1. Spirit Fanfics >
  2. Breathe - Jikook >
  3. Capítulo 09

História Breathe - Jikook - Capítulo 11


Escrita por:


Capítulo 11 - Capítulo 09


Fanfic / Fanfiction Breathe - Jikook - Capítulo 11 - Capítulo 09

Jimin


Eu acordei de um sono mortal. Sentei-me confuso por alguns minutos. Onde diabos eu estava? Meu coração começou a bater rapidamente. Olhei em volta e percebi que estava no quarto de Chanyeol. Eu olhei para minha mão. Fiquei surpreso que não doía tanto como ontem. Empurrei as cobertas e sai para a cozinha. Ouvi alguém e meu coração começou a se agitar. Seria Kook?


— Olá querido! Dormiu bem? — Chanyeol disse, de um jeito muito animado.


— Você deve ter tido uma ótima noite ontem para estar tão feliz pele manhã. — Respondi de volta com um bocejo. Não era uma pessoa da manhã. Sentei-me no banco do bar na ilha.


Chanyeol  soltou uma risada. — Você nunca foi uma pessoa matutina Jimin. E não, a minha noite foi um saco! Mal podia esperar para chegar em casa. Você teve mais pesadelos?


— Não, dormi como um bebê. O que aconteceu com seu encontro na noite passada? Porque foi um saco? — Perguntei quando Chanyeol entregou-me um prato de ovos mexidos e um suco de laranja. Ele começou mexer mais ovos e olhou para mim como se realmente não quisesse ter essa conversa.


— Foi um saco porque o garoto que eu saí é um líder de torcida que não pode aceitar um não como resposta. Cansei de dar desculpas, então eu pensei que seria mais fácil simplesmente acabar logo com isso e sair com ele.  


— Hmmm, então não há nenhum menino especial em seu coração Chanyeol? — Perguntei e dei uma mordida nos ovos. Deus eu até esqueci os ovos! Que loucura foi essa?


Chanyeol  soltou uma pequena risada. Ele quase parecia meio triste.


— Jimin o único menino especial que eu tenho no meu coração é você, querido. Sempre foi, sempre será. — Sorri para ele e meu coração derreteu. Estava começando a somar dois e dois. Eu realmente estava começando a pensar que Chanyeol só podia ter sentimentos por Byun. Talvez estivesse por fora disso, mas algo não estava certo.


Falando de coisas que não estão certas...


— Hum, onde está Kook? Ele ainda está dormindo? — Perguntei, tentando não parecer muito interessado aonde ele estava.


— Não me diga que acredita que ele ainda esteja dormindo! Mesmo que ele se divirta até às três horas da manhã, seis horas sai para a academia e vai se exercitar. — Chanyeol disse, pegando seu prato e uma garrafa de suco de laranja da geladeira. — Ele corre até o ginásio, malha e corre de volta quase todos os dias.


— Oh, UAU. Não admira que ele parece... — Fechei minha boca antes que as próximas palavras saíssem. Bom Deus, precisava parar com esse exagero. Era apenas insano como esse menino, não, não, menino HOMEM... Era insano como esse homem me afetava. Estava começando a balançar minha perna para cima e para baixo, esperando que não sentisse falta dele. Eu tinha que sair.


— Você tem que trabalhar hoje Chanyeol? Quero dizer, se você for posso chamar Byun para vir e me pegar. Eu ainda tenho que ir limpar o meu armário já que eu não fiz isso ontem. Eu acho que preciso ir para casa hoje também. Não se preocupe com a mamãe, não deve ter notado que não voltei para casa ontem à noite. — Eu disse quando me levantei para limpar meu prato.


— Sim, querido, eu sinto muito. O último dia de Kook foi na semana passada e hoje é o meu. Este estágio tem sido uma grande experiência. Estou tipo chateado que acabou. Kook está animado, porque tudo o que ele quer fazer é ir para o rancho dos avós. — Chanyeol disse com um sorriso.


Pelo que Chanyeol disse sobre Kook, ele absolutamente adorava seus avós. Qualquer tempo livre que tinha, se dirigia para a sua fazenda. Deus, eu quero ir para o campo!


— Tudo bem. Eu posso apenas dar um alô para Byun e ver se ele pode vir me pegar. Sei que ele estava pensando em trabalhar em seu discurso de amanhã. — Só a menção do nome de Byun deixava Chanyeol tenso. É... Havia algo lá, ele querendo admitir ou não.


Ouvi a porta da frente abrir e olhei para cima. Santo inferno, porra eu acho que vou desmaiar.


Kook veio andando para a cozinha, sem camisa, suando... Realmente suando... Parecia... Realmente QUENTE, eu tinha que me lembrar de respirar. Porra! Esse cara era bom de olhar, para o seu próprio bem. Oh Deus, sua tatuagem era tão fodidamente sexy... Inferno santo... Ele tinha duas! Meus olhos viajaram de cima a baixo de seu corpo perfeito.


