História Brincadeira Inofensiva. - Capítulo 11


Escrita por: ~

Visualizações 314
Palavras 1.696
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção Adolescente, Magia, Romance e Novela, Universo Alternativo
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Capítulo dedico a @Piper25 ❤️

Capítulo 11 - Assustado?


"Você ficou maluco?"

Fred, George e Lee estavam em uma passagem secreta; Foi logo após Transfiguração, e Fred confrontou George sobre o que Hermione lhe havia dito. "NÃO, eu não estou transando com Hermione, nunca fodi Hermione, você está louco?" George rugiu. "Honestamente, você acha que eu não teria te dito uma coisa assim? Vamos lá, se eu estivesse fodendo com ela, eu morreria para falar com alguém, e não é como se eu não pudesse confiar em você e Lee! Você ficou louco?"

"Você já disse isso", apontou Lee. Seu rosto estava torcendo enquanto ele lutava contra um sorriso.

"Ela tinha muitos pontos positivos", Fred disse com desculpa.

"Ela é o inimigo!" George explodiu. "Ela é uma pequena pirralha tortuosa!"

"Eu sei, desculpe, acabei por pensar-"

"Como você pode acreditar nela sobre mim?" George exigiu.

"Ela foi realmente convincente!" Fred gemeu.

"Claro que ela foi convincente, ela é inteligente! Ela é uma maldosa, complicada, hedionda-"

"Eu sinto muito!" Exclamou Fred. "Eu só ... ela me pegou, não vai acontecer de novo ..."

"Sim, certo", disse Lee. "Admita, vocês dois foram enganados por ela, e nós ainda não conseguimos pega-lá."

"O que, você acha que poderia fazer melhor?" George disse com raiva.

"Eu duvido disso", disse Lee, parecendo exasperado: "Estou apenas dizendo que ela é muito manipuladora para nós, pelo menos ela foi de longe. Ela está ficando sob nossa pele, nos conduzindo pelas paredes e rindo de nós pelas nossas costas-"

"Isso vindo do cara que continua nos dizendo para parar a coisa toda", murmurou Fred.

"Nós só precisamos trabalhar mais", disse Lee com firmeza, ignorando o comentário de Fred. "Antes que Hermione nos separe e nos deixe todos a seus pés."

"Eu vou pega-la por isso", grunhiu George. "Ela quase virou meu próprio irmão gêmeo contra mim! Ooh, só esperem, eu vou fazer ela pagar! Isso significa guerra!"

"Isso já é uma guerra", ressaltou Fred.

"Então ... então isso significa ... isso significa ... uma guerra realmente grande!"

Lee olhou para ele. "Um, George? Quando você diz coisas assim, eu posso entender como ela está fazendo isso. Acalme-se, ok? Vamos pega-la."

"Muito certo que vamos", disse Fred, seu rosto escurecendo. "Nós lhe devemos algo feroz agora. E acho que tenho outra idéia."

____

Fred, George e Lee não apareceram para jantar, então Hermione aproveitou suas ausências para sussurrar a história do que ela fez com Fred na passagem secreta. "Ele parecia realmente chocado", Hermione disse com orgulho para Harry, Ron e Ginny. Todos riram. "Então eu acho que podemos aguardar um pouco antes de passar para a próxima fase do nosso plano, vocês sabem, deixar tudo se situar antes que Harry me convide pra sair." Ela fez uma pausa. "Deus, isso é realmente estranho de dizer."

Eles voltaram para o salão comunal com grandes espíritos, estabelecendo-se para fazer suas lições de casa. "Eu já volto", disse Hermione, "eu preciso alimentar Crookshanks ..."

Ela correu para o dormitório e começou a derramar comida de gato na tigela de Crookshanks no chão junto à cama, mas antes que ela pudesse ficar de pé, a porta se abriu e fechou atrás dela. Ela se virou para ver se era Parvati ou Lavender e, em vez disso, encontrou George com um olhar muito sombrio e irritado em seu rosto. Ela quase deixou cair o pacote de comida de gato; Ela apressou-se precipitadamente.

