História Bughead: Onde tudo começou - Capítulo 22


Escrita por:


Notas do Autor


Capitulo novo!! Demorou um pouco mais do que eu queria mas ta ai! Kkkkkk
Boa leitura. Espero que gostem!

Sinopse: Em seus últimos minutos, Betty, Sweet Pea, e Jughead planejam o resgate de FP, mas um serpente se pergunta porque deveria ajudar.

Capítulo 22 - Novo membro


Fanfic / Fanfiction Bughead: Onde tudo começou - Capítulo 22 - Novo membro

~White Wyrm, 15 minutos para 1hr de Betty~

Sweet Pea: “- Okay, repassando o plano. Betty, você volta para o Cativeiro e tenta convencer Malachai, vulgo Charles, que ele é mesmo o irmão de vocês, mesmo que não tenhamos certeza absoluta vai nos ganhar tempo, que é exatamente o quê precisamos. Jughead, você e eu montamos um time com os melhores serpentes disponíveis, não podemos ser descuidados, é possível que eles estejam em muito maior número pelo que Betty nos falou. Precisamos de uma distração grande... algo que retire o maior número de canibais possíveis do local. Só ai nós podemos entrar e retirar FP e Betty de lá. E se algo der errado... apelamos pro elemento surpresa.”

Betty: “- Parece bom pra mim, já que opções diferentes não estão viáveis no momento. Tudo o quê eu deveria ter feito aqui era entregar esse celular pra vocês e me despedir de Jughead, então EM HIPÓTESE NENHUMA sigam aquele carro. É importante que os Canibais pensem que vocês sabem só o quê eles querem que vocês saibam. Esperem pela ligação deles, assim que eles ligarem, podem ir até lá. E se eu não estiver viva... Saíam de lá o mais rápido possível.”

Jughead: “- Isso tem que dar certo... todos os Serpentes a favor?”

O voto foi unânime, todos ali levantaram a mão fazendo o símbolo de presas serpente.

TallBoy: “- E nos vamos ajudá-la, mesmo ela não sendo uma de nós?” diz se referindo a Betty em um tom um tanto grosseiro.

Sweet Pea: “- Ela já fez muito mais por nós do que muitos dentro desse bar, ela pode não ser um membro oficial, mas já provou ser leal a nós.” Falou saindo em defesa de Betty.

TallBoy: “- É, mas...” ele é interrompido por Jug.

Jughead: “- Se isso te incomoda tanto, por que não oficializamos de uma vez?”

Betty: “- Você tem certeza disso Jug?” ela parecia surpresa.

Jughead: “- Você já tá praticamente dentro... não tem mais volta agora...”

Betty passa pelo último teste serpente, pegar a faca no ninho da cobra. “-Então foi aí que Jug conseguiu aquela picada...”. Quando estava quase tirando a mão do aquário onde o ninho ficava a Cobra acaba picando sua mão.

Betty: “- AAI!! MERDA!” Exclama alto, tirando a mão do aquário rápido.

Jughead vai correndo até ela pegando um gelo e colocando no ferimento. Sweet Pea pega uma jaqueta Serpente e entrega à Betty.

Sweet Pea: “- Agora, as leis... são seis, memorize! Se desobedecer uma delas está fora!” Fala autoritário.

                              * * *

1°-Um serpente nunca é covarde/Nenhum serpente fica sozinho.

2°-Se um serpente morre ou é preso a família terá assistência.

3°- Um serpente nunca esconde sua pele.

4°-Nenhum serpente é deixado pra morrer.

5°-Um serpente nunca trai os seus.

6°-A união faz a força.

                             * * *

Sweet Pea: “- Depois que tudo isso acabar faremos sua tatuagem. Você também Jones, vem dando desculpas por muito tempo já!” Diz orgulhoso.

Betty: “- Posso ficar a sós com Jug um momento?” Pede e todos assentem e se afastam.

Jughead: “- Eu não gosto disso... definitivamente não gosto disso... mas devido as circunstâncias. Não tinha escolha, e só pra constar, eu ainda estou bravo por você ter escondido de mim que estava ajudando os Serpentes.”

Betty: “- Você surtou quando eu mencionei a ideia de entrar, o que mais eu poderia fazer?”

Jughead: “- Quem sabe ficar fora disso?”

Betty: “- Já chega, eu não pedi um momento a sós com você pra brigar... eu tenho mais 4 minutos antes de...” Jug a interrompe lhe abraçando apertado.

Jughead: “- Me desculpe... Você tem razão... e também é um legado, quer eu queira ou não...” Ele dá um beijo suave da testa dela.

Betty: “- Me desculpa também... por não ter te dito antes, sem mais segredos?”

