1. Spirit Fanfics >
  2. Bruma >
  3. Terras neutras V

História Bruma - Capítulo 15


Escrita por:


Capítulo 15 - Terras neutras V


 

Passada aquela noite , ao mesmo tempo confusa e esclarecedora , o grupo seguiu o caminho ainda sem um destino certo .

O entorno já não era o mesmo no primeiro par de horas , as árvores vigorosas e a mata fechada , davam lugar a vegetação mais rasteira, árvores finas e mais alongadas . Dentre estas começaram a surgir bambus e o céu , que antes era coberto por folhagens era visível . 

Aquele novo cenário foi percorrido por uma ventania , os bambus agitavam curvando-se na direção que eram impulsionados , preferindo adaptar-se momentaneamente a romper.

Claire, pela primeira vez desde o início da jornada , percebia esses detalhes , mais por necessidade de manter seus pensamentos arredios . Deixar a mente vazia cedia espaço a coisas incômodas. 

- Andei pensando - Gales puxou assunto com quem estivesse disposto a ouvir - Talvez possamos passar algum tempo nas colinas a nordeste . Tem um clima agradável, belas casas... - Sugeriu, já apresentando argumentos que considerava favoráveis. Como alguém que geralmente impunha seus desejos ou insistia incisivamente foi uma sutil mudança . Não era apenas a vegetação que apresentava diferenças e mais flexibilidade.

- É um belo lugar mas como estreitos aliados do reino talvez não seja uma boa ideia - Argumentou a moça de olhos claros , era sua primeira manifestação aquele dia - por mim dobramos ao sul e tomamos o rumo da montanha - Gales expressou leve insatisfação mas surpreso como estava, pois desde que a conheceu , ou pelo menos do que se lembrava nunca tinha discordado . Qual fosse a sugestão ela o acompanhava . Por esse motivo a escolheu como guardiã.

- Eles não são tão abertos a visitantes mas pacíficos - Ele disse como observação . Não foi veemente contra a ideia por ser de outra pessoa. Outro pequeno grande avanço.

Claire deu o assunto por encerrado e voltou a ficar calada , imersiva em qualquer ponto no horizonte , como se esforçando a desconsiderar as companhias humanas "Está particularmente distraída hoje" A mensagem de Sheila a fez evitar um eventual tropeço "Acho que talvez precise de um plano B… Quem sabe de um sentido pra minha vida ..."  Claire estreitou o olhar e ergueu o rosto "Melhor pensar em um objetivo , depois que caminho tomara pra chegar lá " a estrangeira tirou o cabelo da frente dos olhos "Só existir a deriva do vento acho não conta" Claire olhou para o jovem que seguia alguns passos a frente com tristeza no olhar "Nem como vida . Existem pessoas respirando mais mortas que os ditos falecidos" Sheila a olhou pra moça como se a analisando sua reação "Nós vamos mesmo discutir filosofia?" a moça suspirou , seus olhos chegaram a brilhar por lágrimas , que não caiam "Filosofia é buscar o sentido da nossa existência , não é exatamente disso que se trata sua dúvida?" O semblante de Claire passou de imersão a interesse "Investigação da dimensão essencial e ontológica do mundo real, ultrapassando a opinião irrefletida do senso comum que se mantém cativa da realidade empírica e das aparências sensíveis." A moça recordou- se do trecho que leu certa vez em um livro , chamando a atenção da estrangeira "Talvez deve- se desenvolver sua magia e focar um tempo , que sua mente floresça" Sugeriu Sheila , ela geralmente se mantinha neutra mas estava opinando, algo assim acabava ficando mais frequente em suas conversas telepáticas "Até que não é um plano ruim". Claire ainda estava descontente, quem sabe frustrada mas nunca foi o tipo de pessoa que se deixa abater assim . Não pretendia que fosse a primeira vez .

O vento se acalmou um pouco - Comentou Gales , quase como um sinal .

- Então podemos seguir voando - Claire decifrou seus pensamentos e cuidou dos detalhes .

 

Ao longo da jornada  conversaram os três, acertavam os planos para  um futuro não tão distante assim . O jovem, que já foi o primeiro da linha de sucessão, continuava não gostando de ter que argumentar para que seus palpites e planos fossem validados apesar de estar , aparentemente, se adaptando à nova realidade .

 

Embalados pelo assunto de Interesse comum acabaram pulando o almoço e seguiram direto até que o sol estivesse quatro partes após o meio .

 

Não tardaram a ver o primeiro sinal do lugar que procuravam , uma coluna de pedra esculpida , cujo significado era carregado de lendas . Sheila pareceu interessada no objeto , parou diante do mesmo e deslizou o polegar , como se tateando em busca de detalhes escondidos "Nunca tinha ouvido falar de alguém gostar tanto assim de pedras" Claire chegou perto discretamente "Alguns totens desses carregam mensagens outros ocultam itens e até mantém feitiços de terreno." 

 

Quase como se cronometrado , um barulho chamou a atenção deles , eram cavalos , ruídos metálicos , coisas que podiam associar a tropas. Na situação que se encontravam não era um bom indicador.

Se ocultaram por magia fora do caminho , de fato eram soldados , mas não de quem os caçavam. Poderiam muito bem ser bandidos , Gales observou por certos detalhes na postura que sustentavam sua teoria .

O diálogo confirmou as suspeitas dele, pareciam intimidar o povo dali a ceder algo , coisa não citada , provavelmente porque as partes que interessavam estava subentendido .

Logo que os invasores saíram , o grupo continuou o caminho rumo ao pequeno vilarejo . Gales insistiu que mantivessem curso veementemente , tanto que não debateram contra. Talvez fosse por curiosidade , para descobrir o que interessava tanto ao jovem ali . Será que realmente , por algum motivo desconhecido , decidiu ajudar ? Se era , nem Claire acreditada.

 

Quando chegaram a entrada logo receberam olhares tortos , desconfiados e talvez até hostis mas não era pra menos . 

 

- Boa tarde - Cumprimentou um deles , sutilmente induzindo uma identificação .

- Boa tarde - Claire respondeu quase de imediato e fez uma reverência . Sendo a mais diplomática do grupo tomou pra si a tarefa de desfazer o possível mal entendido e após identificar- se começou a explicar-  Nós viemos do reino do dia . Estamos viajando para o leste e pensamos em pernoitar aqui.

- Temos boas hospedarias mas receio que não seja uma boa época pra relaxar nessas terras - Disse já bem menos desconfiado - Sugiro que retornem em outra oportunidade.

- Tem algo a ver com o que ocorreu envolvendo um grupo de saqueadores mais abaixo? - Indagou Gales. A expressão do jovem foi a resposta .

Um deles , que aparentava ter certa autoridade , se aproximou aparentando estar disposto a explicar. 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...