História Broken Heart Of An Omega - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Tags Abo, Alfa!harry, Dracomalfoy, Dracoxharry, Gay, Harrypotter, Mpreg, Omega!draco, Romancegay, Yaoi, Yuri
Visualizações 583
Palavras 1.717
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishoujo, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Fluffy, Lemon, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Saga, Seinen, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Slash, Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá 🍒
Boa Leitura 😘🍒

Capítulo 15 - O Alfa encontra seu Ômega!


-Você deveria nos deixar em paz, _ Draco disse, fazendo sua voz tão forte quanto possível. -Eu não acho que você entende muito bem quem nós somos. Seria melhor deixar-nos seguir o nosso caminho.

Uma mão agarrou seu tornozelo e ele gritou quando ele foi puxado para fora de seu cavalo, a força bruta em sua articulação já ferida enviando dor subindo pela sua perna. Ele aterrissou com força no chão, e ele ficou sem ar. A sujeira estava molhada onde pressionava contra sua bochecha, enquanto ele lutava para respirar. Deve ter chovido mais cedo.

-Draco! _ Hermione gritou, e então houve outro baque retumbante quando ela foi jogada no chão. Guinevere e Hércules relincharam nervosamente, e um dos Alfas deu um tapa no traseiro de Draco o mais forte que pôde. Enviou Guinevere a um galope, e Draco observou com um coração afunda quando Hércules a seguiu. Lá foi seu único meio de fuga.

-Nós sabemos quem você é, _  Grunhiu o Alpha mais próximo, e tirou Draco do chão. O homem era grande e forte, com cabelos ruivos espessos e uma barba indisciplinada. Ele também tinha uma confusão de cicatrizes profundas cortando sua bochecha e testa. Mentalmente, o ômega imediatamente nomeou Cicatriz. -Você é um ômega. Eu posso sentir o cheiro em você.

-Um ômega marcado, _ Draco cuspiu, tentando não colocar muita pressão em seu tornozelo enquanto tentava sair do aperto de ferro que Cicatriz tinha em seu braço. -Eu estou marcado, seu idiota.

Cicatriz rosnou e agarrou Draco pelos cabelos, puxando a cabeça para o lado e expondo sua mordida. O ômega gemeu ao ser forçado a uma posição tão submissa, e renovou sua luta quando o Alfa inspecionou a mordida.

-Recém-ligado, _ Anunciou ele ao resto dos Alfas. -Uma marca facilmente substituível.

Draco grunhiu com o insulto, um som que parecia vir do fundo do peito e ecoou pelo campo. Os Alfas congelaram por um momento, e então Draco foi jogado no chão novamente.

Quando seus olhos se ajustaram à escuridão, ele pôde ver mais dos Alfas em torno dele e Hermione. Havia duas mulheres. Uma delas era estranha, com cabelo preto curto e um rosto rechonchudo. Draco a chamou de Pit, porque ela parecia muito semelhante a um pitbull. A outra era mais alta, mais bronzeado e mais magra, mas ela também parecia mais forte. Por nenhuma razão em particular todas pareciam bem, só porque Draco estava com muita dor.

Os outros eram todos homens. Ciclope (que tinha um tapa-olho), Coqueiro (que ostentava um coque), Agenor (que parecia ser mais jovem que Draco), João grilo (que usava óculos medonhos), Dumbo (que parecia muito com um burro), Cowboy (que tinha um chapéu ridículo), Ogro (que parecia um ogro real), e um Desgraçado (que estava prendendo Hermione no chão com um pé).

Eles eram um grupo de Alfas desonestos. Draco tinha ouvido falar deles antes, mas não tinha pensado que ele entraria em contato com o tipo deles. Eles vagavam pelo campo à procura de ômegas e betas não marcados, para que pudessem foder com pouca ou nenhuma repercussão. Era horrível, e embora Draco estivesse tentando lutar contra isso, ele podia sentir o medo crescendo em seu peito. Ele escapou do Fenrir só para ser estuprado por esses escrotos?

