História BTS One-Shots - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Visualizações 16
Palavras 660
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


este oneshot é para a pemiiin que faz anos hoje !!!
vão dar-lhe os parabénsss

Capítulo 10 - Namjoon; 01


"Então hyung, algum progresso com a Anna?" Jimin perguntou assim que se sentou ao meu lado.

Suspirei e olhei pra baixo. "Não."

"Não mesmo? Não rolou nada ainda?"

Ri fraco e neguei. "Nada mesmo. Sabe, aquela garota me deixa louco mas tímido ao mesmo tempo, é muito estranho."

"Hyung, só conta pra ela como se sente de uma vez. Você fica enrolando tanto, vai que um dia é tarde demais."

"É, você tem razão. Mas como eu conto pra ela?"

"Só vai e conta. Diz que precisa falar com ela e que é algo sério. Aí é só contar."

"Sério, você fala como se fosse fácil..."

"E não é? Você que fica criando problemas na sua cabeça. Hyung, não tem complicação nenhuma em contar pra ela que você gosta dela."

Suspirei e olhei para Jimin. Ele tá certo, eu tenho que falar com Anna.

"Ok!" Levantei do sofá. "Vou falar com ela agora mesmo."

"Boa sorte hyung!" Jimin falou antes de eu sair de casa.

Mandei logo mensagem pra Anna combinando sair nalgum lugar, qualquer dava mesmo, eu só precisava falar logo com ela!

Combinamos ir no café perto da casa dela, um dos seus lugares favoritos. Demorei uns dez minutos a chegar lá e ela já lá estava. Sorriu pra mim e acenou. Sorri de volta e fui logo ao seu encontro, me sentando à sua frente.

"Oi Anna."

"Oi Namjoon oppa! Quer beber algo?"

"Não não, eu tô bem."

"Hmm, ok. Bom, você me mandou mensagem do nada e disse que queria conversar. O que foi? Aconteceu algo?"

Ri fraco, meio nervoso. "Bom, não exatamente. Eu só... Preciso te contar algo."

"Algo?"

"Sim, é..." Suspirei.

Sério Namjoon, porque você tá tão nervoso assim!? Respirei fundo. Tenho que dizer tudo logo de uma vez! Não enrola, Namjoon!

"Bom... Você sabe que a gente se conhece faz muito tempo, uns 5, 6 anos né?"

"Sei...?"

"Bom, então... Eu meio que comecei a gostar de você faz um ano..."

Eu estava olhando pras minhas mãos e me recusei a olhar pra Anna, mas mesmo assim, eu sabia que ela provavelmente estava chocada, eu a conheço muito bem.

"N-Namjoon..."

Ganhei coragem e olhei pra ela. "Anna, você me conhece, você sabe como eu sou! Todo sorridente e brincalhão mas você me deixa tímido, sem coragem. Eu nunca me senti assim antes, sabia!? Eu tô... Eu tô perdido. Perdidamente apaixonado por você. Desde que te conheci na escola que você me deixava meio perdido, mas quando percebi que realmente estava gostando de você... Aí eu perdi a coragem de te falar isso."

Ficamos uns segundos em silêncio, esse silêncio que parecia nunca ter um fim. Ela me olhava como se não soubesse o que falar, ela estava chocada mas estava corando também. Eu também estava corando, mesmo que pouco, eu tinha certeza.

Um tempo depois, ela riu fraco e coçou a testa - um tique nervoso dela que eu já conhecia muito bem.

"Namjoon... Eu não estava mesmo à espera disso, sabe?" Ela riu baixinho. "Sabe eu... Meio que gosto de você faz um tempão. Mesmo antes de a gente ter andado na mesma classe, eu já gostava de você antes disso, quando você ainda andava na outra classe. Assim que você foi pra minha classe... Eu chorei tanto de felicidade, até passei mal, sabia!?" Ela riu fraquinho e limpou algumas lágrimas que escorreram pela sua linda cara.

Ela olhou pra mim durante uns segundos e depois sorriu grande. "Eu costumava pedir para Jimin e Jungkook vários conselhos de como fazer você gostar de mim. Eles me ajudaram bastante... Mas, mesmo que eu nunca tenha desistido de tentar fazer com que você gostasse de mim, eu realmente nunca pensei que conseguisse."

Sorri todo apaixonado. "Anna, você não fez nada de especial mesmo. Bastou ser você. A sua voz é linda, sua aparência, sua coragem, suas manias, tudo, tudo mesmo é lindo. Você é linda, maravilhosa, demasiado perfeita pra mim até." Ri fraco. "Eu gosto muito de você, Anna. Muito mesmo."

Ela sorriu. "Eu também Namjoon. Muito mesmo, você nem imagina o quanto."

"Imagino sim. Tenho certeza que você gosta tanto de mim quanto eu gosto de você."



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...