História Briget Evans - Corações selvagens (Livro 1) - Capítulo 36


Escrita por:

Visualizações 311
Palavras 1.090
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Oi, again... É amores, aqui estou de novo aqui. Mais um capítulo para vocês e o último capítulo por hora. Acho que o próximo sai no fim de semana ou no começo da semana que vem, ok?! Foram quase 5 capítulos postado com diferenças de horas e agora eu darei o tempo de quem precisa ler os capítulos.
Vou só pedir um favorzinho para quem tiver lendo tudo de uma vez, comente... É importante para mim, para a história e pode parecer besteira dizer isso, mas quanto mais vocês me incentivam e mais dão esse incentivo a história, mais ela cresce. Os próprios sites onde ela está hospedada (SocialSpirit, Nyah e Wattpad), acabam "divulgando" as histórias que se destacam e isso é muito importante! Claro que o carinho de vocês é mais importante do que tudo isso, então bora aí colaborar ein?!
Bom, sobre o capítulo... Ele é da Jenny e vamos falar sobre um casal muito amorzinho, ZENNY! Boa leitura, amorinhas!

Capítulo 36 - Capítulo 35 - Provocações


Fanfic / Fanfiction Briget Evans - Corações selvagens (Livro 1) - Capítulo 36 - Capítulo 35 - Provocações

Jenny Vandercarter

Bufei irritada com aqueles cálculos estúpidos que eu fazia. Por que física tinha que ser tão chata? Acabei desistindo temporariamente dos problemas físicos e decidi ir tomar um banho antes do jantar.

Entrei em baixo do chuveiro e depois de uns vinte minutos eu saí um pouco mais relaxada. Me enrolei em uma toalha e coloquei outra no meu cabelo. Coloquei roupa íntima e então procurei pela roupa que vestiria para o jantar. Optei por uma calça jeans clara, uma blusa em tons de verde e amarelo e um casaquinho branco. Sequei meus cabelos loiros e fiz um pouco de cachos nele. Passei uma mascara invisível nos cílios e sentei na cama para calçar meus coturnos marrons.

Ouvi meu celular vibrando e me joguei na cama para alcançá-lo na mesinha de cabeceira. Vi o nome de Zack na tela bloqueada e sorri, atendi a ligação no mesmo instante.

—Oi, Zack!

­—Oi, Jen... Já está pronta para o jantar?

—Estou sim, só estou calçando os meus sapatos, por quê?  

—Ah, posso passar aí para irmos junto?

Eu sorri largamente.

—Claro! Estou esperando você.

—Ok, dois minutos eu chego aí.

Desliguei a ligação e terminei de calçar os coturnos. Coloquei meu casaco e peguei meu celular e a chave do meu quarto. Realmente menos de dois minutos depois Zack estava em minha porta.

Ele sorriu ao me ver e depositou um beijo delicado em meus lábios. Eu sorri assim que nos afastamos. Ele colocou uma mexa do meu cabelo para trás da minha orelha e passou o polegar pela maçã do meu rosto. Então ele voltou a selar seus lábios com os meus, mas dessa vez com mais desejo e uma pitada de luxuria.

Senti quando seus dentes mordiscaram meu lábio inferior e sorri involuntariamente. Deixei meus dedos afundassem em seus cabelos e senti quando suas mãos apertaram com vontade a minha cintura.

Nós nos afastamos e eu sorri.

—Olá...

Ele riu de leve.

—Você anda me deixando louco por você, sabia?

Não consegui conter a cor coral que dominou as minhas bochechas com aquela declaração de Zack. Ele sorriu e roubou-me mais um beijo delicado e então entrelaçou seus dedos nos meus.

—Vamos?! —Assenti e tranquei a porta do meu quarto.

Nós começamos a caminhar pelo corredor e o sorriso nos lábios de Zack não dava para disfarçar. Eu também estava bem feliz com ele, mas a nossa felicidade tinha alguns obstáculos pelo caminho e a principal delas chamava-se Lola Prince.

A morena estava falando alto e comemorando alguma coisa com algumas amigas na porta do seu quarto. Nós tentamos passar reto e ignorar ela, mas Lola se fazia presente e se fazia ser notada, mesmo quando se tentava ignorar.

—Oi, Zack! Oi, Jenny! —Ela nos cumprimentou com um sorriso caloroso nos lábios.

Zack parou por um momento no corredor e sorriu sínico de volta.

—Olá, Lola!

