História Brincadeiras do destino - Capítulo 36


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Drama, Raiva, Realidade, Relacionamento, Revelaçoes, Romance, Sexo, Suspense, Tragedia
Visualizações 23
Palavras 450
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Suspense
Avisos: Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 36 - Capitulo 36


Haviam se passado um mês depois que San e Ken reataram firmemente o namoro. Se viam todos os dias na escola, pela manhã. As vezes a tarde, quando o garoto pulava sua varanda. A noite eles apenas conversavam por mensagem. Tudo ia bem, entre eles. Eram só felicidade. Mais algo começou a irritar ambos. Novamente as amizades.

Ken estava olhando pela a janela da sala de aula, de braços cruzados, enquanto observava San conversando com Dudu, seu novo amigo. Que é novato de outra sala. Estavam no último horário livre. Milla e Leandro o observava bufar a cada palavra e riso que eles davam.

-Cara, você é meu amigo e eu gosto muito de você, mais essa sua nova mania já tá chata. Para de ficar espionando a garota.- Reclama Leandro.

-Ela deveria estar comigo agora.- ele reclama.

-Mas vocês ficam juntos o tempo todo. Dá uma folga.

-Minha prima vai acabar cansando de você. Ela tem ciúmes de você com a Natália, mas não fica te espionando assim.- Milla diz.

-Acho bom esse babaca não ser um pervertido, porque tô de olho.

O sinal bate,eles saem da sala. Encontram com San e Dudu na saída.

-Tchau, San até amanhã.- Dudu diz acenando para a garota. Que acena de volta.

Ken segura a mão da garota emburrado, e vai caminhando para fora da escola.

-Hoje a aula estava chata né?-San comenta com Ken.

-Hm.

-Ainda bem que é o último mês de aula.

-É.

O caminho quase inteiro foi assim, ela dizia algo e ele apenas concordava. San revirou os olhos e respirou fundo.Ficou então um silêncio. E nada dos dois se ouviam. já na porta de casa, Milla e Leandro entraram. Ken encostou na parede e ficou calado. San ficou irritada.

-Não vai falar nada não?- disse quebrando o silêncio. Ele a olhou.- Está muito calado pro meu gosto.

-E você estava bem felizinha com seu novo amiguinho.-disse olhando para a frente.

-O que?

-Você ouviu muito bem.

-E só posso ter escutado errado.- ela disse acusativa. Ele ficou calado.- Quando você fica agarrado com aquela pirua da Natália, eu não falo nada. Mais você não pode me ver C.O.N.V.E.R.S.A.N.D.O  com o Eduardo, que já acha ruim.- Sua voz saiu séria e ríspida.

-Opa, perai. Agarrados não. Agente também conversa.

-Sim, com as mão né?

-Claro que não San. Para de bobagens. 

-Você não perde mesmo essa mania de me chamar pelo nome. não é?- disse ela revirando os olhos.

-E o que isso tem a ver agora?

-Nada Ken, Nada.

-Ei, espera.- ele segura de leve o braço dela.- Não fica chateada comigo. Te amo.- ele diz e ela o olha surpresa. Logo sorri e eles se beijam.


Notas Finais


Capitulo cocô.
hehe...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...