História Breathe Me - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Homem-Aranha
Personagens Adrian Toomes (Abutre), Eugene "Flash" Thompson (Venom / Agente Venom), Flint Marko (Homem-Areia), Harry Osborn (Duende Verde), Maxwell "Max" Dillon (Electro), May Parker, Norman Osborn (Duende Verde), Personagens Originais, Peter Parker (Homem-Aranha)
Tags Depressão, Homem Aranha, Romance
Visualizações 267
Palavras 1.183
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Literatura Feminina, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 6 - Capítulo Seis


Fanfic / Fanfiction Breathe Me - Capítulo 6 - Capítulo Seis

 -Callie POV 

 

 Não dou as caras na escola a uma semana devido aos meus ferimentos, como o trabalho ficou com o Peter ele entregou e tiramos nota máxima, tive que mentir pra ele dizendo que estava doente por isso não pude ir à escola nos últimos dias.

 Estou de frente ao espelho do banheiro, meu rosto já não está mais inchado, porém os hematomas não saíram totalmente, meu olho ainda está meio roxo e meu lábio com um corte cicatrizando, mas admito que estou bem menor que antes. Lavei o rosto tentando acordar melhor, passei uma maquiagem a tentativa frustada de esconder os hematomas, peguei alguns comprimidos que estavam na gaveta do gabinete e os tomei com água da pia, escovei os dentes e fui para o meu quarto tirar a minha roupa de elfo doméstico e vestir uma descente, calça jeans de lavagem escura, uma blusa cinza, camisa xadrez azul escura, uma jaqueta jeans escura que ficava larga em mim e o meu all star que pode estar surrado, mas continua sendo meu favorito, peguei minha mochila e sai do meu quarto.

 _Bom dia Callie... -Minha mãe estava sentada no sofá segurando uma cabeça com café.

 _Mãe? Achei que estivesse dormindo ou no trabalho.

 _Eu vou entrar mais tarde hoje... Preciso falar com você, senta aqui meu amor... -Ela deu umas batidinhas no lugar ao lado dela, então me sentei colocando a mochila em meus pés. -Como você está?

 _Eu to bem mãe... -Ela passava a mão pelo meu cabelo.

 _Tem tomado o seu remédio?

 _Sim...

 _Ótimo... Você está tão abatida, devia passar um pouco mais de blush nesse rostinho. -Disse segurando o meu queixo delicadamente fazendo eu olhar para ela. -Sabe o que vai dizer se perguntarem sobre esses machucados não sabe Callie querida?

 _Eu cai da escada... -Sussurrei.

 _Exatamente... Agora vai, não quero que se atrase, tenha um bom dia na escola meu amor.

 Ela soltou o meu rosto com um sorriso claramente forçado no rosto, peguei a minha mochila e sai o mais rápido possível daquele lugar...

 

 ❧ ❧

 

 Assim que cheguei na escola a última coisa que eu queria no mundo era chamar atenção, fui até o meu armário, peguei os livros que eu precisava e fui para a sala de aula. Como sempre estava distraída rabiscando quando senti uma mão no meu ombro.

 _Oi sumida. -Disse Ned com um sorriso no rosto que se desfez assim que olhei para ele. -O que aconteceu com você?

 _Eu sou extremamente desastrada ao acabei caindo da escada... 

 _Nossa, toma cuidado.

 _Pode deixar...

 Logo Peter entrou na sala, assim que me viu ele abriu um enorme sorriso e veio na minha direção, mas assim como Ned quando ele se aproximou de mim seu sorriso se desfez.

 _Callie... Como você está?

 _Eu to bem... Não se preocupa eu só cai da escada, meu nível de desastre é alto sabe sabe. -Tentei rir para fazê-lo acreditar.

 Mas definitivamente ele não pareceu convencido, Peter e Ned sentaram em suas carteiras já que a aula já iria começar.

 Estávamos todos prestando atenção na aula quando o diretor entrou, senti meu coração parar.

 _Srta.Torres... -Disse olhando diretamente pra mim.

 Entrei em choque, senti que ia vomitar, mas fiquei em pé.

 _Me acompanhe por favor...

