História Breathin - Yoonmin - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Jimin, J-liw, Kpop, Min Yoongi, Namjin, Park Jimin, Taekook, Yaoi, Yoongi, Yoonmin
Visualizações 102
Palavras 2.278
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Slash, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Privet chitateli 🌈😌✊🏼

Maratona 2/5

Demorei, mas voltei! Gente, terça e quarta pra mim foram terríveis.

A culpa do atraso da maratona é inteiramente da dona @annybaektae, mas pra compensar isso, vou postar dois capítulos hoje, então comentem e favoritem, é muito importante pra mim.

Aproveitem e até as notas finais.

Capítulo 4 - Novos amigos


“O sol vai nascer

e

nós tentaremos novamente”

 

 

 

A cidade já tinha um ritmo acelerado, as lojas abrindo e pessoas andando em várias direções. Yoongi se espreguiçou olhando o horário, 6h da manhã e ele ainda não tinha ido para a cama. Fechou a porta da varanda, pensando se Jimin ainda estaria dormindo, saiu do quarto indo até a sala, as caixas continuavam no canto da parede, preparou o café e serviu-se de uma boa xícara. Ele sabia que precisava dormir, mas não conseguiria sem antes terminar o arranjo de mais uma música, o que tentou fazer a madrugada toda, porém a ideia de ter deixado seu hóspede chateado era o principal assunto que rondava sua cabeça. Pegou uma caixa e caminhou até o quarto do mais novo, que estava encolhido na cama em sono profundo, Jimin não tinha uma expressão tranquila no rosto o que fez Yoongi pensar se ele estaria tendo um sonho ruim, por um momento quis acordá-lo, mas deixou a ideia de lado. Tratou de carregar todas as caixas para o quarto, depois voltando para o seu, se jogando na cama.

 

 

[...]

 

 

 

Park desligou o quinto despertador e rolou olhando para o teto, tentando recordar o sonho que teve. Sempre tinha uns sonhos estranhos, mas era bem difícil lembrar, preferia que fosse assim, a sensação de medo e pavor que ficava depois de acordar já era bastante assustadora. Seus pais diziam que isso era consequência dos filmes de terror que ele e seus amigos assistiam escondidos na infância, mas Park sabia que isso era mentira, por que só ele tinha pesadelos? Achava que o universo era muito injusto.

Quando o sexto e último despertador tocou naquela manhã, ele sabia que já eram 7:30h e precisava levantar. A água morna relaxou seu corpo, ele deixou os pensamentos de lado e finalizou seu banho, ainda não tinha arrumado suas roupas no guarda-roupa. Só quando se ajoelhou em frente suas malas notou as caixas no canto do quarto – seria isso um pedido de desculpas?

 

 

[...]

 

 

 

– Já respondeu o e-mail dele? – Hoseok perguntou ao amigo depois de ouvir todos os acontecimentos dos últimos três dias.

– Não – Jimin suspirou frustrado – Eu só me... sinto mal por tudo, não sei explicar... Porra, Hobi! Eu não quero ir embora daqui, não vou! – esbravejou, recebendo olhares dos alunos próximos.

– Não sei o que dizer, amigo – Hoseok murmurou – Ainda é difícil acreditar nisso, sei que seus pais são loucos e... bem, ah sei lá, veja pelo lado bom – ele sorriu animado.

– Que lado bom tem nessa história? – Jimin resmungou.

– Você tem... hum... liberdade, pode conhecer lugares, fazer coisas que não fazia antes, não sei... vou pesquisar pra você, deve ter muitas vantagens em não ter os pais por perto, vantagens que não consigo mencionar no momento, mas vou te mostrar.

– Tanto faz – Park murmurou.

– Não fique assim, Jiminnie – Hobi lhe bagunçou o cabelo, odiava ver o amigo triste daquele jeito.

– Ei, Minnie – Jungkook chamou sua atenção – Tem certeza que não quer comer? Você tá babando.

– Sim – Park respondeu – Estou sem fome – ele tentou parecer o mais verdadeiro possível.

