História Brothers (Yaoi) - Capítulo 85


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Brothers, Gay, Gêmeos, Lemon, Lgbt, Yaoi
Visualizações 28
Palavras 456
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 85 - Capítulo 85


  Falando sério? A festa mais esperada do ano da escola foi um fracasso, o diretor limitou bebida, limitou música, limitou horário, e a gente não podia nem se pegar que já vinha com um puta de um discurso sobre "moralidade", foda-se moralidade, saco. Eu fiquei triste, gastei uma bela de uma grana nessa fantasia para ter sido, praticamente, jogada fora. 


 No fim das contas o Kei e o Haru discutiram feio com o diretor, o Kei deu dedo pro cara e eles foram embora, - Kei, melhor pessoa - a Inari ficou com um garoto do segundo ano muito bonito, ele é mestiço e tem cabelos loiro natural, assim como os dela, o Andy e o Rei não marcaram presença- como sempre, esses dois são quase invisíveis. - e no fim, fomos para casa, na ida passamos no mercado e compramos uma garrafa pequena para molhar a boca. Chegando em casa Yama abriu a porta e entrou: 


 - Vá tomar o seu banho, vou ficar aqui fora... - Me sentei no chão fresco da varanda e fiquei admirando lua, meu celular começou a vibrar loucamente- Deve ter conectado a rede, essas notificações chatas... - Apenas ignorei e coloquei o celular ao lado, retirei os chifres e colete, soltei também meus cabelos, permitindo que minha franja caísse sobre meu rosto. - Parece chato ficar aqui apenas olhando as estrelas sozinho... - Peguei o celular e fui até meu quarto, esquecendo-me completamente da porta que havia ficado aberta, coloquei lá, junto dod chifres e demais acessórios. 


 Fui até o banheiro e fiquei da porta observando o gêmeo. - O que pensa que esta fazendo?! - Ele fritou ao me ver ali. 


 - Nada não. - Entrei no banheiro e fui atrás do gêmeo, selando nossos lábios, a água do chuveiro caia bruscamente sobre nossos corpos, encostei UYama na parece e o coloquei em meu colo, beijando- o, nossas línguas logo se encontraram e começam uma disputa de terrorio, não demorou muito até que ele ganhace meu espaço, então elas dançaram como bailarinas deslizando. 


 Posicinei o gêmeo para que meu membro tocasse no seu - ainda de cueca - e o empurrava sobre a parede, Yama cruzou os braços em minhas costas e continuamos a nos beijar. O gêmeos encerrou o beijo descendo de meu colo, me jogou contra a parede e se ajoelhou em minha frente, ele já ia Abaixando a cueca, até que, derrepente... Alguém entrou no banheiro. 


 - Yamamoto? Makoto? O que vocês...? Vocês são gays? - Uma mulher meio gorda de seios grandes e cabelos pretos curtos entrou no banheiro. 


 - Mãe!? - Yama gritou surpreso. 


 - M-mae...? Essa é a... - Meu rosto fica vermelho e puxo Yama pelo braço, fazendo o gêmeo levantar. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...