História Bts - contos eróticos - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Visualizações 37
Palavras 1.570
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 1 - Meu namorando não me dá atenção


Park Jimin

     Eu até entendo o fato do meu namorado precisar trabalhar muito e de termos transado anteontem, tendo em vista que ele é dono de uma das maiores empresas multinacionais. Nós moramos juntos a quase 3 meses, quase nunca tenho folga do trabalho e queria usar isso para ficar um pouco com o meu namorado. Eu juro que entendo que ele precise trabalhar o dia inteiro e me deixar vegentando sozinho já que não tenho plantão. Custa ele me dar uma atençãozinha já que eu tô de folga? Ele nunca sai daquele maldito escritório, eu vou tacar fogo nesse caralho! Ah não, tive uma ideia melhor. Pelado, me vesti apenas com um roupão e fui realizar o meu plano mirabolante.

     - Kookie? - chamei meu namorado, batendo na porta do seu escritório. - Amor? Pode abrir por favor? Tenho uma surpresa pra você. - Falei rente a porta esperando uma resposta.

     - Entra amor! - Respondeu o meu namorado.

     Era agora ou nunca, força na peruca Park Jimin, é hoje que você perde as pregas do cu.


      Entrei no escritório do Jeon, ele estava super concentrado, com os lábios entreabertos, seus óculos, e com o peitoral amostra já que vestia somente uma  calça de moletom preta. Esperei ele me olhar, e quando assim fez, pensei: "PORRA MAS ELE TÁ MUITO GOSTOSO COM ESSE ÓCULOS NA PONTA DO NARIZ, MEU NAMORADO PORRA SOU TÃO SORTUDO".


      Depois do surto, eu ainda estava apoiado na porta, mordendo o meu lábio inferior. Fui andando em direção a sua mesa.  Quando nos mudamos, Jungkook disse que queria uma sala para que ele pudesse trabalhar em casa, para ficar mais tempo comigo, mas vejo que não é muito útil já que quando tô em casa ele não me dá atenção. Cheguei perto o bastante e ele me olhou, notou que eu estava somente de roupão e me deu aquele famoso sorriso sacana de fuder com o psicólogo. MEU PAI AMADO. Andei em sua direção e sentei em seu colo, fazendo leves movimentos circulares como quem não quer nada.

      - Amor, eu tô de folga do hospital hoje, você poderia me dar atenção por favor? - perguntei dando leves selares em seus lábios.

      Ele logo recuou, me olhou e disse:
      - Jimin, eu estou muito ocupado agora, tô tentando adiantar uns trabalhos. - ele disse concentrado em seu computador.

      Eu pensei: "Vou fazer algo ou não me chamo Park Jimin". Ao começar a ver sua reação, comecei a rebolar com mais intensidade em seu colo, ao mesmo tempo comecei a dar beijos e mordidas em seu pescoço com o intuito de deixar-lhe marcas. Quando intensifiquei os movimentos do meu quadril, senti no mesmo momento suas mãos apertando forte a minha cintura, senti as minhas nádegas arrastarem no seu membro já expelindo pré-gozo, fazendo com que saísse um gemido arrastado de sua boca. Ele desceu a sua mão até a minha bunda apertando bem forte por cima do roupão, ri sacana, mas, nunca parando de beijar e mordiscar o seu pescoço embaixo do seu pomo de Adão, onde era muito sensível. Eu já não aguentava mais e nem tinha

começado a brincar com ele ainda, eu queria tanto o seu pau dentro de mim.

      - Park Jimin, você me deixa louco - ele falou enquanto apertava mais forte a minha bunda.

      - Amor, eu quero te chupar - falei enquanto parava de beija-lo no pescoço para descer os beijos para seus mamilos, deixando pequenas mordidas no seu peito esquerdo, beijando e  lambendo.

      - A-ah Jimin, me chupa bem gostoso, hum? - disse com sua voz alterada e ofegante.

      Isso me instigou mais ainda para descer os beijos por seu abdômen, deixando todo roxo com chupões. Quando cheguei embaixo de seu umbigo, resolvi brincar um pouco por ali, beijei e deixei mordidas. Quando comecei a arrastar a sua calça de moletom por suas pernas, Jungkook ainda estava sentado, me ajudando a tirá-la levantando um pouco. Ameacei tirar a sua cueca quando o enganei e passei a beijar a parte de dentro de sua coxa. Quando voltei os beijos parei na barra de sua cueca que já estava suja de pré-gozo e a tirei, fazendo com que seu membro teso pulasse pra fora, passei a língua no meu lábio inferior o mordendo, eu queria tanto chupa-lo. Passei a distribuir beijos embaixo do seu pau, sugando suas bolas, fazendo um som completamente pornográfico me deixando mais excitado do que já estava, lambi o seu membro da base até a glande rodeando a mesma com minha língua, os gemidos de Jungkook se intensificaram me dando mais prazer ainda.

      - Me chupa logo, ou vai levar uns tapas- disse Jeon me olhando com possessividade. Eu poderia gozar só com aquele olhar sobre mim.