Chanyeol se aproximou e usou o dedo para fechar a minha boca.


— Respire querido... Respire. — Chanyeol sussurrou em meu ouvido. E me tirou do meu momento de insanidade temporária. Quero dizer realmente... Ninguém merece ter um corpo incrível desse, porra!


— Ei, Jimin bom dia. Como você dormiu? Se precisar de algo, como analgésicos ou qualquer outra coisa é só falar. — Kook perguntou quando entrou na cozinha e pegou uma água na geladeira.


— Você vai para o trabalho Chanyeol ?


— Sim, saindo em alguns minutos, nem posso acreditar que este é o meu último dia. Ei Kook, Jimin precisa de uma carona de volta a escola para limpar seu armário e depois precisa ir para casa. Está ocupado? Se importaria de dar uma carona? — Chanyeol perguntou quando ele olhou para mim com um sorriso de gato que comeu um passarinho 


Foi um empate. Uau... Eu tinha que sorrir inocente vendo meu irmão me sacaneando. Ele simplesmente me agarrou e me virou!


— Tenha um bom dia hoje ok mano?! Eu vou falar com você hoje à noite e convide quem quiser para a festa amanhã à noite. Falo com você depois querido? — Ele se inclinou e beijou-me na bochecha.


Só então ouvi meu celular tocando, então corri para o quarto para agarrá-lo.


— Olá.


— EEEiiii vadio... Me diga como foi a noite passada! Eu só posso imaginar tudo que aconteceu já que Chanyeol estava lá o tempo todo. — Byun não desperdiçou um minuto pulou direto para o assunto.


Eu apenas ri. Se existe alguém que vai direto ao ponto é meu melhor amiga... Baekhyun.


— Bem, na verdade Chanyeol saiu ontem à noite. Kook e eu acabamos assistindo a um filme. — Silêncio...


— Byun ainda está aí?


— Ah sim... desculpe por isso ainda estou aqui. Eu acho que eu estava chocado ao ouvir que Chanyeol teria saído e te deixado sozinho com Kook. Uau. Ele deve mesmo confiar nesse cara para deixá-lo sozinho com o irmão. — Eu nunca tinha ouvido tanta decepção na voz de Byun. Partiu meu coração que ele estava tão ligado em Chanyeol e ele não ia lhe dar bola.


Eu comecei a falar de novo, quando vi Kook sair de seu quarto com uma toalha enrolada na cintura... Ele entrou no banheiro de Chanyeol e veio de volta com algo na mão. Então ouvi a porta do quarto fechar. A próxima coisa que eu percebi foi um estrondo no chão. Olhei rápido para a porta e olhei no chão.


Oh merda eu deixei cair meu celular! — Byun??


— Jesus Cristo, que porra foi essa Jimin? Quer dizer, eu estava falando e em seguida à próxima coisa que eu sei é que ouvi um barulho alto. — Byun estava gritando no meu ouvido.


— Você pode me dar apenas um segundo Byun... — Eu disse, levantei e fechei a porta do quarto.


— Puta merda... Byun! Kook acabou de sair de seu quarto vestindo apenas uma toalha! Quer dizer, eu pensei que a visão dele andando sem camisa e suado já era suficiente para me fazer entrar em choque... Isso superou tudo, porra! Esse cara está me matando! Eu nunca tive esses sentimentos antes Byun e estou começando a ficar assustado. Tive um sonho com ele na noite passada. — Sussurrei quando voltei e comecei a olhar dentro do meu saco. MERDA! O que ia vestir? Só então vi uma bermuda e uma blusa azul claro.


— Byun você colocou sua roupa na minha mala?


Byun começou a rir. — Eu fiz certo, porra! Tinha algumas ao lado de sua bolsa e joguei lá ontem... Você nunca sabe quando você vai precisar de uma roupa bonitinha.


— Oh meu Deus, você me salvou! Kook está me levando para a escola para limpar meu armário e depois também para tomar um café. Eu não tinha nada para vestir. Você é meu herói! — Eu disse e tirei a camiseta.


— Claro que eu sou... O único agradecimento que eu quero são todos os detalhes suculentos... Encontro no café é?!... Você está se dando bem com o Kook. Um cara quente como ele como pereceu por fora de sua camiseta, porque ontem ele parecia poderoso vestido e se ouvir direito você já o viu duas vezes, sem camisa... Uma vez quando estava todo suado de fazer apenas, o que?! — Byun disse e riu de se acabar.


— Primeiro, não é um encontro, ele está apenas me fazendo um favor de me levar para a escola e depois para casa. Segundo, oh inferno! ele parecia mais quente do que quente com a camisa! Ele tem uma tatuagem tribal como Chanyeol, mas ele começa do lado direito do seu enorme peito, vai por cima do ombro e um pouco no braço. Ele também tem uma tatuagem em seu abdômen...


