História Broken - Jikook - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7, Lee Taemin
Personagens Jackson, Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Mark, Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Drama, Romance
Visualizações 27
Palavras 2.286
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, LGBT, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um capítulo <3 Desculpem não ter postado ontem, estou doente

Capítulo 6 - Capítulo 6


JUNGKOOK

    Dirigi-me para a casa de banho do meu quarto. Pus a toalha perto do duche para quando saísse do banho e outra toalha para secar o cabelo. Depois tirei a minha roupa e pu-la no cesto da roupa suja.

    Entrei no duche e liguei a água. Primeiro saiu fria, mas depois aqueceu. Lavei-me rapidamente, e depois tratei do cabelo: tive de passar champô três vezes, porque o chocolate e a farinha não estavam a sair, e terminei a lavagem. No duche, não tinha escapatória aos meus pensamentos, ao meu senso comum, os quais tinha evitado a semana toda.

    Estava a envolver-me com um menino que só conhecia há uma semana. A minha mente berrava comigo: «O que é que estás a fazer?!» Eu tinha aprendido muito sobre ele numa semana, mas não o suficiente. Eu não sabia quais eram as suas intenções, nem se ele se importava mesmo comigo...Todos aqueles atos podiam ser só representação. Será que ele fazia o mesmo com os fãs que encontrava? E se fosse tudo uma espécie de jogo doentio? E se o objetivo fosse só ir para a cama comigo e depois deixar-me? O pensamento assustou-me. Pensei em todos os meus comportamentos e ações de Jimin: eu era tão ridículo, tão imaturo. Como é que deixei alguém aproximar-se tanto em tão pouco tempo?

    Mas o meu instinto dizia-me para confiar em Jimin, a minha mente dizia que isto estava a avançar muito rapidamente e o meu coração dizia-me que estava tudo bem, porque nunca sentiu que eu estava a fazer algo de errado com ele. E, pensando nos seus olhos e na honestidade que vi neles, larguei as minhas dúvidas e parei de ouvir o senso comum.

    Pouco depois saí do duche e enrolei-me na toalha.

    A casa de banho estava quente por causa do vapor, tal como eu gostava. Tentei esvaziar a mente de todas as minhas dúvidas e concentrei-me em arranjar-me. Sequei-me. Saí da casa de banho para ir buscar a roupa que ia usar e voltei logo para dentro. Vesti-me rapidamente e depois passei à maquilhagem.

    Nunca fui o tipo de menino que põe maquilhagem, mas limitava-me apenas a colocar o essencial. Peguei num creme hidratante e pré-base, para proteger a pele, e espalhei-o pela minha cara. Quando já estava todo espalhado, pus uma base leve.

    Pus um corretor nas minhas olheiras e em duas borbulhas que tinha no queixo. De seguida, apliquei um iluminador debaixo dos olhos, das sobrancelhas e um pouco no nariz. Apliquei lápis na parte de baixo dos meus olhos. Por fim, apliquei lip tint com uma cor leve, sabor pêssego, quase igual à cor dos meus lábios.

    Peguei num secador que estava no armário, comecei a secá-lo com uma escova, para o ondular um pouco. Demorei tempo, mas no fim gostei do resultado. Tinha de estar perfeito: sabia que os paparazzi iriam estar lá e não queria parecer mal à beira de Jimin.

    Saí da casa de banho e calcei os sapatos. Saí do quarto e dirigi-me para o quarto de Jimin. Bati à porta, ouvi uma voz a dizer «Entra», e assim fiz. Vi Jimin à frente do espelho a tentar apertar a gravata.

    - Jungkook....Uau! Estás lindo! - disse Jimin, surpreendido com a minha «produção».

    - Obrigado. Tu também - agradeci, sentindo as minhas bochechas aquecerem.

    - Obrigado.

    - Anda, eu ajudo-te - disse, vendo que ele não conseguia fazer bem o nó da gravata. Num dos meus muitos empregos para arranjar dinheiro para sair de Daegu, tinha sido uma empregada de mesa em part-time. Uma das empregadas que já lá estava, Sun-Hee, tinha-me ensinado a apertar o nó da gravata, que fazia parte do nosso uniforme.

    Aproximei-me dele e diz-lhe o nó na gravata preta que ele escolhera.

    - Obrigado. O Taehyung é que costuma ajudar-me a fazer isto.

   - Não te preocupes com isso - disse, com um sorriso na cara. Dei-lhe um beijo na bochecha e vi que lhe tinha deixado a marca do lip-tint.

 - Ups! Deixa que eu limpo- exclamei, atrapalhado.

    Fui até à secretária e tirei um lenço de papel da caixa. Depois aproximei-me e limpei-lhe a marca de lip-tint.

    - Obrigado - disse Jimin, que permanecia imóvel.

    - De nada. Então vamos?

    - Vamos!

    Descemos os dois as escadas e dirigimo-nos para o carro. A viagem foi breve e pouco depois chegámos ao restaurante. Saímos do carro e imediatamente fomos cegados por flashes. Agarrei na mão de Jimin, entrámos e logo o empregado nos levou até a uma salinha privada onde estavam os meninos. O problema é que tinha uma janela e havia paparazzi  colados a ela com as suas câmeras.