Mesmo com a sua barriga roncando, ele não queria comer, precisava aguentar firme as tentações que a escola chamava de comida, ele se achava gordo demais, enquanto todos o achavam lindo e atraente, coisa que sempre discordou.

 

 

 

[...]

 

 

 

Às 13:25h eles pararam em frente ao prédio, Jimin odiou perceber que sua nova casa ficava longe demais da escola e não podia pagar o táxi todos os dias para ir e vir, teria que aprender a pegar o ônibus.

– É enorme, Jimin – Jungkook comentou – Em que andar você mora?

Eles entraram e os dois pareceram impressionados com o lugar, tudo tão chique de uma forma simples, os três tiraram fotos no espelho do elevador e quando chegaram ao seu destino estavam eufóricos.

– Sejam bem-vindos – Jimin riu da expressão de seus dois melhores amigos – Ao meu humilde lar.

– Park Jimin – Hope falou, olhando ao redor – Isso é tudo menos humilde, seu novo amigo trabalha em que?

– Não sei – até aquele momento ele não tinha pensado nisso.

– Ele é rico? – Kook andou pela sala.

– Parece que sim – Hope e Jimin responderam juntos.

– Vem vou mostrar tudo pra vocês – Park começou a andar com eles o seguindo, ele mostrou tudo, deixando os quartos por último – Não! – interrompeu Jungkook – É o quarto do Yoongi.

– Só quero dar uma olhada.

– Não! Larga essa porta! – Jimin bateu na mão do amigo.

– Você disse que ia mostrar tudo – Jungkook protestou, tentando parecer indignado.

– Tudo, menos isso e isso – ele se referiu a Hope tentando abrir a porta ao lado – Tá trancada desde que cheguei, não sei o que tem aí, aqui é meu quarto, me ajudem a arrumar.

– Hyung, eu não vim aqui ajudar ninguém – Jungkook resmungou desistindo de invadir o quarto do desconhecido.

– Kook, te dou comida se você me ajudar – Jimin sorriu.

 

 

 

[...]

 

 

 

Eles esvaziaram a maioria das caixas arrumando o máximo de coisas que suas preguiças deixaram, a música não tão alta deu um ritmo ao trabalho e assim passaram a tarde. Hoseok até propôs trocar a cama do amigo de lugar, pois não tinha gostado do fato dela ser perto da janela de vidro, Jungkook sugeriu que comprasse cortinas no tema do homem de ferro o que foi descartado pelos dois. Horas mais tarde, Jimin sentia-se satisfeito, Hoseok procurava um filme para que assistissem, enquanto Jungkook não largava o celular.

Ele sentou na cama olhando o lugar que estava mais aconchegante com suas coisas espalhadas por ali e lembrou da sua mãe dizendo que os amigos verdadeiros eram pessoas que nunca se podia deixarem ir e Park sabia disso, ele sempre iria querer aqueles dois doidos ao seu lado. A amizade deles é até mais importante do que os pais, pois sempre que tinha problemas familiares eram os dois que cuidavam dele, enquanto os três estivessem juntos, ele estaria bem. Deixou os pensamentos de lado quando sentiu ser puxado pelo mais novo, deitou no peito do amigo, Hope se juntou a eles na cama, abraçou um travesseiro e assistiram a um filme qualquer, Jimin adormeceu com Jungkook fazendo carinho no seu cabelo.

 

 

 

[...]

 

 

 

– Jimin – Taehyung abriu a porta sem bater – Eu... – ele parou quando viu Jungkook e Park agarrados na cama.

– Oi – Hope disse confuso, um tanto assustado.

– Ele tá aí? – Yoongi entrou e sentiu-se incomodado com a presença de dois desconhecidos em sua casa.

– Jimin, acorda – Jungkook o balançou de leve – Acorda, Minnie – acariciou o rosto do seu hyung.

– Cadê vocês? – Jin e Namjoon entraram.

– Senhor Kim? – Hope levantou apressado sem entender o que estava acontecendo – O que faz aqui?

– O que? – Jimin resmungou – Me deixa dormir.