 Merda! Merda! Merda! Peguei o meu material e o segui até a sua sala, sentia como se eu não soubesse mais andar. O Sr.Jackson ia na frente passando pelos alunos e eu ia logo atrás dele, quando finalmente chegamos a sala dele me sentei em uma daquelas cadeiras enquanto ele sentava na enorme cadeira de couro dele em minha frente enquanto me olhava sério.

 _Srta.Torres, primeiro gostaria de saber o que houve com o seu rosto? 

 _E-Eu cai da escada... -Disse olhando para as minhas mãos.

 _Bom... -Começou a abrir um arquivo. -Vejo que a senhorita faltou muito... Uma semana seguida, isso não é bom já que você é bolsista.

 _Desculpe Sr.Jackson... Como eu disse eu cai da escada e me machuquei feio... -Eu me segurava ao máximo pra não me desmanchar em lágrimas, estou extremamente cansada de mentir...

 _Tudo bem Srta.Torres, espero que isso não se repita, caso o contrário, serei obrigado a cancelar a sua bolsa... Você entende?

 _Sim Senhor... -Sussurrei de cabeça baixa.

 _Ótimo, pode voltar para a aula agora, e espero que esteja bem.

 _Estou bem... Obrigado por demonstrar interesse e por me dar uma segunda chance...

 _Por nada Srta.Torres...

 Me levantei e sai da sala dele totalmente aérea, ao invés de voltar para a sala segui direto para a biblioteca, entrei em um corredor qualquer e sentei no chão escondida entre as prateleiras, abracei os meus joelhos e comecei a chorar em silêncio.

 _Callie?

 Assim que levantei a cabeça vê Peter em pé me olhando, ele se aproximou e ajoelhou-se na minha frente.

 _Oi Peter. -Limpei as lágrimas rapidamente. -O que faz aqui? To começando a achar que está me seguindo.

 _Por que você esta chorando? -Ele me olhava com aqueles olhos castanhos e meigos com os lábios apertados em sinal de preocupação.

 _Eu não to chorando... É que a poeira daqui faz os meus olhos lacrimejarem....

 _E por que está sentada aqui no chão? -Perguntou se aproximando mais de mim e sentando ao meu lado.

 _E-Eu queria pegar um livro que estava aqui embaixo aí fiquei cansada e sentei, só isso...

 _Você mente muito mal...

 _Eu sei... 

 _O diretor falou algo que te deixou triste?

 _Não... Ele foi muito gentil, ele só quis me alertar sobre as minhas faltas...

 _Por que você faltou uma semana inteira?

 _Você faz muitas perguntas Sr.Parker... E você deve imaginar o por que... E-eu cai da droga de uma escada! -As lágrimas saiam contra a minha vontade fazendo com que eu até me engasgasse.

 _Ei... -Peter colocou o braço envolta de mim me abraçando, eu deitei em seu peito deixando as lágrimas simplesmente saírem enquanto ele apenas me abraçava como se me entendesse. -Calma...

 Ele tinha um cheiro gostoso e o abraço mais aconchegante a acolhedor do mundo, eu me sentia estranhamente segura em seus braços como se nada pudesse me machucar de novo... Levantei o rosto e olhei em seus olhos que estavam levemente manejados, levei a minha mãe até a sua bochecha a acariciando levemente, Peter aproximou um pouco seu rosto do meu encostando seu nariz no meu, podia sentir sua respiração quanto em meu rosto e um leve aroma de hortelã de seu hálito, nesse momento parecia que cada átomo do meu ser implorava por ele, finalmente quebrei a distância entre nossos lábios e o beijei, foi como se só existisse nós dois no mundo, seus lábios finos encaixavam-se perfeitamente aos meus mesmo eu tendo os lábios um pouco mais carnudo que os dele, sua língua pedia permissão gentilmente para adentrar em minha boca, seu beijo era gentil e carinhoso assim como ele, acho que eu poderia beija-lo por horas... Mas finalmente nos separamos, ele agora me olhava surpreso... Merda o que eu fiz...

 _Droga... Peter me Desculpa...

 Antes que ele pudesse dizer qualquer coisa me levantei e sai correndo da biblioteca... Droga, o que deu em mim...

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...