História Bridesmaids - Satzu e Jensoo - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Blackpink, CrystaL Clear (CLC), Red Velvet, TWICE
Personagens Dahyun, Elkie, Irene, Jennie, Jisoo, Lisa, Momo, Rosé, Sana, Seulgi, Tzuyu, Yeeun
Tags Black Pink, Chaelisa, Dahmo, Jensoo, Satzu, Seulrene, Twice
Visualizações 76
Palavras 4.966
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Ficção, LGBT, Orange, Romance e Novela, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura!

Capítulo 29 - Bridesmaids


Fanfic / Fanfiction Bridesmaids - Satzu e Jensoo - Capítulo 29 - Bridesmaids

Na quinta-feira quando chegou em casa, Tzuyu estranha o silêncio pelo lugar então sai à procura da esposa pelos cômodos. Como sempre, deixa a sua bolsa na poltrona da sala e segue rumo ao segundo andar da casa, pois sabia que na cozinha não à encontraria.

O primeiro lugar que vai procurar é no seu quarto e tem muita sorte pois ao entrar e ao ouvir barulhos no closet segue para verificar encontrando a mulher sentada no chão cercada por roupas e com uma mala aberta em sua frente. Escora-se contra a parede e toma alguns segundos para a observar.

Haviam duas pilhas de roupas uma em cada lado de Sana, ela pegava uma peça na prateleira, analisava e então escolhia onde a colocaria. No dia seguinte pela noite, todas iriam viajar para a praia e assim no sábado começariam os preparativos do casamento cedo pela manhã, ficariam hospedadas na casa de praia da família Chou, já que as famílias das noivas ficaria na casa de Dahmo. E este era o possível motivo da mala em frente de Sana, ela à estava arrumando para a viagem.

Tinha ficado decidido que todas tirariam folga do trabalho na sexta-feira e passariam o dia juntas na casa de Dahyun e Momo para viajar no fim do dia sem qualquer imprevisto.

- Omo Chewy! - sai dos devaneios ao ouvir a voz sobressaltada da loira, ela tem uma das mãos sobre o peito, então entende que a tinha assustado.

Sorri para a esposa caminhando para dentro do cômodo e se inclina para selar seus lábios tendo o cuidado de não cair sobre as roupas ou derrubar as pilhas.

- O que é tudo isso? - questiona apontando para as duas pilhas.

- Aproveitei que teria que ajeitar a mala de viagem para separar algumas peças de roupas que não uso mais! - dá de ombros. - Estava com tédio, então essa foi uma boa ideia.

- Hm tenho que fazer isso também. - lembra-se e vai pegar a sua mala acomodando-se ao seu lado. - Como foi o seu dia? - puxa assunto.

- Fiquei pensando em uma coisa enquanto ajeitava isso. Não tenho muito o que falar! - dá de ombros.

- Posso saber no que estava pensando? - ergue o olhar para a esposa.

- Você acha que eu desenho bem? Acha bons os meus desenhos? - questiona e Tzuyu estranha o assunto.

- Claro que são, ou Dahyun não teria lhe permitido fazer o vestido de noiva! - sorri.

- Eu sei que não posso reclamar da boa vida que levo. Meu appa administra muito a empresa assim como você. - suspira. - Eu sempre gostei muito de decorar e por isso pensei que daria certo ir trabalhar lá. Mas agora que comecei a desenhar

- Você quer fazer roupas! - a morena completa. Se aproxima e segura a sua mão entre as suas. - Qualquer que seja a sua decisão, eu vou dar o meu apoio e sei que seus pais também vão concordar.

- Você acha? - franze a testa com dúvida.

- Vamos abrir a loja de Minatozaki Sana! - responde com entusiasmo.

- Não é bem isso que estava pensando. - Sana amua e Tzuyu fica confusa. - Quero começar com poucas coisas. Fazer alguns desenhos, comprar tecidos e uma máquina de costura e fazer roupas. Ou talvez por encomenda. Não sei, algo realmente pequeno. Pensei em convidar Jennie e fazer uma sociedade, já que ela quer ficar morando por aqui.

Tzuyu lhe escuta sem interromper e com completa atenção. Depois que a Minatozaki termina de falar fica alguns minutos em silêncio apenas pensando.

- Vai ser exatamente como você quiser. - se inclina selando seus lábios. - Estou feliz e orgulhosa por você querer fazer isso. Abrir o próprio negócio.

