1. Spirit Fanfics >
  2. Brothers love - imagine diabolik lover's >
  3. Primeira raça

História Brothers love - imagine diabolik lover's - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


👁️👄👁️❤️✌️

Capítulo 9 - Primeira raça


Fanfic / Fanfiction Brothers love - imagine diabolik lover's - Capítulo 9 - Primeira raça

   

Autora [on]

Flashback - πX - [on]

O sol radiava o local, os músicos tocavam uma melodia incrivelmente linda conhecida pelos noivos, de longe podiam ver o casal se olhando apaixonadamente. Finalmente o dia tinha chegado, finalmente iriam se unir depois de tanto tempo, depois de tantos desafios. Agora sim, eles iriam ser felizes.

Estavam os dois, de mãos dadas, diante de todas aquelas pessoas olhando o amor que os vampiros transmitiam pelo outro.

- prometem amar.. respeitar.. nunca trair, ou nunca mentir um para o outro. Até que a morte os separe?

- sim. - responderam juntos.

- então eu os declaro.. marido e mulher. Pode beijar a noiva.

#####

- para com isso - respondia a mulher quase se engasgando de rir.

- só se você admitir - falava o ruivo enquanto fazia casquinhas na mulher que se derretia no colchão.

- a-ah tá bom, tá bom - confirmava a albina ofegante, sentindo seus pelos se arrepiarem e seu rosto esquentar ao ver o ruivo a olhar intensamente.

- estou esperando. - eles se olharam, sem desviar um segundo o olhar um do outro. Assim como no casamento, ou quando se conheceram. 

- eu te amo shin tsukinami

#####

Ambos estavam quentes, sentiam o interior um só outro, e sentiam que a qualquer momento um iria ao encontro do outro.

- a-ah shin - gemia a mulher loucamente ao sentir as estocadas do marido irem cada vez mais fortes. O ruivo beijava e lambia o pescoço da albina, as vezes até mordia, oque as vezes causava um gemido de dor e prazer por parte da mulher.

- tão quente - gemia o ruivo enquanto apertava a mão de sua amada contra o colchão. 

- eu te amo shin. Eu te amo! - gemia a mulher sentindo o aperto que o ruivo dava em sua mão ficar mais forte. Enquanto beijava seu pescoço, agora beijando seu rosto.

- eu também te amo. - disse o ruivo por fim se despejando dentro de sua amada. 

#####

- força amor! - dizia o ruivo enquanto apertava a mão da albina.

- a-ah - a mulher gritava, enquanto fazia a maior força de sua vida.

- só mais um pouco, já estou vendo. - a grito da albina ecoava pelo corredor, deixando todos os amigos e familiares nervosos. 

- respira, respira.

- a-amor.. e-eu - dizia a mulher ofegante, enquanto escorria suor de sua testa.

- vai ficar tudo bem, minha linda. Você é forte. - dizia o ruivo enquanto beijava a mão da albina. - eu acredito em você.

- A-AH! - os gritos de dor da mulher, logo foram substituídos pelo choro de duas crianças.

#####

- ah por favor mamãe! - dizia a pequena ruiva.

- não! - responde a albina firme.

- papai! - implora a ruiva para o ruivo que jogava vídeo game com o outro menino.

- para de escândalo feiosa! - responde o moreno para a irmã.

- feioso é você, Virgem! - a ruiva e o moreno agora já estavam rolando no chão dando socos e chutes, fazendo os pais se entre olharem e sorrirem.

#####

Sentia seu rosto úmido, via os corpos de seus dois filhos estirados pelo chão, enquanto via sua casa pegar fogo. Estava jogada chorando e gritando enquanto sentia seu mundo desmoronar. Via de longe uma figura albina sorrir diabólicamente vendo aquela cena horripilante, sentia seu sangue ferver, sentia agora um líquido agora carmesim saindo de seus olhos, enquanto suas mãos apertavam os corpos de seus filhos contra deu corpo.

- maldito seja você! - gritava para o vento e para o mundo, sentindo suas lágrimas se misturarem com o sangue de seus filhos em seu colo. - sakamaki tougo!

Flashback - πX - off

Autora [on]

Milhões de coisas passavam na cabeça da jovem vampira. Podia ver pelas veias em sua testa, e os punhos fechados, com as unhas praticamente rasgando sua carne, enquanto de fúria ela estavam ao ver o ser que mais desprezava em sua frente depois de tanto tempo. 

