História Amor Concreto (Imagine) - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jungkook
Tags Bangtan Boys, Bts, Drama, Jungkook
Visualizações 4.739
Palavras 1.219
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OLHA O HOOOOOOT

Capítulo 9 - No flagra


Fanfic / Fanfiction Amor Concreto (Imagine) - Capítulo 9 - No flagra

As mãos delicadas de Yoongi alisaram meu corpo, do pescoço até a calça, sem delongas, o mesmo tirou depressa e a arremessou para fora da cama e voltando para tirar minha blusa. Eu sentia aqueles dedos gelados sobre minha pele, fazendo-me arrepiar dos pés a cabeça a cada toque. Antes que pudesse dar continuidade o parei, segurando em seus pulsos, ele arqueou as sobrancelhas e riu fraco pela minha ousadia.

- Yoongi... Os rapazes... - Murmurei.

- (Yoongi) Eles estão dormindo. E eles não vão escutar, a menos que faça barulho. Você não fará isso, não é ____? - Perguntou, rindo fraco da minha incapacidade de falar por pura vergonha. Neguei com a cabeça e então o soltei.

Yoongi se apoiou na cama com seus antebraços em cima de minha cabeça, para que pudesse me beijar. O mesmo fazia maravilhas com aquela boca, mas eu estava mais curiosa para saber oque ele faria lá embaixo com aqueles lábios. Sussurrei timidamente para ele descer, porque eu realmente precisava da boca dele lá embaixo, ele riu e então foi descendo com os lábios, o arrastando até meu sutiã, o tirou sem dificuldade alguma e lambeu ao redor de meu mamilo, me fazendo gemer baixo. O mesmo apertava o outro com uma de suas mãos. Continuou descendo e parou em minha calcinha, arrancando metade com a boca, aproveitando para brincar um pouco comigo, porque ele sabia que eu estava sensível com seus lábios ali embaixo. Assim que o mesmo retirou a calcinha e a dixou jogada no chão, eu senti os lábios dele atingirem meus lábios de baixo, eu gemia baixo e apertava o lençol da cama, me contorcendo inteira. 

A língua de Yoongi, com certeza, é a oitava maravilha do mundo. Ele subia e descia ela em meu clitóris, me fazendo arquear ainda mais minhas costas. Depois de satisfeita o mesmo subiu e beijou meu colo enquanto preparava seu pênis para poder me penetrar. Quando finalmente penetrou eu não sabia que sensação maravilhosa era aquela, um prazer absoluto. Ele começou indo devagar. Sua boca se mantia ocupada me beijando, impedindo de ambos gemessem, mas sabem... Vez ou outra a gente acabava gemendo em meio ao beijo, estava se tornando cada vez mais difícil, pelo imenso prazer que ambos sentiam. 

Empurrei Yoongi para o lado e me sentei em cima do pênis dele, o colocando com cuidado para que não nos machucasse. Controlei os movimentos tentando ir um pouco rápido, mas parando quando percebia que um de nós iria gemer. Yoongi apertava meus seios e alisava minhas coxas e nadegas. Chegou uma hora que eu não estava aguentando mais, era muito prazer, percebi que Yoongi sentia o mesmo e então o tirei de dentro de mim e comecei a masturba-nos. Com uma mão eu fazia movimentos rápidos no pênis dele e com a outra devagar em meu clitóris. Chegamos ao ápice juntos. 

Me deitei ao lado dele exausta e rindo ao me tocar que eu havia acabado de transar com um idol, logo eu, uma staff. Bizarro.

- (Yoongi) Eu nem acredito que foi tão rápido. - Admitiu, quebrando o silêncio.

- É... Nem eu.

- (Yoongi) Virei pra cá mais vezes. - Sorriu malicioso e apertou uma de minhas coxas.

-  Pode vir.

Ouvi batidas na porta e então Jungkook chamando por mim. Rapidamente Yoongi se escondeu de baixo da cama e eu vesti minha roupa rapidamente e abri a porta, sem fôlego. O moreno olhava por cima de minha cabeça, procurando alguém.

