História Bring Me To Life - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 5
Palavras 1.613
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Mistério, Misticismo
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Ta ai mais um capítulo, espero que gostem!!!

Capítulo 2 - Que dia!


  A sensação de ouvir a voz da minha mãe foi assustador, um pouco de medo tomou conta de mim, não sabia o que fazer estava em estado de choque total. Meus amigos me olhavam confusos com o mesmo sentimento que o meu, decidi olhar pra traz para vela melhor, ao mesmo tempo em que ela se abaixava, via um pouco de lágrimas desse de seus olhos, não entendi o porque daquilo...

 - Filho...-me viro para ver ela melhor - por que você não mim conto antes?...

 - Mae...é mais complicado do que a senhora imagina

 - Como complicado... - olho pro meus amigos e olho de volta pra ela - eu tinha que ser a última?... 

-Desculpa não era minha intenção - me levanto - a gente pode conversa em casa? - ela se levanta em seguida 

- OK - fala enxugando as lágrimas, se aproximou de mim e beijou minha testa - te amo filho - e sair em direção ao trabalho.

A parti daquele momento minha mente paro por alguns segundos precisava processar todo aquilo, aquele momento que decidia minha vida daqui pra frente. Voltei com a voz de Minnah, bem longe

Minnah - Peter,Peter,Peter, Peter... - olho pra ela, esta com uma cara de apavorada e Max me cutucando - está tudo bem?

 Max - claro que não né, você não viu o bafão que aconteceu aqui?

Minnah - Claro que vi!... 

 Max - E pergunto por que? 

Minnah - Pra saber se ele te bem seu idiota  

Max - idiota é você, VA... - olha pra e Max que para rápido

 - Gente por favor, não é hora de briga.. - falo olhando pra eles - preciso de um abraço! Termino de fala e já sinto o abraço deles, não tem melhor. Se desgruda mós . - Vocês são os melhores 

 Minnah - Eu sei

Saímos em direção a entrada da escola, todos aqueles seres chatos e inúteis estavam cochichando já estava me sentindo em comodado, mas conseguimos entra no templo do terror . Escola. Estava meio vazio, pois metade da escola estava lá fora, já estava respirando aliviado e me recuperando quando vejo uma certa muvuca na outra entrada da escola, pedi que não fosse mais problemas, como "Deus" nunca me atendeu já vir que eu ia ter problemas. Todos se afastando do meio do corredor mas não entendi o por que mas logo vi a causa, eram os grandes merdas da escola, Hellyn estava do lado de Danyel atrás deles estava Britney, Cléo do outro lado estava Lucas e Dante, sinto cheiro de coisa ruim...estavam cada vez mas perto, então decidimos ir para outro canto quando...

Sinto meus livros serem derrubados no chão e olho pra trás

 Hellyn - Por que vocês viraram as costas para mim? Vocês estão loucos?

 - Oi minha filha não entendi?! Você esta falando com a gente? 

 Lucas - Claro seu idiota, tem outros merdas aqui?! - ele se vira pra Dante e batem as maos 

Minnah - Claro que tem, vocês, que não deveria nem ser comparada com ela 

Hellyn - Cala sua boca puta... 

 Minnah - Puta é a sua mãe que fico com seu pai por dinheiro

 Dante - Falo da mae não deixava 

 Max- Cala sua boa seu escroto do caralho

Me abaixo para pega minha coisas que estavam no chão e vejo outra mão olha pra frente e vejo a Britney solto um sorriso de canto de boa e ela faz o mesmo, ela me ajuda rápido e volta para onde estava, me levanto, olha pra frente e vejo Danyel solto em leve suspiro fico parado alguns segundos ali, logo saio daquele transe. As duas ainda estão brigando e Max se meteu, puta merda não vai da certo;

Max, Minnah chega briga com essa vaca não vai muda nada em nossas vidas - logo vejo os dois se calarem

Hellyn - É bom mesmo vocês se calarem se não... - interrompida por mim

 -Minha querida vai tomando o caminho do cercado se não vou pedir pra sapatão da minha rua vim a que e te da uma surra que nunca mas tu vai olhar pra mim

Hellyn - Isso é uma ameaça, posso te processa

- Entenda como você quiser - falo chegando perto dela - você ta ouvindo né?! - sinto uma mão afastando meu peito, olho e velo que é Danyel com um sorriso sem graça...

Danyel - Cara calma ela entendeu, certo?!

- Acho bom mesmo!

Hellyn - você me paga seu merda! - ela se afasta 

 Saio de perto deles eles se viram e sai, ouso murmúrios da Hellyn mas to poco me fudendo, olho em volta e vejo varias pessoas saindo de perto, olha pra Danyel de costas e vejo se vira na mesma hora e pisca pra mim... Porra meu coração paro,não sei o que fazer, olho pra Max e Minnah

Os dois - oque foi?! - continuo sem reação

Max - bixa fala! - olho pra ele - fala!!

