1. Spirit Fanfics >
  2. Brazilian Boys >
  3. Rafael - Parte 1

História Brazilian Boys - Capítulo 4


Escrita por:


Notas do Autor


Feliz aniversário J-Hoooooooooooooooope
(sim, sem criatividade pra nota)

Capítulo 4 - Rafael - Parte 1


As batidas ressoavam soltas pelas ruas da cidade maravilhosa, a melodia corria em meu sangue e conduzia meus passos na dança.
"Ah, como me sinto vivo no hip hop!"
Penso logo após a música terminar e meus amigos do galpão começarem a aplaudir, gritar e me elogiar.
-Hey Rafael, tá afim de um desafio? - Kaio, um dos meus amigos que tem mais talento pra dança, se adianta no meio do povo e lança um jogo.
-Já me viu recusar algum?- respondo no mesmo tom de zoeira dele.
E então o DJ soltou outra música, dessa fez uma daquelas que inspiram uma espécie de "dancinha robô". Kaio foi primeiro, e como sempre arrasou. Mas eu não ia deixá-lo ganhar fácil assim.
Me joguei no chão e me ergui como se eu fosse uma máquina enferrujada, cada contorno do meu corpo seguindo as notas. Tal qual um profissional eu dancei, e até mesmo meu sorriso parecia robótico. A música terminou um tempo depois, e eu e Kaio, pingando suor, ouvimos o público decidir o vencedor do challenge.
-Rafa! Rafa! Rafa!- eles gritavam.
-Parece que perdi mais uma pra ti grande Hope!- Kaio ironizou usando meu nome artístico.
-Dança melhor da próxima vez Kai!- retribui a ironia também usando o dele.
Então caímos na risada.
Depois de dançarmos no nosso galpão, fomos pra um barzinho relaxar. Só bebi um copo de cerveja, não queria chapar o coco porque ainda naquela noite eu iria encontrar minha princesa, e um grande amigo que eu não via há tempos.
-Ficou sabendo daquela empresa que tá fazendo audições?- Kai se senta ao meu lado na pequena mesa em que nos esprememos e puxa assunto.
-Sim... Mas é em SP e eu não quero deixar minha mina aqui...- suspiro encarando meu copo. Era uma ótima oportunidade mas deixar o Rio, deixar meu amor e minha mãe... muito rolê pra mim.
-Pensa bem cara, a sua mina pode entender que é uma porta que não vai tá sempre aberta, pode ser a mudança da sua vida Hope- ele sorri e me dá um leve soco no braço. -Vai beber só uma breja mesmo? -ele gargalha já que sabe que geralmente bebo bastante.
Solto uma risadinha e respondo num tom leve:
-Preciso estar sóbrio pra ver minha pequena.
Mas antes eu tivesse ficado bêbado.... Porque com a cabeça cheia de álcool talvez eu não tivesse visto o que vi...
O meu grande melhor amigo se agarrando com a minha namorada.
Eu quis gritar ou dizer algo, interromper a cena.... Mas paralisei no começo do beco no qual eles estavam ficando.
E ainda ficou pior.
-Seu namorado pode chegar a qualquer momento gata- meu "amigo" disse para minha "namorada".
-Aish sempre que a gente chega perto da parte boa, algo tem que atrapalhar!- ela respondeu num tom manhoso.
"Então não foi a primeira vez"
Saí dali desesperado e peguei meu carro, dirigi pra casa meio sem rumo, nem sem como não atropelei ninguém e nem me machuquei. Entrei delicadamente, não queria acordar minha mãe que devia estar exausta do trabalho, devagar me esgueirei até o meu quarto.
Assim que deitei na cama liguei pro Kai.
-Kaio?
~Oi?
-Qual é mesmo o site pra inscrição pras audições?


Notas Finais


Comentem o que acharam benines <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...