- (Jungkook) Cadê o Yoongi hyung? Você o viu?

- Ouvi ele dizendo que compraria pizza. - Menti, quase tremendo durante a fala. Eu tentava disfarçar o máximo as minhas pernas bambas, me equilibrando segurando na maçaneta da porta.

 - (Jungkook) O que acha de vermos um filme? Estou sem sono e... Espera. - O mesmo parou de falar, quase me fazendo cair dura no chão por medo de ele ter visto o Yoongi. Logo ele se aproximou e retirou algo do meu ombro, um fio de cabelo azul bebê, não tinha como negar, não havia como esconder que aquele fio era de Yoongi. - Tem cabelo aqui...? Tem certeza que não esteve com o hyung aí dentro? A cama está bagunçada e tem um fio de cabelo dele em sua roupa.

- Eu estava dormindo e Yoongi me abraçou quando estava na sala. Me respeite.

Ele assentiu com a cabeça, de uma forma nada convencido e jogou o fio de cabeço fora. O mesmo começou a se aproximar mais e eu me afastei a cada passo que ele dava, só que eu pisei, sem querer, no dedo de Yoongi e caí no chão junto de Jungkook, o mesmo caiu em cima de mim. Ele riu da situação e eu ri junto, mesmo não achando a mínima graça.

- (Jungkook) Eu sei que eu ando meio chato, mas é porque eu gosto de você, sério mesmo, gosto muito. Não é fácil você ver a pessoa que gosta te odiar.

- Mas eu não te odeio, Jeon. Eu havia dito no passado, mas já te desculpei, não foi?

- (Jungkook) Mas me trata da mesma forma que antes, quando me odiava.

- Porque você me trata como se eu fosse sua namorada e fica grudado em mim como chiclete, não gosto disso, cara. Você precisa entender que uma hora ou outra eu irei namorar e talvez não seja com você.

- (Jungkook) Então está apaixonada por outra pessoa?

- Não entenda as coi... - Olhei para o lado, lembrando-me de que tínhamos companhia e teria que me levantar depressa dali. - Enfim, levante-se. Estou ficando sem ar.

- (Jungkook) Antes me responda uma coisa, você não sente nenhuma atração por mim?

Percebi que Jungkook consegue ser mais lerdo do que eu. Eu já o havia dito e voltei a falar agora pouco, mas ele insiste em perguntar. Suspirei.

- Jeon, eu-

- (Jungkook) Se a resposta for não, nem responda!

- Jungkook eu...

Ele beijou minha testa - Eu disse para não responder se a resposta for não. Vou indo, caso meus hyungs perguntem diga que eu fui pra casa primeiro. - Antes de se levantar ele olhou para o lado e viu Yoongi, ficou imóvel por alguns segundos - Eu sabia. - O mesmo se levantou depressa e saiu batendo a porta do quarto e a da saída. Olhei para Yoongi, que me olhava balançando a cabeça negativamente e me repreendendo por ter deixado o moreno entrar e beijar minha testa. Ignorei o fato dele ser tão insensível e fui correndo atrás de Jeon, que já estava bem longe. Eu apertei o passo e o vi na rua, andando desengoçado e limpando as lágrimas que escorriam pelo seu rosto. O chamei, mas ele me ignorou, então fui obrigada a alcança-lo e puxar a blusa do mesmo, quase a rasgando.

- (Jungkook) O que quer agora? - Perguntou em meio aos soluços.

- Eu posso explicar!

- (Jungkook) Explica e o quê, mano? 

Ignorei o fato dele ter me chamado de mano e prossegui:

- Quero explicar para você não achar que eu sou uma...

- (Jungkook) Vadia?! Porque é isso mesmo que eu acho que você é. Agora tire essas suas mãos imundas de mim, verme.

- Jungkook, olhe-

- (Jungkook) Porra, vou ter que soltrar?! - Gritou - Vai se foder, digo, vai ir com o Yoongi! Sua vadia. - Ele mostrou o dedo do meio e se soltou de mim, indo embora.


Notas Finais


Twitter > @Salycann


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...