1. Spirit Fanfics >
  2. Brüderliche Zwillinge >
  3. A história

História Brüderliche Zwillinge - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Fic nova! Espero que gostem.

Boa Leitura!

Capítulo 1 - A história


Fanfic / Fanfiction Brüderliche Zwillinge - Capítulo 1 - A história


München, Alemanha

O meses: Foi um parto difícil, Christina, entrou em trabalho de parto 6 semanas antes do planejado pela ginecologista da mulher. Levou 20h pra que os pequeninos saísse de dentro da mãe. A mulher teve uma hemorragia e morreu na sala de parto. O pai da família, Manuel Neuer, passou por várias dificuldades. 4 crianças e 2 bebês pra cuidar, além da faculdade do mais velho pra pagar, tudo isso sozinho.

2 meses: os pequeninos tinham acabado de fazerem o segundo mesverssário, mas já eram muito espertos.

  O mais velho dos gêmeos era mais desenvolvido, inclusive já virava de barriga pra baixo! Os médicos que acompanhavam os meninos achavam incrível que um bebê de 2 meses pudesse fazer isso, ainda mais com os problemas musculares que acarretava do parto prematuro.

  O mais novo da família era mais inteligente, e demonstrava mais evoluções quanto a força mental, enquanto a força física era debilitada.

8 meses: Era inacreditável!

  O mais velho dos bebês já andava! Mesmo com algumas dificuldades, ele dava os primeiro passos com exatos 8 meses e 10 dias.

O mais novo era mais impressionante ainda. Ele sabia diferenciar cores e nomes. Sabia o que apontar quando diziam pra ele mostrar algo, ou o que fazer quando pediam pra abraçar e beijar alguém, e entendia tudo perfeitamente.

1 ano: Agora os garotos eram mais do que unidos.

  O mais velho demonstrava um instinto protetor com o gêmeo, raro de se ver. Ele já corria muito e demonstrava várias habilidades incríveis com a bola nos pés.

  O mais novo era muito inteligente. Sabia falar várias palavras e se comunicava muito bem. Sabia até algumas coisas em inglês e francês, graças a desenhos que assíria na TV! Mas o mais bonito de se ver era o amor dele com o irmão. Sempre se via ele abraçando o gêmeo, beijando-o (que era uma tradição de família) e fazendo carinhos.

4 anos: Nessa época as coisas estavam maravilhosas.

O mais velho dos gêmeos já jogava no time Mirim do Bayern München, estando entre os garotos do time sub 7, por ser muito bom com a bola nos pés. Ele era meio campo e dava passes espetaculares para deixar o marcador em ótima condição pra fazer gol, eram sua especialidade. Era considerado um prodígio.

O mais novo era, com essa pouca idade, uma das promessas da inteligência mundial. Com apenas 4 anos e 2 meses, já falava Alemão, Inglês, Polonês, Espanhol e Francês fluentemente, ensinava crianças de 9 anos operações matemáticas complexas demais para um garoto de sua idade, e amava, mais do que tudo no mundo, duas coisas: Seu irmão gêmeo e seu time, Borussia Dortmund. Contraditório gêmeos terem como times os maiores rivais da Alemanha, mas era assim que era. Quando perguntavam se o mais novo queria avançar algumas salas no Colégio, ele dizia que não, pois não queria abandonar o irmão.

8 anos: O mais velho jogava na base sub 13 da equipe do Bayern e isso era motivo de orgulho pra seu pai, que torcia para o time. O mais novo estava terminando o Ensino Fundamental e teria um tutor especial para fazer o Ensino Médio dentro de sua própria sala, sem precisar deixar o irmão. Nessa idade ele também começou a se interessar em jogar futebol. Mesmo contradizendo sua vontade, o pai Manuel permitiu que o seu filho ingressasse em um clube do Borussia Dortmund. Parte por ser o maior rival de seu time de coração, parte por saber que o filho mais novo tinha uma musculatura muito frágil em decorrer daquele mesmo parto prematuro.

12 anos: Foi nessa idade que os garotos começaram a descobrir sobre suas sexualidades.

  O mais velho se sentia confuso quando sentia reações físicas aos garotos mais velhos do time tomando banho após o jogo. Sempre conversava com o irmão gêmeo sobre suas dúvidas na sexualidade, mas o mais novo não estava em uma situação muito diferente.

  Depois de terminar a escola, o mais novo fez uma prova (aliás, ele quase gabaritou a prova, errando apenas 3 questões de 100) e ingressou na faculdade de Letras, onde ele estudava Alemão (por ser a língua do país), Português e Russo por escolha própria. O garoto era olhado como um bicho de sete cabeças sempre que viam ele andando pelos corredores da faculdade e isso o incomodava. Já ouviu pessoas falando que era um desperdício ele cursar uma faculdade tão desvalorizada, já que ele poderia fazer Medicina ou Direito. Mas era isso que o gêmeo mais novo amava, estudar Línguas, Culturas e Literaturas. Ele também se sentia estranho sempre que via os garotos do time de futebol tomando banho em sua frente, mas geralmente se controlava.

  Ambos os garotos eram muito queridos por quem quer que conhecia-os e eram motivo de muita alegria e orgulho para o pai e os irmãos mais velhos. Todos adimiravam as incríveis habilidades dos gêmeos bivitelinos que tinham QI's acima da média, o mais velho incrivelmente habilidoso no futebol e o mais novo extremamente inteligente. Eles eram felizes!

  Até que um dia a vida deles mudou...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...