"Oh ... oi", Hermione disse embaraçosamente, muito nervosa de repente.

"Estamos transando desde o verão passado, não é?" George perguntou perigosamente.

Hermione não conseguiu tirar o sorriso do rosto dela. "Eu não pude evitar, George, foi fácil demais", ela disse com satisfação.

George avançou sobre ela; Hermione recuou quando ele veio, eventualmente encontrando-se contra uma parede. George parou muito, muito perto dela, impressionante. Hermione lutou para manter sua expressão zombadora, o que não era fácil; Parte dela estava temendo que ele a beijaria de novo, e parte dela estava esperando por isso ...

"Você acha que é engraçado, você, virar meu próprio gêmeo contra mim?" George rosnou. Ele colocou as palmas das mãos contra a parede de cada lado da cabeça, prendendo -a.

Hermione engoliu em seco, mas sorriu e disse: "Sim, sim, eu acho."

"Eu não", ele criticou. "Fred tinha algumas perguntas para mim ... como por que uma menininha tão certinha como você beijaria como você faz como parte de uma piada."

"Tudo é justo no amor, na guerra e no Quadribol", disse Hermione friamente.

"É mesmo?" George disse, aproximando-se ainda mais. "Você quer guerra, Hermione? Eu vou te dar uma guerra."

"Ooh, estou realmente com medo-" Hermione começou a dizer, mas foi cortada quando George se inclinou e a beijou mais uma vez.

Seus olhos fecharam e ela correspondeu imediatamente; Ela tinha sentindo falta de beijar ele, não podia negar isso. Ele era muito além de bom nisso; Sua mente flutuava alegremente, todos os pensamentos de guerra, piadas e rumores desapareceram. Os braços dela rodearam seu pescoço por sua própria vontade, e ele agarrou sua cintura, puxando-a firmemente contra ele. Seu coração começou a bater com loucura a sensação de seu corpo; Apenas algumas camadas finas de pano os separavam, e Hermione encontrou-se desejando que não houvesse nada entre eles.

George recuou um pouco, depois a virou para o lado e deu um passo à frente; Ela começou a andar para trás sem saber para onde estava indo, sem se preocupar o mínimo com isso. Seus joelhos bateram em algo e se curvaram; Ela pousou as costas dela na cama, George em cima dela. Eles continuaram a beijar, e Hermione considerou encontrar os botões em suas vestes e abri-los um a um-

-até que a porta se abriu e atingiu a parede atrás dela com um estrondo.

George e Hermione olharam tão rápido que quase se bateram. Lavender e Parvati estavam de pé na entrada, suas mandíbulas quase raspando o chão. Lavender recuperou-se primeiro. "Meu Deus!" Ela gritou, agarrando o braço de Parvati e virando-se para sair. "Vamos!"

George olhou para a expressão mortificada no rosto de Hermione e riu. "Assustada?" Ele provocou.

Hermione estava tão horrorizada que levou um segundo para perceber o que ele estava falando. "Você planejou isso?" Ela sibilou.

"Claro", ele disse, radiante. "Disse a Fred para me dar alguns segundos e então deixar escapar que eu estava aqui com você." Ele se inclinou e beijou seu pescoço. "O que me diz de continuarmos por um pouco mais, hmm? Tenho certeza de que outra pessoa estará aqui em breve."

"Nada mal", Hermione disse com relutância quando George lambeu e beijou seu pescoço. "Claro, não é tão bom quanto convencer Fred de que nós estávamos transando por suas costas, você sabe."

"Há muito mais de onde isso veio", George sussurrou em seu ouvido.

Os olhos de Hermione se estreitaram e ela sorriu maliciosamente. "Beije-me", disse ela.

"O que?" George puxou para trás para olhar nos olhos dela.

"Beije-me", ela repetiu. "Por favor, enquanto estamos sozinhos, eu ..." Ela parou, olhando para ele suplicantemente. Inocentemente, ela se moveu abaixo dele, fazendo George tenso ligeiramente. George olhou para seus lábios, suspirando nos olhos e ele acenou com a cabeça, então se inclinou para beijá-la de novo.