    A mesa estava no meio da sala e lá estavam os quatro sentados à nossa espera.

    Taehyung levantou-se e foi baixar mais o estore da grande janela, bloqueando a vista aos paparazzi.

    - Ah, chegaram... - disse Yoongi, com um sorriso estampado na cara. - Prazer em conhecer-te, Jungkook, sou o Yoongi!

    - E eu o Taehyung!

    - E eu o Namjoon!

    - E eu o Jackson!

    - E nós somos os BTS! - gritaram os meninos, a rirem-se.

    - Não se esqueçam de mim... - disse Jimin, fingindo estar ofendido.

    - Oh, o Jimin está emocional! - gritou Yoongi.

     Desataram todos a rir, e eu também.

    - Então, venham sentar-se - convidou Jackson.

    E assim se fez. Sentei-me à frente de Jimin, entre Taehyung e Namjoon, e cruzado com Jackson e Yoongi.

    Observei Jackson, vestido com um fato: era muito musculado e tinha uma barba mal feita. O seu cabelo castanho claro estava penteado para cima, fazendo uma poupa bem conseguida. Tinha os olhos castanhos e um ar muito simpático.

    Namjoon tinha também a barba mal feita e o cabelo preto, penteado da mesma maneira que Jackson. Os seus olhos eram castanho chocolate e, tinha de o admitir, era bastante atraente.

    Yoongi era o mais pálido. Tinha o cabelo castanho todo despenteado e a barba mal feita. Os seus olhos azuis acinzentados eram difíceis de ver com tanto cabelo que os tapava.

    Finalmente, olhei para Taehyung. Este tinha o cabelo puxado para trás com gel. A sua cara esboçava, de momento, um sorriso, mostrando as suas covinhas. Os seus olhos verdes brilhavam com a iluminação da sala.

    Ele olhou para mim e eu desviei o olhar, envergonhado por estar a fitá-lo.

    Um empregado veio à nossa mesa e pedimos. Cada um pediu um prato diferente e, para beber, escolheram um vinho tinto. Eu pedi água, porque não me apetecia beber álcool. Quando o empregado se foi embora, começámos a falar.

    - Então, Jungkook, tu e o Jimin têm passado muito tempo juntos, em casa...O que andam a fazer? - perguntou Jackson, com um sorriso maroto.

    Os meninos desataram a rir e depois ficaram à espera da resposta.

    - Hum, nada - respondi eu, embaraçado.

    - Vá lá, diz-nos a verdade! - exclamou Yoongi.

    - Nada, mesmo! - declarei.

    - OK, OK! - respondeu Jackson, insatisfeito com a minha resposta.

    - Como é que um menino tão giro como tu pode estar com o Jimin? - perguntou Taehyung, namoriscando comigo.

    Ri-me quando ele disse a palavra «giro». Giro, eu? Mas a cara de Taehyung permanecia séria, e ele estava à espera da resposta.

    - Giro, eu? - ri-me - Taehyung, só podes estar a brincar.

    - Olha que não estou - disse Taehyung num tom quase inaudível.

    - Mudando de assunto! - interrompeu Jimin, com ciúme evidente no seu olhar - Então, Jungkook, estive a pensar numa coisa que podes fazer e queria discutir isso aqui contigo e com os meninos.

    - O quê? - perguntei, curioso.

    - Sabes, nós estamos a fazer uma campanha sobre bullying: «Together Against Bullying». Bem, vamos fazer uma festa de angariação de fundos...E eu queria saber se os meninos não se importariam se tu fosses a capa do anúncio! Tinhas de contar a tua história e depois podias cantar na angariação de fundos! Que acham? E tu, Jungkook?

    - Jungkook, tu foste vítima de bullying? - perguntou Jackson, preocupado.

    Senti-me desconfortável, com todos os olhos postos em mim. Flashbacks da minha adolescência passaram na minha mente. Controlei as minhas emoções, respirando fundo, e compus-me, forçando um sorriso.

    - Hum, s-sim, James - respondi. A minha voz estava fraca. Vi o arrependimento nos olhos de Jackson e a sala ficou silenciosa.

    - Eu acho que é uma excelente ideia, Jimin! - exclamou Yoongi, aliviando o assunto.

    - Apoiado! - disse Taehyung, percebendo o que Yoongi estava a fazer.

    - Eu também! - e Jackson juntou-se rapidamente aos outros.

    - Eu acho que o Jimin é um génio! - exclamou Namjoon, por fim.

    - E tu, Jungkook, que achas? - perguntou Jimin.

    - Não sei, tenho de pensar - respondi, hesitante. Nunca gostei de ser o centro das atenções, nem de ter câmaras a filmar-me, mas a minha história poderia ajudar alguém...

    - OK, depois diz-me a tua decisão.

    Anui com a cabeça.

    - Olhem, sabem o que eu encontrei? - perguntou Namjoon, entusiasmado.