      - Sim senhor - assim que respondi, abocanhei o seu membro, indo até onde conseguia.

       Passei a fazer movimentos de vai e vem, parando e sugando com mais força a sua glande, consegui ter a visão de Jungkook revirando os olhos diversas vezes. Senti a sua mão em meus cabelos, deixei que fodesse minha boca como quisesse até sentir que iria engasgar, mas, não parei de jeito nenhum, eu queria agrada-lo e estava conseguindo, a cada vez que ia fundo em minha garganta o seu gemido tomava mais intensidade. Quando senti que Jungkook iria gozar, tirei rapidamente seu falo da minha boca, levantei e me sentei novamente em seu colo, agora retirando o laço do meu roupão e deixando escorregar do meu corpo.

      - Você é fodidamente lindo Jimin, porra - ele disse enquanto dava um tapa estalado em minha bunda, quando estava em seu colo rebolando gostoso.

       - O- oh Kookie, eu preciso tanto de você - Disse antes de atacar os seus lábios com um beijo cheio de volúpia, desejo e necessidade. Jeon e Jimin eram fogo.

       Jungkook pos uma mão na nuca de Jimin enquanto a outra descia para o meio de suas nádegas brincando com sua entrada, ameaçando enfiar o seu indicador, deixando Jimin louco, depois de brincar, pos a sua mão na cintura novamente. Quando se separaram do beijo, Jeon direcionou dois de seus dedos a boca de Jimin para que os lubrificassem, direcionou depois os seus dedos para a entrada de Jimin, introduzindo um de seus dedos enquanto voltava a beija-lo, ouvindo o mesmo gemer rente a seus lábios, quando sentiu Jimin rebolar em seu dedo, logo introduziu mais outro, fazendo com que seu membro latejasse querendo o mais rápido possível o seu homem quicando no seu pau.

       - A-amor, eu quero o seu pau, agora - Disse Jimin enquanto rebolava com toda força nos dedos de Jungkook.

       O mais velho logo retirou os dedos e buscou ainda sentado em sua cadeira uma camisinha em sua gaveta, cobriu seu falo e logo posicionou seu membro na entrada de Jimin.

       - Park, mãos pra trás, você não poderá me tocar - Logo quando Jimin colocou as mãos pra trás, Jeon impulsionou  seu quadril para cima, empurrando todo o seu pau dentro do mais novo.

       - O-oh meu D-deus Jungkook, m-mais rápido - Disse o mesmo enquanto gemia tendo todo o membro de uma vez dentro de si.

       Jeon se movimentava rapidamente, gemendo alto enquanto segurava as mãos de Jimin e ia fundo em sua entrada. Rapidamente Jungkook soltou as mãos de Jimin, levantando-o em seu colo arrastando  os  objetos da sua mesa e colocando de bruços na mesma.

       - Você foi muito malvado em me provocar Park, hoje você vai ter que gozar sem se tocar, e se caso tocar-se, vai levar umas boas punições da próxima vez que eu foder você - disse sussurando em seu ouvido enquanto puxava as mãos do Jimin para novamente segurar com as suas.

       Se enterrou novamente em Jimin, estocando forte e lento fazendo o mesmo acumular lágrimas de prazer no canto dos olhos. Jimin sentiu que a qualquer momento poderia gozar sem nem realmente precisar se tocar, Jungkook sabia exatamente o que fazer para dominar e fazer Jimin se entregar inteiro, sabia onde eram seus pontos fracos. Jimin sentia seu membro latejar quando sentiu Jungkook acertar o seu ponto.

       -J-jeon, o-oh aí amor, m-mais por favor, m-mais rápido Jeon- Jungkook estocava forte no ponto de Jimin, fazendo o mesmo ver tudo turvo quando sentiu o seu membro expulsar toda a sua porra.

       - O-oh amor, a-ah - Jimin gemia desconexamente enquanto sentia seu gozo sair.

        Sentindo a entrada do mais novo apertar seu pau, Jeon rapidamente sentiu embaixo do seu ventre queimar ameaçando que logo viria, continuou estocando para prolongar o prazer de Jimin e para que o seu chegasse quando sentiu seu líquido sair dentro do mais novo.

        - A-ah Park, eu te amo - disse Jeon enquanto terminava de se derramar em Jimin e ia se retirando de dentro do mesmo.

        - Eu também te amo meu homem selvagem - disse Jimin enquanto se virava, lentava e selava os lábios convidativos do namorado. - Te amo muito, mas, por favor, não me esquece de novo, hum? - deixava agora pequenos beijos no pescoço do mesmo.

        - Você vai me deixar duro novamente - disse Jeon enquanto ria e acariciava os cabelos do namorado.

        Park rapidamente olhou para a bagunça que fizeram e riu pensando em como sentia saudades de ter o namorado para si.    Decidiram tomar um banho juntos, onde Jungkook acabou fazendo um boquete no Jimin, finalmente, eles teriam a vida sexual ativa novamente.
      
     
   



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...