História Bughead -True love - Capítulo 46


Escrita por:

Postado
Categorias Riverdale
Personagens Alice Cooper, Antoinette "Toni" Topaz, Archibald "Archie" Andrews, Cheryl Blossom, Elizabeth "Betty" Cooper, Forsythe Pendleton "FP" Jones II, Forsythe Pendleton "Jughead" Jones III, Hal Cooper, Jason Blossom, Polly Cooper
Tags Bughead, Choni, Riverdale, Varchie
Visualizações 112
Palavras 1.341
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Romance e Novela, Suspense

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 46 - Ele se foi


       • Jughead on •

 

     Betty estava agindo de forma diferente ultimamente, como se estivesse escondendo alguma coisa... Eu não pergunto nada, pois talvez ela não queira compartilhar. Mas... O que será que é tão importante para ela não mencionar?

      Faz dois dias desde que descobrimos que Tallboy poderia atacar o North Side a qualquer momento. Muitos serpentes se uniram à nós, como: Tom Keller, seu filho Kevin, Maggie Johnson, entre outros. Eu me desperto dos pensamentos quando escuto a campainha tocar desesperadamente, então vou correndo até lá.

       - Kevin? O que faz aqui? - eu pergunto nervoso.

        - Tallboy! ELE ESTÁ VINDO JUNTO COM O EXÉRCITO DELE! ELES ESTÃO ATACANDO O HOSPITAL!

         - Caramba! Precisamos unir o pessoal! - eu falo apavorado - BETTY! VAMOS EMBORA! 

         - O que foi Jug? - ela fala em algum cômodo longe.

         - Tallboy já está atacando a cidade! 

         - Que merd*! - ela fala vindo pra onde eu e Kevin estávamos.

          - Ele está atacando o hospital agora. - Kevin fala meio nervoso.

         - Que merd* de novo! SweetPea está lá! - Betty fala me olhando apreensiva, até que a ficha cai: Meu primo estava correndo perigo. Ele já tinha acordado do coma e já estava se comunicando normalmente. Ele até que aceitou bem o fato dele estar sem os movimentos das pernas, mas mesmo assim podemos perceber que ele ficou abalado com a notícia.

        - Precisamos ir lá agora! - eu falo já pegando meu celular para ligar para Alice - Senhora Cooper? Sou eu Jug! Tallboy está atacando a cidade, agora já está no hospital. Preciso da sua ajuda para reunir o povo. Eles estão coma gente.

          Nós pegamos o carro e fomos raiva rapidamente para o hospital. Eu suava frio... Tudo que podia dar errado estava acontecendo e eu não sabia o que fazer! Se não conseguirmos combater o exército de Tallboy, o North Side vai ser tomado e muita tragédia vai acontecer. Meu coração estava acelerado e eu só pensava: Que diabos vamos fazer? Graças a Deus eu não fiquei por muito tempo sem resposta, pois quando chegamos no hospital, vimos uma multidão. Eles estavam segurando tacos de beisebol, tochas, espingardas, entre tantas outras coisas que poderiam ser usadas como arma... Tudo para vencer Tallboy. Minha gente, essa era Riverdale se unindo para um bem maior! 

       - Betty, Kevin,- eu começo a falar - tentem descobrir onde Tallboy está enquanto eu pego o SweetPea. 

        - Boa sorte, Jug. - ela fala me dando um beijo. Não. Não era de despedida. Sabíamos que iríamos nos encontrar novamente.

        - Boa sorte também. Cuide dela Kevin.

        Eu saio de perto dos dois e vou me enfiando entre a multidão, tentando chegar dentro do hospital. Eu vou seguindo as salas até chegar na de SweetPea... Mas ele não estava lá. Havia outra pessoa.

 

    • Betty on •

 

     - Vamos Kevin! Rápido! 

     - Para onde vamos primeiro?

     - Tallboy com certeza não está aqui... 

     - Pelo menos não nesta multidão.

      - Deixa eu ligar para a V e o Archie, eles podem ajudar.

       - Alô?B? 

       - Sim. Vocês estão sabendo o que está acontecendo? 

       - Óbvio, só se fala disso. Está um caos por todo lugar.

        - Onde vocês estão? 

        - Indo pro hospital. Sei que você e o Jug devem estar aí.

        - Jug foi resgatar o SweetPea e eu e o Kevin estamos procurando Tallboy.

        - Mas isso é perigoso! Se vocês o encontrarem o que vão fazer? 

        - Não sei... Mas ele precisa ser detido agora, antes que seja tarde demais.

        - Eu e o Archie estamos perto de um ponto de ônibus com uma placa verde. 

        - Estamos indo aí. Beijos.

   

        - E aí? -Kevin pergunta.

       - Eles já estavam vindo para cá.

        - Estão vamos encontrá-los! 

