História Brotherly Love? (Imagine incesto Xiumin EXO ) - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Personagens Originais, Xiumin
Tags EXO Xiumin Incesto
Visualizações 78
Palavras 1.067
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Fluffy, Hentai, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meus anjos!!!

Mais um capítulo quentinho saindo do forno para vocês! Perdão se ficou curto e se tiver erros!

Espero que gostem, fiz com muito amor!

Beijos da Kim S2!

Capítulo 4 - Que o inferno comece!


Fanfic / Fanfiction Brotherly Love? (Imagine incesto Xiumin EXO ) - Capítulo 4 - Que o inferno comece!


< Capítulo Três: Que o inferno comece! >

 


-S/N On-


Por um impulso o empurrei, distanciando -Infelizmente- seus deliciosos lábios dos meus. Coloquei minha destra em minha boca o olhando um pouco surpresa pelo seu ato de minutos atrás.


S/N: Por que fez isso?


O garoto não me respondeu nada, certamente no outro dia ele iria levantar e não se lembrar de nada do que aconteceu aqui. 


S/N: Você está visivelmente bêbado, quando o appa te ver assim... aigoo!- lamentei, no fim das contas sobraria para mim cuidar do meu irmão, ou caso contrário também ficarei de castigo por sair sem a permissão deles.- Vamos irei te dar um banho.


O ajudei a subir as escadas, minha sorte que comecei a frequentar a academia esse garoto não é leve não! Abri a porta com a ajuda dos meu pés, o coloquei sentado na beira da cama e fui até seu closet. 


Peguei uma camisa com mangas curtas cinza escura um shorts moleton preto e uma cueca branca. Fui até o banheiro e liguei o chuveiro após ter preparado tudo o que precisava. Senti duas mãos em minha cintura e fiquei um pouco tensa com a situação.


X: Eu posso tomar banho sozinho, sua tarada!- riu abafado.-A não ser que você queira tomar comigo...


S/N: Érr... Eu vou ir para meu quarto trocar de roupa, você pode ir tomando banho. Vou preparar um café forte e aproveitar para te dar um remédio para dor de cabeça.- sai de suas garras, era difícil resistir a um homem desses.


Que pecado!


Sem esperar alguma resposta do mais velho sai rapidamente de seu quarto indo em direção ao meu. Aproveitei e tomei um banho rápido para tirar a preguiça. Coloquei uma lingerie branca, vesti uma calça moleton preta com um croppet amarelo depois de passar creme hidratante em meu corpo.


Desci para a cozinha, preparei um café preto bem amargo para meu irmãozinho e deixei um remédio em cima da mesa ao lado do líquido escuro. Me encostei na bancada relembrando o que aconteceu na sala quando chegamos.


Será que ele fez tudo aquilo por que estava bêbado, ou foi proposital?


Dúvidas rondaram em minha cabeça me deixando muito confusa, mas tratei de afastar esse sentimento ao ver Xiumin adentrar a cozinha com sua canhota na testa. Ele estava com dor, certeza!


X: Aish, dói!- resmungou sentando na cadeira em frente a mesa.


S/N: Ninguém mandou exagerar na bebida! Tome seu remédio, talvez isso ajude um pouco.- dei de ombros. Ele deveria me agradecer por estar cuidando dele, se fosse outra garota o deixaria mofar no sofá até a ressaca atacar.


X: Obrigada por me ajudar... Se quiser pode ir dormir, eu me viro agora que melhorei um pouco!- falou logo engolindo o comprimido esbranquiçado.


S/N: Certeza?- o encarei.


X: Certeza!- confirmou.- Boa noite maninha, durma bem!


S/N: Boa noite!- sorri sendo retribuída da mesma forma.


Subi para meu quarto e comecei a analisar os fatos enquanto fazia minhas higienes. Ele não parecia tão bêbado pensando bem... Será que ele se lembra?


Será que ele me beijou em plena consciência?!


Deitei em minha cama vendo o horário em meu celular, se passava das 22:30, nossos pais não demorariam para chegar. Consegui pegar no sono após ouvir a porta do quarto ao lado se fechar.


***


Eu estava sozinha com meu irmão em um lugar que mais me parecia uma chácara. Xiumin me chamou e fui correndo sorridente em sua direção, sendo recebida com um abraço acolhedor. O mais velho selou nossos lábios carinhosamente e pedi para que pudéssemos aprofundar nosso ósculo.


De repente a paisagem calma com árvores e um lago foram substituídos por uma cama. Um quarto. Xiumin começou a se despir me revelando seu corpo lindo e malhado, senti água na boca e desejei mais que tudo tê-lo para mim.


S/N: X-Xiumin...


---


Acordei sendo balançada por um ser que atrapalhou a melhor parte do meu sonho. Espera... eu sonhei com meu irmão coisas erradas.


O que diabos está acontecendo?!


Abri meus olhos lentamente por conta dos raios solares que entravam pela janela. Esfreguei meus olhos vendo que meu irmãozinho olhava para mim desentendido.


X: Bom dia...- falou meio estranho.


S/N: Bom dia, está melhor?- bocejei.


X: Sim, agradeço de novo por ontem.


É, talvez ele lembre de ontem...


S/N: Você se lembra de alguma coisa ontem?- me levantei indo ao meu closet pegando um vestidinho rosa bebê e uma lingerie da mesma cor.


X: Só depois que saí do banho, por que? Aconteceu algo que eu deveria lembrar?


S/N: Não!- falei quase rapidamente.- Quer dizer, não... mas acho que você não deveria repetir o que aconteceu ontem.- suspirei.- Se nossos pais souberem...


X: Eu vou ter que sair... Qualquer coisa me liga.


S/N: Vai para onde?


X: Ir com o papai no mercado. Hoje nossos parentes chegam de viajem e a omma nos mandou ir no mercado...- deu de ombros vindo até mim me dando um selar na testa.- Até depois maninha.


S/N: Até!- sorri vendo ele sair do cômodo.


***


S/N: Omma!- desci correndo as escadas vendo minha velha assistindo um programa de receitas.


S/M: O que foi filha?


S/N: Eu vou sair me encontrar com o Baek tá?


S/M: Tá querida, mas se previna! Não quero ser vó antes da hora!- riu.


S/N: Omma!- corei com o comentário da mais velha.


S/M: Se divirta!


S/N: Obrigada!


Me despedi dela e saí encontrando o Baek me esperando do lado de fora na calçada.


B: Está linda princesa!- sorriu depositando um selar no topo da minha cabeça.


***


B: Ele te bateu?! Aish eu vou falar umas boas para ele!- falou alterado.


S/N: Hey! Calma ele já se desculpou...- o acalmei.- Já passou!


B: Certeza?- confirmei.- Tá bom... Mudando de assunto, seu primo chega hoje não é?


S/N: Sim... infelizmente.- dei de ombros- Vamos dar uma volta na praça!


B: Então... sobre o que rolou na sorveteria, eu queria pedir se...


S/N: Podemos ficar escondido, se meu irmão souber... ele mata nós dois!- rimos.


B: Está certo...


Nós paramos de caminhar, senti o garoto me puxar encostando nossos corpos um pouco brutal. Estávamos prestes a juntar nossas bocas em outro beijo mas para nossa sorte meu celular começou a tocar.


B: Atende, deve ser importante!


S/N: O.K!


-Ligação On-


S/M: Filha volte para casa, seus tios acabaram de chegar!


S/N: Já estou indo omma!
 

 



Que o inferno comece!
 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...