História Bullet Heart - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Park Jimin (Jimin)
Tags Jikook, Jimin!bottom, Jimin!nerd, Jiminnãoétrouxa, Jkmafia, Jkvaiterquesambar, Jungkook!top, Kookmin
Visualizações 14
Palavras 1.143
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drama (Tragédia), Festa, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Fugir do pai


 

O despertador tocou exatamente as 5 da manhã, bufou ainda de olhos fechados e jogou o cobertor para fora do corpo, era o último dia de aula, estaria se formando no ensino médio e finalmente poderia investir na carreira de bailarino.

Recolheu a calça de cor clara junto da blusa preta que estavam dobradas na cadeira da mesinha de estudos, agradecendo sua avó mentalmente, era sempre poupado de procurar roupas para o colégio, caso contrário, chegaria atrasado para a aula.

O tempo estava no nublado e caiam finas gotas de chuva, o loiro escondeu as mãos pequenas nos bolsos do moletom e tremeu quando o ar frio das árvores bateu na pele exposta de seu pescoço.

Seguiu o caminho para a escola sentindo o corpo tremer, a rua estava fazia mas podia escutar o som do baile que ainda acontecia. Era sempre assim.

-Ora, ora, parece que o fugitivo finalmente apareceu...-a voz grossa soou baixa atrás de si. Jimin virou rapidamente encontrando olhos negros, então desceu os olhos para sua roupa, seu ombro tinha um fuzil e em sua cintura, uma pistola, sua coxa estava rodeado com diversas facas afiadas que cortariam sua pele só de encostar.

-O que você quer, Jungkook? Eu já disse para não falar comigo publicamente! Ontem quase que você me ferra com a momo- Jungkook riu debochado vendo a irritação do baixinho loiro.

-Se você não fugisse de mim, talvez eu não me aproximaria como fiz!

-Olha, eu tenho que ir agora, é meu último dia de aula, tenho uma prova importante.

-como você está? Tem sentindo enjoos? - O moreno se aproximou preocupado. Jimin negou se afastando.

-Não vamos falar disso...por favor.

-Eu quero saber, Jimin! É o meu filho, sei que você não gosta disso, me odeia e não quer isso para você, mas aconteceu, não posso mudar o passado e me impedir de me apaixonar por você! -Jimin cruzou os braços se protegendo do frio, suas bochechas estavam rosadas e suas bochechas ficaram molhadas pelas lagrimas. Jungkook odiava ver aquele céu inundado.

-Está tudo bem, e eu...eu não queria isso para mim, mas aconteceu, sei que vai me atrasar, mas eu não me arrependo, pare de fiar pensando essas coisas! -Jungkook segurou seu braço quando se afastou.- para com isso! Eu não quero repetir os mesmos passos que minha mãe, sua família é uma doença para a minha, no final, um Park morre amando um Jeon, eu já vi isso acontecer, assim como você.

-Meu tio errou com sua mãe, isso não significa que vou errar com você, por favor, vamos ter um filho, Jimin, você não entende que isso muda tudo?

-Eu não consigo entender meu amor por você...-Jimin sussurrou se afastando de Jungkook com o olhar triste, sem se despedir, seguiu o caminho para a escola, dessa vez, não sendo interrompido pelo mais velho.

-Espero que todos tenham se saído bem, os resultados chegarão daqui duas semanas junto da carta de faculdade, não fiquem ansiosos, relaxem, vocês terão muito tempo para o futuro. O que eu quero dizer hoje, é que não se matem de estudar, aproveitem na mesma intensidade...-o professor chorava orgulhoso das próprias palavras. Sabia que todos ali conseguiriam passar no exame final e isso o deixaria orgulhoso, era sua melhor turma. -Boa sorte a todos. -Os alunos gritaram batendo palmas em animação. Jimin sorria aliviado, estava livre de tudo aquilo.

