História Bruxinha travessa - Capítulo 12


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Bruxa, Diversos, Drama, Ficção, Imaginação, Mundo Magico, Vampiro
Visualizações 7
Palavras 386
Terminada Não
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 12 - Coisas inexplicáveis


- Lukaa! Luka!!! - Acordei com a Thai e a Mila me chamando, elas gritavam e estavam desesperadas, eu meio com sono levantei e elas perguntaram o que tinha acontecido com meu braço, eu olhei e ele estava... QUEBRADO? COMO ASSIM?  Como eu quebrei o braço dormindo? Isso não estava certo... Eu saí correndo e fui procurar a enfermeira, ela disse que eu fui espancada, mas como? Eu estava dormindo de boas como isso pode ter acontecido? Eu fiquei confusa. Não estava doendo, era sinal de que era recente. Ela colocou o osso no lugar, enfaixou, colocou gesso e eu fiquei lá sem saber o que tinha acontecido. Todos me perguntavam sobre e eu dizia que não sabia, mas ninguém acreditava em mim. 

Fomos tomar banho no rio, mas eu nem entrei, depois disso tudo nem vontade eu tinha mais. Mila e Thai cuidavam de mim e se preocupavam muito, mas Tsuy estava sem falar comigo desde cedo, ele nem olhava pra mim, virava a cara quando eu olhava pra ele e eu não entendia. Estava chegando o dia de irmos para casa, eu estava feliz, pois iria encontrar minha mãe e meu pai de novo e conversar sobre o que aconteceu no museu. Mas eu também estava triste, pois o Tsuy estava me ignorando. 

Eu estava sozinha perto de uma árvore pensativa quando ouvi os meninos contarem que acharam outro gato preto de noite e que dessa vez mataram ele e eles conversavam sobre isso, eu fiquei com dúvidas sobre esse tal gato preto e fui conversar com a senhorita Sweet que nos tinha contado sobre ele. Fui até a barraca dela e pedi pra conversar sobre isso, ela me chamou para entrar e começamos a conversar, ela me disse que o gato preto gosta de aparecer em locais onde muitos monstros estão reunidos (ou onde tem monstros classe B, A, S ou SS), ele pode aparecer durante o dia, mas gosta mais de sugar as suas vítimas durante a noite, assim elas nem percebem, outra coisa interessante é que as vítimas não perdem seus poderes totalmente, ficam apenas sem eles por alguns dias e depois recuperam e o gato passa a ter os poderes de todos que sugou, ele pega uma amostra e a multiplica em si mesmo. Foi o que ela me disse. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...