    - O quê? - perguntámos todos.

    - Só um vídeo muito interessante no YouTube...Vejam! - Namjoon tinha um sorriso na cara mas tinha ar de estar a tramar alguma.

    O Namjoon clicou no play no seu ecrã e o vídeo começou. Reconheci-o logo: era um vídeo que uma fã tinha filmado no Suho's. O Jimin e eu a cantar...Quando ouvi a minha própria voz, escondi-me atrás do meu guardanapo, envergonhado: os BTS, músicos profissionais, estavam a ouvir-me a cantar.

    Espreitei atrás do guardanapo para Jimin e ele estava como eu. Com o guardanapo à frente da cara, mas não estava envergonhado, estava a olhar para mim, a sorrir. Eu também sorri. Depois começámos a brincar com os nossos pés debaixo da mesa. Ri-me, começando uma batalha de sapatos, toques e pisadelas. Tinha-me esquecido completamente dos outros, era só Jimin e eu.

    Aí parei de ouvir música e ouvi risos.

    - Que raio é que vocês estão a fazer? - gritou Yoongi, surpreendido.

    Aí, desatei-me a rir, olhando para as suas caras confusas. Jimin também estava a imaginar a figurinha que estávamos a fazer.

    Nesse momento a comida chegou. Pousaram os pratos à nossa frente e começámos a comer. Acabei muito rapidamente porque estava cheia de fome. Quando olhei para a frente estavam a olhar para mim como se eu fosse de outro mundo.

    - O que se passa? - perguntei.

    - Tu, tu...comeste mais rápido do que o Jimin - respondeu Taehyung, chocado.

    Olhei para o prato de Jimin e ele nem tinha comido metade.

    - Sim, e...? - questionei.

    - Isso é mesmo estranho. Tu e o Jimin são feitos um para o outro. Para passarem as vossas tardes a comer juntos. Já estou a imaginar, que romântico... - disse Yoongi num tom irónico.

    Toda a gente se riu. Eu já me tinha esquecido dos paparazzi: este jantar estava a ser o máximo! Os outros continuaram a comer e Jimin foi o segundo a acabar. Depois ficámos só a olhar um para o outro. Eu podia ficar a noite toda a olhar para aqueles olhos negros. Não sei como é que alguém pode ter os olhos tão profundos. Eu também tinha os olhos negros, mas não eram tão especiais como os de Jimin.

    Quando toda a gente acabou de comer, um empregado veio para anotar as sobremesas. Partilhámos os seis um bolo enorme de chocolate que rapidamente devorámos. Depois ficámos mais um tempo a conversar e a seguir fomo-nos embora. Despedi-me dos meninos e saímos. os paparazzi começaram a tirar-nos fotos e a gritar para nós. Fomos a correr para o carro e seguimos o caminho para casa.

    - Então, gostaste do jantar? - perguntou Jimin, com um sorriso estampado no rosto.

    - Sim! Eles são mesmo simpáticos - respondi, relembrando o jantar.

    - Pois são. Sei que também te adoraram!

    - Achas mesmo? - perguntei, nervoso.

    - Claro que sim! Então, já pensaste quanto ao anúncio do bullying?

    - Sim, acho que vou fazê-lo, mas eu tenho de contar a minha história desde o início, prefiro fazê-lo de outra maneira do que a falar...

    - Como assim? - perguntou Jimin, confuso.

    - Estava a pensar...Eu tenho um diário enorme que está sempre na minha mochila, e ele conta a minha história. Podíamos publicá-lo para o anúncio, ou algo do género.

    - Essa ideia é genial! - exclamou Jimin.

    - OK, eu dou-te o diário quando chegarmos a casa.

    - Mas estás confortável com isto? Eu não te quero forçar a fazer nada...

    - Está tudo bem - acalmei Jimin, passando a minha mão pelos seus cabelos despenteados.

 

     JIMIN

    Chegamos a casa e Jungkook foi para a casa de banho pôr o pijama e tirar a maquilhagem. Eu vesti rapidamente o meu pijama e fiquei à espera dele enquanto via televisão na sala.

    Pouco depois ele desceu as escadas e eu desliguei a televisão. Deu-me um beijo na bochecha e sentou-se ao meu lado.

    Deu-me um caderno muito grande e , primeiro, não percebi o que era. Via hesitação no seu olhar, mas depois uma sensação de segurança invadiu os seus olhos.

    - Está aí toda a minha história. Tem cuidado com esse caderno - pediu Jungkook, com a voz frágil.

    Olhei para ele: era um diário com a capa azul e com letras de jornal recortadas a dizer «Jungkook».

    - Tens mesmo a certeza, Jungkook? Eu não te obrigo a fazer nada. Se não te sentires preparado para partilhar a tua história não tens de o fazer.

    - Não te preocupes, Jimin. Acho que está na hora.

    Ficámos abraçados durante algum tempo, até Jungkook se retirar para o seu quarto.

    Parecia que esta noite eu tinha muita leitura para fazer...

Continua...


Notas Finais


Espero que tenham gostado <3 Até amanhã


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...