- Obrigada Chewy. - ergue o corpo e senta-se no colo da esposa deixando as pernas ao redor de seu tronco. - Eu te amo! - segura o rosto dela entre as mãos e volta a beijá-la.

- Eu te amo mais. - Tzuyu murmura contra os lábios dela.

(...)

Na manhã de sexta-feira depois de fazer o seu exercício matinal e voltar para casa, Lisa entra pela porta da cozinha como de costume e encontra Eunji ali começando a preparar o café da manhã, mas a figura de Jennie já sentada no banco do balcão era novo por ali.

A castanha está concentrada comendo algo que tem na sua taça de sobremesa e tem um copo com um líquido estranho ao seu lado.

- Não vou nem perguntar o que você está comendo dessa vez. - chama a atenção dela.

- Não é nada demais, apenas sorvete de flocos! - inclina a taça para que a loira possa ver o conteúdo. Lalisa encara desconfiada.

- Está simples demais. - franze a testa e chega mais perto encarando o copo, o pega erguendo até o rosto e cheira o conteúdo. - MEU DEUS JENNIE. VOCÊ ESTÁ BEBENDO! - se exalta.

- Não estou! - tira o copo das mãos dela deixando sobre o balcão.

- E esse cheiro forte? Não tente me enganar. - coloca as mãos na cintura.

- É vinagre. - declara. - Daqueles potes de pepino em conserva.

Lalisa fica lhe encarando seria por alguns segundos até a sua expressão ir mudando para enjoada.

- Ainda bem que não sou eu quem você beija na boca. - faz careta.

- Mas você já quis. - dá de ombros e aponta com a colher de sobremesa.

- Oh. - a loira coloca a mão na testa fingindo uma cena dramática. - Não me lembre essa época obscura da minha vida!

- YAH - se inclina sobre o balcão dando um tapa no braço da Kim e causando risadas em Eunji.

- Bom dia ~ a chegada de Jisoo faz ambas pararem de gracinhas. - Hoje que poderíamos dormir até mais tarde, vocês duas levantam cedo. - aponta para elas e se inclina sobre o ombro de Tiffany para saber o que está comendo. - Eunji. Por que ela pode tomar sorvete no café da manhã?

A ahjumma vira-se encarando Jisoo com um bico nos lábios e sorri. Jennie sente o coração parar de bater na mesma hora, Eunji acabou descobrindo sobre a gravidez sem ela ter que falar nada e quando chegou na cozinha e mencionou estar com vontade de tomar sorvete, a mais velha permitiu, Eunji não sabe que Jisoo não sabe sobre o bebê, e se ela falasse?

- A Jennie é visita, então eu posso a mimar. – a resposta dela faz o coração de Jennie voltar a bater com força.

- Ela já está aqui por três meses. - lembra. Lisa dá a volta no balcão se aproximando da prima e passa o braço por seus ombros.

- Melhor você se conformar, agora Jennie é a preferida de Eunji e não você. - faz graça.

- Eu amo as três igualmente. - Eunji declara. - E as outras quatro também.

- Então eu posso tomar sorvete? - Jisoo pergunta com expectativa.

- Não! - a ahjumma é dura na palavra.

- HAHAHAHA - Lisa começa a gargalhar se apoiando no balcão.

Jisoo dá de ombros e vai pegar uma xícara para si no armário e depois enche de café.

- Jennie-ah? - senta-se no banco em frente ao dela e então percebe o copo com conteúdo verde suspeito ao seu lado.

- Hm? – continua com o olhar preso na taça.

- Você vai dar o que de presente para Momo e Dahyun? - questiona.

- A minha presença não é mais do que o suficiente? - finge jogar os cabelos sobre o ombro de um jeito convencido. Jisoo revira os olhos e deixa um riso escapar por seus lábios. - Brincadeira. - suspira. - Vamos fazer um chá de panela misturado com despedida de solteiro

- Quando? - a interrompe.

- Amanhã à noite! - responde como se fosse óbvio.

- Momo sabe? - franze a testa. Lisa volta a aparecer.

- Então nós faremos uma para a Momori.

- Acho justo. - Jisoo concorda.

- Seja como for. - Jennie volta a falar. - Nada de mulher pelada! - aponta para Lisa.

- Nós somos mulheres e se quisermos nos pelar ninguém vai impedir! - acusa e Jisoo cai na risada.

