1. Spirit Fanfics >
  2. Brotherhood: Os Filhos de Elijah Mikaelson >
  3. Antes De Tudo

História Brotherhood: Os Filhos de Elijah Mikaelson - Capítulo 13


Escrita por:


Notas do Autor


Eae pessoas?

Sumi sim, mas olha eu aqui de volta.

Aqui, não mostrarei a conversa, mas pularei um pouco no tempo, algumas horinhas apenas.

Avisando que, não vem coisa boa por aí com essa revelação, velhos problemas irão surgir e bem, a família Mikaelson não tem um minuto de paz como sabemos.

Espero que gostem e boa leitura.

Capítulo 13 - Antes De Tudo


~♤~

Era uma sensação tão estranha, precisar ingerir tantas informações de uma vez. Eu ainda sim, achava tudo muito duvidoso, quer dizer eu sentia que mais alguém sentia o mesmo. Freya não parecia tão confiante com essa notícia, mas afirmou com todas as letras que iria atrás de todas as explicações para poder chegar a esta conclusão de que o sangue dos Mikaelson's correm em mim e em Dylan.

Era para ter sido um jantar agradável, mas fomos pegos de surpresa com a verdade do porque Hayley nos trouxe até aqui. Não era uma simples viagem, era para confirmar de que supostamente somos filhos de Elijah Mikaelson, cujo o tio e irmão do pai de Hope.

Eu estava assustada, não sabia o que Freya faria conosco, não questionei por acreditar que não nos fariam mal algum, mas...

Dylan se mantinha calmo ao meu lado. Ao contrário do meu estado, ele estava pleno e apenas dissertando com Freya enquanto a mesma fazia suposições sobre nós.

— Hope...— se ajoelha em sua frente— porque não sobe e vá dormir um pouco?— pergunta e no mesmo instante direciona seu olhar a nós dois.— Ariele e Dylan ficaram bem, prometo a você. Eles logo irão dormir também.
— Vá Hope.— Freya pediu.

A vemos sair do escritório seguindo pelos corredores a fora. Estávamos no segundo andar do local, um escritório antigo.

— Eu poderia estar fazendo perguntas a vocês, mas não acredito que possa ter muitas informações sobre si mesmos.— Ela dizia enquanto, colocava alguns objetos sobre a escrivaninha.
— Eu passei a minha vida toda em um orfanato, não tenho nada para contar.— Falo por fim.
— Apenas velhos brinquedos que foram encontrados conoscos quando bebê.— Dylan relembrou.
— Isso ajudará. Faremos um feitiço de confirmação, é bem simples.— A vejo retirar de seu bolso uma adaga prata.
— Acredita que será o suficiente?— Hayley pergunta.
— Por enquanto sim, mas mesmo que esse feitiço nos confirme o que queremos, eu precisarei continuar procurando sobre eles. Algo deve ter acontecido e acredito que as respostas possa estar junto de Elijah também.— Respondeu
— Mas, não sabemos aonde ele está.— Questionou.
— Sabe que localização eu faço brincando.— Freya respondeu abrindo um grande mapa.
— Eu não queria fazer isso, quer dizer Elijah escolheu recomeçar, viver em paz. Traze-lo de volta não seria atormenta-lo?— Hayley pergunta e olho para Dylan que segurava a minha mão.
— Nós, não estamos lidando com um inimigo Hayley, estamos falando de duas crianças. Você acha que o meu irmão, não gostaria de saber que tem dois filhos?— Pergunta.
— Me sinto mal por isso.
— Hayley, isso também seria um bom recomeço para Elijah. Klaus teve essa chance interrompida de várias formas terríveis, mas ele, isso não é uma ameaça.
— Bom, nós nem ao menos temos certeza.
— Mas, teremos.— Freya se agacha em minha frente com a adaga e um recipiente amareinjado circular.
— O que precisamos fazer?— Pergunto com medo.
— Não se preocupem, ira doer um pouco, mas passará...— estica a mão em minha frente, para que eu coloque a minha sobre a sua.— Vamos lá Ariele.— Faço o que pede e sinto a afiada lâmina, perfurar a minha pele, vejo a palma de minha mão escorrer meu sangue. Freya fecha a minha não e a aperta, fazendo assim escorrer ainda mais.— Isso dói não é? Mas, uma hora você se acostuma e nem vai sentir mais.
— Espero não precisar fazer mais isso tão cedo.— Respondo baixo e a vejo sorrir.
— Sua vez...— segura a mão de Dylan.— se vocês quiserem ir, está tudo bem.
— Certeza, que não precisará mais de nós?— Dylan pergunta.
— Sim, se eu precisar chamarei vocês. Agora vão dormir.

Fomos até o quarto aonde Hope estava, ela claramente parecia empolgada com a ideia de termos algum parentesco. Mesmo, ter sido uma conversa tranquila, ainda sim não consigo acreditar em algo do tipo, quer dizer como isso poderia ser uma coincidência muito grande.

— E então?— Hope perguntou se ajoelhado sobre a cama.
— Ela não disse nada, apenas pegou nosso sangue.— Hope delicadamente segura a mão de Dylan.
— Eu resolvo isso...


Notas Finais


Espero que tenham gostado e até a próxima!!♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...