História Bughead - My Angel - Capítulo 42


Escrita por:

Postado
Categorias Riverdale
Personagens Antoinette "Toni" Topaz, Archibald "Archie" Andrews, Cheryl Blossom, Elizabeth "Betty" Cooper, Forsythe Pendleton "Jughead" Jones III, Kevin Keller, Personagens Originais, Polly Cooper, Veronica "Ronnie" Lodge
Tags Bughead, Riverdale
Visualizações 106
Palavras 263
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


tá chegando o final cof cof

Capítulo 42 - Você?


* Jughead on * 

Estava tudo tão perfeito, eu e Betty estávamos bem e já tínhamos achado um apartamento para morarmos quando formos pra faculdade.

Estava sem nada para fazer então resolvi ir até a casa da Betty  fazer uma surpresa para ela.

Então, me arrumo e saio a caminho da casa Betty. Chegando lá como eu não dou normal resolvi pegar uma escada e subir até a janela do quarto nela, bato no vidro da janela e ela vem abrir com um sorriso no rosto:

- eaí Julieta - falo enquanto ela abre espaço para mim passar

- você tá maluco? existi porta sabia? - ela diz voltando ao o que ela estava fazendo

- eu sou do contra - vou na direção dela ponho as mãos nos seus ombros e dou um beijo na sua bochecha - mas o que a senhorita está fazendo ?

- arrumando minha mala, a gente vai embora daqui uma semana - ela fala como se fosse óbvio 

- você não quer ir no nosso lugar pela última vez? - pergunto virando seu rosto

- claro que eu quero - ela levanta em um pulo

- então, vamos - falo indo em direção da porta

Ela assentiu com a cabeça, desceu as escadas junto comigo, deixou um bilhete para mãe, demos partida e chegando lá:

- é tão bom ficar aqui longe de todo caos - ela fala enquanto está abraçada a mim.

- é aí que você se engana mocinha - uma voz masculina atrás de nós fala, escutamos o barulho do mesmo recarregando uma arma e quando nos viramos era quem a gente menos esperava



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...