- Você sabe muito bem do que estou me referindo! - a americana cruza os braços. - Mas voltando ao assunto. Você tem outra ideia? - volta para Jisoo.

- A verdade é que não tive ideia nenhuma. Somos melhores amigas por anos e nem sei o que lhes dar de presente de casamento. - amua frustrada.

- Elas vão viajar pra Paris, o que já é um presente e tanto. - pensa por alguns segundos. - Ah. Elas só vão fazer a viagem na segunda-feira, podemos nos juntar e pagar uma suíte num hotel pra primeira noite delas! - sugere.

- Eu estou inclusa nisso? - Lisa aponta para si mesma.

- Se quiser! - dá de ombros.

- Ótimo. Não sabia o que comprar mesmo!

- Vamos falar com Tzuyu e Sana também. Vai ser o máximo! - bate as mãos de um jeito entusiasmado. – Vou ligar agora mesmo.

Pega o celular no balcão começando a digitar uma mensagem para as amigas.

(...)

De tarde assim como o combinado todas foram para a casa do casal aproveitar a piscina, a ideia era delas relaxarem antes da viagem para a praia. Quando Sana e Tzuyu chegaram na casa das amigas, foram direto para a parte de trás pois sabiam que as encontraria lá.

Jisoo, Momo e Lisa estavam na piscina brincando com uma bola numa rodinha jogando vôlei, enquanto Jennie e Dahyun estavam nas espreguiçadeiras bebendo suco e conversando.

- Quem faltava chegou! - Tzuyu anuncia a sua chegada chamando a atenção.

- Pensei que chegariam na hora de viajar apenas! – Dahyun resmunga.

- Culpa da senhora Minatozaki aqui! – a morena aponta para a esposa, que vira-se para lhe olhar com zangada.

- Eu Chou? – para de caminhar. – Quem deixou para fazer a mala na última hora? – ergue a sobrancelha.

- Aish, você me distraiu ontem! – mexe as sobrancelhas de um jeito sugestivo fazendo a esposa ficar vermelha no mesmo segundo.

Sana vira-se caminhando até a varanda onde deixa a sua mala e então vai para perto das amigas nas espreguiçadeiras, senta-se na beira da cadeira de Jennie e sorri.

- Como vocês estão? – pergunta baixinho e toca a barriga da castanha.

- Bem. Consegui tomar o café da manhã e não vomitar depois! – ri.

- Hm. Vamos subir até o meu quarto. – Dahyun muda de assunto. – Quero lhes mostrar uma coisa.

Elas concordam e levantam caminhando para dentro da casa, sobem rapidamente para o segundo andar da casa indo até o quarto do casal. Dahyun aponta para a cama onde Jennie e Sana sentam-se enquanto a baixinha entra no closet, pegando um banquinho consegue ter acesso à parte de cima dos armários tirando uma caixa de trás de algumas pilhas de roupas de inverno.

Teve que ser muito ardilosa e cuidadosa em guardar bem aquela caixa para que a noiva curiosa não a encontrasse e estragasse toda a surpresa. Volta para o quarto segurando a caixa branca e bonita e senta-se na poltrona perto da cama segurando a tampa para fazer suspense.

- O que tem aí? – Jennie estava quase quicando no colchão de tanta curiosidade.

- Vai dizer pegou um anão de jardim pra ser seu amante? – Sana provoca e Dahyun lhe mostra a língua. Enfim abre a tampa e estende os braços para que elas vejam o conteúdo. Ambas ofegam.

- UAU ~ a castanha é a primeira a manifestar a sua opinião em uma exclamação. – É linda, Dahyunie!

A loira sorri com orgulho.

- Você pretende usa-la na primeira noite, certo? – Sana olha da peça dentro da caixa para a amiga. Dahyun concorda com a cabeça olhando com admiração para a lingerie ali dentro que era de seda branca, não era algo revelador, mas que a deixaria bonita e confortável.

- Só tenho que pensar em um jeito de guardá-la na mala sem que a Momo perceba. – suspira. – Pretendia usar sob o vestido de noiva, mas por ser algo na praia, prefiro uma lingerie mais simples.

- Aliás. Vocês vão viajar apenas na segunda-feira, certo? – Jennie sonda.

- Não conseguimos passagens para o mesmo dia do casamento, então vamos ficar na casa de praia e depois viajar. – a sua resposta não é nenhum pouco animada.

