1. Spirit Fanfics >
  2. Brota no bailão >
  3. Capítulo único

História Brota no bailão - Capítulo 1


Escrita por: e SahMellark


Notas do Autor


Oi trufinhas! Voltei no sulayproj como sempre e olha só o que eu trouxe. Isso mesmo, gatinhes, brotem no bailão e boa leitura 😎💜

Capítulo 1 - Capítulo único


Junmyeon estava deitado no chão de seu quarto, olhando para o teto enquanto suspirava de tristeza. Fazia exatos três dias que Yixing estava solto no mundão, depois que Junmyeon terminou consigo por não lhe dar a devida atenção que merece.

Se arrependimento matasse, o Kim provavelmente já estaria a sete palmos abaixo do chão, porque não estava mais aguentando passar na frente da quebrada do ex-namorado para ir até a escola, vendo o menino cheio de garotas e garotos oferecidos em cima daquele que amava.

Yixing era o dono daquela "quebrada" desde quando Junmyeon havia o conhecido, quando apareceu com uns amigos na porta de sua escola. Ele dava medo o suficiente para as pessoas nem mesmo comentarem sobre a sua sexualidade, então, ninguém questionou quando ele havia dito que estava em um rolo com Junmyeon, após darem uns beijos na esquina de sua casa mesmo abaixo do sol forte que trazia o calor infernal de Rio de Janeiro —.

Havia durado muito o relacionamento deles e até teria durado mais, se dependesse de Yixing, que tratava o seu mino como o verdadeiro príncipe que era, mas Junmyeon cismou com algumas paranóias e insistiu em dizer que o Zhang não dava mais atenção como antes, terminando o namoro logo depois.

Junmyeon estava tão para baixo que nem nas aulas prestava atenção, não que antes já tenha prestado alguma vez, seus dois anos repetidos estão aí para provar. Ele era o terror dos professores, estes que já estavam extremamente preocupados com o silêncio do garoto.

Foi então que, mesmo embaixo do solzão de três horas da tarde, o melhor amigo do Kim, Baekhyun, caminhou os dois quarteirões de distância da sua casa até a dele e já foi entrando na casa como se morasse ali.

— Oi, tia! Cadê aquele baitola? — Baekhyun já foi entrando na cozinha, dando um beijo na mãe do melhor amigo, que já era sua segunda mãe também.

— 'Tá lá no quarto, né. Não sai de lá nem para lavar o copo que bebe água desde terminou com aquele zé droguinha. Quer bolo?

— Eu quero — aceitou de bom grado, dando uma bela de uma mordida no pedaço enorme que a tia havia separado para si. — Tia, posso levar o Jun 'pro bailão hoje?

— Pode fazer o que quiser se conseguir tirar aquele viado do quarto, não aguento mais vê-lo daquele jeito.

Satisfeito com a resposta, Baekhyun seguiu para o quarto onde sabia que iria encontrar o Kim do mesmo jeito que se encontrava.

— A gente vai no baile hoje — anunciou, recebendo a mesma carranca do outro nos últimos três dias.

— E quem disse?

— Eu, e sua mãe. Vou escolher sua roupa, aí você se arruma lá em casa.

— Mas eu não quero ir. O Zhang sempre 'tá em todos os bailes, não quero nem olhar na cara dele — Junmyeon explicou, se sentando finalmente e quase derrubando o ventilador que estava do seu lado, ligado na potência máxima, que sua mãe havia ganhado no bingo.

— Por isso mesmo, viado. É hoje que ele paga todo mal que ele te fez!

Depois de muita insistência, Junmyeon resolveu pegar a mochila da escola, jogando todo o material em cima da cama para colocar as roupas que o melhor amigo havia escolhido para a noite.

{♡}

Junmyeon estava checando pela milésima vez se estava tudo ok. O cabelo estava ok, suas roupas também. A maquiagem leve também estava ok, assim como suas unhas que Baekhyun tinha cortado de um modo fofo.

Suas vestimentas eram provocativas, coladas e ressaltavam suas curvas, todas as peças na cor preta.

Estava um pitelzinho.

— Brota no bailão 'pro desespero do seu ex, gato! — Baekhyun quase que gritou, assim que terminou de se arrumar também.

— E para o meu também, porque não é possível.