– Que tal sairmos daqui? – Jin notou o clima estranho – Vamos.

Todos foram para cozinha deixando Jimin na cama, Jin e Namjoon que conheciam os dois garotos apresentaram eles ao dono da casa, Yoongi lhes cumprimentou com aceno breve e caminhou até a cozinha em busca de algo para beber. Jin começou a lavar as verduras que havia comprado puxando conversa com Jungkook e Hoseok, eles já tinham se visto no restaurante inúmeras vezes, mas nunca tinham trocado mais de duas palavras.

Taehyung se juntou ao seu hyung recusando o vinho, tirou o celular do bolso e releu as mensagens trocadas com Jungkook nos últimos dias, ele achou o mais novo divertido e muito bonito, até já haviam flertado, o que fez Taehyung querer mais do que uma simples conversa. Enquanto Yoongi questionava-se o porquê de ainda sentir um incômodo em relação aos dois meninos, não era como se tivesse proibido Jimin de receber visitas ou como se ele não tivesse avisado que traria os amigos para casa, talvez fosse o fato de não estar acostumado com pessoas fora do seu círculo de amigos e trabalho frequentando sua residência.

– Já disse que senhor Kim é só na escola, Jungkook – Namjoon riu dos meninos.

 

 

 

[...]

 

 

 

Eles conversaram sobre a escola enquanto jantavam, Jin contando coisas que aconteceram com ele, fazendo os meninos rirem. A comida estava como sempre muito gostosa, Hope tentava descobrir se tinha ido bem na prova de inglês, mas Namjoon se recusava a responder. Jimin apareceu horas depois e Yoongi foi o primeiro a notá-lo, mesmo com cara de sono, cabelo bagunçado e olhinhos quase fechados o garoto continuava lindo, isso tudo só o tornava mais atraente e sexy – e quando Suga percebeu no que estava pensando se forçou a pensar em outra coisa.

– Até que enfim – Hope disse – Já ia ver se você não tinha morrido.

– Fizemos um jantar de boas-vindas – Jin levantou para pegar o restante da comida – Junte-se a nós.

Jimin parou de coçar um dos olhos por uns segundos, sua cara confusa pensando se tinha escutado mesmo aquilo, então bocejou indo até eles.

– Jantar de boas-vindas? Sem minha presença?

– Você estava presente sim, só que em outro cômodo – Taehyung disse – Hyung, serve ele.

– Pode deixar – Jin respondeu pegando um prato limpo.

– Dormiu bem? – Jungkook perguntou quando Jimin sentou ao seu lado.

– Sim – ele encostou a cabeça no ombro do amigo, fechando os olhos incomodado com a luz da lâmpada – Podem comer, estou sem fome.

– O que? – Hoseok, Yoongi e Taehyung perguntaram juntos.

– Sério, gente. Estou sem fome – Park murmurou coçando os olhos novamente.

– Minnie, você não comeu nada o dia todo – a voz carinhosa de Jungkook irritou Taehyung – Coma um pouco, por mim, por favorzinho.

Yoongi desviou o olhar deles servindo-se de mais vinho, dessa vez o amigo mais novo aceitou a bebida.

– Park Jimin, é sério – Hoseok o encarou – Você precisa jantar! Não comece com isso, por favor.

– Não estou começando nada, hyung – ele rebateu arrependendo-se de ter saído da cama.

– Ele disse seu nome inteiro – Jungkook falou baixinho, mas todos puderam ouvir – E você sabe que quando ele fala assim está assumindo seu lado paterno nível hard.

– Mas eu não quero – Park o olhou nos olhos e o mais novo lhe bagunçou o cabelo de forma carinhosa numa insistência silenciosa.

Os outros olhavam o trio em silêncio, tentando entender a recusa de Park e a atitude dos amigos perante isso, o menino suspirou, não queria discutir com as pessoas ali – só um pouco – falou mentalmente.

– Tá, eu vou comer.