        - Calma! - Eu falo encarando uma mulher que estava no meio da multidão.

        - O que foi? 

         - Minha mãe está aqui! Preciso falar com ela! 

         - Me fala onde Veronica e Archie estão que  eu os procuro.

         - Perto de um ponto de ônibus com uma placa verde.

        - Tá. Vai falar com sua mãe.

          Eu vou me enfiando na multidão com muita dificuldade. Muitos aliados de Tallboy tinham se entregado pois viram que não conseguiriam ganhar do povo... mas onde estava o líder do bando? 

        - Mãe? - Eu falo para a mulher.

        - Betty? Filha! Fiquei tão preocupada! - ela fala me abraçando fortemente.

        - Eu estou bem.

        - Tom foi tentar ajudar a dispersar os aliados de Tallboy, Snakes. Eles se intitulam assim.

       - Que cópia descarada dos serpentes. Nem para colocar um nome mais criativo!

       - Agora é hora de pensar nisso?

       - Não sei o que fazer! Temos que achar Tallboy, mas onde ele está? 

        - Oi, Veronica, Archie, Keller. - minha mãe fala e vejo que eles já tinham chegado.

        - Oi senhora Cooper. - Veronica fala de forma serena. - O que vamos fazer? 

        - Precisamos achar Tallboy. Alguma ideia de onde ele esteja, mãe?

        - Aquela não é sua prima? - ela fala apontando para uma menina ruiva acompanhada de Toni. Ela estava com um arco e flecha na mão, ajudando a derrotar os Snakes.

       - Sim, mãe!

       - Toda a Riverdale está aqui, meu bom Deus! - ela fala meio assustada.

        - CHERYL! TONI! - V grita e as duas viram a cabeça e vem até nós.

        - Que bom que vocês estão aqui! - Cheryl diz me abraçando. Não sei como ela conseguia se manter forte depois de toda a confusão que está acontecendo em sua vida.

         - Meu pai é um serpente e ouviu falar que Tallboy está aqui perto. Não sei aonde. - Toni fala.

         - Acho melhor nos separarmos para acharmos-o mais rápido.

         -  Betty... Aquele não é o primo do Jug? SweetPea? - Kevin fala apontando para um rapaz com cadeira de rodas sendo empurrado por outra pessoa, que não consegui reconhecer.

        - É sim! Jug deve estar com eles! - eu digo e vou correndo até ele... Mas, não era Jug que o estava empurrando.

        - Betty? - ele fala me olhando atordoado - O que você está fazendo aqui?

        - Quem é esse? - Kevin pergunta para o garoto que estava empurrando SweetPea.

       - Fangs. 

        - Cadê o Jug? - Pergunto aflita e de repente parece que a ficha cai nos outros. Se Jug não estava com SweetPea, onde ele estava? 

        - Não sei. Não o vi.

        - Como não? Ele foi te ajudar.

        - Desculpa, Betty, mas ele não foi.

         - CARAMBA! O QUE ACONTECEU COM ELE? 

        - Calma, Betty. - Archie fala me puxando pra um abraço - Ele deve estar bem.

        - Não, Archie. Sinto que não.

        De repente, um estrondo, um barulho de um tiro assusta a todos do local. O tiro veio do local onde é a sala de SweetPea. Eu arregalo meus olhos e percebo que os outros também ficaram apavorados. Todos trocaram olhares assustados. 

        - Não, não pode ser! - eu falo chorando desesperadamente - ERA O JUG! ELE ESTAVA LÁ! POR QUÊ? Não! Ele simplesmente não pode ter morrido.

         Meu rosto estava quente devido às lágrimas. Eu nem tive tempo de dizer adeus. Adeus à pessoa que eu mais amava. Adeus ao meu amor. Adeus ao Jughead Jones. Nem tive como trocar um último olhar com ele, lembrar de seu rosto, seu toque, seu cheiro. Tudo. Eu só queria estar no lugar do Jug naquele momento. Era mais fácil morrer do que conviver com a morte dele. Uma dor imensa me atingiu no peito, como se meu corpo estivesse se despedaçando. Uma parte de mim se separando. Eu só queria voltar no tempo, quando eu ainda tinha o calor de Jug para me envolver. Mas isso não é possível... Nunca mais o verei. Nunca mais poderei o beijar como no nosso primeiro beijo, quando ele me resgatou. Nunca mais poderei abraçá-lo, como quando ele me pediu em namoro. Nunca mais poderei sentir seu toque, como quando nós tivemos nossa primeira vez. Nunca mais. Jughead se foi. Para sempre.


Notas Finais


Aaaaaaaa meu Jug 😰 Será que ele morreu? Espero que estejam gostando e muuuuito obrigada pelos 10k de leituras, vocês não tem noção de como eu amo vocês!

Love you, Duda


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...