História Brincando Com o Amor - Capítulo 54


Escrita por:

Postado
Categorias Alfonso Herrera, Anahí, Christian Chávez, Christopher Uckermann, Dulce María, Maite Perroni, Rebelde (RBD)
Personagens Christopher Uckermann, Dulce Maria
Tags Romance, Vondy
Visualizações 210
Palavras 883
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 54 - 53 Capitulo


O médico do time entrou em campo correndo, o jogo estava parado, todos observavam a Christopher, a plateia estava em silêncio, o clima de tensão estava no ar, todos estavam apreensivos por saber o que de fato estava ocorrendo, Christopher pareceu despertar, ele até levou uma de suas mãos ao rosto, o que foi um alivio para todos que observavam, Ufa, ele recobrará os sentidos. logo dois maqueiros entraram em campo com uma daquelas macas próprias para campo de futebol, o colocaram nela e então o retiraram do campo, levando o mesmo para o vestiário do time para fazerem os primeiros socorros, com o impacto da colisão Christopher acabou por abrir a sobrancelha. Já no vestiário o medico do time lhe deu cerca de 6 pontos.

Mesmo que não devesse Dulce preocupou-se com Christopher, mesmo não conhecendo muito bem o esporte, sabia que sair do campo em uma maca não era bem a definição de esta tudo bem, então sem nem pensar duas vezes –  pois se fizesse isto com certeza não tomaria esta decisão. – se levantou da arquibancada, saiu da mesma e foi para o vestiário, precisava ver se ele estava bem. Ela caminhou com seu coração apertado pelo corredor do vestiário, adentrou o mesmo e com cuidado foi caminhando, não queria ser vista, não queria que Christopher soubesse de sua preocupação, mas queria ver com seus próprios olhos que ele estava bem. Seu coração descansou ao vê-lo sentado em um dos bancos de concreto que havia, ele apoiava suas mãos no banco enquanto mantinha a cabeça erguida enquanto o medico terminava de isolar a área dos pontos. De detrás de uma fileira dos armários, Dulce observava a cena em total silêncio.  Quando o médico pediu para que ele descansasse um pouco, que ele iria voltar ao campo, mas que em minutos voltaria para vê-lo, Dulce apressou-se em se esconder para que não fosse vista, ela focou toda a sua atenção naquele homem de meia idade, não queria que ele a pegasse ali de forma alguma, quando ele se foi, Dulce então pensou em ir embora também, era o correto a se fazer. Mas ao invés disto, Dulce novamente olhou para Christopher, mas o que ela não esperava era que seu olhar de certa forma se encontrasse com o dele. 


–  O que faz aqui? –  perguntou ele. Ela então certa de que havia sido descoberta saiu de trás dos armarios, um pouco desconcertada por ter sido pega em flagrante.


–  Vim ter a certeza do quão frouxo você é ne, por que com aquele esbarrão inofensivo você quase entrou em coma. –  debochou. Já ele deu um leve sorriso e balançou a cabeça negativamente.


–  Boa tentativa Dulce, mas eu sei que você esta aqui por que se preocupou comigo. –  Ela deu uma gargalhada.


–  Eu me preocupei? Não se de uma importância que você não tem. 


–  Você pode dizer o que quiser, pode tentar me ofender ai a vontade, o que importa é que você se preocupou comigo. –  Afirmou ele ainda sorrindo. 


–  Não seja patético, apenas vim para poder rir da sua cara. –  Novamente ele balançou a cabeça de forma negativa.


–  Se fosse verdade você não teria tentado se esconder, não perderia a oportunidade de rir na minha cara. –  Afirmou.


–  E não estou perdendo! –  Ela abriu um enorme sorriso.


  Ai... –  Ele levou a mão ao local dos pontos, fechou seus olhos com um semblante de dor, deu uma balançada como se estivesse tonto. 
Ao vê-lo daquele jeito Dulce arregalou seus olhos imediatamente, não fazia ideia do que fazer e um sentimento de pavor começou a tomar conta de si. 


–  Christopher, o que você esta sentindo. –  Ela então correu para proximo dele, sentou-se ao seu lado, tocou as costas dele com uma de suas mãos para de certa forma evitar que ele caisse para trás, algo que se acontecesse provavelmente cairia os dois. –  Christopher, fala comigo, por Deus. –  Ela tocou o rosto dele virando para sí, ele então abriu os olhos e riu. Sim, ele riu! Dulce não podia acreditar, mas ele riu. –  Você é um imbecil. –  ela fez menção de se levantar, porém ele a segurou. 


–  Viu como é preocupação? Baixa a guarda, por favor, só por um momento. –  ele a olhava nos olhos. –  Não é pecado se preocupar com alguém. 


–  Eu sei que não. –  seus olhos estavam fixos um no outro. Era tão bom se ver refletida nos olhos ele. 


–  Obrigado por ter vindo, isto significou tanto para mim. –  Ele então tocou o rosto dela e acariciou sua bochecha com o polegar. 

Ela nada respondeu, nem mesmo retirou a mão dela de seu rosto, apenas abaixou seu olhar, sabia que aquilo estava errado, não deveria ter baixado a guarda para ele, não para ele, ele não merecia, havia a feito sofrer mais que qualquer um na vida, mas no fundo ela queria aquele momento de paz tanto quanto ele, queria poder olhar nos olhos dele e ver seu reflexo, queria sentir seus toques, suas caricias, mesmo que não devesse, mesmo sendo tão errado. ele então desceu sua mão para o queixo dela e seu polegar tocou os labios dela, ele então contornou-lhe os labios fazendo assim com que ela voltasse a olha-lo nos olhos, foi a deixa que ele precisava, ele então aproximou seus labios dos dela, retirou sua mão e tocou seus labios nos dela. 
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...