Jin comemorou e Hoseok esticou o braço em cima da mesa para tocar o amigo, sorrindo largo, mostrando que estava contente com a resposta dele. Apenas Park estava comendo, enquanto o restante o esperava para poderem comer a sobremesa juntos, Taehyung estava recebendo atenção de Jungkook novamente, eles conversaram sobre o clima e os meninos lembraram de terem combinado de sair no fim de semana.

– O parque seria uma ótima ideia – Jin comentou animado.

– Não, vamos ao zoológico – reclamou Taehyung.

Yoongi olhava todos fazerem planos enquanto Jimin terminava de comer, o menino não parecia com vontade nenhuma de terminar o conteúdo do prato – ele tá sem fome? – pensou, vendo ele massageando o próprio pulso e lembrou-se de tê-lo praticamente arrastado até o carro quando encontrou a maluca da sua vizinha no elevador – ou ele se machucou carregando as caixas? Você é um insensível, Min Yoongi – num ato impulsivo, pegou a mão dele pressionando de leve seus dedos no pulso do mais novo iniciando uma massagem. Jimin o olhou surpreso, mas não recuou, quando os outros riram de algo seus olhares se desviaram, voltando a prestarem atenção na conversa.

O menino empurrou o prato vazio com a mão livre, recebendo um sorriso de aprovação de Hoseok que conversava animado com os outros, ele analisou as pessoas na mesa. Namjoon não era mais apenas seu professor de inglês, agora era alguém que podia chamar de amigo; assim como Jin, com quem sempre conversava quando ia ao restaurante sozinho, o mais velho com certeza era bem mais divertido e descontraído fora do local de trabalho e Jimin gostou disso. Taehyung foi a pessoa que mais adorou conhecer, suas doideiras combinavam perfeitamente com as de Jungkook. Um sorriso surgiu nos seus lábios ao perceber que todos interagiam muito bem e pensou o que a mãe acharia ao saber que tinha três novas pessoas em sua vida, com certeza ficaria orgulhosa, ela sempre o apoiou a conhecer gente diferente, reclamando que ele era muito seletivo com suas amizades.

E quanto a Yoongi, bem, ele observou os dois melhores amigos de Park a noite inteira. Hoseok sem dúvidas era o bagunceiro do trio, suas piadas e expressões tiraram boas risadas dos outros, mas pode ver como o menino era esforçado também já que o mesmo estava estudando para o vestibular desde antes das aulas começarem. De todos ali naquela mesa, Jimin era o cara mais tímido, suas bochechas coravam naturalmente e sempre que sentia-se envergonhado escondia o rosto com as mãos, mas conseguia muito bem seguir o fluxo da conversa. Quando Min parou de lhe massagear o pulso, o garoto lhe olhou frustrado e o mais velho sorriu o fazendo sorrir também, um ato rápido que foi interrompido por Jungkook.

– Vai ficar aqui?

– Que? – Jimin perguntou confuso.

– Vamos pra sala, Minnie – Taehyung respondeu – Daqui a pouco vamos embora e você vai poder voltar a dormir.

– Mas e a louça? – Yoongi apontou para a pia – Eu não vou lavar isso tudo.

– Deixa que a empregada lava amanhã – Namjoon falou – Ela ainda está vindo, não é?

– Hum... – Min seguiu para sala vendo Jungkook com Park em sua costa – Sim, alguns dias na semana.

Jungkook claramente era o responsável por seu hyung, o cuidando, lhe fazendo rir e dando carinho. Eles sentaram numa ponta do sofá falando sobre a nova aquisição do menino, um jogo de terror que estava querendo há meses – o jeito que os dois agiam incomodava Yoongi de uma forma que ele não sabia explicar.

 

 

 


Notas Finais


Me desculpem os erros e volto as 18hs (horário do Amazonas)

👉🏼 Link do meu twitter https://twitter.com/LauraGama11 podem ir gritar comigo lá.
🌈 Vou postar extra desse capitulo no meu fixado no twitter 🌈

👉🏼 Vou postar Breathin no Wattpad também, link abaixo
https://www.wattpad.com/user/Baalath



Uvidimsya pozzhe 😘😌


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...