Eu acho que é a marca da fazenda de seu avô. Era um M dentro de um triângulo. — Eu disse enquanto lentamente abria a porta e corria para o banheiro de Chanyeol .


— Oh Putz... Ok, merda se isso não soa super sexy! Falando de sexy, Chanyeol está namorando alguém agora? — Byun perguntou tentando parecer casual, mas eu sabia muito bem que no momento que mencionei Chanyeol e encontro na mesma frase seu mundo parou de girar.


— Não, eu acho que foi algum líder de torcida que não iria deixá-lo em paz, até que saísse com ele. Escute, eu realmente tenho que saltar no chuveiro muito rápido. Ligo para você quando chegar em casa! Oh, Chanyeol disse que poderia convidar alguns amigos para amanhã se há alguém que deseja convidar. Certifique-se de que Felix e Seokjin saibam sobre ele. Felix vai se divertir em uma festa cheia de caras de faculdade! Basta apresentá-lo a alguns amigos próximos dos nossos ok? — Comecei a abrir o chuveiro e tirei minha camiseta e a cueca.


— Garoto ok. Tenhaaaaaaa juííízoooo! Não faça nada que eu não faria! HA! — Byun disse e começou a rir.


— Tchau Byun...


Assim que me preparei para entrar no chuveiro percebi que tinha esquecido meu gilete... Se eu estava usando uma bermuda precisava e rápido depilar minhas pernas. Peguei a toalha fora do box e enrolei em volta do meu corpo. Abri a porta apenas um pouco. A porta de Kook estava fechada e parecia que estava no telefone. Devia ser seguro fazer uma corrida rápida e agarrar o meu gilete. Pulei da porta no quarto de Chanyeol. Peguei meu gilete da bolsa e voltei a correr de volta para o banheiro. A porta do quarto de Kook era literalmente em frente do banheiro de Chanyeol. Assim que cheguei fora da porta, Kook veio andando pela sua porta, ainda no telefone e ainda em sua toalha, porra! Eu bati direto nele. Não sei quem estava mais surpreso ou mais envergonhado, porque ele ficou como a cor da toalha vermelha que usava, graças a Deus, ainda enrolada em mim e tenho muita certeza de que meu rosto estava tão vermelho, se não mais.


Kook deixou cair o telefone e eu o gilete. Infelizmente nós dois nos curvamos ao mesmo tempo para pegar nossas coisas.


— Porra! — Nós dois gritamos enquanto batíamos nossas cabeças.


— SANTO... Jimin... Porra... Eu pensei que você estava no chuveiro! — Kook disse enquanto seus olhos fizeram uma varredura de cima a baixo do meu corpo. Eu tinha certeza que ele gostou do que viu, porque ele começou a lamber os lábios e lá se foi a mão maldita por seu cabelo! Oh merda... Agora seu cabelo estava molhado e era ainda mais sexy. 


Oh senhor... Eu acho que minhas pernas estão prestes a falhar debaixo de mim. Comecei a balançar um pouco. Kook estendeu a mão e agarrou-me.


— Jimin, você está bem querido? Sua cabeça dói? Você precisa se sentar? Caramba eu feri a sua mão? — Seus olhos estavam cheios de tanta preocupação e amor...? Não... Ele só estava preocupado se havia me machucado era tudo. Quero dizer, meu Deus olhe para ele. O que ele poderia ver em mim?


— Hum... Oh Merda! Merda! Merda!... Kook Eu sinto muito. Pensei que seria seguro correr para fora e pegar algo eu não sou assim tão desastrado. Hum, não minha cabeça e minha mão... Estão bem de verdade. — Eu disse e olhei para baixo para onde suas mãos ainda estavam segurando meus dois braços. Ele seguiu os meus olhos e imediatamente baixou as mãos.


— Bom, bom, eu hum, eu estou feliz que você não se machucou. — Ele disse e sorriu para mim. Foda-se.  


Sorri e comecei a caminhar para o banheiro. Quando estava fechando a porta Kook ainda estava lá... Congelado. Uma vez que a porta do banheiro foi fechada tive de inclinar-me contra ele me apoiar. Porra... Se apenas a sua toalha caísse. Eu tive que rir do que pensei. Ei, eu era humano, afinal. A dor aguda entre as minhas pernas estava começando a se tornar uma coisa familiar, quando estava por perto desse cara.


Pulei no chuveiro e tentei ir tão rápido quanto podia. Apenas o pensamento de passar mais tempo a sós com Kook me dava borboletas no estômago. Tive que lembrar, porém, que não podíamos ser nada mais do que amigos. Um cara que tinha boa aparência e um corpo definido, sim, ele nunca iria perder seu tempo com alguém como eu. Eu preciso apenas ficar me dizendo isso. Agora, se meu corpo quisesse ouvir... 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...