História Broken hearted girl - Capítulo 7


Escrita por:

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Madison Beer
Personagens Ashton Irwin, Calum Hood, Luke Hemmings, Madison Beer, Michael Clifford
Tags 5seconds Of Summer, Madison Beer, Romance, Violêcia
Visualizações 11
Palavras 1.270
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Romance e Novela, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que amem♥️Comentem o que acharam

Capítulo 7 - Sex


Fanfic / Fanfiction Broken hearted girl - Capítulo 7 - Sex

1 mês depois 

 

-Olha só, Amanda. - Alice disse batendo as unha grandes na tela do computador.- Queria muito assistir Liga da Justiça. 

-Tem sessão pra hoje? 

-Hum... Aham. Oito horas, a gente tem tempo... três horas pra se trocar, da super tempo.

-Ta, pra mim tudo bem. 

-Ok, vou pedir pros meninos comprarem ingresso. 

Alice saltou da cama e abriu a porta do quarto. Calum passava pelo corredor, então ela gritou para ele comprar ingresso pra todo mundo ir assistir a Liga da Justiça as oito e bateu à porta. 

-Você toma banho primeiro tá? Vou escolhendo nossas roupas. 

Enquanto ouvia Still Got Time tocando no volume máximo do celular de Alice, Amanda tomou banho. Enquanto se enrolava na toalha, ouviu Alice gritar:

-Deixa o chuveiro ligado, eu to indo. 

Amanda atendeu o pedido e deixou o chuveiro ligado. 

-Sua roupa tá em cima da cama, o curativo também.

No quarto, Amanda viu uma blusa e uma calça jeans preta em cima da cama, ao lado, viu o curativo. Com Alice já dentro do chuveiro, deixou a toalha escorrer pelo seu corpo e cair no chão. Colocou a calcinha e ficou encarando o curativo por alguns segundos. Aquela merda. Olhou para o machucado quase cicatrizado um pouco acima do umbigo e sentiu uma lágrima escorrer pelo seu rosto. Não queria lembrar daquilo. 

-Olha só, antes vamos ter que parar...- Luke disse, abrindo a porta. 

De contas para porta, Amanda pegou a toalha rapidamente e se cobriu. 

-Merda, Luke. Não tem como você bater na porta?! 

Luke ficou em silêncio por alguns segundos, Amanda não podia ver se ele estava a olhando, mas conseguia sentir seu olhar.

-O que você quer? 

-Hum... A gente vai passar pra buscar minha namorada.

-TA! Agora sai daqui. 

Luke bateu à porta. 

Amanda colocou rapidamente o curativo e vestiu a blusa. 

-O que foi isso?- Alice chegou, enrolada na toalha. 

-Eu tava só de calcinha e o Luke abriu a porta.

Alice começou a rir. 

-Meu Deus, ele chegou a ver alguma coisa? 

-Não. Eu tava de costas pra porta e de calcinha. 

Alice riu mais ainda. 

-Eu amo vocês. 

Enquanto Amanda colocava as calças, revirou os olhos, ainda com o coração disparado pelo que tinha acabado de acontecer. 

As terminaram de se trocar em cima da hora, já que mais dançavam do que se trocavam. 

Quando chegaram na sala, viram todos sentados no sofá esperando. Os olhos de Ashton logo pousaram em Amanda e o olhar dela foi rapidamente para Luke que mexia no celular.

-Vamos? - Calum perguntou, levantando do sofá.

-Você tá com os ingressos né?- Alice perguntou. 

-Aham. 

-Ok. Vamos. 

Todos foram para a garagem, mas nem todo mundo cabia em um só carro, então os últimos tiveram que ir em carros separados. Últimos: Luke e Amanda. 

-A gente encontra vocês lá então? Você vai buscar a Stephanie primeiro, né?-Ashton perguntou.

-Aham. Mas é bem rápido. 

Amanda, não acreditando naquela situação super constrangedora, entrou no carro com Luke e os dois ficaram em silêncio total. Mas o silêncio não durou muito. O carro no meio do nada passava por um estrada de terra, Luke bateu no voltante com força. 

-Merda! Merda! Aonde que essa porra de gps me levou?

-Como assim? Você não sabe? 

-Parece que eu sei? 

-É bom você saber!- Amanda exclamou.

-Calma, é só dar meia volta. 

Luke estava dando ré, quando mo motor do carro fez um barulho estranho e alto e parou de funcionar.

-Você tá de brincadeira né?!

Luke pegou o celular depressa, mas apareceu que não havia sinal ali. 

-Não acredito nisso, Luke!- ela disse, saindo do carro e batendo à porta com força. 

