História Brothers (Yaoi) - Capítulo 93


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Brothers, Gay, Gêmeos, Lemon, Lgbt, Yaoi
Visualizações 25
Palavras 849
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishoujo, Bishounen, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 93 - Capítulo 93


 

Já estava tarde, quase a hora da festa de Kei, o clima hoje não estava muito bom (não é a última semana de fevereiro como eu disse no capítulo anterior, eles estão bem no início de fevereiro) já que o nosso retardado favorito vai embora amanhã hoje seria a última noite em cinco anos que passaríamos juntos. Não terá férias? Bom, até que vai ter férias, mas são curtas de mais para voar de lá até Tóquio, e se ele aumentasse, esses cinco anos poderiam mudar para seis, ninguém quer isso. 


 A única tristeza de ser amigo de uma pessoa mais velha, é que sabemos que, um dia, ele vai embora, e nós mais novos ficaremos para trás. 


 Subi na moto junto de Yama, que parecia meio ofegante, e também hesitará ao ligar a moto, ele parecia abatido. 


 - Ele vai embora, não é mesmo? - Yama falava baixo com uma voz roca. 


 - Ele não vai embora para sempre... - murmurei. 


 - Eu sei disso, mas mesmo assim, você acha que cinco anos passam tão rápido? Makoto, cinco anos não são cinco semanas! 


 - Eu sei... Também vou sentir falta dele, então. Por favor, ligue a moto, vamos passar essa noite com o Kei-kun, ele ficará muito feliz em passar isso conosco.


 - Ele diria algo como "eu não quero passar essa noite com vocês", não é mesmo? Aquele tsundere... 


 - Yama-chan... Ele não é tsundere, você é o único tsundere aqui meu bem. - Juntei minhas mãos em sua cintura. - Vamos logo!


  Ele ligou o motor da moto e nós saímos, em uma velocidade alterada até a casa do loiro. Quando chegamos no local estava arrumado e tinha muitas pessoas, como sempre. Andy e Rei estavam sentados no chão da frente da casa, junto de Kei e Haru, as pessoas se dividiam entre as que ficavam na pista de dança, as que bebiam e as que fotografaram todos os momentos. 


 - Vou pegar as bebidas e já estou indo, tudo bem? Me espere ali. - Apontei para o grupo. 


 - Não. Não está tudo bem, vou pegar as bebidas contigo. - Yama disse segurando meu pulso. 


 - Por quê? Qual o problema em eu ir só? - Perguntei olhando para o mesmo. 


 - Ichigo estara lá, não quero que fique perto dele. 


 - Ah... Esta com ciúmes.? 


 - Não, claro que não! 

Última semana da fevereiro, essas férias passaram incrivelmente rápido para pessoas que não fizeram nada, no mês que vem tudo começa novamente, e seremos veteranos! Estávamos nós, sentados no quarto de Yama, ele estava jogando e eu sentado ao seu lado, quase dormindo, estava realmente cansado, foi então que o celular do gémeo tocou. 


 - Posso atender pra ti? - Ele afirma com a cabeça. Vou até o celular a atendo. 


 - Sim? Kei-kun? 


 - Yama? Eu preciso que-


 - Makoto. 


 - Ta, enfim, hoje será nossa última festa em cinco anos, quero que vocês venham no mesmo horário de sempre, okay? 


 - Ah é, amanhã você está indo embora, não é mesmo? 


 - Não digo embora, eu volto daqui cinco anos, e caso der uma folga eu de uma passada por aí. 


 - Ah... Haru-chan vai ficar triste em ter que ficar longe de ti, você sabia que um hora ou outra você iria ir para o exterior e mesmo assim, mim ou de mais aquela criança! 


 - Pois é, eu sei bem disso. Eu gostaria muito que Haru-chan seguisse o caminho dele, mas ele disse que a vida dele depende de mim, e além do mais, eu fiz uma promessa com Haru-chan. 


 - Isso parece problemático, você tem quase o dobro da ideia de dele. 


 - Não exagere! - Ele disse quase gritando. - sou só alguns anos mais velho. Bom, que seja! Apareça mais tarde. 


 Ele desligou. 


 - Festa na casa do Kei? - Yama perguntou. 


 - Sim, aparentemente uma despedida, é uma pena que não poderemos mais ter festas assim. 


 - Ah. - Yama termina o jogo e se vira para mim descascando um pirulito. - Ele liberou a piscina, deixou até as chaves aqui em casa e na casa do Andy e Rei. 


 - Entendi. Falando nos dois, eles tem estado tão distantes, não é mesmo? 


 - Andy sempre fora distante, agora ele tem Kei, ele não liga muito para amizades, para ele... Você sabe. 


 - Eu gostaria que eles tivessem mais participação, se eles fossem um anime ou mangá seriam daqueles personagens sem importância que ninguém liga. 


 - Isso foi cruel, Makoto. 


 - Tem razão... Bom, que seja, Yama-chan, to com fome. 


 - Quer comer o que? 


 - O que tem de comer? 


 - Tem eu.


 - Tá maravilhoso, seu delicia. 


 - Tava brincando, vou lá fritar ovos. 


 - Eheh? Sem graça! Não quero mais ovos, enjoei de ovos. 


 - Bom, fazer o que né? Ninguém fez compra essa semana, então só temos ovos. 


 - Amanhã nós vamos. Não aguento mais ovos na minha vida, todo dia, ovo com pão ovo frito, ovo cozido, farofa de ovo, ovo com arroz, ovos mechidos. 


 - Pare de reclamar, Makoto! Céus! 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...