Vagamente, ele ouviu Hermione implorando para os Alfas.

 

-Ele não sabe o que está dizendo, _ Ela estava tentando explicar. -Ele foi separado de seu companheiro e está tendo um efeito tão horrível, ele não quis dizer nenhuma palavra de desrespeito. Por favor, deixe-nos ir. Ele está ligado, realmente, não há nenhum ponto falso nisso.

O sr. Desgraçado se abaixou e puxou Hermione pelos cabelos, fazendo-a gritar de dor. Draco tentou se levantar, mas Cicatriz o chutou em suas costelas e ele engasgou, enrolando em uma bola. A dor era ofuscante e ricocheteia pelo sistema nervoso. Ele tentou pensar em uma maneira de sair disso, mas ele mal conseguia se mexer. A agonia atrapalhou seus pensamentos, o que o fez lento e mudo até que finalmente se acalmou e ele pôde respirar novamente.

-Bem, chefe, parece que temos uma beta não ligada e uma delicia de Ômega, _  Disse nojentamente Ciclope. Draco não ficou surpreso ao descobrir que ele parecia ter fumado doze maços por dia, pois o único olho que dava para ver era vermelho igual sangue. -Sorte?.
 

Cicatriz  virou-se e Draco aproveitou o momento para ficar de pé, com uma das mãos segurando as costelas. Medo e adrenalina corriam por suas veias de igual medida, e ele enrolou uma das mãos em um punho.  A outra estava segurando o lado dele o mais forte que podia.

 

-Vocês são todos patéticos, _ Ele disse, sua voz surpreendentemente clara. -Você não merece um companheiro. Você nem sequer merece estar vivos. Tudo o que você faz é ter prazer com a dor dos outros. Vocês são seres humanos horríveis, os mais nojentos,

Cicatriz rosnou e os outros Alfas aproximaram-se de Draco. Caralho arrastaram Hermione junto com eles, a beta com cara de dor . Toda a aparência de razão desapareceu de suas feições. Draco afundou em uma posição de luta quando os Alfas se aproximaram, plenamente conscientes de que ele perderia essa luta, mas não queria se submeter a esses idiotas.

-Eu vou transar com você, ómega, e sentir sua cremosa pele, _ Declarou cicatriz. -Eu vou te foder com tanta força, qualquer que seja a Alfa com a qual você esteja  ligado, vai sentir isso através de seu novo vínculo brilhante. E então eu vou deixar meu bando te foder. Você vai ficar absolutamente arruinado.

-Você pode ir se…...

-Eu não tenho certeza se você vai estar fodendo em breve, na verdade, _ Uma voz profunda interrompeu. -Não quando eu vou cortar seu pau e fazer você come-lo.

O coração de Draco parou. Ele conhecia aquela voz. Ele se virou, procurando por seu dono e o viu.

Seu companheiro. Sentado em cima de um de seus cavalos, com Rony e Gina andando atrás dele. Havia outros homens lá também, homens que Draco não reconheceu, mas ele não se importou. Ele nem sabia por onde começar descrevendo o que estava sentindo.

 

-Harry, _ Ele engasgou, e então havia uma mão em volta do seu pescoço e ele foi puxado contra Cicatriz.

-Fala corajosa, _ o Alfa rosnou, enquanto as mãos de Draco tentavam fazê-lo soltar sua garganta em uma tentativa de quebrar o aperto forte cortando seu suprimento de ar. -Estou surpreso que não tenhamos ouvido você subir, Alfa. É este seu companheiro?

Harry parecia mais assustador do que Draco já o vira antes. Seu rosto estava tenso e furioso, todas as linhas e sombras afiadas. Ele era a verdadeira imagem de um Alfa aterrorizante, que mataria qualquer um que desejasse obter o que queria. Era assustador para a maioria, mas Draco simplesmente sentiu uma extrema sensação de alívio. Harry iria salvá-lo.

-Ele é,_ Harry disse, sua voz enganosamente calma. -Deixe-o ir, agora, e eu vou deixar vocês covardes semi-vivos. Deixe o beta ir também.