Ele fez a mesma coisa.

-Não aja como se fosse minha culpa.

-A culpa é sua!

-Ah é?

-É! VOCÊ E SUA NAMORADA IDIOTA! SE VOCÊ NÃO TIVESSE A BRILHANTE IDEIA DE CONVIDAR ELA, A GENTE NÃO ESTARIA AQUI!

-É ISSO QUE VOCÊ ACHA?! SABE O QUE EU ACHO?

-NÃO! EU NÃO SEI, HEMMINGS! ME DIGA O QUE SE PASSA PELA SUA CABEÇA! 

-EU ACHO QUE VOCÊ É MUITO CHATA E SÓ TÁ IRRITADA PORQUE EU TE VI PELADA! 

-EU TAVA DE CALCINHA SEU IMBECIL! 

-MAS QUER SABER DE UMA COISA? É O MEU QUARTO AINDA! E... E EU ACHO QUE VOCÊ AINDA POR CIMA SÓ ESTÁ COM CIÚMES!

-É ISSO QUE VOCÊ ACHA? VOCÊ TERMINOU! 

-NÃO! porra, como você consegue ser tão linda?

O rosto de Amanda ficou com uma feição mais calma e suas bochechas ficaram avermelhadas. 

Ficou o olhando por alguns segundos até sua ficha cair e quando caiu, ela bufou alto e entrou no carro de novo, batendo a porta com força.

 

 

 

Amanda olhava para o capô do carro branco enquanto Luke tentava concerta-lo. Estava escuro e, como estavam afastados da cidade, parecia mais frio do que normalmente. 

Ele fechou o capô e deu meia volta, entrando no carro novamente. 

-É melhor esperarmos até amanhã. Quando estiver claro eu saio para procurar alguém.

Ela passou as mãos rapidamente pelos braços, com a tentativa de se aquecer. 

-Desculpa por ter gritado com você antes e ter xingado a Stephanie de idiota. 

-Você tá tão desesperada para que eu te dê o meu casaco assim? Era só pedir. 

-PUTA QUE PARIU, LUKE! 

O garoto riu, deitando o banco. 

-Eu to brincando. Tudo bem. Desculpa por gritar com você também, não quis dizer tudo aqui, eu não ligo de você ficar no meu quarto.- ele disse, tirando o casaco.

Colocou em cima dela, que murmurou um obrigada.

-Obrigada pelo casaco e pelo quarto. Não precisa se incomodar, eu vou dar um jeito nas coisas e deixar a casa livre pra vocês.

-Para de ser tonta, Amanda. Todo mundo gosta de você lá, talvez essa esteja uma das melhores férias de verão de todas. Se você quiser ir, pode, mas acho que deveria ficar. 

-Vocês vão voltar pra Austrália quando? 

-Daqui dois meses ainda. Você pode ir com a gente.

-Eu não sei o que fazer... Eu preciso voltar de qualquer jeito, preciso pegar minhas coisas, meus documentos... Eu só to com muito medo, mais do que eu tinha antes. Porque antes eu tinha medo que ele fizesse algo, agora que ele fez... 

-Eu vou com você, não tem problema. Você não precisa mais ter medo.

Amanda olhou para os braços nus de Luke, agora arrepiados.

-Você tá com frio...

-Não tem problema. 

Amanda abriu a porta do carro e saiu correndo, dando meia volta. Luke, sem entender, fez a mesma coisa e encontrou Amanda sentada no porta malas. 

-O que você...

-Vem logo, está frio. 

Luke entrou rapidamente e fechou a porta.

Ali estava mais escuro ainda, mas isso não impediu que Amanda encontrasse sua mão. 

-Luke?! 

-Estou aqui.

Não se pode dizer quem começou de fato, talvez tenha sido os dois ao mesmo tempo, como algo treinado. Em uma piscada, os lábios deles haviam se encontrado e uma corrente de energia cresceu em seus peitos.

Ela afastou ele, ofegante.

-O que isso significa, Luke? 

-A gente tem que saber agora? 

-Não.- ela disse, voltando a beija-lo.

Luke começou a levantar sua blusa, mas então ela se afastou de novo, lembrando do machucado. 

-O que foi? Se você não quiser, tudo bem.

Ela balançou a cabeça, negando.

-Não. Eu quero, mas é que...

Luke levou a mão até seu curativo e ela arrepiou. 

-Você é linda, Amanda. Em todos seus detalhes. Você é linda. 

Um sorriso cresceu em seu rosto, mesmo estando escuro, Luke pode sentir. Ela se aproximou dele, puxou a sua blusa e foi deixando uma trilha de beijos até o botão de sua calça...

...

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...