História Bring Me Back - Capítulo 3


Escrita por: ~ e ~Iambe

Postado
Categorias Dianna Agron, Justin Bieber, Shawn Mendes
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais, Shawn Mendes
Tags Dabiebz, Dianna Agron, Drama, Exército, Justin Bieber, Romance, Shawn Mendes
Visualizações 205
Palavras 1.822
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Famí­lia, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi genti ♡

▷ Muito obrigada por todos os comentários no capítulo anterior bem como a todos os favoritos, que, no caso, já são mais de 100 no momento. Obrigada por continuarem connosco e por todo o carinho que têm demonstrado ♡

▶ Os comentários no capitulo anterior ainda não foram respondidos (irei responder já já prometo) mas a maioria de vocês comentaram sobre quererem que o Justin apareça logo. Descansem, esse momento está para breve. Quando menos esperarem ele aparecerá haha Por isso preparem esse coraçãozinho ♡♡

▷ Já viram a nova capa? Gostaram? sz

▶ O capítulo não foi betado para não atrasar na postagem por isso relevem qualquer erro.

enjoy ♡

Capítulo 3 - 02. Eu Prometo;


Fanfic / Fanfiction Bring Me Back - Capítulo 3 - 02. Eu Prometo;

Portland, Oregon, EUA.

Point of view; Madeleine.

 

一 Mamãe! Mamãe! 一 Olhei em volta procurando por Miguel mas eu me sinto perdida. Perdida no meio de umas árvores. Sozinha.

Onde eu estou?

一 Miguel? Onde você está?

一 Mamãe, ele vai me pegar! Mamãe, me ajuda! 一 Miguel chamava por mim me fazendo desesperar por não conseguir ver onde ele se encontrava. 一 Mamãe! 一 Ele soltou um gritinho e meu coração apertou na hora. Mas logo suspirei aliviada quando ouvi sua risada gostosa.

O barulho de folhas secas sendo pisadas me atraiu e meus olhos logo viram Miguel sendo carregando nos ombros de Justin.

一 Justin, toma cuidado. Ele pode cair 一 Disse preocupada.

一 Relaxa, estou segurando bem. 一 Caminhou até mim. 一 Nosso pestinha queria me pegar e, no final, eu que o acabei pegando. 一 Soltou um riso fraco antes de depositar um selinhos nos meus lábios. 一 Vamos pra casa?

一 Não, papai! 一 Miguel resmungou. 一 Você prometeu ao Miguel que iríamos tomar sorvete. 一 Fez cara de choro.

一 Ele pode ter herdado minha cara mas o feitio é, definitivamente, igual ao seu, amor. Sempre querendo ganhar a sua. 一 Justin disse enquanto me encarava sorrindo.

一 É claro que tem algumas coisas minhas, Justin, mas as maioria das manias são iguais às suas. Você já reparou nele quando ele está no sofá assistindo desenho? Quando está na frente do espelho? Ou simplesmente quando acorda?  Ele é você em tudo e, pra ser sincera, eu adoro isso. 一 Justin me olhou orgulhoso e, eu dei um tapinha em seu ombro, sorrindo, antes dele me puxar para os seus braços e me abraçar.     

一 Nós vamos né, papai? Eu quero! 一 Miguel falou nos chamando à atenção.

一 Sendo assim, rumo à sorveteria, capitão Miguel! 一 Justin bateu continência fazendo meu bebê gargalhar tal como eu. 一 Eu te amo, Maddie. 一 Sussurrou contra os meus lábios antes de me beijar.

 

Acordei num suspiro mas logo senti a respiração calma de Shawn batendo contra a minha nuca o que me fez sorrir fraco mesmo com os olhos marejados. Seus braços abraçam meu corpo e, quando me remexo, estes me apertam mais e aproveito essa deixa para me aconchegar mais em seu corpo. Inclinei minha cabeça e o encarei. Shawn Mendes é um homem maravilhoso. Lindo, de alma e coração. E eu sou eternamente grata por o ter na minha vida. Ele esteve do meu lado nos momentos em que eu mais precisei e prometeu sempre continuar. Shawn completou uma parte do vazio que há em mim e que sempre irá haver mas, aos poucos, entendo que preciso começar a saber lidar melhor com ele. A dor jamais abandonará a minha alma e sempre irei sentir falta de Justin. Mas ele sempre permanecerá em meu coração e na minha vida.

Miguel é igualzinho ao pai.