E eu voltei a caminhar e Zack me acompanhou. Lola fofocou algo as suas amigas e então elas riram e entraram no quarto dela. Aquela garota me irritava demais. Ela era provocativa e... Ah! Ela era uma idiota!

Nós continuamos a caminhar e Zack percebeu que eu não fiquei muito à vontade depois de passarmos pela sua ex-namorada e suas amiguinhas. Mesmo em silêncio ele puxou-me para mais perto e colocou seu braço sob o meu ombro. Ele depositou um beijo na minha cabeça e eu não contive o sorriso.

Ele era muito carinhoso.

Chegando ao refeitório, pudemos ver que havia uma pequena comemoração na mesa do time de basquete e por um acaso James era o centro das atenções naquele local.

Andy estava sentada quieta ao lado de Bonnie. Natasha discutia com Kristan e William fazia insinuações de que os dois ainda acabariam juntos. Ethan era o único que não estava por lá.

Eu e Zack sentamos na mesa a tempo de Natasha deferir um tapa em William e outro em Kristan.

—Vocês são insuportáveis! —Ela declarou levantando-se furiosa. —Vou buscar a minha comida que eu ganho mais.

A ruiva retirou-se e eu ri da sua atitude.

—Ela é esquentadinha... —Debochou Kristan passando a mão onde havia recebido o tapa.

—E você bem que gosta do temperamento dela, né, Kris?! —Debochou Zack.

O jantar seguiu com poucas conversas, falamos um pouco mais sobre o tal luau e acabou que todos foram saindo. Andy foi a primeira, alegou dor de cabeça e mal tocou na sua comida. Bonnie e Natasha foram as próximas. Kristan foi o seguinte e Will acabou indo atrás de uma garota que eu não sabia quem era.

Na mesa dos jogadores de basquete, uma das líderes estava completamente em cima de James. Ela estava dando em cima dele de forma descarada. Até que ela conseguiu o que queria, beijá-lo na frente de todos. O falatório foi geral, mas eu sinceramente nem liguei muito.

Eu e Zack nos levantamos depois desse acontecimento e fomos dar uma volta antes de voltarmos aos nossos devidos quartos. Ele me levou até o jardim de inverno e nós sentamos em baixo de uma árvore grande que havia ali no meio.

Ele encostou na árvore e eu sentei na sua frente, entre as suas pernas e com a cabeça encostada em seu peitoral. Seus dedos se entrelaçaram nos meus e nós ficamos assim por alguns longos minutos. Trocamos carícias enquanto seus lábios insistiam em brincar no meu pescoço.

Quando a sua língua tocou a minha pele senti a necessidade de apertar a sua mão. A sua outra mão soltou da minha e tocou a minha cocha, subindo lentamente pela minha calça até o cós dela. Um arrepio percorreu minha espinha.

E então a voz de Lola ecoou em minha mente.

" Quanto tempo você acha que vão durar esses traços de felicidade? Dois meses, até que ele consiga te levar para cama?"

Suspirei pesado e me levantei de forma abrupta. Fiquei encarando Zack um pouco sem graça e me sentindo completamente errada pela minha atitude.

—O que foi? Eu fiz algo que não queria? —Ele questionou preocupado e levantando-se.

—A gente... Eu quero...Eu quero ir com mais calma... —Eu balbuciei completamente envergonhada, mas ele sorriu.

—Tudo bem, eu vou fazer tudo no seu tempo, Jen... O que eu quero é que possamos ficar juntos. —Ele respondeu segurando minhas mãos. —Eu gosto tanto de você, não vou forçar a barra, prometo.

Eu assenti e o abracei. Ele correspondeu. Por um momento me senti tão segura e tão feliz ao mesmo tempo. Só queria que o mundo parasse para que eu pudesse ficar naquele abraço.


Notas Finais


E aí, o que acharam desse capítulo? Gostaram? Lola mexeu mesmo com a cabeça da Jenn, mas o que mais será que essa louca será capaz de provocar nesse casal? Aceito sugestões.
Próximos capítulos:
Capítulo 36 - Frágil: narrado por Ethan
Capítulo 37 - Sobre amizade: narrado pela Kate
Preparem-se para a dobradinha Kethan! Kate está voltando para o BE, mas a nossa bad girl pode estar mais sensível do que nunca. Será que Ethan conseguirá ser compreensivo com ela? Aguardem!
Beijos, SweetDrama


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...