- Oque ta acontecendo hoje?!

Volto ao meu normal, que não é tao normal assim e começo a conversa com Max e Minnah pra entender o que aconteceu pos não sei de onde saiu aquilo ou quele ser, deve ser o fato de aguentar três anos de "humilhação" delas povos mas hoje não deu tive que fala, vamos para nossos armários para pegar troca os livros e pega o resto que estava faltando

Quebra de tempo

Max - Bixa a senhora se supero hoje, enfrento a Hellyn merdinha olha ta de parabéns

Minnah - e ainda ganho o boy dela olha ta se superando

- Para gente foi só uma piscadela e ainda mas nem sei se foi pra mim, mas vocês não ficam atrás não

Max - claro que foi... - olho pra ele revirando os olhos - tu sabe que foi pra ti deixa de ser sonso, eu ia da na cara dela

Minnah - Tudo oque tu queria, uma chance com o boy da inimiga - olho pra ela e sou uma risada falsa

- Tudo o que eu queria virgula, o fato de eu achar ele gostoso não quer dizer que eu queira da pra ele

Max - Mas bem que a senhora que?! - faço um olhar ameaçador pra ele - a senhora é muito sínica mesmo

Começamos a ri e logo o sinal toca, meu senhor esse sinal é o Satan só lembro de baby one more time da Britney Spears tento me controla mas não dá...

Max - bixa se controla não vai da uma de doida a que

- Vou tenta - só que não

Vou de pressa pra sala de aula cantarolando e me separa de Max e Minnah pos nossas aulas são diferentes, nos despedimos e eu entro na sala, porra não acredito, vejo Lucas e Dante nas cadeiras de traz já tinha esquecido que eles são dessa aula, eles estão nas cadeiras próxima as saídas do fim da sala vou me senta próximo a janela na terceira cadeira, jogo minha mochila e me sento, a professora entra e logo atrás Danyel, merda não acredito oque ele ta fazendo a que. 

Prof - Bom dia gente, podem se senta e calarem a boca, por favor - eles continuam - gente por favor se sentem - eles se sentam mas não param de conversa, vejo ela se vira pro quadro ela levanta a mão com suas unhas enormes e passar, coloco meus dedos no ouvido e ouso bem baixo um leve arranhar, a sala toda se vira com uma cara de gastura - então agora posso da minha aula.?! Agora com toda a sala em silencio a prof pode começar.

Prof - Bem gente hoje nos temos um aluno "novo" a que, Danyel pode se apresenta 

Danyel - Acho que não precisa ne?! - fala se levantando 

 Prof - Por que?

Danyel - Acho que todos já me conhecem a que.

Prof - Ahhh, bem então pode se senta, AH?! - Danyel olha pra ele - por que você se transferiu para essa aula mesmo?!

Danyel - Porque achei mais interessante que a outra e pelas pessoas.

Prof - Não vá pensando que vai fica ai perto dos seus amigos, vai muda de canto - ele revira os olhos e ela olha a sala pra saber onde tem vaga - achei!, bem ali atrás do Peter - olho pra trás porra faço uma cara que não gostei - algum problema Peter?

- Não prof - abaixo a cabeça e ouso passos na direção da cadeira

Prof - Essa vai ser sua cadeira pelo resto do ano - fazem um certo murmuro mas logo param - não quero reclamações vai ser assim e pronto, tudo bem Danyel?

Danyel - sim - ouso ele se senta 

 Prof - tudo bem Peter ? - levanto a cabeça e faço que sim - que bom !

Vamos lá livro pagina 55 ... Tiro tudo da mochi e coloco encima da mesa pego o livro e guardo o resto, a professor começa a ler mas não consigo me concentra só pensava na conversa que eu ia ter mas tarde com minha mãe, ouso a prof me chama olho pra ela e pede pra mim ler o texto de 4 parágrafos, leio rápido e outra pessoa continua vejo a professora vim em minha direção.

 Prof - esta tudo bem? - olho pra ela e faço sim, ela solta um sorriso e sai - bem gente atividade paginas 58 e 59 sem reclama se não vai aumentar OK?! - ela se senta Sinto alguem me cutucado olho e vejo Danyel, oh my godi...

Danyel - oii?! - meu senhor me ajuda, levanto uma sobrancelha - pode me empresta um lápis? - procuro bem rápido e logo entrega - obrigado! - e solta um sorriso encantador.

Nossa senhor da bicicletinha me ajuda ...esse homem e tudo!

 .

.

 Continua ...  


Notas Finais


Talvez o próximo demore por que sou meio burrinho sabe. Rsrs ate💖💖💖


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...