- Omo! Perfeito! – a castanha bate palmas animada e Dahyun lhe encara sem entender. Jennie se aproxima segurando a sua mão e sorri ainda mais. – Como presente de casamento, nós as madrinhas vamos dar a primeira noite numa suíte de um hotel. Assim vocês podem ficar mais à vontade para aproveitar. – conta.

- E quem sabe estrear essa linda lingerie ainda antes da viagem? – a Minatozaki aponta para a caixa. Os olhos de Dahyun enchem de lágrimas, ela levanta da poltrona se jogando sobre as duas amigas que caem para trás no colchão.

- Oh ~ funga. – Vocês são as melhores amigas madrinhas que eu poderia ter! – beija a bochecha de cada uma. – Amo vocês! – aperta mais o abraço.

- É claro que ama! – Sana solta uma risada. – Nós faremos de tudo para que seja o casamento perfeito.

Dahyun ergue o corpo sentando entre ambas.

- Eu queria tanto que ficássemos todas juntas novamente. – faz biquinho olhando para Jennie. – Quando eu voltar da minha Lua de Mel, você já vai ter ido embora. – amua. – Esse fim de semana são meus últimos dias com você! – seus olhos voltam a encher de lágrimas e ela abraça a americana.

Jennie também sente os olhos encherem de lágrimas novamente e retribui o abraço acariciando os cabelos de Dahyun.

- Sabe. – interrompe o silencio. – Eu estava pensando seriamente em ficar por aqui. – suspira e Dahyun se afasta encarando seus rosto. – Eu quero ficar com Jisoo, pra sempre. – seu coração bate acelerado.

- Omo ~ Dahyun bate as mãos completamente animada. – Já contou sobre o bebê então?

Jennie suspira desanimada.

- Nops – amua.

- Jennie! – a baixinha ralha.

- Vou contar nesse fim de semana. Nem uma dia a mais ou a menos! – ergue a mão como se fizesse uma promessa as duas amigas.

- Você tem que contar, antes que Jisoo descubra sozinha e tire conclusões precipitadas.

- Desse fim de semana não passa.

- Ok. Vamos voltar lá pra fora antes que Momo apareça aqui atrás da noiva e estrague a “surpresa lingerie”. – Sana levanta da cama.

Voltam para o jardim ao mesmo tempo em que as outras quatro estão saindo da piscina, Momo logo se aproxima da noiva que lhe dá um selinho.

- Onde estavam? – pergunta.

- Assuntos do casamento. – sorri e a beija novamente.

- Também sou uma noiva. – amua. – Posso saber das coisas.

A loirinha passa os braços ao redor de sua cintura aproximando seus corpos e morde seu queixo.

- Hoje é dia de relaxar Mo ~ beija a pele dela e então a mais alta sela seus lábios novamente.

Jisoo senta-se na mesma espreguiçadeira que Jennie se inclinando e deixando um selinho em seus lábios. A castanha segura seu rosto aprofundando mais o beijo ao introduzir a sua língua na boca da Kim que apoia a mão em sua coxa para manter o equilíbrio e permanecer no beijo.

- Hm – Jennie murmura mordendo o lábio inferior de Jisoo que aperta a sua coxa de leve, a americana sente o corpo ainda mais quente. Malditos hormônios da gravidez.

- Vamos comer um lanche? – Jisoo convida com um sorriso doce nos lábios.

- Aceito subir para um dos quartos e comer à vontade! – morde o lábio inferior e encara o corpo à sua frente no biquíni preto, o sorriso da outra cresce moldado de um jeito malicioso.

- É mesmo? – se aproxima mais de Jennie na cadeira até suas peles estarem quase em contato.

- Huhum ~ se inclina roçando seus lábios de leve. Jisoo sorri e se afasta.

- Você não dividiu o sorvete comigo hoje mais cedo. Então, assim como eu antes, agora vai ter que aguentar à vontade! – lhe dá um selinho e então levanta da cadeira.

Jennie bufa e ouve uma risada atrás de si, ao virar-se mostra a língua para Lisa.

(...)

Depois do lanche elas ainda voltaram para a piscina por mais algumas horas, jogaram vôlei e nadaram. Momo e Sana foram para dentro da casa começar a preparar o jantar e as outras permaneceram lá fora.

Dahyun e Tzuyu também saíram da piscina e foram se deitar nas espreguiçadeiras enquanto Lisa e Jisoo competiam quem aguentava ficar mais tempo mergulhando. Jennie sentou-se na borda da piscina sendo a juíza da brincadeira.