Eu me sinto uma péssima mãe por não dar toda a atenção que ele merece. Na verdade, eu sou uma mãe muito ruim. Deus me abençoou com um bebê, fruto do melhor que eu e Justin tivemos, e eu basicamente descartei a oportunidade de ter um pedacinho do Justin mais perto de mim. Eu simplesmente não queria acreditar que a idealização que eu tinha feito da minha vida virou de ponta de cabeça num simples piscar de olhos: eu tive um filho com Justin mas acabei perdendo o amor da minha vida. Apesar disso eu agradeço todos os dias a Deus por ter colocado Shawn de novo no meu caminho. Se não fosse por todo o apoio que ele me deu eu não sabia o que seria de mim neste momento. Nem de Miguel. Shawn e meus pais foram um grande alicerce em minha vida durante estes anos. Eu não merecia mas Deus me deu uma segunda chance. E Ele sempre sabe o que faz.

Olhei para o relógio que estava em cima do criado mudo e decido que está na hora de me levantar. Preciso preparar tudo para o café da manhã antes que todos resolvam acordar. Consegui me levantar sem que Shawn despertasse e me apresso a vestir meu robe. Assim que coloco meus pés no corredor, meus olhos viajam até à porta, que está do meu lado, entreaberta. Aproximo-me calmamente e a minha mão lentamente a empurra. Miguel está esparramado, de barriga para baixo, no meio da sua cama enquanto abraçava o ursinho de pelúcia que sua avó Patricia lhe dera e que fora de seu pai.

Sorri lembrando de todas as vezes que observei Justin dormindo da mesma forma.

Avanço cautelosamente e quando dou por mim, estou com os olhos marejados. As palavras proferidas por Shawn na semana passada ainda permaneciam na minha cabeça. Ele tem razão. Sempre tem. Miguel é o mais inocente nesta história e não merecia sentir tudo o que tem vindo a sentir por minha causa. Eu preciso realmente seguir em frente.  

Cinco anos é demais.

E meu bebê já cresceu tanto.

E eu perdi parte de tudo isso.

 一 Mamãe te ama muito, meu amor. 一 Sussurrei quando cheguei junto dele. 一 Pode não parecer mas você é a melhor coisa da minha vida. 一 Beijei sua têmpora e o cobri melhor com sua manta do homem aranha. 一 Eu prometo que a partir de agora tudo irá melhorar.

Eu irei tentar ser uma mãe melhor. Miguel merece isso. Na verdade, ele merece tudo o que estiver ao meu alcance.

Encostei a porta tentando fazer o menor barulho possível e me dirijo para a cozinha. Preparo tudo o que acho necessário, tal como o faço nos outros dias e, um tempo depois, quando estou terminando de arrumar a mesa, ouço risadas. Meus olhos se erguem quando vejo Shawn, já arrumado, passando na porta, e trazendo consigo Miguel. Meus dois amores.

— Bom dia, amor. — Shawn aproximou seu rosto depositando um selinho em meus lábios, fazendo Miguel, em seu colo, soltar um resmungo. — Dá um beijo na mamãe, campeão. — Ele estendeu seu corpo na minha direção e, diferente dos outros dias, eu o segurei, apertando-o em meus braços. Meu nariz inspirou seu cheiro e eu sorri sentindo meu coração acelerar. Miguel me encarou por um tempo até que fungou formando um bico e eu lhe apertei mais em meus braços e dei um selinho o fazendo soltar uma gargalhada gostosa.

— Eu amo você muitão, mamãe.  

— Eu também te amo muitão, Miguel. — Falo visivelmente emocionada.

Shawn sorriu para mim e nos abraçou logo de seguida.

— Olha que momento lindo, George. — Minha mãe falou quando entrou na cozinha, seguida de meu pai, que sorriu ao me ver com o neto nos braços.

— Vamos tomar o café da manhã logo porque nosso garotão tem que ir pra escolinha, né. — Shawn bagunçou os cabelos de Miguel que desceu do meu colo e começou uma perseguição em volta da mesa ao papai Shawn, o que desencadeou gargalhadas vindas de todos ali presentes. Miguel odeia quando lhe fazem isso, tal como o Justin odiava que lhe mexessem em seus cabelos.

E foi naquele momento, ali em família, que eu dei conta de que tudo o que eles fizeram e tentaram fazer por mim. Eles nunca quiseram fazer com que eu esquecesse Justin mas sim abrir meus olhos para que eu desse conta de tudo o que estava perdendo por pensar só em mim, na minha dor e não na dor que outros sentiam, na dor que eu fazia os outros sentir.

— Mãe, ontem eu estive checando e estão faltando alguns produtos essenciais no restaurante. — Falei um tempo depois.