Jughead: “- Sem mais segredos...”

Betty: “- Eu só queria ter mais alguns minutos... com você, só nós dois, Jug... eu tô com medo... Se alguma coisa acontecer comigo, por favor... tem que prometer que vai cuidar da minha mãe... ela já perdeu muito, eu não consigo imaginar como vai ser pra ela se me perder.” Ela desfaz o abraço e põe as mãos nos ombros de Jug olhando no fundo dos seus olhos praticamente suplicando.

Jughead: “- Betty... Nada vai acontecer com você... Eu não vou deixar nada acontecer com você, porque... porque eu te amo, Elizabeth Cooper. Eu te amo.”

Os olhos de Betty brilhavam mais que as estrelas lá fora, demorou algumas frações de segundos para processar o que escutara, mas ela gostara do que ouvira. Porém antes que pudesse dizer de volta com todo o seu coração que também o amava mais que tudo, a porta do bar é arrombada subitamente com chute forte. Os Serpentes sacam seus canivetes de imediato.

Canibais: “- Hora de ir princesa! Acabou seu tempo de se despedir.”

Um deles sorria cinicamente enquanto o outro puxava Betty para fora do Bar, os dois precisaram agarra-la pois ela se debatia e os xingava muito.

“-Se derem mais um passo ela morre antes de chegar no cativeiro!” disseram quando Serpentes e principalmente Jughead ameaçaram ir pra cima.

~Covil Canibal, 1h30 depois.~

Malachai: “- Aah finalmente chegaram... pronta pra embarcar pro além Cooper?”

Betty: “- Um local mais agradável que esse eu suponho. Mas antes de me matar, posso ter uma palavrinha com você antes?” diz e ao perceber que Penny se mostrara curiosa completou “- A sós?”.

Malachai: “- Não é bem o tipo de último desejo que eu costumo receber, mas já que o quê você deseja é o prazer da minha companhia eu não ousaria negar, não é mesmo?” fazendo uma reverência sarcástica.

Ele leva Betty até o porão da casa onde FP se encontrava caído no chão, ainda parecia fraco demais para levantar sem ajuda.

“- O moribundo pode escutar?” ele fala.

Betty: “- Pode sim, na verdade... ele faz parte do que eu quero te falar.”

Malachai: “- Tá certo...”

Betty: “- Tá... como que eu vou dizer isso...”

Malachai: “- Fala logo garota! Eu tenho mais gente pra matar.”

Betty: “- Então kkkkk isso chega a ser engraçado de tão absurdo mas... Eu sou sua irmã.” Ela ria, mas de nervosismo.

Malachai: “- É... tá bom!” sacando a arma da cintura e apontando a arma para cabeça de dela e engatilhando.

Betty: “- Espera, espera, espera... Eu não tenho como provar... mas aqui vão alguns fatos que eu sei sobre você... quando era pequeno você foi adotado pelos Peabody... antes disso passou por duas outras famílias que não deram certo, nessas duas vezes você voltou pro convento onde nasceu, Irmãs da Serena Misericórdia... Um tempo depois que os Peabody te adotaram vocês foram embora da cidade... Pra Greendale... Estou certa?” diz com as mãos pra cima e a arma apontada para sua cabeça.

Malachai: “- Ok, você tem minha atenção, Cooper.” Diz abaixando a arma, Betty suspira longamente aliviada.

Betty: “- Ok, ok... respira...” falava pra si mesma, tentando manter a calma. “-Mais ou menos um mês atrás, minha mãe me contou que quando ela tinha 16 anos ela engravidou, mas como ela não tinha condições de criar ela entregou pra aquele convento.”

Malachai: “- Sua mãe tinha merda na cabeça né? Você não tem noção do que acontece lá dentro... largar um bebê lá assim, já não gosto da sua mãe não Betty.”

Betty: “- Eu te juro... ela não sabia o quê acontecia lá, e nem iria saber se eu não tivesse começado a investigar pra te procurar... Eu, junto com Jughead Jones meu namorado, fomos até lá, mas não podíamos pegar os arquivos, somente você, ou minha mãe poderia, mas até então ela não sabia que eu estava investigando. Eu precisava te achar... então convenci ele a invadir o convento comigo a noite.”

Malachai: “- Kkkkkk agora eu sei de onde veio a minha tendência em fazer merda.”

Betty: “- Até então eu não sabia o que realmente acontecia lá, e se soubesse, eu não teria invadido... estávamos quase na sala da Irmã Woodhouse quando fomos pegos, torturados, e perseguidos, MAS, conseguimos o arquivo... eu li e reli tudo o que aconteceu com você... e eu sinto muito, e sem ofensa, eu até consigo entender o porque de você ser assim.”