- Quando eu contar três as duas mergulham. - orientou. As primas deram as mãos e esperaram a contagem.

Lisa foi a primeira a subir e por estarem de mãos dadas a castanha soube quando a prima subiu, então pode voltar também. Ao colocar a cabeça para fora da água, encontrou a loira com a cara fechada e nadou para fora da piscina indo incomodar Dahyun balançando os cabelos para molha-lá na espreguiçadeira. Jisoo nada até a beira da piscina para se aproximar de Jennie que também entra na água, mas não consegue se afastar já que a Kim a prende contra a parede.

- A vencedora merece algum prêmio? - pergunta olhando direto para os lábios dela.

- A vencedora não está se comportando muito bem. - fala passando os braços ao redor do pescoço da mais velha. - Além de ter negado dar uns amassos com a juíza hoje mais cedo. - faz expressão zangada.

- Oh! - Jisoo finge inocência tocando seus corpos e deixando Jennie mais contra a parede a segurando pela cintura. - O que acha de você puni-la agora mesmo? - sussurra.

- Talvez seja uma boa ideia mesmo.

Jisoo é quem inicia o beijo, chupando o lábio de Jennie para ter espaço para a sua língua entrar na boca da outra. A americana solta um suspiro que sai mais como gemido quando a castanha desce as mãos por sua cintura agarrando sua bunda e fazendo seus corpos esfregar. Não existia mais nada no mundo além delas naquele momento.

Segura com mais força os ombros dela tomando impulso para erguer o corpo e enlaçar as pernas ao redor da cintura de Jisoo. Quando precisam de ar, a Kim morde o seu queixo descendo com chupões pela mandíbula e pescoço, mas o que mais estava aumentando o tesão de Jennie, eram as mãos de Jisoo em suas coxas. As mãos de Jisoo tinham subido por sua pele e os dedos dela estavam fazendo movimentos circulares na parte de dentro de sua coxa, próxima a virilha.

- SEM SEXO NA PISCINA! - foi o que ouviram antes de muita água espirrar contra elas. Jisoo larga as pernas de Jennie, mas a prende ainda mais contra a parede quando esconde o rosto contra seu pescoço.

- CHOU TZUYU EU VOU MATAR VOCÊ! - Jennie grita. - E pare de rir Lisa, você também está na minha lista!

Jisoo enfim a solta saindo do abraço e ergue o olhar, ambas estão com o rosto vermelho, constrangidas e frustradas. Perderam a noção de tudo e quase transaram na frente das amigas. Ao menos valeu o amasso.

- Eu estava gostando do show! - olham para as espreguiçadeiras encontrando Dahyun com um sorriso malicioso. - Quase ia chamar a Mo pra transar também.

- Transar? - a Hirai aparece na varanda. - Agora! - aponta para a noiva.

- Vocês vão ter duas semanas em Paris pra transar até de cabeça pra baixo. - Sana aparece ao seu lado. - Agora nós vamos é jantar. Pra fora da piscina as quatro! - comanda.

Tzuyu e Lalisa são as primeiras a seguirem as ordens. Enquanto observa ambas saírem da piscina uma questão importante passa pela cabeça de Jisoo. Quando Dahyun e Momo voltassem da viagem de Lua de Mel Jennie não estaria mais ali. Não tinham parado ainda para conversar questão de datas, mas tinha conversado com Yeeun e as aulas dela começariam em duas semanas, então era provável que as de Jennie também.

- Chu? - sai dos devaneios ao ouvir a voz da americana ao mesmo tempo que sente seu toque em seu rosto. - Você está brava por ter acontecido isso?

Ao ouvir a pergunta vira o rosto encontrando Jennie com uma expressão preocupada. Sorri para amenizar a preocupação dela e segura seu rosto beijando seus lábios.

- Apenas me ocorreu que - corta a própria frase e suspira. - Não quero me preocupar com isso agora. - volta a lhe beijar. - Vamos apenas aproveitar o que nos resta.

A puxa contra si abraçando com força pelos ombros e apoiando o queixo. Jennie retribui o gesto a abraçando pela cintura e ficam assim, em silêncio por alguns segundos.

- Chu? - volta a falar.

- Hm? - a Kim não se mexe nenhum centímetro para longe.

- Se eu resolvesse ficar aqui na Coréia. Você aceitaria recomeçar do zero a nossa relação?