— Eu verifiquei na terça-feira e estava tudo certo até a próxima vinda do fornecedor,  filha. — Meu pai enunciou e minha mãe me encarou confusa.

— Isso é ótimo! —  Vibrei mas todos me encararam de cenho franzido. — Sabem o que significa? Nosso restaurante está crescendo!

— Oh, isso é maravilhoso! — Exclamou mamãe.

— Se quiserem, posso passar no mercado depois de deixar Miguel. — Shawn disse. Sempre atencioso o meu noivo.

— Eu mesma posso ir. — Descansei minha mão na sua perna. — E levarei Miguel na pré-escola. — Shawn sorri enlaçando nossos dedos antes de depositar um beijo no dorso da minha mão.

— Mamãe vai me levar na escolinha hoje? — Miguel perguntou demonstrando estar prestando atenção na conversa. — Eba! — Saltou da cadeira nos fazendo sorrir.

— Eu vou, meu amor. Eu vou hoje e, a partir de agora, sempre que você quiser. — Beijei seu rosto.

 

一 Senhorita, Elnour. Que surpresa a ver aqui. 一 Uma mulher atraiu a minha atenção.

— Desculpe, eu a conheço? — Me demonstro totalmente confusa com sua intervenção.

一 Sou uma das professoras da sala do pequeno Miguel. 一 Olhou para meu filho que continua agarrando minha mão, tal como fizera todo o caminho.

Faz um bom tempo que eu não venho aqui. Me sinto envergonhada por isso. Por não acompanhar meu filho. Eu sou realmente uma mãe horrível.

— Ah, me desculpe. — Falei constrangida. — Eu não sabia.

— Não tem problema. — Sorriu compreensiva. — Fico feliz por a ver aqui.   Pelos vistos, Miguel também. — Olhei para o meu bebê e o mesmo me olhava sorrindo. — Volte mais vezes. Um dia, posso até lhe pôr a par de toda a evolução que Miguel tem tido, se quiser, é claro. — Referiu voltando a ter a minha atenção.

— Ficaria agradecida. — Sorri antes de me baixar. — Mamãe mais tarde vem te pegar, ok? — Ele assentiu. — Se comporte. — O mesmo me abraçou forte.

— Eu amo você, mamãe. Não esqueça de Miguel.

— Nunca, meu amor. — Deposito um beijo em sua testa antes do mesmo se afastar com sua professora, sem deixar de olhar para trás e me acenar até entrar.

Respiro fundo antes de fazer meu caminho em direção ao mercado que não ficava muito longe dali. Felizmente, amanhã já é sexta-feira, dia em que fornecedor vem, então não será necessário comprar em grandes quantidades. Assim que coloco meus pés no mesmo, pego num carrinho e começo a percorrer todas as prateleiras, procurando por tudo o que precisava. Verifico se não me esqueço de nada e após confirmação, sigo para a caixa.

— Bom dia, senhora Bennett. — Cumprimento a senhora já bem conhecida. A mesma faz o mesmo me dando um sorriso e, enquanto faz o seu trabalho, começa a perguntar pela família, num gesto de pura educação, visto que já nos conhece há anos.

No total, tudo o que comprei deu origem a quatro sacos. Eram um pouco pesados mas nada do qual eu não conseguisse transportar. Na volta, cumprimentei as pessoas que passaram por mim mas, quando estava quase a chegar na minha rua e parei um pouco para descansar, tive a leve sensação de estar sendo observada. Olhei em volta e, como não vi ninguém, resolvi continuar caminho. Mas, assim que dobrei a esquina, eu ouvi algo e no momento em que virei o rosto, eu vi, o que parecia ser, um vulto. Meu coração começou a pular fortemente contra o meu peito na hora e logo apressei o passo parando só em casa.


Notas Finais


Parece que se fez luz na cabeça de alguém e finalmente Miguel terá uma mãe presente ne já estava na hora de Maddie cair em si plmdds
E será que era realmente algo ou é coisa da cabeça dela? hehe who knows rs

Não esqueçam de deixar o que vocês acharam do capítulo nos comentários! É de extrema importância para nós duas ♡ Deixem também sugestões do que acham que irá acontecer daqui para a frente. Façam suas apostas, vamos ver quem ganha haha ♡

Outras fanfics nossas:

Hold On: https://spiritfanfics.com/historia/hold-on-450823

Frankenstein: https://spiritfanfics.com/historia/frankenstein-9810327

Red: https://spiritfanfics.com/historia/red-9960207

Wildflower: https://spiritfanfics.com/historia/wildflower-9039778

xoxo da bia e da ju ♡♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...