Karlheinz - como vem passado.. S/n tsukinami? - aquela frase repetia em sua cabeça como um ruído, que faziam suas veias saltarem só de ouvir aquela voz que tanto à assombravam em seus mais profundos pesadelos. Ouvir seu nome de casamento aos lábios daquele ser de que tanto odiava, fazia seu estômago embrulhar ao compara-lo às vezes que seu tão querido amor, à chamava todas as noites. Com a fala do mais velhos, S/n sentiu 6 pares de olhos em si.

Subaru - tsukinami? - diz o albino olhando a morena com certo rancor na voz.

Kanato - S/n-cham.. você é uma vampira? - pergunta o roxeado com uma voz levemente irritada.

S/n - sou uma fundadora. - diz sem tirar os olhos do sakamaki mais velho.

Ayato - fundadora? - pergunta com uma sobrancelha levantada.

Reiji - fundadores.. seres antigos e acestrais dos vampiros . Ou como chamam melhor, a primeira raça. 

Subaru - primeira raça? - pergunta confuso.

Laito - no mundo dos demônios, existem 4 raças diferentes.. - responde observando seu chapéu, tentando esconder seu nervosismo. - o clã dos morcegos, que somos nós [vampiros], o clã da serpente [víboras], clã Wolf [lobos, ou lobisomens] e o clã águia.

Subaru - aonde quer chegar? - pergunta o albino irritado pelo irmão não chegar ao ponto.

 Reiji -  os fundadores são seres ancestrais ou melhor dizendo, são vampiros mais antigos e mais fortes dentro do clã de vampiros [morcegos]. - responde reiji olhando diretamente à morena, que desviou os olhos do rei dos vampiros, para observar o garoto - Seres superiores criados desde o início dos tempos, vindos da primeira raça, sendo mais fortes e mais antigos.. a primeira linhagem do mundo dos demônios. - responde o moreno levando a mais direita aos óculos, os arrumando.

Shu - a primeira raça. - responde o mais velho olhando à morena com decepção. 

Karlheinz - maravilhoso - diz batendo palmas, atraindo os olhares de todos para si. - parece que eles lhe conhecem bem minha criança.

S/n - cale-se - os 6 vampiros se assustam ao ver os olhos da morena mudarem de cor novamente, junto da cor de sua pele mudar drasticamente. 

Subaru - mas oque..? - de longe podiam ver o leve rubor que tomava conta das bochechas dos vampiros presentes no local. Estavam abismados.. nunca tinham visto total beleza em nenhum momento de suas vidas. Oque não eram muito, já que eram apenas adolescentes com apenas 17 anos ao máximo.

Reiji - mas.. eu não entendo - diz atraindo a atenção de todos. - na história.. diz que os fundadores foram todos extintos pela doença que ocorreu no século 19. 

S/n - esta errado.. - susurra atraindo a atenção dos vampiros, fazendo o couro mais velho dar um sorriso ao vê-la apertar os punhos. - eles não morreram por uma doença. - diz a morena abrindo a mão direita, levantando um dedo apontando para o sakamaki mais velho, fazendo-o abrir ainda mais um sorriso diabólico - eles os matou.

Ayato - o-oque.. - responde o vampiro assustado, enquanto via a pele da morena ficar branca, e o som do coração parar. Os olhos dela, agora eram vermelhos, puro sangue. Agora ela não vestia mais a roupa que tinha no começo do dia, traja-va uma blusa listrada justa, preta e vermelha, que descia até os joelhos, também com uma calça jeans preta rasgada em seus joelhos. Seus cabelos, que antes estavam um pouco mais abaixo dos seus ombros, estavam em sua bunda de tão grandes que eram. Também tinha um instrumento em suas costas, junto de uma maçã em sua mão.

Karlheinz - ah.. como fazia tempo que não lhe via nessa aparência.. s/n tsukinami - diz levemente corado só ver a vampira o olhar com ódio.

Yui - s-s/n-san? - pergunta a loira completamente assustada ao ver a antes morena, de olhos negros. Agora uma albina, completamente diferente da mulher que tinha conhecido á algumas horas.

S/n - aonde ele está? - susurra a albina fazendo todos a olharem confusos, rapidamente tirou o instrumento de suas costas fazendo o mesmo se transformar em uma espada agora apontando para o albino, que a olhava com um sorriso diabolico.- aonde est meu marido?!


Notas Finais


👁️👄👁️✌️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...