História Briget Evans - Voando alto (livro 4) - Capítulo 2


Escrita por:

Visualizações 75
Palavras 1.506
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


CHEGUEI! E nós vamos começar já com a quarta temporada.

Nessa temporada teremos personagens novos e alguns não apareceram mais, como Kyle, Kendall, Lola e Samantha. Os novos aqui nesse caso é a Flair (Camila Cabello), Emily (Leigh-Anne Pinnock) Petra (Dove Cameron) e Harry Blacke (Ian Bohen* para quem viu Teen Wolf ele fazia o Peter, o tio mal caráter Derek). Esses novos personagens irão movimentar a história, mas é claro que teremos muito dos nossos casais favoritos. Começando por ZENNY! (nossa a quanto tempo não tínhamos um capítulo desses dois ein?!).

Atualização de hoje será apenas esse capítulo, mas eu espero que gostem! Boa leitura, sweeties!

Capítulo 2 - Capítulo 1 - O que esperar quando se está esperando


Fanfic / Fanfiction Briget Evans - Voando alto (livro 4) - Capítulo 2 - Capítulo 1 - O que esperar quando se está esperando

Jenny Vandercarter

Coloquei um último casaco dentro da minha mala e a fechei. Tive que reajeitar tudo correndo, meus planos de voltar ao Briget Evans foram interrompidos por um email me convidando a Universidade de Belas Artes de Paris. Agora além de não voltar imediatamente ao colégio, eu faria um curso cem por cento gratuito em uma das melhores universidades de artes do mundo.

Eu estava empolgada, mas a minha conversa com Zack pelo telefone me fez oscila um pouco. Meu namorado não pareceu tão feliz assim por mim. Claro, a notícia tinha sido um choque para mim e para ele não foi diferente, mas eu esperava mais apoio dele. Sei que não seriam meses fáceis, mas poxa, seriam apenas dois meses. Nós poderíamos nos falar por chamada de vídeo e não existiria nenhum grande problema na comunicação. Eu sentiria a sua falta, sentiria saudade, mas logo estaríamos juntos novamente.

Puxei a mala até as escadas que davam para a panificadora dos meus pais e pedi uma ajudinha do meu pai para levar a mala para baixo. Meu pai levou a minha mala e a colocou no porta-malas do nosso carro. Eu peguei a minha nécessaire e fui buscar a mala com os meus materiais de desenho. Peguei tudo o que precisava e desci de vez rumo ao carro da família.

Mamãe trancou a porta da padaria e nós entramos no carro.

—Será uma viagem incrível, Jenn... —Papai dizia sentando-se no banco do carona.

—Assim espero papai... —O respondi. Peguei meu celular e decidi avisar Zack que eu estava saindo de casa.

"Ei, amor! Estou indo pegar o trem para ir a Londres e hoje a noite pego um voo para Paris. Vou dando notícias. Te amo, Z! Xx Jenn"

Enviei a mensagem e travei a tela do celular. Parecia que o meu coração ia explodir de felicidade no meu peito. Eu estava super animada e só queria que aquele curso fosse o suficiente para que eu pudesse seguir a carreira que sempre quis, que era de designer.

Encostei a minha cabeça na janela e sorri largamente. Eu estava indo para Paris!

***

Entrei no trem que me levaria até Londres. Seriam aproximadamente três horas de New Port, a minha cidade, até Londres e depois, mais uma hora e pouco de avião até Paris. Eu poderia ir de trem também, mas não valia a pena, ir de avião era mais barato.

Caminhei pelo vagão e procurei pelo meu acento. Encontrei o que indicava no meu bilhete e me sentei no assento ao lado da janela. Peguei o meu celular dentro da mala esperando que Zack tivesse me respondido, mas ele ainda não tinha dito nada. Suspirei um pouco desapontada e peguei os meus fones de ouvido. Pluguei-os no meu celular e procurei por uma playlist tranquila. Coloquei no modo aleatório e a primeira música que começou a tocar foi "Teenage dream" da Katy Perry. Lembrei-me automaticamente da minha primeira vez com Zack.

Não tinha sido nada planejado e tinha sido tão incrível. Tinha sido libertador e ele tinha sido muito paciente comigo. Um verdadeiro príncipe. O meu príncipe.

Sorri sozinha ao me lembrar dele e meu celular apitou indicando a chegada de uma nova mensagem. Encarei a tela do celular e vi o nome do meu namorado ali.

"Oi, baby! Faça boa viagem, eu te amo demais, Jen! Vou aguardar as notícias. Xx Z"

Sorri com aquilo e deixei que a música invadisse os meus ouvidos de vez e me fizesse relembrar cada segundo com o meu bad boy favorito. Procurei no meu álbum de fotos do celular uma foto minha com Zack e acabei encontrando uma foto nossa na praia. No ano anterior. Era uma foto bem bonita. Z, não era muito de tirar fotos, então era difícil encontrar fotos nossas, mas existia aquela foto e eu não tinha colocado ela em nenhuma rede social ainda.

Decidi colocá-la.

Coloquei um filtro legal na foto e digitei a legenda.

"Eu amo você agora e para o resto das nossas vidas! Já estou com saudades, Z. " Coloquei alguns emojis de coração e sol, pela foto ter sido tirada na praia, e a postei nas minhas redes sociais.

Não demorou para as notificações de curtidas e comentários aparecerem na tela bloqueada do meu celular, mas apenas esperei que Zack comentasse e isso não demorou.