O loiro pegou a mochila e seguiu para fora do colégio, só queria se jogar na cama e adormecer. Olhou a barriga e acariciou sorrindo apaixonado.

-Deve estar quentinho aí dentro, né? Vamos para casa.

 A casa estava vazia. Jimin suspirou indo direto para o quarto, subia as escadas sentindo o corpo doer de cansaço, quando abriu a porta preta, seu corpo foi jogado na parede com força.

-Droga Jungkook! - Exclamou sentindo o cheiro forte do homem.

-Desculpa gracinha -Jeon roçava na bunda avantajada do loiro que inconscientemente empinava em sua direção.

-O que você está fazendo aqui? Como entrou? - Se soltou do aperto forte respirando fundo acalmando seus pensamentos insanos.

-Do mesmo jeito de sempre.- deu de ombros.

-Babaca.- o loiro entrou no quarto tirando a roupa, ignorando Jungkook, se deitou na cama apenas de cueca.- vou marcar a ultrassom, já vai completar quatro meses.

-Posso ir? - O moreno sorriu animado.

-Seria muito bom você aparecer na clínica, o que aconteceria se todos vissem jeon Jungkook, dono de várias favelas em um hospital e todo armado? - Jungkook ignorou o deboche do outro e se aproximou do corpo, deitando com Jimin.

-Você só me maltrata...

-Deveria estar acostumado. -Jungkook rolou para cima do corpo menor.

-Tira sua cueca pra mim.

-Eu não...seu idiota, eu não sou suas piranhas, Jungkook! Se quer fuder alguém, vá atrás de suas vadiazinhas.-Jimin levantou da cama raivoso e Jungkook riu.

-Mas que boquinha suja, meu bem. Alguns meses atrás  você só falava assim me pedindo pra meter om força.

-Vai se fuder, seu idiota- O loiro empurrou o maior que caiu da ama. Saiu do quarto pisando forte, pegou o copo de vidro que continha água e bebeu xingando o Jeon. Seu corpo foi imprensado na mesa grande.

-Eu estou louco para foder você, Jimin, não venha dar uma de espertinho pra cima de mim!

-Me solta!

Jungkook desceu as mãos pelo corpo de Jimin, suas coxas pálidas e fortes o deixavam desnorteado. Jimin suspirou quando o moreno forçou o volume em sua bunda, ignorando seus pensamentos e ódio pelo moreno, o loiro adentrou a boca do outro movendo a língua na cavidade molhada. Com certa necessidade, Jungkook rasgou a cueca do loiro, que quando se viu livre da peça, escalou o corpo maior. As línguas se moviam tão rápido quanto a fricção dos pênis, os deixando mais duros. Se Jungkook amavam algo, era meter na bunda de Jimin, ouvir ele o implorando por seu corpo.

-Jungkook...-o moreno molhou dois dedos de saliva e meteu em Jimin que gritou assustado pelo ato repentino.

Jungkook tirou a roupa com pressa, seu pau latejava querendo alivio. Segurou o membro o posicionando na entrada de Jimin, antes que o penetrasse, colocou o corpo delicado com cuidado na mesa. Assim, se permitiu deslizar para dentro do anu apertadinho.

-Por que está indo nesse cuidado todo?

-Não quero machucar nosso filho, mas se quiser, posso arrebentar esse cuzinho guloso, hum?

O Park sentiu as bochechas corarem. Jungkook sorriu quando o outro virou o rosto constrangido, em um movimento rápido, começou a entrar e sair de Jimin com força, seus dentes foram para a pele do ombro, mordendo. A cada estocada, Jimin abria mais as pernas em busca de mais prazer, sentiu o pescoço ser apertado, aumentado seu prazer. Estava tão perto. Contraindo a entrada molhada, Jimin gozou deixando Jungkook alcançar seu próprio limite. Gemendo rouco, o Jeon gozou no buraquinho que se contraia.

-Imbecil...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...