O coração de Jisoo começa a bater mais forte contra o seu peito, mas Jennie sabe disso já que estavam com o corpo colado pelo abraço e podia sentir a agitação, o seu próprio coração estava do mesmo jeito.

A Kim se afasta o suficiente para poder ver o seu rosto.

- Não acho que dê para esquecer o passado e começar do zero. O que vivemos antes faz parte da nossa vida e é um aprendizado que fez crescer e amadurecer, ser quem somos hoje. - respira tomando fôlego para fazer a pergunta. - Você vai mesmo ficar?

Jennie faz sinal positivo com a cabeça.

- Se você disser sim ao meu pedido de namoro, então eu fico!

A resposta de Jisoo não precisa de palavras, o brilho em seus olhos e o sorriso em seus lábios já são resposta o suficiente para o seu pedido. Jennie a puxa para perto novamente selando seus lábios.

- Não acredito que estão se agarrando de novo! - ouvem a voz de Tzuyu e mais água contra o rosto as fazendo se afastar. - Vamos jantar suas byuns. Depois vocês têm quatro horas de viagem pra parar em qualquer acostamento na estrada e transar no carro!

A morena levanta da beira da piscina e vira-se voltando para a casa. Jennie olha para Jisoo que logo entende: guardar em segredo o namoro por algum tempo.

(...)

Elas seguiram viagem logo depois do jantar, separaram os carros em casais para eventuais desvios de trajeto e Lisa foi junto com Jennie e Jisoo. A única vez que tiveram que parar, foi quando Jennie pediu para ir ao banheiro. Apesar de estar sentada no banco da frente, o balançar o carro estava lhe deixando enjoada.

- Chu? - chama a atenção da mais velha tocando a sua coxa.

- Hm? - a olha com o canto do olho.

- Tem algum restaurante aqui por perto? Preciso ir ao banheiro. - escora a cabeça contra o banco fechando os olhos e respirando fundo. Tal ato faz com Jisoo ficar preocupada.

- Você não está bem? - começa a diminuir a velocidade do carro.

- VOCÊ NÃO VAI VOMITAR NO CARRO! - Lalisa grita exaltada.  - JISOO PARE ESSE CARRO! - ela se inclina para frente ficando entre os dois bancos.

- Não grite Lisa! - Jisoo ralha.

Dá sinal e estaciona no acostamento da estrada, com certa dificuldade Jennie tenta abrir a porta enquanto a Kim se apressa em dar a volta no carro para a ajudar. Assim que consegue abrir a porta a americana coloca a cabeça para fora e então sente algo quente e pegajoso jorrar em seus pés. Jennie vomitou todo o jantar sobre si.

- Eita que Jisoo foi premiada mais uma vez! - Lalisa não aguenta e cai na risada.

A castanha fica paralisada encarando seus pés sujos e faz uma carreta. Percebendo que a prima não iria se mexer, a loira bufa abrindo a porta e indo as ajudar, afasta Jisoo e com cuidado para não sujar os pés com o vômito da outra, inclina-se para dentro do carro abrindo o porta-luvas encontrando uma toalha ali a entrega para que Jennie limpe a boca.

- Você está bem? - pergunta com a voz baixa e ela assente com a cabeça erguendo o corpo para ver Jisoo sobre o ombro de Lalisa.

- Chu? - chama. A loira vira o rosto e a prima continua olhando para os pés, revira os olhos.

- Ela vai superar isso! - vira para Jennie. - Momo fez a mesma coisa! - justifica dando de ombros.

(...)

Rosé ajeita o lençol sobre o corpo sentando-se no colchão apoiando as costas contra o encosto, vira o rosto encarando a castanha deitada ao seu lado com um sorriso nos lábios. Estavam conversando por alguns minutos já depois de transarem.

A verdadeira intenção dela não era a de se envolver com Elkie daquele jeito, mas também seria muito suspeito simplesmente se aproximar e perguntar sobre a relação da outra com Tzuyu. Também não ganharia nada descobrindo sobre aquilo, não se intrometeria e nem contaria para Sana. Apesar queria saber o que a Chong estava aprontando.

Mas Elkie era uma mulher envolvente, sabia manter uma conversa e era carinhosa, apesar dos pesares acabou se deixando envolver pela mulher.