Dez segundos depois, ele empurrou de volta com um grito de dor. Hermione tinha acabado de levantar o joelho e acerta-lo na virilha, com força. Ela o empurrou para fora dela, e ele se curvou em uma bola na cama, seu rosto contorcido de dor.

Hermione sorriu para ele enquanto ele olhava para ela com fúria. Ela inclinou-se sobre ele, e deu lhe um beijo exagerado em sua bochecha e disse: "Não, George, ainda não estou assustada."

Com isso, ela saiu do dormitório.

"É isso", George bloqueou. "Ela está morta."

____

Harry, Ron e Ginny estavam esperando por ela no salão comunal com expressões bastante resignadas em seus rostos. Ela sorriu quando os viu; Os três levantaram as sobrancelhas em uníssono.

"Você foi pega fazendo sexo com George, você sabia?" Ginny disse enquanto Hermione se sentava de volta.

"Sim, eu sei." Vendo os olhares nos rostos de seus três amigos, ela acrescentou: "Oh, parem com isso, não estávamos fazendo sexo-"

"O que vocês estavam fazendo?" Ron interrompeu, dando-lhe um olhar severo.

"Beijando", Hermione disse, suas bochechas coradas de rosa. "Apenas beijando ... na cama. Enquanto deitados."

Ginny estremeceu. "É pena que seja meu irmão, ou eu pediria por detalhes."

"Não há detalhes", Hermione disse com firmeza.

Harry deu uma olhar bastante apurado. "Bem, você estava sorrindo como se tivesse tido o tempo de sua vida quando você desceu as escadas - e você tem um enorme roxo no pescoço."

Os olhos de Hermione se arregalaram e ela soltou um grito de horror; Ela puxou a varinha e rapidamente tocou o lado do pescoço com ela para que a marca desaparecesse.

"Onde você aprendeu esse feitiço, Hermione?" Fred chamou alto do outro lado da sala.

Hermione se virou para o olhar duro. "Aprendi com George - ou talvez fosse você. Tão difícil dizer-lhes à parte."

"É bom saber que não deixei você e George separados por muito tempo", disse Fred, sorrindo irônico.

"Espere que estejamos separados por muito tempo", Hermione revidou. "O pobre querido se foi e se machucou de uma maneira incômoda."

Os olhos de Fred se arregalaram com nervosismo antes de estreitar-se. "Machucou-o, você? Apenas assim para você se preocupar com ele, não é?"

"Se eu quisesse um gêmeo Weasley impotente, eu teria saído com você", Hermione revidou, seu temperamento aumentando incontrolavelmente.

"Hora de fazer uma saída", Harry sibilou, olhando para o salão comunal cheio de Grifinórios assistindo com interesse.

"Eu não posso, ele está no meu dormitório", Hermione sussurrou quando várias pessoas se burlaram ou riram.

Fred deu um sorriso frio. "Isso não foi o que você disse na noite passada", ele disse com satisfação.

"Isso está ficando grosseiro", murmurou Ron, fazendo uma careta.

"Não, o que eu disse na noite passada foi-", Hermione começou calorosamente, então parou, sorrindo ironicamente. "Ora, oi, George."

George acabava de aparecer no fundo da escada das meninas. Ele olhou duro para ela, marchou rígido para Fred e Lee, e os arrastou para os dormitórios dos meninos. Hermione poderia ter jurado que ela ouviu ele dizer a palavra "reagrupar."


Notas Finais


Olá olá olá tortinhas, tudo bem com vocês? Espero que sim.

Vou ser legal e postar mesmo sem a meta estar toda cumprida e vou mudar um pouco o objetivo final, que tal?

Enfim, queria agradecer as 1196 visualizações, 71 favoritos e 165 comentários, vocês são demais!

Só para informa que já estamos na metade da história em galera.

Não deixem seus #Team caírem Hahahah

Até loguinho <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...