-É dez de nós contra seis de vocês, _ Disse João. -Que tal pegarmos o ômega e a beta e sair, e você não morre? Podemos acasalar com a vadia durante seu próximo cio, não se preocupe. Você não ficará ligado por muito tempo.

Ginny abriu a boca como se fosse dizer alguma coisa, mas então Harry rugiu. Era um som majestoso, longo e furioso e tão dominante que Draco na verdade choramingou.

 

-Harry,_ ele gritou mais uma vez, o aperto de Cicatriz ligeiramente solto, e seu companheiro olhou para ele. Sua expressão se contorceu em algo diferente, e então ele olhou para Cicatriz mais uma vez.

-Última chance, _ ele rosnou. E cicatriz riu, um som doentio, e tirou uma adaga.

-Prepare seu pescoço, pequeno ômega,_ Ordenou o Alfa.  E Draco estremeceu, o hálito repugnante do homem flutuando sobre ele. Ele nunca se submeteria a uma pessoa tão menor. - Fique nu, _ Ele rosnou novamente, - Ou eu vou cortar sua garganta agora mesmo. Mostre a esse imbecil,Harry, é isso?, quem está realmente no comando.

- Tenha uma Horrível morte _ Draco resmungou, e tudo ao seu redor explodiu em movimento.

Rony e Gina saíram de seus cavalos e foram cercados por Alfas. Os homens atrás deles os apoiaram, enquanto todos desembainharam espadas e, dentro de instantes, a maioria dos malandros estavam mortos. O cara desgraçado foi chutado no chão, e Ron pegou Hermione em seus braços, levando-a para longe da carnificina.

Draco observou Ginny cortar a garganta de Dumbo e depois esfaquear João no estômago. Um homem atrás dela cortou o braço do ciclope, e então passou a faca no pescoço de um deles e a garganta do ogro não parava de jorrar sangue. Era sangrento e nojento, mas uma parte dele estava extremamente satisfeita. Esta era sua família, vindo para protegê-lo.

E então sua atenção foi atraída para Harry, que parou o que estava fazendo e foi lentamente caminhando em direção a ele e Cicatriz, balançando uma espada de um lado para outro e parecendo a encarnação da morte. Cicatriz deixou Draco ir com um grunhido e se virou para correr.

Draco observou Harry lançar sua espada e atingir cicatriz nas costas, fazendo-o cair na terra. O ômega sorriu, vitorioso e depois se balançou de pé. A batalha acabou, tão rapidamente.

-Draco, _ Harry disse, seu rosto desmoronando, e o ômega correu para o seu Alfa, mancando um pouco. Logo antes de ele chegar a ele, ele caiu de joelhos.
 

-Harry,_ Ele disse, meio que soluçando, enquanto olhava para seu companheiro. O Alfa ficou congelado por um longo momento, e então se abaixou e o puxou para o mais apertado abraço que ele já teve.

-Você é Meu, _ Harry respirou, dominância e adrenalina correndo em suas veias. -Ninguém mais vai tirar você de mim novamente, Draco Malfoy. Você é meu, e eu te amo mais do que qualquer coisa neste mundo

-Eu também te amo,_ Draco disse baixinho, sua respiração ainda irregular e seus olhos cheios de lágrimas que não caíram. -E você também é meu. Meu para sempre. Meu companheiro._ O Alfa riu, um som agudo, e então Draco começou a balançar em seus braços.

-Draco? Você está bem? Draco!

Mas o ômega já havia desmoronado, o mundo ficando preto diante de seus olhos.


Notas Finais


Hey, 🍒
Hehehe Cicatrize Morreu kkkk
Desculpa se a cena de Luta não está muito boa mas eu tentei!!!
O que acharam do capítulo?
Finalmente Drarry está junto novamente ❤️
Obrigada a vcs que lêem essa Fanfic ❤️❤️😘😘
Bjsss e abraços fiquem bem ❤️🙃


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...