História Broken Flame - Capítulo 17


Escrita por:

Postado
Categorias Camila Cabello, Fifth Harmony
Personagens Ally Brooke, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Normani Hamilton
Tags Camila Cabello, Camila G!p, Camren, Camren G!p, Lauren Jauregui
Visualizações 1.253
Palavras 1.089
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Intersexualidade (G!P), Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey pessoinhas!
Como estão?
Qualquer erro...
Boa leitura!

Capítulo 17 - Presentes


POV Kristen

Após ver a cena nojenta das minhas mães se pegando na cozinha, voltei ao meu violão enquanto observava os meninos brincarem.

- Mana… Será que o almoço está pronto?

- Não. Acho que vai demorar para ficar. Nossas mães estão namorando. - Falei fazendo uma careta.

- Eca! - Eles exclamaram junto.

- Nosso plano deu muito certo.

- Deu mesmo, mas temos que jurar nunca contar nada a elas.

- Contar o que? - A Mama apareceu na porta e logo a mãe estava agarrada em sua cintura.

- Nada, mama. Só estamos com fome. - Ela olhou para Camila.

- Bom… Não consegui fazer o almoço, vamos ter que sair para almoçar. Vão se arrumar.

Nós entramos e ela foram juntas nossas coisas, ela se olhavam e sorriam muito, brincavam entre elas com piadas que ninguém entendia, mas eram engraçadas para ela. Não posso nem dizer que era como antes, pois parecia mais forte.

Deixamos o carro da tia Ally com ela, elas conversaram um bom tempo, Ally tinha o braço sobre os ombros de Mãe C e elas pareciam euforicas.  

No restaurante, eu já tinha combinado com os meninos, nunca pedir nada muito caro e nunca reclamar perta da mãe Camila, ela se esforça muito para nos dar a melhor educação, então, não custa nada nos privar de algumas coisas. E dá pra ver como ela fica mal quando não pode nos dar algo.

- Eu queria uma coisa de vocês três. - Mãe falou e nós a encaramos. - Eu quero dar um presente legal para vocês, então vocês podem pensar até sexta e me dizerem o que querem.

- Não precisa, mãe. Estamos bem. - Tom disse e cutucou Rank.

- É mãe. Nós estamos bem, temos tudo. - Minha mãe olhou para Mama e ela nos encarou.

- A mãe de vocês quer agradar, não façam desfeitas a ela.

- E nada de coisas baratas. Eu quero dar algo realmente legal.

- Tipo um video game maneiro? - Rank falou e nós cutucamos ele. - Ou um livro? - Ele nos encarou e nós assentimos.

- Muito econômicos esse meninos. - Ela disse e voltou a atenção ao cardápio. - Vamos escolher, deixem isso para lá.

Estranhei a forma que ela falou, fizemos os pedidos e depois voltamos para casa.

POV Lauren

Camila ficou em silêncio o resto do almoço e depois fomos tomar um sorvete, os meninos foram se servir e me aproximei dela, beijando seu rosto.

- Está tudo bem?

- Fora meus filhos me verem como uma inútil que não pode dar presentes… está. - Ela selou nossos lábios.

- Eles não sabem, Camila. Estão sendo sensatos conforme nossa situação. Conta pra eles que foi promovida.

- Imagino quantas coisas eles não me pediram no decorrer dos anos.

- Eles são muito mimados, amor. Tem tudo que precisam, uma educação excepcional que nem nós tivemos, isso que nossos pais eram ricos, não se martirize por nada. Você se saiu muito bem.

- Você fala isso porque me ama.

- Deixa de ser teimosa, Camila. Falo porque é verdade. Agora vamos comer em paz, não se martirize. - Ela assentiu e segurou meu rosto, me puxando para um beijo intenso, devidamente retribuído.

- Hey… Estamos em público. - Kristen falou e nos afastamos. Fomos nos servir e a tarde foi bem agradável,

Quando chegamos em nada, Camila ligou para Robbie e perguntou quando receberia, agora estamos escolhendo uma casa.

- A primeira coisa que vou fazer na casa é colocar uma internet decente. - Ela disse, após as paginas demorarem a serem carregadas.

- Mama… Mamãe.

- Oi, meu pequeno. - Camila disse e bateu na porta. - O que deseja? - Ele olhou para porta.

- Não contem para os manos, mas eu queria dizer que presente eu quero.

- Claro. Pode falar.

- Eu quero um videogame moderno com muitos jogos e créditos para eu não me preocupar com o tempo que vou jogar.

- Bom… Acha que tem problema, Lo?

- Não. Só promete que vai estudar quando voltar a escola e não vai jogar até muito tarde.

- Eu prometo.

- Digita aí o seu video game que vou pesquisar com sua mama. - Ele abriu outra aba e digitou, depois a abraçou e beijou seu rosto.

- Obrigada, mãe. - Fez o mesmo comigo. - Obrigada, Mama.

- Um já foi. Agora os outros vou ter que investigar o que querem.

- Kristen quer um iphone. Faz muito tempo que ela quer.

- Podia ter me pedido, eu dava um jeito.

- Ela sabe disso, mas não queria te ver fazendo horas extras.

- Investigue o que eles querem, pequeno. É uma missão secreta.

- Está bem. - Ele disse empolgado e saiu da sala.

- Bom… Agora isso de horas extras acabou. Eu vou deixar todo meu trabalho pra você fazer e vou vir pra casa relaxar tomando um vinho caro.

- Sonha, meu amor. - Mordi sua orelha de leve e distribui beijos por seu pescoço.. - Vou ser uma funcionária tão dedicada que não vai querer ficar um segundo longe de mim. - Ela se arrepiou e sorriu.

- Não tenha dúvidas disso. - Ela levantou e me puxou para um beijão. A empurrei de leve…

- Precisamos focar aqui.

- Fica difícil com você me alisando.

- Vou tentar conter minha mãos. - Ela selou nossos lábios várias vezes.

Ficamos pesquisando, algo perto do trabalho ou de Dinah, mas precisamos de algo no centro, perto da civilização. Nisso Camila e eu concordamos, mas nas casas… foi difícil.

- Lauren… Estou começando a ficar irritada.

- Melhor terminarmos amanhã, você me mostrou seu ponto de vista e eu falei o meu… Agora pensamos e depois decidimos.

- Tudo bem, o que sobrar quando vendermos essa casa podemos colocar na poupança da faculdade dos meninos.

- Você não me disse que eles tinham.

- Eu fiz, mas não tem muita coisa não.

- Agora vai ter, posso ajudar também quando trabalhar.

- Não quer mesmo ser minha secretária? Eu li tantas fanfics legais onde as secretárias eram mais que dedicadas aos chefes.

- Mas eu vou na sua sala, mesmo  não sendo sua secretária. Pode anotar as dicas das suas histórias.

Ela sorriu e depois saímos da sala, nos juntando aos meninos, que estavam debatendo sobre a volta as aulas, sobre os materiais e Kristen estava escrevendo no diário dela. Sorriu quando me pegou a observando e mandei um beijo para ela.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...