O lugar não era longe, então trataram de ir andando para economizar dinheiro para comprar uma catuaba.

— Baek, o que eu faço se ele me trombar? —  Junmyeon perguntou, por um momento de desespero. Estava planejando mil coisas essa noite e uma delas é ficar bem longe do pedaço de mal caminho que chamava de namorado.

— Não faz nada, ué. Ele vai ficar é arrependido! Um bebê desses, ele nunca mais vai ter, né — o Byun falava com um sorriso maldoso no rosto. — O MC Chanyeol quem me deu os ingressos, então você se vira enquanto eu vou dar meus rolos com ele. Vê se não faz merda e nem gasta todo o dinheiro, porque depois a gente ainda vai comer lanche na esquina.

Logo eles chegaram e a entrada foi totalmente permitida, como previsto. O local estava lotado, o funk estava tocando alto e o povo já estava descendo até o chão.

Como Baekhyun havia sumido assim que entraram, Junmyeon aproveitou para pagar um copão de vodca com energético, indo para a pista de dança logo depois. Não demorou muito para ele estar descendo e rebolando melhor que qualquer um ali.

Não era atoa que havia conquistado o coração bandido do dono da quebrada, quicar até o chão era a sua especialidade sim, e aquilo deixava o Zhang ainda mais louco.

Falando no próprio, ele estava em um canto do local, logo com uma garrafa pela metade na mão, observando atentamente o ex-namorado de costas para si, descendo a raba até o chão do jeito que ele gostava.

Sabia que não iria aguentar muito tempo parado, principalmente porque havia notado outros desejando o que era exclusivamente seu. Sim, ele sentia que Junmyeon estava blefando quando terminou consigo e iria fazer ele mesmo enxergar isso.

Não demorou para entrar no meio do pessoal e envolver a cinturinha do menor com as mãos grandes. Junmyeon levou um susto maldito, mas não conseguia afastar aquelas mãos que conhecia tanto.

Passou a provocá-lo daquele modo, então. Se empenhou ainda mais em rebolar gostoso sabendo que o outro estava sentindo tudinho.

Ele estava desesperado, Myeon sabia disso. Sua missão estava finalmente cumprida e tudo que ele deveria fazer agora, era se afastar.

Mas quem disse que conseguiu?

Nos minutos seguintes, já estavam no canto vip, se beijando feito loucos, fazendo a juliet de Yixing cair no chão, mas ele sequer se importou, não quando estava beijando a boquinha que tanto sentiu falta nos últimos três dias.

{♡}

Jun, cadê você, viado?! 'Tô te procurando feito um desgraçado. — Baekhyun foi logo gritando assim que Junmyeon finalmente atendeu uma de suas dez ligações seguidas.

Já tinha feito tudo que precisava fazer com o MC Chanyeol antes de ele entrar no palco e, após pegar seu whatsapp para lhe mandar mensagem depois, saiu a procura do amigo que havia evaporado.

— Baek… Eu fiz merda — foi tudo que Junmyeon havia respondido, antes de choramingar.

Uau, que novidade. O que você fez dessa vez?!

— Eu 'tô na casa do Yixing. Na cama dele…

Mas não foi você quem disse que não queria nem olhar na cara dele, vagabundo?!

— É, mas a gente voltou. Eu quem estava fazendo cu doce.

Baekhyun suspirou irritado e resolveu desligar o telefone na cara de Junmyeon.

Pelo menos aquele esforço valeu a pena, já que havia conseguido o número do MC gostoso.

Enquanto isso, Junmyeon estava aproveitando a ideia de brotar no bailão, que havia dado certo.

Talvez não tão certo quanto havia imaginado, mas ainda sim, havia conseguido o que queria.

O bailão que seja abençoado.


“Broto no bailão pro desespero do meu ex.” —Js, o mão de ouro.



Notas Finais


eaí kkkkkkk gostaram? baekhyun full pistola e o myeon só aproveitando com o dono da quebrada 😎 ai gente kkkkkk eu amei escrever isso aqui. Espero que nao tenha ficado cansativo e que vocês tenham gostado e se divertido bastante lendo! Um beijão e até mais! Tia Sam ama vocês 💜

Capista: @yuha-mazoi
Beta: @_azriel


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...