"Te amo, baby! Faça boa viagem e aproveite Paris." Ele postou alguns emojis também e eu sorri com aquilo. Não queria que ele se sentisse mal com isso, queria que pudéssemos compartilhar a minha felicidade. E queria que ele se sentisse amado, mesmo que eu estivesse longe.

Afundei meus pensamentos em Zack e admito que senti um aperto no peito por não vê-lo antes de Paris. Eu não o via desde o último dia de aula e já era muito tempo. Já estava com saudade, óbvio, mas tentei não pensar nisso.

***

Depois de três horas dentro do trem, eu cheguei a estação principal de Londres. Desci do vagão e fui pegar a minha mala grande. Ajeitei a minha touca creme na minha cabeça e coloquei o meu sobretudo e peguei a minha mala grande, a arrastando pela estação, rumo aos táxis. Entrei no primeiro disponível, já que estava com pressa e pedi que ele me levasse ao aeroporto.

Peguei meu celular do meu bolso e vi uma nova mensagem de Zack.

"Já está em Londres? Me avise antes de embarcar. Xx Z"

Sorri com aquilo e decidi ligar para ele. Chamou apenas uma vez e ele atendeu de pronto.

—Oi, baby! —Eu disse mais tranquila do que da primeira vez que nos falamos naquele dia.

Oi, meu amor... Já chegou em Londres? —Questionou ele com um tom de voz cansado.

—Já, estou no táxi rumo ao aeroporto. —Avisei e ouvi ele suspirar. —O que foi, Zack?

Eu estou feliz por você, acredite, mas eu já estava louco para vê-la hoje e agora só vou poder vê-la daqui dois meses mais. —Ele comentou triste. —Mas nós vamos conversando e tudo vai ficar bem...

—Vai sim, meu amor... —Eu o respondi. —Esses dois meses passaram muito rápido, Z, você vai ver. —Eu tentei soar segura.

—Assim espero, baby... Te amo, tá?!

—Também te amo... Preciso desligar, estou chegando aqui no aeroporto e preciso pagar o táxi, ok?!

Tudo bem, quando pousar me avise. —Ele disse e nós encerramos a ligação.

Mandei uma mensagem para os meus pais para não matá-los de preocupação e desci do táxi rumo a parte de dentro do aeroporto. Procurei o guichê da companhia aérea com qual eu viajaria e decidi já fazer o check in. Ainda faltavam umas duas horas para o embarque, mas era melhor não arriscar. 

Despachei a mala maior e me preparei para ir para a ala de embarque já. Passei minha bagagem de mão na esteira do raio x e então segui para perto do meu portão de embarque. Para a minha sorte havia uma cafeteria ali na frente do portão. Decidi comer alguma coisa antes de embarcar. Pedi um cappuccino e um bolinho salgado com queijo e presunto. Sentei-me em uma das poucas mesas desocupadas do local e comecei a comer.

Minha mente me lembrou da minha conversa de alguns minutos atrás com o meu namorado e eu fiquei ligeiramente preocupada. Será que o nosso relacionamento aguentaria essa distância? Será que nós dois seríamos capaz de suportar estarmos separados por tanto tempo? Como será que seria?

Minhas preocupações me consumiam, mas foram interrompidas pela chamada de um rapaz a minha frente.

—Oi, dá licença... Se importaria se eu me sentasse com você? É que todas as outras mesas estão bem ocupadas. —Ele declarou e eu instintivamente encarei ao redor, declarando que ele estava certo. Estava tudo lotado.

—Claro que não, sente-se por favor. —Eu disse de forma gentil e me forçando a dar um sorriso aquele rapaz.

—Sou Harry, Harry Blacke e você?

—Jenny, Jenny Vandercarter. —Eu o respondi tomando um gole do meu cappuccino.

—Srta. Vandercarter, está indo para onde?

—Paris, e o senhor?

Ele não me parecia muito mais velho do que eu. Na verdade parecia um universitário.

—Oh, que agradável coincidência, estou a caminho de Paris também.  —Ele respondeu-me e eu não pude segurar o sorriso. —Está indo fazer o que na cidade luz?

—Estudar e você?

—Estou indo dar aula... —Ele comentou e eu me surpreendi com a sua resposta. —Será o destino?! —Brincou ele. —Vai estudar o quê?

—Um módulo de desenho na Universidade de Belas Artes. —Respondi e ele abriu um sorriso enorme em seu rosto, fazendo com que eu corasse um pouco.

—Uau... Deve ser o destino, Srta. Vandercarter, pois estou indo rumo à Paris para dar uma aula na Universidade de Belas Artes e por um acaso, é no módulo de desenho. —Respondeu o Sr. Blacke. Eu sorri e tentei controlar a cor que deveria estar dominando as minhas bochechas naquele momento. —Será um prazer tê-la como minha aluna, Jenny.

Sorri sem graça para ele e tratei de dar mais um gole na minha bebida quente.


Notas Finais


E aí, o que acharam desse primeiro capítulo? Me contem as suas opiniões, por favor! Eu vejo que tem um pessoal que lê e não diz nada e isso chateia, claro que os que comentam são muito amáveis e vocês sabem disso. Eu só queria que os fantasminhas aparecessem, porque eu escrevo a história, mas quem transforma ela em "algo a mais" são vocês e eu preciso de vocês! Por favor, não sejam fantasminhas :)

No próximo capítulo: Zack vai continuar o seu pré chilique no qual ele terminou o terceiro livro.

Beijos, SweetDrama


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...