História Broken Butterfly - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Gore, Romance
Visualizações 7
Palavras 752
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, LGBT, Luta, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 7 - Eu queria falar uma coisa pra vc


Fanfic / Fanfiction Broken Butterfly - Capítulo 7 - Eu queria falar uma coisa pra vc

Érick - oq quer me contar?

Lúcia - e-eu...te...

De repente a cabeça de Lúcia começa a tremer e de debater como se algo quisesse sair de dentro, Érick olha confuso para ela e tambem meio assustado

Érick - Lúcia está tudo bem?

Do nada o rosto de Lúcia começa a se duplicar como se estivesse com uma máscara, e alguns segundos depois os dois rostos dela começam a se separar até que ocorre um clarão e todas as luzes se apagam 

??? - já estou farto destes seus joguinhos 03, não vou mais aturar essa merda

Pode ser ouvir uma voz de dentro de Lúcia fazendo com que Érick fiquasse espantado e confuso, Lúcia se encontrava de cabeça baixa e de repente seu corpo começa a flutuar devagar até chegar um outro dois metros de distância do chão e parar de subir, as pessoas estavam todas como estátuas e nada acontecia, Érick se afasta alguns passos para trás observando o corpo de Lúcia

Érick - Lúcia...seja lá o que for que esteja no corpo da Lúcia, o que vc quer?

De repente algo vem a mente de Érick "algo irá junto de vocês" Érick fica pasmo e seus batimentos começam a aumentar 

??? - eu? Você sabe o que eu quero...quero que sintam a dor que merecem 

As janelas começam a bater e vibrar e Lúcia joga a cabeça para cima com seus cabelos esvoaçando no ar com se estivesse em um tornado 

Érick - a "d-dor que merecemos"? Por...que nós merecemos sentir dor ?

??? - você não sabe não é mesmo?

Érick - não sei o que?

??? - tudo que ela já fez...tudo que ela já causou...todos a quem ela machucou...

Um silêncio preenche o lugar então o corpo de Lúcia começa a descer e senta-se no banco alguns segundos levam até que algo voe do rosto de Lúcia e entre na boca de Érick, uma imagem fica gravada em suas retinas, o rosto de um homem com os olhos ambar e a pele de um tom meio escuro, o susto o deixa ofegante e o faz cair no chão

Ele leva alguns segundos até ajeitar sua respiração e se acalmar, logo ele levanta e senta em seu banco tentando se acalmar totalmente, sem mais nem menos todas as luzes se ligam e as janelas e portas se abrem, além de todas as pessoas voltarem ao normal

Érick olha para Lúcia e ela se encontrava de olhar baixo com o rosto virado para a mesa, alguns segundos levam até que Érick veja algumas lágrimas caindo do rosto de Lúcia, ela levanta seu rosto com lágrimas nos olhos levanta-se e se senta no banco, ao lado de Érick o abraçando fortemente e escondendo seu rosto no ombro do mesmo

Lúcia - o-obrigada...

Lúcia diz com sua voz tremula e abafada 

Lúcia - amo você

Lúcia sussurra na esperança de se confessar em silêncio 

Érick então envolve Lúcia em um abraço caloroso e gentil 

Érick - eu também amo você 

Érick diz próximo do ouvido de Lúcia o que faz com que Lúcia fique com seu rosto avermelhado com um rubor nas bochechas pela vergonha

Lúcia - v-você...você não devia ter ouvido 

Lúcia diz enfiando o rosto no peitoral de Érick envergonhada 

Érick solta alguns risos e logo solta um pequeno suspiro parecendo aliviado, até que ele lembra daquilo que a voz disse "tudo que ela já fez" Érick acha melhor não tocar no assunto para não estragar o momento

Érick - Lúcia...você quer comer mais ou peço a conta?

Lúcia não responde então Érick dá uma olhada no rosto da mesma, e aparentemente a mesma estava adormecida ele então sorri e pede a conta, chegando em casa Érick entra no apartamento com Lúcia nos braços e a deita em sua cama a deixando coberta e confortável 

Érick então senta-se na sala e antes que possa ligar a televisão ele sente uma dor cortante em seu estômago o que o faz cair do sofá para se ajoelhar 

??? - eu nunca falei que ía deixa-los em paz garoto

Levam alguns segundos para Érick sentir uma tontura forte e acabar ficando inconsciente sobre a mesa de centro

A última visão de Érick era a de um homem se formando de sombras em sua frente até o mesmo desmaiar Lúcia é acordada pelos grunhidos de dor que Érick emitira antes de desmaiar

A mesma desce rapidamente até a sala onde Érick estava e encontra o homem, em uma fração de segundos a expressão de Lúcia muda de uma preocupada para uma fria e cheia de ódio 

Lúcia - você não devia ter feito isso...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...