Malachai: “- Assim como? Psicopata? Assassino? Sem escrúpulos? Líder de uma gangue que comanda a distribuição de drogas no lado sul?”

Betty: “- Primeiro de tudo, você não comanda.”

Malachai: “- Como é que é?”

Betty: “- Exatamente o quê você ouviu, eu sei que quem está por trás dos Canibais é Hiram Lodge, e também sei que as drogas que ele fornece a vocês, ele testa primeiro nos internos do Convento.”

Malachai: “- Você sabe muito pra uma adolescente maninha. Mas não me convenceu muito com essa história, sabe como é, infância problemática gera problemas de confiança. E também, você entendeu algumas coisas erradas com a minha relação com os Lodges.”

Betty: “- Charles... esse é o nome que minha mãe te deu.”

Malachai: “- Supondo que toda essa historinha seja verdade, onde tá meu pai biológico nessa história?” Betty olha para FP. “- Nãão kkkkkk nem fudendo! Kkkkkkk só pode ser karma.” Ele completa.

Betty: “- Ele e minha mãe tiveram um caso na adolescência e quando ela engravidou, ele não soube de nada, ela contou tudo pra ele recentemente, e isso... digamos que reaproximou eles.”

Enquanto Betty continuava puxar assunto com Malachai em busca de tempo, Penny usava o celular pra atrair os Serpentes, a essa altura imaginou que o irmão já havia matado Betty e FP a muito tempo, a gangue rival estava a caminho em questão de minutos chegariam lá.

~Alguns minutos depois, Greendale, Floresta Fox~

Jughead, Sweet Pea e mais 10 Serpentes chegam em frente a casa, todos em suas respectivas motos.

Jughead: “- Parece a casa que eu vi na reportagem...” desligando a moto.

Sweet Pea: “- Tá muito quieto aqui... Fangs! Joaquin! Vocês sabem o quê fazer.”

Os dois ligam as motos novamente, dão a volta e vão em direção da casa, um em cada lado.

Jughead: “- Acho que estão esperando alguma coisa...” descendo da moto e se aproximando mais da casa.

De repente as janelas se abrem, todas ao mesmo tempo, vários Canibais apontam os arco e flechas para Jughead.

“- Eu vim aqui pra negociar... Eu só quero os meus Serpentes de volta... vocês podem continuar a vender drogas no lado sul, nós não iremos mais interferir.” Ele diz com as mãos pro alto em sinal de rendição.

Penny: “- E por que deveríamos acreditar na sua palavra garoto?” diz saindo pela porta da frente e fazendo sinal para os canibais não atirarem.

Jughead: “- Você conhece as leis serpentes Penny, conviveu com a gente. Estão em posse do meu pai, e da minha namorada, se não cumprirmos o acordo sabe onde nos encontrar e quem são as pessoas mais importantes pra mim. Eu não tenho motivos pra não honrar o acordo, se chegarmos a um.”

Penny: “- Aah, seria interessante. Uma pena que tenha chegado tarde demais kkkkkk a essa altura Malachai já empacotou seus dois preciosos prêmios para o inferno.”

Jughead sente o medo tomar conta dele novamente, Sweet Pea desce de sua moto e se aproxima.

Sweet Pea: “- Você tem que ser uma vadia muito estúpida Penny, dizer que matou as únicas pessoas que tão mantendo vocês vivos!”

Jughead: “- Se não teremos o que viemos aqui pegar, não há motivo pra deixar vocês vivos.” Deixando todo o ódio que nem ele sabia que havia dentro dele tomar conta. Mas no fundo ainda sentia uma ponta de esperança que Betty e seu pai estivessem vivos. Penny recua alguns passos a perceber a movimentação dos motoqueiros.

Sweet Pea: “- SERPENTES! HORA DO SHOW.” Pega um walk talk e continua. “- Fangs, Joaquin! AGORA!”

Varias pequenas explosões são ouvidas dos fundos da casa, barulhentas o suficiente pra fazer a estrutura tremer, a grande distração estava feita, agora precisavam que o resto do plano funcionasse. Se Betty tivesse conseguido, ela e FP ainda estavam vivos. Era possível perceber o fogo se alastrando rapidamente pela parte de trás.

Penny: “- PIVETES FILHOS DA PUTA! O quê estão esperando inúteis? ATIREM NESSES MERDAS.”

                     ~Fim do Capítulo~


Notas Finais


Esse capítulo ia ser muuuito maior kkkkk mas resolvi dividir em dois pra não ficar muito grande, prometo postar o próximo logo!
Não esqueçam de comentar e favoritar! O próximo promete!!

Bjo bjo ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...