Piper, mas não fico em pé por mais de alguns segundos, e minha visão começa a ficar escura...

Bibi's P.O.V Off
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...