- Chaeng ~ chama de um jeito manhoso e carinhoso rolando o corpo para perto da mais nova. - Quando você vai viajar para o casamento daquela amiga da sua chefe? - questiona acariciando a pele amostra das belas pernas da outra.

- O casamento é na tarde de domingo! - dá de ombros indiferente ao assunto. - Por que isso?

- Oh! - sorri e se inclina beijando a coxa da mais nova. - Apenas quero saber por quanto tempo vou ficar longe de você! - ergue o corpo deixando o lençol escorregar por sua pele a deixando nua novamente. Aproxima seus rostos beijando os lábios de Rosé.

- Elkie! - quebra o contato. - Qual é a sua relação com Tzuyu? - a Chong se afasta com a testa franzida.

- Que pergunta é essa agora? - fica confusa.

- Eu sei que vocês duas tiveram um envolvimento quando eram adolescentes. Lalisa me contou. Mas agora Tzuyu está casada, qual a sua intenção?

Elkie se afasta sentando no colchão do mesmo jeito que Rosé e puxando o lençol para se cobrir. Encara um ponto na parede por algum tempo.

- Tzuyu e eu somos apaixonadas desde adolescentes, prometemos ficar juntas para sempre, construímos uma vida juntas. Apenas nos afastamos por algum tempo devido aos estudos. Esse casamento com a Sana de fato foi algo inesperado. Uma pedra no caminho, mas sei que podemos superar isso.

- Elas parecem apaixonadas. Se você realmente ama a Tzuyu, deveria ficar feliz por a ver feliz com a mulher que ama.

- Não quero lição de moral nessa etapa da vida! - bufa jogando o lençol para longe e sentando-se na beira da cama, abaixa-se pegando as roupas no chão perto da cama.

- Desculpa. - suspira e se inclina para segurar o seu braço. - Não queria tocar nesse assunto.

Elkie veste a camiseta antes de virar para ela.

- Me leve na viagem com você. - pede. - Eu sei como ter a Tzuyu.

- Elkie. Eu não quero problemas, vou estar trabalhando.

- Prometo que não vou prejudicar você em nada. Me leve.

Ela suspira e desvia o olhar.

- Está bem. - se rende.

Elkie solta um gritinho animado selando seus lábios.

(...)

O sábado para as madrinhas começou cedo, a empresa de decoração que tinham contratado ajeitaria apenas a parte do casamento, mas enviaram enfeites para que elas decorassem a casa onde aconteceria a festa depois. Então elas passaram boa parte da manhã fazendo aquilo, decoraram a sala onde seria a recepção, a sala de jantar e toda a varanda, como os presentes começaram a chegar, Dahyun e Momo se encarregaram apenas de fazer os cartões de agradecimento.

Momo apenas saiu para preparar o almoço para elas. Depois do almoço Tzuyu e Lisa subiram para os quartos trocando as roupas de cama já que os pais das noivas chegariam de viagem, então Momo e Dahyun foram busca-los. A família de Jennie também chegaria, por ser uma longa viagem até ali, ficou combinado deles chegar um dia antes e ficariam num hotel ali perto.

Estavam na varanda fazendo pequenos buquês de peônias para serem colocados em vasos em lugares estratégicos da casa, a brisa vinda do mar ajudava a refrescar um pouco.

- Casamento feliz? – Jisoo sussurra próximo a Jennie mostrando as flores que tem nas mãos.

- Sana e Tzuyu estão feliz. – a americana aponta para o outro casal que também estão próximas e sorrindo uma para a outra. – Nem acredito o que o grande dia Dahmo está chegando. Os três meses passaram tão rápido.

- Elas merecem tudo isso. – sorri. – E nós, senhorita Kim. – fala com a voz mais alta, levantando do chão e lhe estendendo a mão para que faça o mesmo. – Vamos dançar!

- Como? – fica surpresa pelo convite.

- Vamos dançar Jennie! – repete o convite, inclina-se segurando a sua mão a puxando para cima, coloca as mãos de Jennie em seus ombros e segura a cintura dando passos para lá e para cá.

Estavam tão distraídas com as brincadeiras que não percebem um carro ser estacionado em frente à casa.

- Só cuidado pra acabar não levando banho de vômito de novo! – Lalisa provoca.

- Realmente todas as horas de viagem valeram a pena só para ver essa cena! – uma voz muito conhecida por todas surge da calçada.

- CHAHEE! – Jennie e Sana exclamam


Notas Finais


Até daqui a pouco 👋🏻


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...